Preferências e Percepções dos Leitores
- Avaliação de mudança de Plataforma - Fase quantitativa -
Abril de 2009
Objetivo
Delinear as preferências e percepções dos
leitores do Jornalistas & Cia em relação à sua
forma, conteúdo e plataforma.
- Página 2 -
Apresentação
O estudo quantitativo aqui apresentado constitui a segunda fase – realizada
entre os dias 10 e 20 de março de 2009 - de uma pesquisa ampla sobre as
percepções e avaliações dos leitores do Jornalistas & Cia em relação à sua
forma, conteúdo e plataforma.
Para tanto, foram realizadas 100 entrevistas com atuais assinantes e
profissionais que recebem o informativo como cortesia, levantando os
interesses e tópicos que influem no hábito de leitura.
A abordagem adotada permite estender os resultados obtidos à maioria dos
leitores da publicação.
- Página 3 -
Perfil dos Entrevistados
Setor
Cidade
Redação
50%
Agência
25%
Corporativo
25 %
São Paulo
73
Rio de Janeiro
15
Campinas
2
Porto Alegre
2
Araçatuba
1
Bauru
1
Brasília
1
Curitiba
1
Lago Norte
1
Ribeirão Preto
1
Santos
1
Sorocaba
1
Números absolutos
- Página 4 -
Base: 100 Entrevistados
Jornalistas & Companhia
“ É onde o mercado se encontra, onde as pessoas
se encontram para saber as notícias. Como se
fosse uma cidade pequena onde todos se
encontram na praça.” (Redação)
- Página 5 -
Base: 100 Entrevistados
Perfil do Jornalistas & Companhia
14. Na sua opinião, o que representa Jornalistas & Cia para o mercado da comunicação, hoje?
MERCADO DE COMUNICAÇÃO - importante fonte de informação - 93 %
“É um veículo importante que dá visibilidade ao mercado e ajuda a dar unidade ao mercado. A
comunicação é o mercado que menos se comunica.” (Redação)
“Um importante veiculo de interação do mercado. Ele globalizou o mercado no sendo de globalizar
mesmo, acrescentou estados. Importante canal de comunicação do mercado.” (Redação)
PROFISSIONAIS DE COMUNICAÇÃO - importante fonte de informação - 88 %
“É uma referencia. É uma fonte de informação. É um veiculo importante pra saber sobre toda a
movimentação no mercado de trabalho, sobre mudanças nas editorias, mudanças dos profissionais.
Um meio importante, é usado pra consulta no mercado de comunicação.” (Redação)
“Uma fonte de atualização, saber tendências da nossa profissão, saber o que as pessoas
estão fazendo. Notícias de amigos e conhecidos e desafetos.” (Redação)
FERRAMENTA DE TRABALHO - acompanhamento do mercado - 72 %
“Fundamental. Representa uma ferramenta de trabalho muito útil e que eu uso porque ele
funciona como um mapa para o profissional. Como eu distribuo informação, preciso saber para
quem mandar por isto é um mapa para o mercado de comunicação.” (Agência)
- Página 6 -
Base: 100 Entrevistados
Recebimento e hábitos de leitura
1.3. Quando você recebe o J&C, costuma:
1.4. Para sua leitura, você costuma:
3. Por qual seção ou parte você inicia a sua
leitura do Jornalistas & Companhia?
28%
70%
81%
32%
6%
Agência
48%
16%
40%
13%
Inprimir para ler impresso
Guardar para ler em outro momento
Ler imediatamente e guardar
- Página 7 -
6%
4%
3%
1%
Ler imediatamente e descartar
Ler diretamente na tela do computador
Resposta
múltipla
Leio na ordem
Vaivém
Outras
Imprimir às vezes, em outras ler
diretamente na tela
Acessar o site do J&C
Base: 100 Entrevistados
Notícias dos veículos
Assessorias
Arquivo e encaminhamento
1.5. Você repassa a publicação para alguém?
Às vezes
35%
Não
38%
Corporativ
o
44%
O público corporativo repassa o informativo com
menor frequência. Já o de agência, além de
repassar mais costuma arquivá-lo para
eventuais consultas.
