ANTROPOSSOCIOLOGIA DA
ÁGUA
SEDE ZERO
1 – ILHAS PALAWAN – O Último refúgio
2- NAURU – O Planeta Ilha
3- A Miragem do Mar
4 – AMAZÔNIA – Legado de um mundo perdido
5 – INDONÉSIA – Os pomares do diábo
6 – Sumatra – O coração do mar
7 – O danúbio Azul
8 – Mekong – A Dádiva da Água
9 – Tempestade de neve na selva
10 – Vietnã e Cambodja – Crianças de arroz e de armas
SEDE ZERO
Ilhas Palawan
Morada dos temporais e tormentas, Palawan, a maior ilha
das 7000 ilhas das Filipinas, no oceano Pacífico, tem uma
costa singular e impressionante.
É formada por rochedos de corais e pedras que começam a
se desfazer pelo efeito das marés e intempéries formando imensas
cavernas por onde o mar vai entrando. Aí vivem milhares de pássaros
e morcegos.
Mas é no fundo do mar que se escondem os mais belos peixes do mundo,
capturados para decorar aquários.
A população de Palawan é responsável por 30% de toda a pesca filipina.
E abandonou os meios tradicionais de captura pela pesca com dinamite,
que destrói os recifes e deixa os peixes mortos no fundo do mar.
Somente nas águas mais profundas sobrevivem os peixes coloridos
em meio a recifes de formas tão diversas quanto das espécies que
os procuram como refúgio.
Nauru – O planeta-ilha
Durante os últimos 100 anos, o fosfato foi a principal riqueza
da ilha de Nauru, no oceano Pacífico. As florestas foram derrubadas
para a exploração do solo e o país viveu uma época de prosperidade.
Os 8000 nativos arrendaram suas terras e passaram a viver do lucro,
sem plantar ou criar novas opções de trabalho. Assim toda a
alimentação é importada. Os carrões contornam a ilha pela única
entrada existente. Mas as reservas de fosfato estão se esgotando
e o fantasma da pobreza assusta os nauruanos. A esperança é reconstruir
a ilha com terras novas vindas de outros lugares e voltar a plantar.
Nauru está a 6000 quilômetros da Austrália.
O projeto é um sonho, mas se der certo poderá ajudar na
Recuperação do mar de Nauru, transformado pelo
Efeito Estufa.
A Miragem do Mar
Nesse vídeo, o oceanógrafo Jacques Cousteau traça um panorama
geral dos oceanos do planeta, mostrando sua beleza natural,
suas riquezas e tragédias. Será o mar uma fonte inesgotável de alimento
para o homem?
O que todos nós tememos que a resposta seja negativa.
Acredita-se que a enorme multidão de seres vivos que compõem
o maravilhoso mundo marítimo está ameaçada.
A cada ano, mais espécies desaparecem pela mão do homem,
que transformou a pesca em um negócio extremamente rentável.
Outro tipo de devastação é provocado por acidentes com navios
que carregam petróleo., responsáveis pela destruição das zonas
Costeiras outrora belas e férteis.
Mesmo assim, o mar resiste, encantando os que se aproximam de suas
Surpreendentes formas de vida, sua incrível flora, ou a imensidão do seu
Deserto Azul.
Amazônia – Legado de um mundo perdido
Neste vídeo, vamos desvendar os mistérios de um mundo
que resiste ao tempo, com trechos intocados pelo gênero humano
E espécies não encontradas em nenhum outro lugar do planeta.
A selva abriga animais raros: o peixe-boi, um mamífero gigante que
Se alimenta de plantas aquáticas; o bicho-preguiça de três dedos,
que dorme 16 horas por dia; e o tapir do Amazonas, inofensivo
apesar de sua aparência assustadora.
Esse mundo, porém, pode estar perdido. Veremos a ação predadora
dos caçadores, que matam animais como as jaguatiricas, os jacarés,
as cobras e as tartarugas.
Mas ainda há tempo de salvar esse mundo e devolvê-lo aos
Índios, que conhecem melhor do que qualquer
Ser Civilizado.
Indonésia – Os pomares do Diabo
O encontro entre o fogo e a água traz a morte, mas também espalha
vida. Neste vídeo vemos as contradições de um país assolado pela
tragédia, mas rico em beleza marítima. Com mais de 13600
Ilhas, o arquipélago da Indonésia, no sudeste da Ásia, abriga
a fúria de centenas de vulcões – pelo menos setenta deles ativos.
É possível provar o gosto do inferno ao visitar, de helicóptero,
o topo dos vulcões fumegantes. Depois, volta-se ao paraíso.
Mergulhando, encontra-se uma riqueza marítima que sobrevive a
devastação: arraias, enguias, esponjas, corais, e peixes ornamentais
habitam um cenário de jardins de pedras e cascatas
intermináveis desenhadas pela lava.
