Ministério do Trabalho e Emprego – MTE
Secretaria Nacional de Economia Solidária – SENAES
Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Qualificação
Profissional – SETEQ
“é um jeito diferente de produzir, vender,
comprar e trocar o que é preciso para
viver. Sem explorar os outros, sem querer
levar vantagem, sem destruir o ambiente.
Cooperando, fortalecendo o grupo, cada
um pensando no bem de todos e no
próprio bem”.
Fonte: MTE/SENAES
 Cooperação;
 Autogestão;
 Dimensão
Econômica;
 Solidariedade.




Gerar trabalho e renda de forma sustentável, na
perspectiva da melhoria de suas condições de
trabalho ;
Implantar uma estrutura organizacional para os
empreendimentos sociocomunitários em forma
de grupos solidários;
Viabilizar a democratização de acesso, por parte
dos
grupos
solidários
ao
crédito
desburocratizado;
Criar e fortalecer espaços/canais para a
comercialização e o escoamento dos produtos
e/ou serviços.
Fomentar e desenvolver iniciativas de trabalho
e geração de renda em comunidades e
territórios
de
população
extremamente
pobres
por
meio
da
constituição
e
fortalecimento
de
empreendimentos
econômicos solidários, por meio de:





Consultoria voltada a novos investimentos;
Formação para gestão dos empreendimentos;
Assessoria técnica;
Apoio à Comercialização;
Orientação sobre melhores linhas de Crédito;
ORGANIZAÇÕES EXECUTORAS:


1º PASSO: Mobilização e Fortalecimento
Organizacional;
2º PASSO: Organização dos Processos de
estrutura:
1)
2)
3)
4)
5)
Oficina de Diagnóstico Participativo (DP);
Oficina Plano de Ação Imediata (PAI);
Oficina Plano Integrado de Desenvolvimento (PID)
Oficina de Organização e Gestão
Oficina de Avaliação de Desempenho do
empreendimento econômico solidário
6) Avaliação de desempenho.
 Confecção,
 Alimentos,
 Artesanato,
 Serviços
Autônomos e
 Reciclagem
 1.
Sertão Alagoano;
 2. Região Metropolitana;
 3. Vales do Paraíba e do
Mundaú e
 4. Agreste.
 1º.
Empreendimentos Informais
(Grupo informal)
 2º. Empreendimentos Formais
(Grupo formal)
 3º. Empreendedor Individual


Enquadramento ao perfil econômico e social
especificado na Chamada Pública;
Menor renda per capita (Grupal e Individual)


50 (cinquenta) grupos de empreendimentos
solidários (com 25 pessoas por grupo);
e 20 (vinte) empreendimentos solidários (com
11 pessoas por grupo) nos municípios de
Arapiraca, Marechal Deodoro, União dos
Palmares e Maceió, identificadas com alto
índice de violência contra jovens negros,
fazendo interface com o programa Juventude
Viva.






Municípios e suas Secretarias Municipais;
Fórum de Economia Solidária;
Conselho de Políticas Públicas ligado à
Economia Solidária;
Conselho municipal de desenvolvimento rural
sustentável
Programa Juventude VIVA;
ONG’s com atuação nos municípios;
“Entendemos por desenvolvimento solidário um
processo de fomento de novas forças produtivas
e de instauração de novas relações de produção,
de modo a promover um processo sustentável de
crescimento econômico, que preserve a natureza
e redistribua os frutos do crescimento a favor
dos que se encontram marginalizados da
produção social e da fruição dos resultados da
mesma”.
Paul Singer
LUCIANA CAETANO DA SILVA
Superintendente do Emprego e Relações de Trabalho – SERT
lucaetano2005@uol.com.br
Gestores do Projeto Produzir Juntos
Eugênio Dantas
eugenio.gdebrasil@gmail.com
9988-1188
Geórgia Jatobá
georgiajatoba@gmail.com
9614-0514
Download

Apresentacao do Produzir Juntos