Como surgiu a SSVP?
Fundada por jovens e para jovens, cuja fraternidade se
prolonga durante a vida inteira, o espírito de juventude
é uma característica original e permanente da
Sociedade de São Vicente de Paulo.
O espírito de juventude é o dinamismo, o entusiasmo, a
projeção no futuro. É a aceitação generosa de riscos, é a
imaginação criadora, ou seja, a adaptabilidade.
Desde sua fundação, a
Sociedade São Vicente de
Paulo sempre buscou se
adaptar à realidade da
sociedade na qual ela
estava inserida.
Apesar disso a SSVP
passou por inúmeras
mudanças ao longo
destes 180 anos.
Dentro de nossa
organização a Juventude
manteve o seu espaço.
Por exemplo com as
COMISSÕES DE JOVENS,
cujo coordenador tem
direito a voto em nossos
conselhos.
E estamos em constantes adaptações, a juventude atual
é muito diferente... Ela está mergulhada em um mar de
informações, que sonha com um futuro melhor, que vive
situações de maneira precoce e busca, acima de tudo,
ser aceita, ter seu espaço, ser amada e se encontrar
com Deus em meio a esse turbilhão de emoções...
Somos jovens felizes, a felicidade que procuramos
a encontramos em Jesus Cristo,
Nos divertimos, nos amamos sem medidas e,
mesmo com tamanha responsabilidade,
conseguimos curtir a vida como jovens “normais”.
Papa João
Paulo II disse:
“Frederico
Ozanam, um
modelo de
santo para a
juventude”
Nós buscamos a santidade sem deixar de ser jovem. O
caminho para a santidade inicia com o batismo, pois é com
esse sacramento que recebemos a missão de sermos
discípulos MISSIONÁRIOS DO REINO.
E esse caminho se
consolida quando
fazemos a escolha
de assumir um
trabalho EFETIVO e
AFETIVO dentro da
comunidade cristã
em que estamos
inseridos.
Esse caminho, antes de ser trilhado por nós, deve
ter um meio e um fim. O fim do caminho que
escolhemos é o amor, o respeito e a promoção dos
menos favorecidos, os pequenos do Pai, os
POBRES.
E é essa a nossa diferença dos demais movimentos dentro da igreja.
Nosso Fundador Frederico
Ozanam é um exemplo a
ser seguido por nós
jovens, ele deu uma
resposta rápida e
audaciosa para o
questionamento e o
desafio colocado para ele
e seus companheiros.
Ele combateu com grade
destreza o descaso e a
injustiça para com os
pobres, o que reforça,
ainda mais, a sua
santidade.
Ele teve uma atitude
transformadora da
realidade, uma posição que
permite ao outro ter um
vida de DIGNIDADE
SOCIAL. Uma posição que
não se omite, não se
esconde e de forma alguma
perde a sua característica de
ser JOVEM; muito pelo
contrário, usa o vigor, a
energia e a coragem
próprias da juventude para
desempenhar o seu papel
de agente transformador da
HISTÓRIA.
Ozanam não deixou de ser jovem para viver sua
escolha, ele usou de sua força jovem para difundir
o amor de Deus aos POBRES e a outros JOVENS.
Ele foi um jovem corajoso que, em nenhum momento hesitou em dar seu
SIM para Deus. Quando dele foi exigido um esforço maior, ele assumiu a
“resposta” e encarou o desafio de ir aonde ninguém queria ir, de colocar
as mãos onde ninguém queria colocar, de amar quem “não era digno de
ser amado”, de servir aquele que era considerado MENOR, de sair de sua
ZONA DE CONFORTO e enfrentar o desconhecido.
Ele sonhou em reunir o
mundo inteiro em um grande
rede de caridade, e por
causa desse sonho é que
estamos aqui hoje.....
Fizemos 180 anos...
Somos 700.000 membros...
Estamos em 143 países
Nos 4 continentes....
As marcas da personalidade do BEATO FREDERICO OZANAM
ficaram enraizadas na essência da Sociedade de São Vicente de
Paulo. É por essa razão que nós, jovens vicentinos, temos nele
nosso exemplo de Santidade e um modelo a ser seguido para
quem resolver entrar nos caminhos da CARIDADE.
Buscar a SANTIDADE é buscar ser um
diferencial na vida da comunidade,
é fazer do nosso mundo
um mundo mais
igualitário para todos....
... por meio de nossas
ações diante da injustiça,
da desigualdade e da
falta de dignidade do
OUTRO.
Ser santo, ou melhor, buscar a santidade deve ser uma
busca que se dará dentro e não fora do mundo. Essa é a
nossa vocação primeira, sermos santos, e como propõe
nosso saudoso Beato João Paulo II, sermos
“SANTOS DE CALÇA JEANS”!
