...”Será melhor a coroa
de espinhos na fronte do
que o monte de brasas na
consciência....”
André Luiz
Da obra No Mundo Maior
Psicografia de Francisco Cândido Xavier
O que gera dores, sofrimento e decepções
 Crueldade
 Mágoa
 Orgulho
 Egoísmo
 Irresponsabilidade
 Baixa estima
 Crítica
 Rigidez
 Ilusão
 Ansiedade
 Medo
 Perda
 Preocupação
 Insegurança
 Vício
 Repressão
 Solidão
 Dependência
 Culpa
 Inveja
Hammed
Da obra As dores da Alma
Psicografia de Francisco do Espírito Santo Neto
Definições
 Dor. Em sentido geral é a sensação desagradável e
penosa, resultante de uma lesão, contusão, ferimento ou
funcionamento anômalo de um órgão. Por extensão, o
termo se aplica a sentimentos de tristeza, mágoa,
aflição, pesar, que podem repercutir de maneira mais ou
menos intensa sobre o organismo, causando mal-estar.
 Sofrimento. É a dor física ou moral. Quando
enfrentado pelo indivíduo com coragem e resignação
torna-se fator de aperfeiçoamento espiritual, capaz de
conduzir ao heroísmo e à santidade. (Pequena
Enciclopédia de Moral e Civismo)
Caráter Material e Espiritual
A razão do sofrimento
“...A razão da dor humana procede da proteção
divina. Os povos são famílias de Deus que, à
maneira de grandes rebanhos, são chamados ao
Aprisco do Alto. A Terra é o caminho. A luta que
ensina e edifica é a marcha. O sofrimento é
sempre o aguilhão que desperta as ovelhas
distraídas à margem da senda verdadeira...”
Neio Lúcio
Da obra Jesus no Lar
Capitulo 31
Psicografia de Francisco Candido Xavier
Sintomas
Estudo de caso
Gisele
Agatha
Jeferson
O caso de Gisele
Quais os ensinamentos que
podemos tirar do caso de Gisele
Não há ninguém sem um fardo para carregar.
O parente difícil, o filho-problema, o amigo inconstante, o cônjuge
irresponsável...
Se há quem nos seja um fardo, é possível que igualmente sejamos
um fardo para alguém.
Em todo grupo familiar há sempre alguém, ali colocado pelas Leis da
Vida para a imprescindível permuta de experiências.
Quem tem mais é chamado a dar a quem tem menos.
A pessoa difícil com a qual convivemos é sempre um examinador às
avessas, na aferição de nossos reais valores.
Todo fardo carregado com amor pode se transformar em escora,
impedindo a queda de quem o sustenta.
Quais os ensinamentos que
podemos tirar do caso de Gisele
Todo fardo carregado com amor pode se transformar em escora,
impedindo a queda de quem o sustenta.
Não maldigamos o fardo de nossas penosas obrigações cotidianas,
convictos de que é justamente ele o instrumento de nosso
aperfeiçoamento.
Ninguém irá a parte alguma abandonando o seu fardo à margem da
estrada.
Todo débito, cuja quitação se adia, deverá, mais tarde, ser saldado
com juros.
Meditemos nestas palavras inseridas em “O Evangelho Segundo o
Espiritismo”: “Todos aqueles que carregam o seu fardo e assistem
seus irmãos são os meus bem-amados”.
Irmão Jose
Da obra Lições da Vida
Psicografia Carlos A Baccelli
Quais os ensinamentos que
podemos tirar do caso de Gisele
Deveis, pois, sentir-vos felizes
por reduzir Deus a vossa
dívida, permitindo que a saldeis
agora, o que vos garantirá a
tranqüilidade no porvir.
Allan Kardec
Da obra O Evangrlho Segundo o Espiritismo
Capitulo 5 – Bem-Aventurados os aflitos – Item 12
O caso de Jeferson
Quais ensinamentos podemos
observar do caso de Jeferson
O caso de Jeferson
Não basta sofrer simplesmente para ascender à glória
espiritual. Indispensável é saber sofrer, extraindo as
bênçãos de luz que a dor oferece ao coração
sequioso de paz.
Todas as criaturas sofrem no cadinho das
experiências necessárias, mas bem poucos espíritos
sabem padecer como cristãos, glorificando a Deus.
Emmanuel
Da Obra “Vinha de Luz”
Psicografia de Francisco Candido Xavier
O caso de Agatha
Quais ensinamentos podemos observar do
caso de Agatha
O caso de Agatha
Mas nunca pretiras, não persigas,
não atrapalhes, não desconsidereis,
não menosprezes e nem
prejudiques a ninguém, porque
sofrer é muito diferente de fazer
sofrer e a divida é sempre uma
carga dolorosa para quem a contrai.
