3ª CONVENÇÃO
DAXIS/FAGOR
Estarreja, 6 de Julho 2012
ESQUEMA CONVENÇÃO
- Apresentação Fagor e Grupo Mondragón
- Conceitos, Características e Receção TDT
Parte I
- Tratamentos e Soluções TDT Fagor
- Conceitos, Características e Receção de SMATV
- Tratamentos e Soluções SMATV Fagor
- Demonstração prática Fagor
Parte II
FAGOR - EMPRESA
A Fagor Electrónica foi fundada em 1966 para a
fabricação de componentes eletrónicos.
Conta com 2 áreas fabris: Mondragón (Espanha),
com uma fábrica de 12.000 m2 e Tailândia, com 8.300
m2.
TRATAMENTOS DE SINAL: Receção TV, Automatização para
Habitações e Comunicações sem fios.
SEMICONDUTORES:
Diodos de Potência, Diodos Zener, Diodos
Supresores de Transitórios, Tiristores (DIACs, SCRs & TRIACs)
SUBCONTRATAÇÃO ELETRÓNICA: Circuitos Eletrónicos para os
mercados de eletrodomésticos, automóvel, industrial… etc.
GESTÃO DE FROTAS: Integração de Gestão de Frotas e Sistemas de
Localização.
FAGOR - EMPRESA
Destaques:
Vendas Totais: 51 milhões de Euros
Vendas Exportação: 58%
Funcionários:
530 (Espanha e Tailândia)
GRUPO MONDRAGÓN
Um dos grupos empresariais mais importantes de Espanha, que se divide em três grupos:
Grupo Financeiro
Ativos sob administração: 11.036 M€
Funcionários: 2.550
AUTOMAÇÃO
COMPONENTES
Grupo Industrial
Vendas : 15.000 M€
Funcionários: 48.000
Funcionários: 84.000
CONSTRUÇÃO
EQUIPAMENTO INDUSTRIAL
PRODUTOS DE HABITAÇÃO
ENGENHARIA E BENS DE CAPITAL
Grupo de Distribuição
MÁQUINA FERRAMENTA
Funcionários: 35.000
Centros de Investigação, Educação e Formação.
OBJETIVOS BÁSICOS
Satisfação do Cliente
Internacionalização
Rentabilidade Inovação
Desenvolvimento
Participação dos Funcionários
GRUPO MONDRAGÓN
MONDRAGON no mundo.
Reino Unido (3)
E. U. A. França (4)
Itália (4)
México (5)
México
Marrocos (2)
Rússia)
Alemanha(3)
Polonia (3)
Rep. Checa (4)
China (8)
Roménia (2)
China
Irão
Índia (2)
Índia
Brasil
Brasil (5)
Fábricas (65)
Escritórios (8)
Tailândia (1)
Vietname
CONCEITOS DE RECEÇÃO TDT
• Qualidade de Sinal
• Redes SFN , Ecos
•
Antenas diretivas
•
Cabeçeiras Seletivas
QUALIDADE SUBJETIVA DE IMAGEM
TV Analógica: Efeito de degradação da C/N
45 dB C/N
35 dB C/N
25 dB C/N
20 dB C/N
TDT: Efeito de degradação do MER
31 dB MER
21 dB MER
19 dB MER
18 dB MER
45 dB C/N
25 dB C/N
22 dB MER
20 dB MER
MER versus BER
Degradação
progressiva
BER degrada-se
bruscamente
Máxima
QUALIDADE
Mínima
BER degrada-se paulatinamente
CONCLUSÃO:
MER é a medida adequada para otimizar a instalação
BER é a medida final de teste.