Sempre
27%
1.6. Você costuma arquivar o informativo para eventuais consultas?
Não
58%
Dos que arquivam 7
imprimem e 39 mantém em
PDF
Sim
42%
Resposta
múltipla
Agência
52%
- Página 8 -
Base: 100 Entrevistados
Avaliação Geral da Publicação
2. Pensando na publicação que você vem recebendo, quais são os
principais pontos que você considera positivos? E negativos?
POSITIVOS
Informa sobre a movimentação dos profissionais da área (59);
Traz novidades sobre o setor de comunicação (42);
É atualizado e antenado (10);
Qualidade da informação (8);
Confiável (6);
Abrangência (5);
Imparcialidade/ Periodicidade/ É o único sobre a área/ Matérias em primeira mão/ Tudo/ Formato (2);
Cria oportunidade de negócios (1).
“Importante é saber sobre os jornalistas de 1º time. Saber a movimentação de quem manda nas redações.
É importante saber sobre as tendências, mudanças nas formas dos veículos. Se algum veiculo muda a
forma de texto ou o foco de reportagem por exemplo.” (Agências)
- Página 9 -
Número absoluto de citações
Base: 100 Entrevistados
Avaliação Geral da Publicação
2. Pensando na publicação que você vem recebendo, quais são os
principais pontos que você considera positivos? E negativos?
NEGATIVOS
Nada (58).
Diagramação (17).
Jornal/ Matérias longos (8).
Muito polarizada (5).
Qualidade da informação/ Tendencioso (2).
Formato/Erros/Falta mais critica/ Atrasos/ Muitos anúncios/ Faltam informações/ Falta apuração dos fatos/
Faltam fotos (1).
“Leitura complicada por causa da disposição gráfica, deveria ter blocos mais leves, a diagramação é muito
pesada. Letra pequena.” (Corporativo)
“Pessoas ou agências se promovendo através das informações divulgadas. Aparece que tal jornalista
pediu demissão de tal redação e quando se vai apurar ele na verdade foi demitido. Então as notícias às
vezes não são 100% fieis.” (Agências)
- Página 10 -
Número absoluto de citações
Base: 100 Entrevistados
Avaliação Geral da Publicação
4. Vamos conversar agora sobre algumas características do Jornalistas
& Cia em sua forma atual. Como você avalia em relação:
Quadro Resumo
Geral
Redação
Agência
Corporativo
Formato atual
4,0
4,2
4,0
3,8
Arquivo em PDF
4,0
4,0
4,2
4,1
Manuseio
3,7
3,9
3,8
3,4
Formato de apresentação
(tamanho da tela)
3,9
4,1
4,1
3,7
Organização das seções
3,9
4,0
4,0
3,8
Legibilidade
3,7
3,9
3,9
3,2
Conteúdo
4,4
4,5
4,4
4,4
Periodicidade
4,6
4,6
4,7
4,7
O conteúdo, periodicidade e o formato PDF são muito bem avaliados.
Entretanto, atenção especial deve ser dispensada aos atributos
relacionados à facilidade de leitura, diagramação e organização do
informativo pois receberam avaliação negativa.
Médias ponderadas pelas notas de 1 a 5 onde 1 equivale a avaliação muito ruim e 5 muito boa.
- Página 11 -
Base: 100 Entrevistados
Avaliação Geral da Publicação
Formato atual
Público
Avaliação
Geral
4,0
“Porque não cabe na página, tenho que ficar descendo.” Nota 1
(Corporativo)
“Porque tem que rolar a tela, o ideal seria uma solução de virar página
Redação
4,2
Agência
4,0
Corporativo
3,8
por página.” Nota 2 (Agência)
PDF
Público
Avaliação
“Deveria ter um formato de boletim eletrônico e não um formato de
publicação impressa como é atualmente.” Nota2 (Corporativo)
Geral
4,0
Redação
4,0
“Porque tem que fazer download, prefiro em HTML com fontes mais fáceis
de visualizar.” Nota 1
(Agência)
“Deveria dar link para o site, receber o e-mail do link. ” Nota 1 (Redação)
Agência
4,2
Corporativo
4,1
Médias ponderadas: notas de 1 a 5 onde 1 equivale a avaliação muito ruim e 5 a muito boa.