Pretirar - Desprezar
Exames
Produtos da Dor
Diagnósticos (resultados)
Maturidade
O homem pode suavizar ou aumentar o amargor
de suas provas, conforme o modo por que encare
a vida terrena. Tanto mais sofre ele, quanto
mais longa se lhe afigura a duração do
sofrimento.
Allan Kardec
Da obra O Evangelho Segundo o Espiritismo
Capitulo 5 – Bem-Aventurados os aflitos – Item 13
Espinheiros
O cristão é um combatente ativo.
Despertando no campo do Senhor, aturde-se-lhe a visão com a amplitude e
complexidade do trabalho.
Dificuldades, tropeços, cipoais, ervas daninhas...
E o Evangelho, com propriedade de conceituação, elucida que não se pode vitimar
nos espinheiros.
Entretanto, teria Jesus assumido a Paternidade de semelhante afirmativa para que
cruzemos os braços em falsa beatitude?
Se o terreno permanece absorvido pelos abrolhos, o discípulo recebeu inúmeras
ferramentas do Mestre dos mestres.
Indispensável, pois, enfrentar o serviço.
O Cristo encarou, face a face, o sacrifício pela humanidade inteira.
Será a existência de alguns espinheiros a causa de nossos obstáculos
insuperáveis?
Não. Se hoje é impossível a vindima, ataquemos o chão duro. Lavremos o solo
árido. Adubemos com suor e lágrimas.
Haverá sempre chuvas fecundantes do Céu ou generosos mananciais da Terra,
abençoando-nos o esforço.
A Divina Providência reside em toda parte.
Não olvidemos o imperativo do trabalho e, depois, em lugar
Emmanuel
dos abrolhos, colheremos o fruto suave e doce da videira. Da obra Caminho, Verdade e Vida
Psicografia de Francisco Cândido Xavier
Receitas (Prescrição)
Apague da mente lembranças tristes a fim de
libertar o dia de hoje da escravidão do ontem.
São as idéias ligadas ao hoje as reais
construtoras do amanhã. O ontem teve o seu
momento, mas a vida chama para prosseguir,
avançar, renovar, começar de novo, vencer
imperfeições, dar o máximo de si.
Livre-se do passado negro e use as suas
capacidades, os recursos da inteligência, a
força das oportunidades deste dia para
realizar-se como pessoa, corrigir erros e
compreender a vida.
Não fique a lamuriar.
A força do hoje quebra as algemas do ontem.
Lourival Lopes
Da obra Otimismo todo dia
Tratamento (controle)
Oh! vida,
Oh! azar
Hardy do desenho Lippy & Hardy
Como encarar as dificuldades?
Imunidade
 Pensamento positivo
 Comportamento
 Sistemas de Crença
 Forma que encaro a:
Vida
 O outro

Temas do cotidiano
Espiritismo
À Luz do
Que bom que você veio!
Volte sempre e vá com Jesus de Nazaré!!!
Meditação
Conhecemos toda a sabedoria desta máxima,
porém a dificuldade está precisamente em cada
um conhecer-se a si mesmo. Qual o meio de
consegui-lo?
“ - Fazei o que eu fazia, quando vivi na Terra: ao fim
do dia, interrogava a minha consciência, passava
revista ao que fizera e perguntava a mim mesmo se
não faltara a algum dever, se ninguém tivera motivo
para de mim se queixar. Foi assim que cheguei a
me conhecer e a ver o que em mim precisava de
reforma. Aquele que, todas as Livro
noites,
evocasse”.
dos Espíritos
Pergunta 919a – Conhecimento de Si Mesmo
Meditação
Conhecemos toda a sabedoria desta máxima,
porém a dificuldade está precisamente em cada
um conhecer-se a si mesmo. Qual o meio de
consegui-lo?
“Quando estiverdes indecisos sobre o valor de uma
de vossas ações, inquiri como a qualificaríeis, se
praticada por outra pessoa. Se a censurais
noutrem, não na poderia ter por legítima quando
fordes o seu autor, pois que Deus não usa de duas
medidas na aplicação de Sua justiça.”.
Livro dos Espíritos
Pergunta 919a – Conhecimento de Si Mesmo
Meditação
“Insiste depois dizendo: “Formulai, pois, de vós
para convosco, questões nítidas e precisas e não
temais multiplicá-las.”
Livro dos Espíritos
Pergunta 919a – Conhecimento de Si Mesmo
Download

Dores sofrimentos decepções