“Hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor” (Lucas 2.11)
Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo
24 de dezembro Anno T Domini 2015 T Meia-noite de Natal
(Ao adentrar o santuário nesta mais santa noite, mantenha silêncio a fim
de permitir toda a oportunidade de se preparar em espírito de oração para
a presença do Senhor e acolhimento de suas dádivas)
Orações Preparatórias
Ó Senhor Deus, eu amo a casa onde vives, o lugar onde está
presente a tua glória. Segundo a tua muitíssima piedade, prepara o
meu coração para que eu possa entrar em tua casa para adorar e
confessar o teu Santo nome; através de Jesus Cristo, meu Deus e
Senhor. Amém.
Ó Senhor, meu Criador, Redentor e Consolador, no momento em
que eu venho te adorar em espírito e em verdade, humildemente
te peço que abras meu coração para a pregação da tua Palavra
para que eu possa arrepender dos meus pecados, crer em Jesus
Cristo como meu Salvador e crescer na graça e santidade. Ouveme por amor do teu nome. Amém.
1 . Já vem perto o Natal,
canta o verde pinhal.
Há sons festivos no ar,
vibram acordes no lar.
2 . Cessem prantos e dor:
vence as mágoas o amor
do meigo infante Jesus —
trevas transformam-se em luz.
3 . Folga, ó meu coração:
ouve a doce canção
da multidão celestial.
Eis que está perto o Natal!
P Passados milhares de anos da criação do mundo, quando, no
princípio, Deus criou o céu e a terra; e milhares de anos após o
Dilúvio; 2.015 anos após o nascimento de Abraão; 1.510 anos
depois de Moisés e do Êxodo do povo de Israel do Egito;
1.032 anos após a unção de Davi como rei; na sexagésima
quinta semana, conforme a profecia de Daniel; na centésima
nonagésima quarta Olimpíada; 752 anos após a fundação de
Roma; no quadragésimo segundo ano do império de Otaviano
Augusto; estando todo o mundo em paz, na sexta idade do
mundo; Jesus Cristo, Deus eterno e Filho do Eterno Pai,
desejando santificar este mundo com a sua misericordiosa
vinda, tendo sido concebido pelo Espírito Santo, e passados
nove meses desde sua concepção, em Belém da Judeia, nasceu
da Virgem Maria, sendo feito homem.
C Eis o Natal de nosso Senhor Jesus Cristo segundo a carne.
1 . Oh! vinde, fiéis, triunfantes, alegres,
sim, vinde a Belém já movidos de amor;
nasceu vosso Rei, lá do céu prometido.
Alegres adoremos, alegres adoremos,
alegres adoremos a nosso Senhor!
2 . Olhai, admirados, tão grande humildade!
Os anjos o louvam com todo fervor,
pois veio conosco habitar humanado.
Alegres adoremos, alegres adoremos,
alegres adoremos a nosso Senhor!
3 . Por nós das alturas celeste baixando
a forma de servo assumiu por amor,
e vida gloriosa nos dá para sempre.
Alegres adoremos, alegres adoremos,
alegres adoremos a nosso Senhor!
4 . Nos céus adorai-o, vós, anjos, em coro,
e todos na terra lhe cantem louvor;
a Deus honra e glória contentes rendamos.
Alegres adoremos, alegres adoremos,
alegres adoremos a nosso Senhor!
P Em nome do Pai e do T Filho e do Espírito Santo.
C Amém.
P O povo que andava em trevas viu grande luz.
C A luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram
contra ela.
P E aos que viviam na região da sombra da morte,
resplandeceu-lhes a luz.
C E vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.
P Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu.
C A vida estava nele e a vida era a luz dos homens.
P Amados no Senhor. De coração sincero nos acheguemos de
Deus nosso Pai e lhe confessemos os nossos pecados,
suplicando-lhe em nome de nosso Senhor Jesus Cristo nos
conceda o perdão.
P O nosso socorro está em do nome do Senhor,
C que fez o céu e a terra.
P Dizia eu: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões,
C e tu perdoaste a maldade do meu pecado.
