Non motorised modes of transport
Modos de transporte não motorizados
Thomas Krag Mobility Advice
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
PROGRAMA
• Modos não motorizados em geral
• Exemplos de campanhas específicas
• Considerações gerais sobre campanhas
• Discussões de grupo
• Apresentação dos resultados dos grupos
• Perguntas e respostas
• Encerramento da sessão
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Modos de transporte não motorizado
Pode ser:
Aqui:
Andar a pé e de bicicleta, isto é, transportes com energia
do homem
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Benefícios de andar a pé e de bicicleta
• Poupar energia
• Melhorar o ambiente (sem poluição do ar e ruído)
• Disponibilizar espaço público
• Poupar dinheiro
• Promover a saúde
• Aumentar a qualidade de viva
• Reduzir as perdas de tempo e em distâncias curtas
aumentar a velocidade de deslocação
Nota: benefícios para a sociedade Vs benefícios pessoais.
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Uma nota sobre benefícios e perdas
Depende de...
(do sítio em questão,
E depois, da imagem,
dos hábitos,
das tradições,
da história,
das infra-estruturas,
...)
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Quem pode andar a pé ou de bicicleta?
Andar a pé Vs de bicicleta
• Todos os que não têm problemas físicos podem andar a
pé e fazê-lo em algum grau todos os dias
• Muitos estarão tecnicamente aptos a andar de bicicleta,
mas mesmo que tenham acesso a uma bicicleta, não o
fazem necessariamente muitas vezes e especialmente
não o fazem no meio do tráfego urbano.
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Qualidades de andar a pé e de bicicleta
Andar a pé é
• Fácil de começar, mas
• Relativamente lento
Andar de bicicleta é
• Em alguns sítios e para algumas
pessoas difícil de começar, mas
• É um meio de transporte urbano
relativamente rápido (muitas vezes
mais rápido que o carro e os TP.
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
O problema da poluição
... não é um argumento racional contra andar de bicicleta em zonas urbanas
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
O problema da segurança
As pessoas que começam a
andar de bicicleta tendem a ter a
percepção de que é menos
perigoso do que pensavam
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Ganhos na saúde
Muitos estudos: A inactividade física é a causa
principal de várias doenças e da obesidade.
WHO: Modos activos de deslocação, como andar a
pé e de bicicleta, devem ser promovidos.
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Como poupar tempo com a saúde
Transporte casa-trabalho/escola
Carro:
Bicicleta:
50 km/h
20 km/h
sem exercício físico
exercício físico
Objectivo:
30 minutos de exercício físico por dia
Conclusão:
Tempo/dia
bicicleta
90 min
carro
60 min
A bicicleta poupa
tempo em
distâncias até 8 km.
30 min
5 km
10 km
15 km
Distancia
casa-trabalho
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
O objectivo
Argumentos
(emocionais)
convincentes
Pessoa (+ sapatos)
Argumentos
(emocionais)
convincentes
Novas deslocações a pé
treino
Pessoa+ bicicleta
Novas deslocações de bicicleta
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Modelo de fases da mudança (andar a pé)
”Andar a pé
não é
relevante
para mim”
”Eu
experimentei
”Gostava de e ando a pé
experimentar de vez em
” Andar a pé andar a pé”
quando”
pode ser
uma opção”
”Eu ando a pé
regularmente”
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Modelo de fases da mudança (andar de bicicleta)
”Andar de
bicicleta
não é
relevante
para mim”
” Andar de
bicicleta
pode ser
uma opção”
”Eu
experimentei
”Gostava de e ando de
experimentar bicicleta de
andar de
vez em
bicicleta”
quando”
”Eu ando de
bicicleta
regularmente”
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Exemplos de campanhas
• De bicicleta para o trabalho
• De bicicleta para a escola
• De bicicleta para as compras
• Fazer ciclismo
• A pé para a escola
• A pé pelo meu bairro
• Walking-bus para a escola
• Fazer turismo a pé ou de bicicleta
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
De bicicleta para o trabalho (Dinamarca)
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Montar uma campanha
• 3-4 semanas de duração na primavera/inicio do verão
• Equipas de 4 a 16 pessoas
• Custa 4 € por participante
• Posters diários sobre andar/não andar de bicicleta para
o trabalho
• Envio de newsletters durante a campanha
• Resultados enviados pela equipa coordenadora no final
• Sorteio final com bons prémios
• São precisos pelo menos 50% ”dias ciclados”
• Diplomas oferecidos a equipas que cumpriram requisitos
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Resultados da campanha
• 90-100 000 pessoas
participaram (3.6 % dos
trabalhadores dinamarqueses)
• 57% já andavam de bicicleta
todos os dias antes da
campanha
• 14% andam de bicicleta mais
vezes entre casa e o trabalho
• 18% andam mais de bicicleta
para outros sítios