Para isso não precisamos
abandonar a juventude, muito pelo
contrário, é ela que vai garantir
que essa escolha seja concreta e
contagiante, que vai fazer com que
outros queiram viver o mesmo estilo
de vida que nos estamos vivendo.
Carta aos Jovens - João Paulo II
Precisamos de Santos sem véu ou batina.
Precisamos de Santos de calças jeans e tênis.
Precisamos de Santos que vão ao cinema, ouvem música e passeiam com os amigos.
Precisamos de Santos que coloquem Deus em primeiro lugar, mas que se "lascam" na
faculdade.
Precisamos de Santos que tenham tempo todo dia para rezar e que saibam namorar na
pureza e castidade, ou que consagrem sua castidade.
Precisamos de Santos modernos, Santos do século XXI com uma espiritualidade inserida
em nosso tempo.
Precisamos de Santos comprometidos com os pobres e as necessárias mudanças socias.
Precisamos de Santos que vivam no mundo se santifiquem no mundo, que não tenham
medo de viver no mundo.
Precisamos de Santos que bebam Coca-Cola e comam hot dog, que usem jeans, que
sejam internautas, que escutem discman.
Precisamos de Santos que amem a Eucaristia e que não tenham vergonha de tomar um
refri ou comer pizza no fim-de-semana com os amigos.
Precisamos de Santos que gostem de cinema, de teatro, de música, de dança, de esporte.
Precisamos de Santos sociáveis, abertos, normais, amigos, alegres, companheiros.
Precisamos de Santos que estejam no mundo; e saibam saborear as coisas puras e boas
do mundo mas que não sejam mundanos".
Mas também hoje existe um outro perfil de juventude,
que é aquela que agente menos gostaria de ter. O daquele
jovem despreocupado, não se importa com o amanhã.
Se entretêm com muitas coisas inúteis, modismos, são
induzidos, “obrigados” a consumir tudo aquilo que é
imposto pelos meios de comunicação.
Usam roupas do mesmo estilo, cabelos da mesma forma,
copiam a personalidade dos outros.
Vivemos em um tempo em que TUDO É PERMITIDO, tudo é
possível e realmente é. A sociedade que vivemos é toda baseada
no CONSUMISMO, comportamento esse que está nos levando a um
colapso global econômico e AMBIENTAL. O consumo desenfreado
de roupas, comida, bebidas, tecnologia e futilidade tem como seu
maior consumidor, a população JOVEM do planeta.
Uma pesquisa realizada pelo IBOPE em 2010 revelou que
o tempo de permanência do brasileiro na internet avançou
“marca inédita”. Ele é o campeão em tempo conectado a
rede mundial de computadores. Em média um jovem
brasileiro fica na internet de dez a doze horas por dia.
6h – Dorme
4h – Escola
2h – Atividades Extras
2h – Intervalos e deslocamentos
O restante 10h é de frente o computador!!!!
Muito desse tempo com coisas
passageiras que são “baixadas”, vista e
depois “excluídas” e vão para na
“lixeira” tanto do computador como da
mente. Tempo perdido que não se
recupera mais. E depois diz que não tem
TEMPO!!!
Os meios de comunicação
sempre associam o sucesso a
mulheres linda, a carros
potentes, a casas maravilhosas,
a homens poderosos, a jogadores
de futebol e até a traficantes
perigosos.
O apelo visual chega a ser
opressor. Essa é a razão de o
grande mal de nosso século ser os
problemas emocionais, como
depressão, vários outros
distúrbios psicológicos e a grande
taxa de suicídios entre os jovens.
A SSVP surge como uma alternativa a essa cultura de morte.
Propomos um caminho de fraternidade, de igualdade, de amor e
de vida espiritualizada, para que os jovens possam transformar
esse mundo ilusório e enganador e ver que a vida é muito mais que
riquezas materiais, que a FELICIDADE VERDADEIRA não depende delas.
O que é a Diversão hoje?
Conseguir ficar de pé depois da bebedeira e beijar a
maior quantidade de meninas em uma noite; ou de
meninos, pq as moças estão nessa competição.
Mas na essência
todos os jovens
tem em comum o
desejo de conhecer,
de querer
EXPLORAR O
DESCONHECIDO,
de querer fazer
algo, de participar
ativamente da
vida social, de dar
sua sugestão e
sua contribuição.
A Jovem Maria de Nazareth:
“Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim
segundo a tua palavra” (Lc 1, 26-38)
Uma simples frase dita por
aquela jovem mudou toda a
historia da humanidade. Já
imaginaram, se Maria, naquele
momento, “amarelasse”,
“desse para trás”? Como seria
o mundo hoje? Tudo começou
com Maria, através da sua
entrega, sua ousadia, sua
coragem e seu amor
incondicional ao Deus da vida.