- Página 12 -
Base: 100 Entrevistados
Avaliação Geral da Publicação
Manuseio/facilidade de leitura
Público
Avaliação
Geral
3,7
Redação
3,9
“A diagramação é muito blocada, fica muito poluída e os anúncios
estão desproporcionais ao texto. Tem uma poluição visual.” Nota 2
(Agência)
“Porque ele é bagunçado, feio, leitura desagradável.” Nota 2
(Agência)
Agência
3,8
Corporativo
3,4
“Texto muito longo em toda a publicação. Precisa reformular a
paginação com um conceito mais para site, conceito de página para
Internet.” Nota 2 (Agência)
Tamanho na tela
Público
Avaliação
Geral
3,9
“Porque não obedece o tamanho da tela, por ser em PDF dependendo
do software utilizado muda o tamanho da letra.” Nota 2 (Corporativo)
“O formato em colunas como o jornal impresso é ruim, porque tem
Redação
4,1
que ficar usando a barra de rolagem, deveria ser como uma carta.”
Nota 2 (Agência)
Agência
4,1
Corporativo
3,7
Médias ponderadas: notas de 1 a 5 onde 1 equivale a avaliação muito ruim e 5 a muito boa.
- Página 13 -
Base: 100 Entrevistados
Avaliação Geral da Publicação
Organização das seções
Público
Avaliação
“Colunas e seções interrompidas, por exemplo, começa a falar de São
Paulo e vai para Bahia e volta do nada a falar de São Paulo.” Nota 1
Geral
3,9
Redação
4,0
Agência
4,0
Corporativo
3,8
(Corporativo)
“Os anúncios chamam a atenção pelo tamanho, posicionamento e
excesso de cores. Dá impressão de que não tem uma área reservada à
anúncios.” Nota 2 (Agência)
“Elas tem nomes fixos, mas não têm locais fixos.” Nota 2 (Agência)
Legibilidade
“Muito entalhado, texto pequeno, entrelinha ruim, tipologia ruim.” Nota 1
(Redação)
Público
Avaliação
Geral
3,7
“Fica muito encavalado, as notícias estão muito condensadas. Deveria
ser mais arejado, um pouco mais limpo e um pouco mais de espaço entre
as sessões.” Nota 2 (Redação)
Redação
3,9
Agência
3,9
“A fonte é muito pequena. A colunagem atrapalha a leitura, a página é
dividida em colunas e atrapalha às vezes porque tem que ir pro lado.”
Nota 2 (Redação)
Corporativo
3,2
“Meio confuso, usam negrito demais.” Nota 2 (Corporativo)
Médias ponderadas: notas de 1 a 5 onde 1 equivale a avaliação muito ruim e 5 a muito boa.
- Página 14 -
Base: 100 Entrevistados
Avaliação Geral da Publicação
Periodicidade
Público
Avaliação
Geral
4,6
Redação
4,6
Agência
4,7
Corporativo
4,7
“Porque acho que deveria ser como um blog para que o jornalista faça o
acesso, todos os dias se necessário. Porque a informação não pode esperar
uma semana, ela acontece todo o tempo pra isto deveria ser atualizado
diariamente.” Nota 2 (Redação)
Conteúdo
Público
Avaliação
Geral
4,4
Redação
4,5
Agência
4,4
Corporativo
4,4
Médias ponderadas: notas de 1 a 5 onde 1 equivale a avaliação muito ruim e 5 a muito boa.
