Interações entre formigas (Hymenoptera: Formicidae) e
Opuntia sp. (Cactaceae) em Barra da Estiva, Bahia, Brasil.
Elmo Borges de Azevedo Koch1*; Alana Ferreira Nascimento1; Daniela Bitencourt Borges1; Emanuelle de Souza Santos1; Luiza Aparecida de Souza
Silva1; Rodrigo Araujo Santos1;Ana Lucia Biggi de Souza1 & Maria Cecilia Guerrazzi1.
1 Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Av: José Moreira Sobrinho, s/n. CEP 45.2000-000, Jequié - Bahia, Brasil. e-mail: [email protected]
INTRODUÇÃO
RESULTADOS OBTIDOS
As cactáceas são muito importantes para o progresso da pecuária
Trinta e quatro espécimes de formigas foram amostradas nos NEFs
no semi-árido nordestino, destacando-se as “palmas” pertencentes
pela manhã e 46 à tarde. Nas raquetes jovens coletou-se 97 formigas e
ao gênero Opuntia. Os NEFs dessas plantas são comumente
6 nas adultas (Figura 1). Registrou-se 8 espécies de formigas nas iscas
envolvidos na proteção contra os herbívoros. Dentre os organismos
de mel e 9 nas de sardinha. (Tabela 1).
que visitam os NEFs, várias espécies de formigas merecem
destaque.
Esse trabalho teve como objetivos inventariar as espécies de
formigas que visitam a palma, observá-las nos seus NEFs e verificar
a atividade de forrageio das mesmas na planta.
Folhas de Opuntia sp.
Pheidole sp.
Brachymyrmex sp.
Camponotus crassus
Crematogaster sp.
Pseudomyrmex sp.
Cephalotes sp.
Solenopsis globularia
TABELA 1. Número de formigas coletadas nas raquetes jovens e adultas da palma de Opuntia sp.
Espécies
Nectários
Isca de Mel Isca de sardinha
Brachymyrmex sp. 1
12
30
23
Brachymyrmex sp. 2
0
62
5
Camponotus crassus
41
8
1
Camponotus sp. 1
3
0
0
Camponotus sp. 2
15
17
0
Cephalotes sp. 1
3
1
1
Crematogaster sp. 1
2
0
21
Pheidole sp. 1
0
366
189
FIGURA 1. Número de formigas coletadas nas raquetes jovens e adultas da palma de Opuntia sp.
Pheidole sp. 2
0
0
1
Pseudomyrmex sp. 1
4
1
1
Pseudomyrmex sp. 2
0
0
1
A maior freqüência de visitação aos NEFs da palma foi no período
Solenopsis globularia
TOTAL
0
80
80
565
0
243
vespertino, provavelmente porque durante à tarde da coleta houve
MATERIAL E MÉTODOS
CONCLUSÕES
queda da temperatura. A preferência por raquetes jovens deve estar
relacionada ao fato de os nectários estarem mais ativos nas fases
As observações e coletas foram nos dias 29 e 30/11/2009, na
iniciais do ciclo de vida do vegetal. O maior número de espécies nas
Fazenda Perereca, em Barra da Estiva (13°37’38” S e 41°19’37” O),
iscas talvez se deva ao fato destas terem sido coletadas na base da
Bahia, Brasil.
planta, amostrando espécies que forrageiam o solo, como S.
Registrou-se o comprimento e largura das raquetes em 20 plantas.
globularia. A preferência das iscas de mel em detrimento das de
Coletou-se as formigas que forrageavam nos NEFs de Opuntia sp.
sardinha, deve ser porque o mel, assim como os NEFs, é rico em
durante 5 minutos. Foram distribuídas 3 iscas de mel e 3 de
oligossacarídeos, que funcionam como fonte de calorias para as
sardinha, em três regiões da planta: base, meio e ápice.
formigas.
Download

1 - Figshare