CONCEITOS DE RECEÇÃO TDT
• Qualidade de Sinal
• Redes SFN , Ecos
•
Antenas diretivas
•
Amplificadores de mastro
•
Amplificadores de banda
•
Cabeçeiras Seletivas
Transmissor Único: Ecos e Intervalo de Guarda (IG)
Resposta Impulsional
E
Ausência de eco
Multitrajeto Natural
Resposta Impulsional
Obstáculo
E
Ecos no intervalo de guarda
Multitrajeto Artificial
Resposta Impulsional
E2
E1
E1 E2
Ecos de Orientação Distinta
Eco
Sinal útil 3 dB menor com o eco a – 17 dB
Sinal principal
Resposta Impulsional
17 dB
Rejeição a ecos VS Ganho dB i
11 dB i
16 dB i
Ganho
11 dBi
16 dBi
Rejeição
eco a 30 º
7 dB
20 dB
Transmisor
principal
Ecos na mesma orientação
Eco -1dB
Eco -1dB
Eco
Sinal principal
Resposta Impulsional
1 dB
Ganho da antena
16 dBi
18 dBi
VBER
2*E-4
2*E-5
Deteriorização do BER: Dois Transmissores Sincronizados
Ecos no Intervalo de Guarda (IG)
•Hay
más portadoras
que
el
•Cancelación
periódica
desuperan
portadoras
umbral
dede
recepción
por suma
señales en contrafase
• MELHORA O MER
Relação Eco/
Sinal dB
Degradação em
C/N dB
0
-1
-2
-3
-5
2,5
1,9
1,1
0,5
0,1
Retardo uS
28
56
112
Nº de Zeros
224
448
896
CONCLUSÃO:
com ANTENAS de ALTO GANHO
conseguimos:
 Melhor MER do canal ≈ melhor C/N
 Maior margem de receção = melhor instalação
A qualidade de sinal captada pela antena
NÃO se pode melhorar
[email protected] X-TREM, A IRMÃ MAIS VELHA
[email protected] X-trem, mais 2 dB de ganho
Melhora 2 dB na relação sinal/ ruído
Diagramas de radiação
[email protected]
[email protected] X-TREM
Modelo
[email protected]
[email protected] Xtrem
Referência
84386
84388
21….69
21……69
Ganho (dB)
32
18,5
Relação frente / atrás
(dB)
25
25
Ângulo de abertura
horizontal a – 3dB
31
22
1.128
1.190
Canais
Longitude m/m
Antena Diana [email protected]
Permite receber os serviços da TDT para lá dos limites de cobertura
(níveis de sinal inferiores a 50 dB uV)
Ganho (dB)
• Limite de cobertura - Nível de
saída numa antena com ganho de
12 dBi > 50 dB uV
Canais
DiGIT 25 F
Modelo
Referência
Canais
DiGIT 25 F
84384
21….69
Ganho (dB)
13
Relação frente / atrás
(dB)
24
Ângulo de abertura
horizontal a - 3dB
36
Longitude m/m
1.006
AMB 800
Alto
ganho
18-38 dB
Grande
linearidade:
114dBµV
Regulação
Resistência de
inter-etapa
Entrada da Antena:
Saída de Teste
Imune a outros sinais
Três filtros
notch
(móveis, transmissões sem
fios..)
Imunidade
a ruído
impulsivo
EN-50083-3
Banda
metálica
Outros
produtos
Linearidade
Niveis de entrada
admisíveis
!
Base de ruído
Exemplo de receção de canais analógicos e digitais de
diferentes níveis
AMB 800
 UHF
AMB 800
APLICAÇÃO
Adequado para a amplificação em cabeçeira do sinal proveniente de várias antenas em
instalações individuais ou coletivas de tamanho pequeno/médio.
CARACTERÍSTICAS
> Reduzido tamanho que facilita a sua instalação.
> Amplificação e regulação independente por entrada.
> Alimentação mediante fonte de comutação, o que reduz o consumo, a temperatura interior
e prolonga a vida do equipamento.
> Vários modelos com passagem DC.
> Led indicador de encêndido.
Características Técnicas
- 1, 2, 3 ou 4 entradas
2
33
4
A Família MICRO MATV
1993
1996
2007
2008
CABEÇEIRA ICT ( 80 Tomas)
T1
E23 E33 E47 E50 E52 E60
Amplificador Seletivo Programável
MICRO MATV book
Ecos E47 E66-E68
U1
T3
23 33
47 50 52 60 66
68
T2
U2
E66 E67 E68 E69
47
66 67 68 69
Saída
Mantém a rejeição aos Ecos conseguida através da
diretividade das antenas.