- Página 15 -
Base: 100 Entrevistados
Avaliação Geral da Publicação
5. Pensando agora especificamente sobre as diferentes seções e
conteúdo, gostaria que você indicasse o seu nível de interesse e
sua avaliação sobre:
Quadro Resumo
Interesse
Avaliação
Notícias dos veículos
4,6
4,3
Assessorias (por estados)
3,4
3,1
Vaivém
4,6
4,5
Notícias pessoais
(lançamento de livros,
atividades extra-jornalimo, etc...)
3,6
3,7
Assessorias por estados destaca-se pelo baixo interesse, especialmente pela seção ser considerada longa por
alguns entrevistados. Foram apresentadas sugestões de transformar essa seção em suplemento independente.
Médias ponderadas pelas notas de 1 a 5 onde 1 equivale a interesse/avaliação muito baixo/muito ruim e 5 a muito alto/muito boa.
- Página 16 -
Base: 100 Entrevistados
Avaliação das seções
Seção: Notícias dos veículos
Público
Interesse
Avaliação
Geral
4,6
4,3
Redação
4,8
4,5
Agência
4,6
4,4
Corporativo
4,6
4,4
Seção: Assessorias (por estados)
Público
Interesse
Avaliação
Geral
3,4
3,1
“Porque não considero jornalismo e não tenho interesse.” Nota 1 (Redação)
“Deveria ser à parte, em uma edição à parte.” Nota 1 (Redação)
“Por ter muitos estados torna a leitura muito longa e o arquivo muito
Redação
2,6
4,0
Agência
4,3
4,2
Corporativo
4,0
4,0
pesado.” Nota 2 (Redação)
18 profissionais de Redação não avaliaram essa seção
Médias ponderadas: notas de 1 a 5 onde 1 equivale a avaliação muito ruim e 5 a muito boa.
- Página 17 -
Base: 100 Entrevistados
Avaliação das seções
Seção: Vaivém
Público
Interesse
Avaliação
Geral
4,6
4,5
Redação
4,6
4,6
Agência
4,5
4,5
Corporativo
4,6
4,5
Seção: Notícias pessoais
Público
Interesse
Avaliação
“Não me interesso pela vida pessoal das outras pessoas.” Nota 2 (Agência)
Geral
3,6
3,7
Redação
3,9
4,0
Agência
3,5
3,9
Corporativo
3,3
3,5
“Não me interesso por isso, só foco no trabalho.” Nota 2 (Corporativo)
Médias ponderadas: notas de 1 a 5 onde 1 equivale a avaliação muito ruim e 5 a muito boa.
- Página 18 -
Base: 100 Entrevistados
Atributos
6. Dentre os adjetivos abaixo, quais se aplicam ao formato atual do Jornalistas & Companhia?
Tradicional
Corporativo
95%
75
22
Ultrapassado
Corporativo
56%
Inovador
71
26
(plataforma, forma de apresentação)
Corporativo
60%
7
54
Conservador
Suporte
Antigo
3
Atualizado
39
Agência
80%
S.O
Moderno
3
Suporte
(plataforma, forma de apresentação)
Atual
46
52
Agência
56%
Redação
62%
O público redação, metade da amostra, apresenta-se satisfeito com a forma de apresentação atual. Também é maioria nas
avaliações positivas.
Agência e Corporativo que, por suas profissões têm mais contato e desenvolvem produtos gráficos, declaram preferir a
plataforma antiga do informativo e o consideram – no, atualmente, ultrapassado.
- Página 19 -
Base: 100 Entrevistados
Avaliação
8. Do ponto de vista EDITORIAL, você considera Jornalistas & Companhia um informativo?
Engajado
Corporativo
44%
Imparcial
27
S.O
Redação
82%
69
4
A publicação é considerada imparcial pela maioria dos entrevistados, este número é fortemente relacionado a opinião do
público redação, diferentemente do público corporativo dos quais 44% consideram o informativo engajado.