Em terra, a surpresa é a salamandra, um carnívoro de 135 quilos
coberto por escamas.
Sumatra – O coração do Mar
A partir de um sobrevoo de helicóptero, vamos nos surpreender
Com uma ilha em formato pouco comum:
Coração.
Assim começa esse documentário Sumatra, o Coração do Mar,
Uma jornada por um mundo de incrível diversidade submarina e cultural.
Na região de Sumatra, uma das principais ilhas do arquipélago da
Indonésia, mergulhadores encontram um cenário de beleza indescritível:
As águas-vivas lembram cometas vagando na noite,
enquanto os siris viajam em meio a uma via láctea de plâncton.
Peixes ornamentais misturam-se a arraias, garoupas, anêmonas e
barracudas prateadas, compondo um espetáculo deslumbrante.
A natureza também e exibe na superfície, onde bonitos saltam no ar
à caça de anchovas, e no mangue, que serve de palco para a
reprodução de peixes.
O Danúbio Azul
O rio mais importante da Europa é visitado nesse documentário.
Em o Danúbio Azul vamos ver o esplendor de um dos rios mais belos do
Planeta, que atravessa oito países, da Alemanha à Bulgária.
Ás margens do Danúbio, castelos, abadias e vilas medievais,
Enriquecem ainda mais a paisagem, ilustrando de maneira sublime
a história do velho continente.
Nas profundezas do rio, cientistas acompanham o movimento
De peixes ornamentais, medusas reluzentes e exóticas salamandras
sem olhos. Mês esse espetáculo sofre cada vez mais pela ação do
Gênero Humano.
Existem aqueles que destroem o rio sem pensar: na Romênia e na
Bulgária, indústrias, usinas nucleares e complexos químicos poluem as
Águas.
Isso não impede, porém, que centenas de pássaros escolham como lar
o delta do rio, onde constroem seus ninhos.
O Danúbio é a própria celebração da vida.
Mekong – A dádiva da Água
O fascínio pelo rio Mekong, um dos maiores do mundo, nos leva
a explorar um recanto distante do planeta.
Nas misteriosas montanhas do Himalaia, nasce o lendário rio, chamado
de “Mãe das Águas” por 50 milhões de pessoas que o
Veneram como fonte de toda a vida.
Atravessando China, Laos, Tailândia e Camboja, o Mekong comanda
um universo marcado pela riqueza de
tradições religiosas e culturais.
O rio fornece água potável, alimento, trabalho e diversão.
Na estação das chuvas, o Mekong atinge todo o seu esplendor:
é tempo de celebrar, diante dos templos budistas
e suas imagens talhadas em ouro, na beira do rio Onde barcos iluminados por velas anunciam a chegada de um
Novo Tempo.
Tempestade de neve na Selva
Esse documentário investiga uma das maiores ameaças à vida na Terra.
Na floresta amazônica: o reino da cocaína.
É o lado escuro da floresta amazônica – “não podemos ficar indiferentes
à poluição interna do homem” (Jacques Cousteau).
Nas matas tropicais, nasce uma planta de aspecto comum,
mas com poderes extraordinários. A partir das folhas de coca,
É produzida a cocaína, que vale hoje cinco vezes mais que o ouro.
Na selva amazônica, os exploradores ouvem os depoimentos de viciados,
Assistem de perto à ação da polícia,
São ameaçados por chefões da droga e testemunham
prisões de famílias inteiras,
Que carregam a droga por um punhado de dólares.
Vietnã e Cambodja Crianças de arroz e de armas
Esse documentário constata o renascimento da vida, com força total,
em dois países marcado pela violência da guerra.
Em Vietnã e Cambodja – crianças de amor e de armas, vamos conhecer
duas nações que carregam as marcas de dois conflitos.
Das cinzas da Guerra do Vietnã, nasceu uma nova nação,
Que hoje caminha em direção à prosperidade: já é a terceira maior
exportadora de arroz do mundo. No Camboja, arrasado por anos de guerra
Civil, a situação parece maia difícil. La os documentaristas foi
Recebida a tiros, disparados por adolescentes com armas automáticas.
Logo, porém, os exploradores se deparam com outra face daquele país:
A maior edificação religiosa já construída no planeta,
composta por belos templos. Mais um sinal de que há esperança para
As crianças na terra do arroz e das armas.
“UMA COISA É POR IDÉIAS ARRANJADAS,
OUTRA É LIDAR COM PESSOAS DE CARNE E
SANGUE, DE MIL E TANTAS MISÉRIAS”.
Guimarães Rosa
OBRIGADO!
LAOS
Cambodja
Vietnã
Download

Guimarães Rosa