O Senhor Deus, no antigo Testamento, se manifesta aos
jovens, pois sabia de todo o POTENCIAL DA JUVENTUDE,
temos uma passagem do
Primeiro Livro de Samuel, Capítulo 3, 3b-10-19.
Interessante:
1º) o Senhor insiste em chamar Samuel até que ele
responda da forma que Ele quer ouvir (Muitos jovens
não responde hoje a Jesus, sabe porque?
Porque, assim como
Samuel, não
RECONHECEM O
CHAMADO DE
DEUS!!!!
Não fizeram a
experiência com
Deus!!!
Mas DEUS não
desiste!!!!
2º) Pessoa de ELI = Somos
nós vicentinos de HOJE, que
adotamos essa vocação com
um estilo de vida, de serviço
e de amor....
Com esse gesto semanal
que realizamos em nossas
conferencias, mostramos
aos assistidos que existe
ALGUÉM QUE OS AMA e
que manifesta através de
nossa presença.
E assim muitos são tocados
e querem fazer o mesmo...
Assumir esse ESTILO DE
VIDA VICENTINO é ser
modelo para outras
pessoas que queiram
experimentar a Deus. É
ser SANTO sem deixar
de ser gente, de viver a
vida como ela se
apresenta para você, é
querer e poder mostrar
para outros o caminho,
sempre conservando-se
humilde, caridoso e
zeloso com o outros da
mesma maneira que ELI
se conservou ao ensinar
SAMUEL a atender o
chamado.
Jesus, em muitos momentos no Evangelho, se dirige especificamente aos jovens.
Há uma passagem que o Jovem pergunta a Jesus o que ele deve fazer para
atingir o reino do céu e a vida eterna. Jesus disse: “Observa e segue os Dez
Mandamentos”. Ele disse: “Mas isso eu já faço”
Nós fazemos ou só conhecemos???
E Jesus responde: “Então vai e deixa tudo que tens e segue-me”. O jovem
era rico, tinha muitas posses e não segue Jesus.
E nós hoje????
Estamos acomodados ou de fato seguimos Jesus!!!!
Ele é nossa prioridade, ou só vamos a conferência
quando dá, quando não tínhamos outra coisa mais
interessante para fazer???
Nosso trabalho é com o necessitado, ele não pode
esperar!!! O pobre precisa de viver melhor hoje, de
comer, de ter uma vida digna???
Qual é a nossa contribuição!!!
Somos senhores de nossa vida. Controlamos o
nosso tempo e não é o tempo que nos controla.
Por isso devemos organizar nosso TEMPO para
dedicarmos um pouco de nossa vida ao serviço
do Evangelho. Não significa abandonar nossa
natureza, nossa vida.
Ser JOVEM VICENTINO é ser um
soldado que vive no mundo real
e que busca, com sua
espiritualidade, com seu amor
pela causa e com sua juventude,
é ser Boa Notícia para todos.
Não se omitindo
diante dos desafios e
usando de todos os
seus “talentos” para
mostrar ao mundo
“como é bom servir o
próximo”
Vivemos num mundo onde a informação se dá em tempo real
e a comunicação é feita com um simples toque de botões.
É nesse universo que estamos inseridos e é nele que temos que
propagar as coisas boas que vivemos e queremos
“compartilhar” a fim de que todos possam “curtir” e se juntar
a nossa “rede de relacionamento” e convivência.
Para que isso aconteça é
preciso “publicar” a Boa
Nova nos “murais” e
“cutucar” essa juventude
que vive mergulhada no
“perfil” de perfeições
futilidades que o mundo
lhe apresenta
insistentemente.
Deixe emanar do seu ser a alegria de ser jovem vicentino, conquiste
seus “parceiros” PELO O QUE VOCÊ É, e não pelo que você fala.
Curta, compartilhe, publique seu estilo de vida sem medo ou
receios por ser diferente nesse aspecto. É possível ir a uma “balada”
sem precisar beber ou se drogar para curtir a noite.
Se alguém falar “CARA VC É DIFERENTE”, dê graças a Deus por ele
ter notado, pois é isso mesmo. Somos diferentes,
SOMOS JOVENS VICENTINOS!!
Esse é o nosso ESTILO DE SER JOVEM VICENTINO. Um
estilo de vida para a juventude de hoje e de sempre. A
juventude que ama ser jovem, que busca ser SANTA, que
serve ao PRÓXIMO, a juventude que é missionária, a
juventude que atendeu ao clamor de OZANAM:
“Vamos aos pobres!”
Louvado Seja Nosso Senhor
Jesus Cristo!!
Érika Ázara Lopes Lima
(61) 8270 1100 - erikaazara@gmail.com
Download

Juventude Vicentina estilo de vida para os jovens de hoje