9. Do ponto de vista DE SEU POSICIONAMENTO, você considera Jornalistas & Companhia um informativo?
Pendente para o lado das
empresas
4
Equânime na relação empresas/ patrão e
empregados/ colaboradores
77
Pendente para o lado dos
empregados
17
Corporativo
28%
- Página 20 -
Base: 100 Entrevistados
S.O
2
Perfis biográficos - Interesses
12. Você considera oportuna/relevante, a criação de um site
contendo perfis biográficos de jornalistas?
12.1 Você gostaria de ter o seu próprio perfil publicado
em um site como esse?
Sim
87%
Sim
72%
Não
28%
Não
13%
Corporativ
oe
Agência
36%
13. Que interesse você teria nos seguintes itens que fazem parte
de perfis biográficos?
Interesse
Trajetória profissional
4,4
Formação acadêmica
3,8
Atividades complementares
3,6
(Literárias, comerciais, artísticas)
Destaques
(Prêmios, furos relevantes,
coberturas marcantes)
3,8
Outras
4,4
Dados pessoais 3
Referências 2
Comportamento pessoal/ Áreas de interesse e
posicionamento, preferências de cobertura/ Fotos/
Aspectos polêmicos (se foi acusado de ter sido
parcial em alguma matéria)/ Fontes, publicar as
fontes pra checar os dados/ Participação em
entidades da categoria e ou entidades de serviço
publico/ Atividade política no sentido amplo e não
partidário/ Opinião pessoal sobre atualidades, fatos
históricos 1 cada
Números absolutos
Médias ponderadas : notas de 1 a 5 onde 1 equivale a interesse muito baixo e 5 a muito alto.
- Página 21 -
Base: 100 Entrevistados
Fontes de consulta - Perfis biográficos
11. Você costuma recorrer a que fontes quando precisa de informações sobre o perfil
profissional de algum jornalista?
%
Geral
Redação
Agência
Corporativo
Consulta amigos e colegas
54
40
64
72
Google/Internet
41
36
40
52
Arquivos próprios
83
90
64
88
29
22
36
36
6
2
8
12
Sai a campo para apurar
Outras
Maxpress 2
J&C 2
Com o próprio jornalista 1
Assessoria de imprensa 1
Os arquivos próprios são os mais utilizados para buscar conhecimentos sobre os perfis dos jornalistas,
sobretudo pelos públicos redação e corporativo que destaca-se também pela consulta de amigos e colegas
para este fim.
Resposta múltipla
- Página 22 -
Base: 100 Entrevistados
Posição em relação à Plataforma
10. Caso o Jornalistas & Companhia mudasse a plataforma na qual se apresenta, qual seria sua escolha?
%
Geral
Redação
Agência
Corporativo
Que permanecesse no formato atual, em PDF recebido
por email simples.
43
40
56
36
Poder acessar seu conteúdo SOMENTE em um site
específico, e receber notificações de atualização por um
email com hiperlinks que, quando clicados, levariam
diretamente à matéria de seu interesse.
21
28
8
20
Receber um email com o arquivo PDF e hiperlinks que
levem à notícia de interesse.Além de um site com
atualizações.
35
32
32
44
1
0
4
0
Outro
“No corpo do email.” (Agência)
- Página 23 -
Base: 100 Entrevistados
Sugestões
15. Você teria alguma sugestão ou crítica específica a fazer ao Jornalistas & Companhia?
As sugestões se dividem em quatro grandes grupos :
