Série "Os homens de bens da Alerj"
Repórteres: Angelina Nunes, Alan Gripp, Carla Rocha,
Dimmi Amora, Flávio Pessoa, Luiz Ernesto Magalhães e
Maiá Menezes
Coordenação: Angelina Nunes
Jornal O Globo
Origem da investigação:
- Reunião de trabalho na segunda semana de dezembro de 2003.
- A idéia era investigar os bens acumulados pelos deputados estaduais do Rio no período de
duas legislaturas (1996 a 2001) e traçar um perfil dos políticos que ocuparam aquele cargo.
- O subsídio recebido por eles mensalmente não eram condizentes, em muitos casos, com o
padrão de vida que ostentavam.
- Acesso aos documentos entregues por esses políticos, ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE),
durante a inscrição de sua candidatura para as eleições.
Metodologia:
- Coleta de dados em fevereiro de 2004.
- Divisão do material entre os sete repórteres. Pesquisas em sites, entrevistas.
- Reuniões diárias.
- Ofício com pedido de acesso a documentação pública.
- Entrevista com presidente do TRE em março de 2004.
- Material foi recebido um mês depois.
Busca de informação, fontes, recursos materiais:
- Com a documentação do TRE foi possível fazer uma análise da evolução patrimonial de 70
dos 113 parlamentares que ocuparam uma cadeira no Legislativo no período. Do restante, 19
(candidatos apenas uma vez) só tinham uma declaração arquivada; nove afirmam não ter
patrimônio; quatro não atribuíram valores aos bens declarados; e outros 11 só informaram os
valores dos bens em uma das duas declarações.
- Gastos de R$ 2 mil para custas cartoriais.
- Análise de cerca de 800 folhas de documentos ( do TRE e de cartórios).
Busca de informação, fontes, recursos materiais:
- Declaração de renda: Uma compra aparentemente simples de oito lotes na Região dos Lagos
pode revelar que o parlamentar comprou, verdade, o quarteirão inteiro e fez uma bela mansão.
Busca de informação, fontes, recursos materiais:
- Viagens a outros municípios.
- Entrevistas com cerca de 120 pessoas.
- Pesquisa em sites oficiais e de entidades.
- Tabelas e gráficos no Excel
Busca de informação, fontes, recursos materiais:
Busca de informação, fontes, recursos materiais:
Busca de informação, fontes, recursos materiais:
Tempo de trabalho
- Ao todo, a apuração da série de reportagens consumiu quatro meses.
- Rodízio de repórteres.
Problemas:
- Disponibilidade dos sites oficiais.
- Números incompletos de CPFs e CNPJs das empresas.
Pressões:
- Advogados tentaram criar obstáculos.
O que ficou demonstrado:
Depois de investigar os bens acumulados pelos deputados do Rio no período de 1996 a
2001, O GLOBO revelou que 27 parlamentares tiveram aumento de mais de 100% de seu
patrimônio. O levantamento mostrou ainda que quase 80% dos parlamentares, que
forneceram ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pelo menos duas declarações de renda
no período, tiveram algum crescimento nos bens. Muitos deputados que estavam na
primeira legislatura, rapidamente mudavam de status. Dezessete deputados - declarando
ou não atividades empresariais - conseguiram a façanha de superar todos os outros
investimentos do mercado financeiro no mesmo período.
Somados, os valores dos bens informados pelos parlamentares ao tribunal totalizam R$
49,1 milhões. Um grupo de oito parlamentares atingiu a casa do milhão de reais. Os
novos ricos do legislativo admitiram que o fato de terem se tornado notórios ajudou a se
firmarem também como empresários e, assim, tentavam justificar o rápido crescimento
econômico experimentado num período difícil da economia brasileira. Entre 1996 e 2001,
período compreendido pelo levantamento, o Brasil atravessou crises financeiras.
Segundo o IBGE, a renda média do trabalhador caiu 8,7% nesse período. Os 5% mais
ricos do país tiveram queda ainda maior: 9,9%. O Produto Interno Bruto (PIB) teve um
crescimento ínfimo, pouco mais de 10%, devido ao fraco desempenho do setor produtivo,
área onde os deputados alegam ter ganhado dinheiro.
O setor da economia que conseguiu os maiores rendimentos foi a área
financeira. Quem investiu nos CDIs, que são remunerados com base nos juros
do governo, teve ganhos de 175%. O valor das ações da Petrobras,
consideradas um dos melhores negócios do período, cresceu 218%. Mas 17
parlamentares, de acordo com o levantamento, conseguiram rentabilidade
superior a todos esses investimentos
Impacto
- Investigação da Receita Federal. Já foram detectados sinais de irregularidades em 40
declarações de renda de deputados e ex-deputados com domicílio tributário no Rio.
- No final de dezembro, foi criada uma força-tarefa entre a Receita Federal, Ministérios Público
Federal e Estadual para trocar informações sobre as investigações e agilizar o trabalho.
- O GLOBO, logo em seguida, realizou trabalho semelhante com o patrimônio dos vereadores
e pode constatar o enriquecimento dos parlamentares como conseqüência quase imediata à
eleição.
- O Ministério Público estadual abriu inquéritos para cada um dos 113 deputados e 42
vereadores do Rio que foram objetos de análise da série.
- A iniciativa do também levou jornais de outros estados brasileiros a fazerem o
mesmo tipo de levantamento durante as eleições para prefeito em outubro do ano
passado.
- O presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Marcus Faver,
anunciou que nas próximas eleições só aceitará no ato de inscrição de
candidaturas cópias de declarações entregues a Receita Federal e as colocará na
Internet.
Fatores que contribuiram para o êxito
Carlos Ivan
- Diversidade de fontes, busca documental,
persistência e trabalho em equipe
• Angelina Nunes
• Alan Gripp
• Carla Rocha
• Dimmi Amora
• Flávio Pessoa
• Luiz Ernesto Magalhães
• Maiá Menezes
Prêmios
Rey de España – Madri, Espanha, dezembro de 2004
Esso de Jornalismo- Rio de Janeiro, Brasil, dezembro de 2004
Menção especial IPYS/TILAC (Mejor Investigación Periodística de un caso de
corrupción en América Latina y el Caribe)- Cidade do México, México, maio de
2005
Sociedad Interamericana de Prensa (SIP) - Periodismo de Profundidad –
Indianápolis- Indiana, Estados Unidos, outubro de 2005
Nuevo Periodismo Cemex/FNPI- (Nominado)- Monterrey, México, agosto de
2006
Download

Os homens de bens da Alerj