Níveis de Saída equilibrados excepto entre canais
adjacentes desde a mesma antena
23 33
47 50 52 60 66 67 68 69
Mantém a relação Sinal/Ruído
Receção segura em zonas de sobreposição de coberturas
microMATV book
• 5 Filtros programáveis en UHF, Canais E21 ÷ E69
• Largura de filtro programável 1 ÷ 7 Canais
• Alimentação anterior a 0/12/24 V dc
• Nível de saída programável desde o teclado
• Digital 100 dB uV / Analógico 110 dB uV
• 2 entradas UHF e entrada Auxiliar
• Entrada FM e entrada BI/BIII/DAB comutável
NEX 645 DVB-T/H
Pontos críticos a instalar uma cabeçeira
Nível de saída necessário: seleção do modelo amplificador
Que nível posso conseguir desdes equipamentos? Qual o limite?
Qual a margem de segurança da instalação? MER mínimo??
O Medidor de campo: aliado e inimigo
AtualIzação lenta, gere mal os níveis altos;
Com níveis baixos de sinal não lê bem o MER;
Os canais adjacentes não são o seu forte.
Amplificadores a máximo ganho: o medidor fica cego; necessário ajustar cada equipa
Colocar atenuador externo; ir módulo a módulo e depois misturar.
Programmation
Amplificador de canal convencional
• A qualidade
do sinal recebida do amplificador depende do nivel de
sinal de saída
• O alcance útil do nível é menor que o alcance de regulação
disponível: demasiado amplo na coexistência com sinal Analógico
• O ajuste do nível de saída deve ser confirmado com uma medida
adicional de qualidade de sinal.
Programmation
• Qualidade
de sinal independiente do nível de saída
• Alcance útil do nível de saída maior que o alcance de regulação
disponível
• Simplicidade e menor tempo de instalação
SOLUÇÕES FAGOR TDT
• Antenas [email protected], [email protected] Extrem, @ktive
• Antena DiGIT 25 F
• Antena NOMAD
• Amplificação de mastro AMB 800
• Amplificador de banda SUMMA, séries FMA y FMB
• Cabeçeira Coletiva MicroMATV Book
• Cabeçeira digital Nexum 645 DVB T/H
CONCEITOS DE RECEÇÃO SMATV
• Conceito de transmodulação DVB-S/S2-DVB-T
• Capacidade do Canal
TRANSMODULAÇÃO DIGITAL DVB S/S2-DVB-T
STT 8000-FTA; STT 8000-CI
STT 8000-CI
Desencripta os
programas pagos
TRANSMODULADOR DVB-S/S2- DVB-T STT 8000
Função:
Receção de programas de TV Satélite diretamente sobre recetores
TDT
Regenerador DIGITAL DVB T-DVB-T
TTT 8000-FTA; TTT 8000-CI
• Recebe sinal em COFDM, converte em COFDM
• Demodula, deteta e corrige erros
•
Regenera o MER à máxima qualidade
• Genera qualquer canal de saída
• Permite eliminar serviços na saída
TTT 8000-CI
Desencripta os
programas pagos
SÉRIE 8000
MODULADOR DIGITAL 8XAV
DEM 8000 & DMT 8000
DMT 8000
Modulador ASI-COFDM
DEM 8000WD
Encoder MPEG II
DMT 8000
Modulador ASI-COFDM
SOLUÇÕES FAGOR SMATV
• Transmodulador Digital DVB S2: STT8000 FTA - CI
• Regenerador COFDM – COFDM: TTT 8000 FTA – CI
• Modulação 4* A/V – COFDM: DMT 8000 + DEM 8000
• IFA Book (distribuição de 1 Polaridade MEO)
• IFA Book + MicroMATV Book (1 Polaridade MEO +
Terrestres)
Distribuição Hispasat H/H
IFA BOOK
68÷88 dBuV
Hispasat Horizontal H
Txp 41 ….. 1131 MHz
Txp 54….. 1412 MHz
Txp 55….. 1452 MHz
Txp 56…... 1492 MHz
100 dB uV …………..950 MHz
108 dB uV …………...2150 MHz
Distribuição H/H Hispasat Terrestre
IFA BOOK + Micro MATV BOOK
Compatibilidade de níveis de Saída
BASES DE TOMADA SERIE BSD 2XX
Duas saídas IEC macho – TV. IEC fêmea SATV
Splitters e TAPs
SÉRIES SPT/TAP
790 791
Download

FAGOR - 4 Sat