Formato
14 citações
Conteúdo
10 citações
Posição
Crítica
Acessibilidade
3 citações
- Página 24 -
5 citações
Sugestões
15. Você teria alguma sugestão ou crítica específica a fazer ao Jornalistas & Companhia?
Formato
“Deveria buscar uma diagramação mais agradável para leitura”
(Redação)
“Formato, deveria ser mais leve, menos texto, formatação
diferente. Vai e vem ,fazer um quadro com entrada e saída, usar
gráficos e ilustrações.” (Corporativo)
“Mudar o formato que hoje se apresenta mais como impresso, mas
que todo mundo lê na tela, deveria ser menos blocado e mais voltado
pra Internet” (Redação)
“Poder abrir o arquivo direto em PDF sem precisar salvar o
arquivo. Ter um link com banco de dados de todas notas publicadas,
com possibilidade de acesso, ou por assunto, por exemplo, jornalistas
que receberam premio Embratel em clicar no link e aparecer todos os
que receberam ano a ano” (Redação)
- Página 25 -
Base: 100 Entrevistados
Sugestões
15. Você teria alguma sugestão ou crítica específica a fazer ao Jornalistas & Companhia?
“Criar pesquisas virtuais com os jornalistas abordando tendências e
pensamentos.” (Redação)
Conteúdo
“Deveria falar sobre os desafios dos jornalistas, as matérias que eles
encontram dificuldades para apurar.” (Redação)
“Criar um espaço pra um editorial de observatório da imprensa. Acho que
Jornalista e Cia deveria se posicionar, fazer uma crítica ou elogio sobre os fatos
Posição
Crítica
da imprensa por exemplo: um fechamento de uma publicação, demissão ou
admissão, deveria se posicionar. Porque às vezes acontece de um jornalista fazer
uma “cagada” em uma redação e sai limpinho em Jornalistas, então deveria ter
um editorial pra se posicionar sobre a questão, falta esta observação mais
crítica.” (Redação)
“Ter um site para acesso para que todos
Acessibilidade
os jornalistas possam acessar, porque
mesmo que não seja enviada por algum
problema ou outro os jornalistas poderiam
ter acesso.” (Redação)
- Página 26 Base: 100 Entrevistados
Principais conclusões
O Jornalistas e Companhia é muito bem avaliado e reconhecido pela sua importância,
imparcialidade e pela qualidade de seu conteúdo.
Por ser o único informativo do tipo, tem posição privilegiada já que dificulta qualquer tipo de
comparação.
É expressivo o número de críticas em relação ao formato, sobretudo a respeito da extensão do
informativo, das matérias, bem como sua diagramação.
Todos os públicos consideram oportuno o uso de HTML e demais ferramentas de internet.
A criação de um site com perfis biográficos, sobretudo entre os profissionais de redação, que
têm maior interesse em divulgar seus perfis, foi muito bem avaliada.
Redação
O público de redação, mais expressivo
numericamente, avalia o formato do J&C como
atualizado, moderno e prefere a plataforma
atual.
Corporativo e agências
Os públicos “corporativo” e “agência”
consideram o J&C conservador e preferem a
plataforma de apresentação antiga. Avaliam o
informativo como engajado e gostariam de
receber um arquivo em PDF, acompanhado
Gostariam de continuar recebendo o informativo
por hiperlinks que levem direto às notícias
em PDF simples.
além de contar com um site com atualizações
constantes.
- Página 27 -
Entrevistados
Redação
Alberto Luchetti Neto
All Tv
Luís Nassif
Agência Dinheiro Vivo
Álvaro Bufarah
Rede Virtual de notícias Voz da América
Luiz Guerreiro
Car and Driver
Angela Dinke
Valor
Luiz Malavola
TV Record
Anselm o Góis
O Globo
Marcelo Bairão
TV Cultura
Antero Greco
O Estado
Marcelo Moreira
TV Globo
Audalio Dantas
Negócios da Comunicação
Marcio ABC
Bom Dia
Caio Maia
Trivela
Marcio Fernandes
Transamérica
Carla Sim ões
Bloomberg Comércio do Brasil
Marcos Aidar
TV Globo
Carlos Alberto Di Franco
Rádio Eldorado
Maria Antonio Darin
Editora Folha da Região de Araçatuba Ltda
Carlos Eduardo Lins da Silva
Ombusman Folha de São Paulo
Mario Pati
Revista do Automóvel
Carlos Maranha
Veja Cidades
Martha San Juan franca
Horizonte Geográfico
Claudio Am aral
Tribuna Santos
Moisés Rabinoviei
Diário do Comércio
Delcy Mac Cruzi
A Cidade
Nair Suzuki
Estadão
Djalm a Luiz Benette
Bom dia Sorocaba
Nely Caixeta
PIB Totum
Eduardo Hiroshi
Editora Escale Ltda
Nilton Pavim
Direta Comunicação
Edvaldo Nunes
TV Record
Orivaldo Perin
O Globo
Florestau Fernandes Jr.
