EPENDIMOMAS
Peterson Xavier da Silva
Medico Residente Neurocirurgia
Hospital Santa Marcelina
Dr. Peterson Xavier da Silva
medpeterson@hotmail.com
EPENDIMOMAS
- Ependimoma (celular/papilar);
- Ependimoma Anaplásico (maligno);
- Ependimoma Mixopapilar (cone medular e filum terminale);
- Subependimoma (ependimoma-astrocitoma); transição
- Ependimoblastoma (maligno) - PNET
(ependimoblastos, com invasão local, disseminação difusa e 100%
recorrência)
Dr. Peterson Xavier da Silva
medpeterson@hotmail.com
CARACTERÍSTICAS
• 15% dos tumores de fossa posterior em crianças;
• Terceiro tumor mais comum em crianças;
• 4 – 6 anos;
• Sobrevida: 45% em 5 anos;
• Assoalho do IV ventriculo, véu medular lateral, forames
de Luschka, aqueduto e canal central da medula;
• Aspecto de “Couve-flor” no IV ventriculo;
• Crescimento lento;
Dr. Peterson Xavier da Silva
medpeterson@hotmail.com
LOCALIZAÇÃO
• 60% Infratentorial:
- > 90% IV ventrículo;
- Cisterna Magna;
- Cisterna cerebelo-pontina;
- Forame Magno;
- Medular
Celular de IV ventrículo
Anaplásico de III
ventrículo
Anaplásico de Pineal
QUADRO CLINICO
• Hidrocefalia
• Hipertensão intracraniana
• Paresia do VI e VII
Dr. Peterson Xavier da Silva
medpeterson@hotmail.com
• 30-35% Supratentorial:
-
Extraventricular (crianças mais velhas e adultos)
-
Frequentemente com margem próximas ao ventrículo
-
Frequentemente associado a cisto, hemorragia e calcificação
• 5-10% Intra-raquiano
Anaplásico de
hemisfério
Cervicotoracico
Mixopapilar
HISTOPATOLÓGICO
Celular
- Pseudorosetas - Flexner
(células fusiformes ao redor dos vasos);
- Células bem-diferenciadas;
- Pouca mitose;
- Necrose rara;
Anaplásico
- Alta celularidade;
- Calcificações;
- Vascularização;
- Mitose frequente;
- Necrose.
Dr. Peterson Xavier da Silva
medpeterson@hotmail.com
IMAGEM
•
TC:
-
FP: isodenso com calcificações (50%);
-
Captação de contraste
Dr. Peterson Xavier da Silva
medpeterson@hotmail.com
Anatpat UNICAMP
IMAGEM
RNM
- Clássico: Tecido mole,
heterogêneo, lobulado à partir
do IV ventrículo, invadindo
forames lateralmente;
- Sólido – hipo ou isointenso
em T1 e hiperintenso em T2;
Cístico: hiperintenso (LCR)
em T1 e T2
Dr. Peterson Xavier da Silva
medpeterson@hotmail.com
Anatpat UNICAMP
TRATAMENTO
• Cirurgia Radical
• RT: PADRÃO NO TTO
Exceção: < 3 anos / supratentoriais / medulares / HPT não neoplásico.
• Recidiva:
-
Cirurgia?
-
QT? – Papel pouco definido
-
Cirurgia + QT?
Dr. Peterson Xavier da Silva
medpeterson@hotmail.com
EPENDIMOMA MEDULAR
•
Tumor intramedular mais frequente do adulto
•
3º e 4º décadas
•
Cervical e cervicotorácico
•
Cone e cauda - Mixopapilar
•
76% de localização central
•
65% associado à seringomielia, 78% cistos
Dr. Peterson Xavier da Silva
medpeterson@hotmail.com
*Pós contraste
EPENDIMOMA MEDULAR
• Captação intensa de contraste
• “Alargamento central abrupto e localizado da medula”
• Sinal Hipo ou isointenso em T1 e Hiper em T2
• “Cap sign”  hipossinal intenso nos polos da lesão
• Devido à hemorragia
Dr. Peterson Xavier da Silva
medpeterson@hotmail.com
EPENDIMOMA MIXOPAPILAR
• Lesão exofíticas que envolve cone e cauda
• Cirurgia + RT
• Recidiva = Cirurgia
• Pediatria: Costumam ser mais agressivos
• Grau de ressecção: Prognostico.
Download

EPENDIMOMAS

ependimomas