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Factores de motivação (após importância)
• Exercício, bem estar pessoal e saúde
• Custos
• Consciência ambiental
• Devoção
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
De bicicleta para o trabalho (Dinamarca)
História da campanha
• 1996 Holstebro
• 1997 Holstebro, Copenhaga
• 1998 Em toda a Dinamarca
(inspirado na experiência norueguesa)
Organizações organizadoras
• Associação Dinamarquesa para o Desporto em
companhia
• Federação Dinamarquesa de Ciclismo
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
A pé para a escola (Inglaterra)
Objectivos da campanha
• Saúde das crianças, capacidades de aprendizagem e
independência
• Reduzir o caos do tráfego matinal nas escolas
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
A pé para a escola (Inglaterra)
Público Alvo
Timing 2006
• Professores
• Duas semanas nacionais ”A pé para a
escola” (22-26 Maio, 2-6 Outubro)
• Alunos
• Pais
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
A pé para a escola (Inglaterra)
Mais materiais
(note-se que se usa um quadro de parede para assinalar a
evolução da escola durante a semana)
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
A pé para a escola (Inglaterra)
Resultados 2005
• 66% das autoridades locais inglesas promovem o
programa
• 6 378 escolas participaram
• 1 719 558 alunos participaram
• 30% de mudança no perfil de deslocações para a escola
durante a campanha
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Semelhanças entre as campanhas
• Período específico para a sua realização
• A saúde é usada como argumento chave
• Registo ”publico” do comportamento durante a campanha
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Outros exemplos
De bicicleta para a escola (Dinamarca)
Walking Buses para a escola
Campanha ” Às compras e bicicleta” (Flandres, Bélgica)
Fazer turismo a pé e de bicicleta
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
De bicicleta para a escola (Dinamarca)
900 escolas e 100 000 alunos participaram em 2006
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Walking Buses para a escola
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Campanha “Às compras de bicicleta” (Flandres, Bélgica)
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Fazer turismo a pé e de bicicleta
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Campanhas
• Que tipo de comportamento deve ser alterado?
• Quem é o público alvo?
• Que canais podem ser usados para o atingir?
• Que tipo de argumentos e prémios os podem motivar?
• Qual é a estrutura geral da campanha?
• Quando é que a campanha deve ter lugar?
• Quem deve organizar a campanha?
• Quem assinas as mensagens?
• Como deve a campanha ser avaliada?
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Campanhas
Públicos alvo
• O pior comportamento
• Comportamento médio
• Comportamento bom
• O melhor comportamento
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Campaign
Como atingir o público alvo
• Comunicação cara a cara
• Embaixadores
• Publicidade
• Material escrito (impresso, e-mail, correio)
• Imprensa
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Campaign
Argumentação
• Saúde
• Prémios
• Divertimento
• Ambiente
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Campanhas
Montar uma campanha
• Fazer um plano claro
• Comunicar com os utilizadores (papel, telefone, fax, web)
• Considerar campanha local versus centralizada
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Campanhas
Quando
• Seleccione uma boa época do ano (clima, temperatura, ...)
para o tipo de comportamento em questão
• Verifique se colide com outros eventos
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Campanhas
Organização
• Envolver várias organizações é vantajoso, especialmente
- se elas conseguem juntar recursos, mas também
- se conseguem dar credibilidade
• Envolver profissionais
• Convidar patrocinadores
• Considerar quem vai enviar
as mensagens
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Campanhas
Avaliação
• Qual é o objectivo?
• Qual é o objectivo imediato?
• Quantos receberam as mensagens
da campanha?
• Quantos reagiram às mensagens?
• Quais foram as mudanças
imediatas e duráveis?
”Walking is
not relevant
for me”
”Walking
might be an
option”
”I would like
to try
walking”
”I tried, and
walk now
and then”
”I walk
regularly”
(alguns dados conseguemse imediatamente, outras
precisam de ser obtidos
com questionários)
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Campanhas
Teste o método!
Pequena
escala
Media
escala
Grande
escala
www.transportlearning.net
Non motorised modes of transport
Thomas Krag Mobility Advice
Wilhelm Marstrands Gade 11, DK-2100 København Ø.
Company reg. no. DK 25 22 66 31.
Tel +45 35 42 86 24, mobile +45 27 11 86 24
E-mail [email protected]
Website www.thomaskrag.com
www.transportlearning.net
Download

www.transportlearning.net Non motorised modes of transport