TV Brasil
Paulo Nicolau
SBT
Hélio Cam pos Mello
Brasileiras Editora Ltda
Paulo Vinícius Coelho
ESPN
Heym ar Lopes Nunes
Car Magazine
Pedro Venceslau
O Estado de São Paulo
Hum berto Candil
Band New s TV
Renato Essen Felder Filho
Metrô
Jorge Felix
Isto É
Ricardo Hernandes
Coisas de Agora Comunicação Ltda
José Paulo Kupfer
TV Gazeta
Suzana Barelli
Menu
Juca Kfouri
ESPN
Telm o Ricardo Borges Flor
Correio do Povo
Kaike Nanne
Editora Abril S/A
Vicente Alessi Filho
AutoData
- Página 28 -
Entrevistados
Agência
- Página 29 -
Adriana Panzini
Fundamento Comunicação Empresarial
Claudio Sá
Conteúdo
Daise Bregantine
Altachee de Pressa
Fernanda Maniero
FSB Comunicações
Fernanda Torres
Letra Comunicação
Gustavo Diam antino
Press a Porter
Hélio Doyle
WND Consultoria e Comunicação
Henrique Carvalho
CD1 Agencia de Comunicação
Herval Faria
Video Clipping
José Luiz Schiavoni
S2 Comunicação Integrada S/A
Luciana Branco
Luciana Branco Comunica
Luiz Hum berto Monteiro Pereira
Cartaz Noticias
Marcio Chaer
Original 123
Nereu Lem e
Casa da Notícia
Patrícia Gil
Máquina da Notícia
Paulo Andreoli
Andreoli Manning Selgave
Paulo Pepe
Empório da Comunicação
Ricardo Gom es
A4 Comunicação
Roberto Falcão
Editora Extra
Rosana Monteiro
Ketchum Estratégia
Sonia Azevedo
In Press
Thaísa Ribeiro
Média Link
Vânia Gracio
Singular Comunicação de Resultados
Vanira Kunc
Audálio Dantas Comunicação
Vera Graça
Rocon & Graça
Entrevistados
Corporativo
- Página 30 -
Andrea Luna
Fecomércio
Angela Santângelo
CETIP
Carlos Roberto Henriques da Costa
PSA Peugeot Citroen do Brasil
Débora Oliveira
IBS - Inst. Bras. Siderugica
Eduardo Octaviano
Tim Brasil
Eliane Bastos Velloso
Neo Energia
Francine Wey
Deutsche Bank
Gustavo Schor
Astra Zeneca
Luciana Peluso
Fischer América
Luiz Carlos Medinas
A Biquim
Maria Claia Jorge
F Nazca Saatchi & Saatchi
Mônica Charaix
Neogama BBH
Nelson Hom em de Melo
RAC Correio Popular
Patricia Melo
Consulado Britânico
Pedro Luiz Dias
GM
Renata Binotta
Banco HSBC
Renato Gasparetto
Gerdau
Roberta Bechelli
Casas Bahia Comercial
Sandro Rego
O Boticário
Sara Dalsin
Sul América Seguros
Sarah Coelho
Brazilian Finance
Sérgio Franco
Editora RCD
Sérgio Lapastina
Sabesp
Silvia Maiolina
Bracelpa
Vera Soares
Bradesco Seguros
Porque medir é fundamental...
Av. Brigadeiro Faria Lima 2601, 9º Andar
CEP: 01452 904 – São Paulo – SP
Tel.: 55-11-3643-2900
Fax: 55-11-3643-2843
[email protected]
www.cdnep.com.br
- Página 31 -
Download

Avaliação