P Onipotente Deus e misericordioso Pai:
C Eu, pobre e miserável pecador, confesso ante ti todos os
meus pecados e iniquidades com os quais te ofendi, e pelos
quais mereço o teu castigo temporal e eterno. Mas estou
verdadeiramente arrependido deles e te peço que, em tua
infinita misericórdia e por causa da santa, inocente e
amarga paixão e morte de teu amado Filho Jesus Cristo,
que sejas compassivo e misericordioso para comigo, um
pobre ser pecador. Amém.
Observemos um tempo de silêncio para autoexame e reflexão na Palavra de Deus
P Mediante esta confissão, eu, em virtude de meu ofício,
como um servo da Palavra, chamado e ordenado,
anuncio a graça de Deus a todos vocês, e em lugar de
meu Senhor Jesus Cristo e por ordem dele, eu perdoo
todos os teus pecados, em nome do Pai e do T Filho e
do Espírito Santo.
C Amém.
Quando o silêncio tudo envolvia, e a noite ia a | meio de seu curso,*
a tua Palavra onipotente, ó SENHOR, desceu do teu | trono real.
Por que se | amotinam as nações,*
e os povos imaginam | coisas vãs?
Os reis da terra se levantam, e os príncipes juntos se man- | comunam*
contra o SENHOR e contra o seu un- | gido.
Aquele que habita nos | céus se rirá;*
o Senhor zombará de- | les.
Então, lhes falará na sua ira*
e no seu furor os | confundirá.
Eu, porém, | ungi o meu Rei*
sobre o meu santo | monte Sião.
Glória ao Pai e | ao Filho*
e ao Espírito | Santo,
como era no | princípio,*
agora é, e para sempre será. | Amém.
Quando o silêncio tudo envolvia, e a noite ia a | meio de seu curso,*
a tua Palavra onipotente, ó SENHOR, desceu do teu | trono real.
u
C Senhor, tem piedade de nós. Cristo, tem piedade de nós.
Senhor, tem piedade de nós.
u
P Glória a Deus nas alturas!
C e na terra paz, boa vontade para com os homens. Nós te
louvamos, bendizemos, adoramos; nós te glorificamos e
te damos graças por tua grande glória, ó Senhor Deus,
Rei dos céus, Deus Onipotente. Ó Senhor, unigênito
Filho, Jesus Cristo; ó Senhor Deus, Cordeiro de Deus,
Filho do Pai, que tiras os pecados do mundo, tem
compaixão de nós. Tu, que tiras os pecados do mundo,
recebe a nossa deprecação. Tu, que estás sentado à mão
direita de Deus Pai, tem compaixão de nós, porque só tu
és Santo, só tu és o Senhor. Só tu, ó Cristo, juntamente
com o Espírito Santo, és o Altíssimo na glória de Deus
Pai. Amém.
P O Senhor seja convosco.
C E com o teu espírito.
P Oremos: Ó Deus que fizeste brilhar a verdadeira Luz nesta
santa noite, concede que conheçamos os mistérios desta Luz
aqui na terra e possamos alcançar todas as suas alegrias nos
céus; através do mesmo Jesus Cristo, teu Filho, nosso Senhor,
que vive e reina contigo e o Espírito Santo, um só Deus, agora
e sempre.
C Amém.
A Palavra de Deus escrita no Livro do Profeta Isaías
2
O povo que andava em trevas viu grande luz, e aos que
viviam na região da sombra da morte, resplandeceu-lhes a
luz. 3 Tens multiplicado este povo, a alegria lhe
aumentaste; alegram-se eles diante de ti, como se alegram
na ceifa e como exultam quando repartem os despojos. 4
Porque tu quebraste o jugo que pesava sobre eles, a vara
que lhes feria os ombros e o cetro do seu opressor, como no
dia dos midianitas; 5 porque toda bota com que anda o
guerreiro no tumulto da batalha e toda veste revolvida em
sangue serão queimadas, servirão de pasto ao fogo. 6
Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o
governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será:
Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade,
Príncipe da Paz; 7 para que se aumente o seu governo, e
venha paz sem fim sobre o trono de Davi e sobre o seu
reino, para o estabelecer e o firmar mediante o juízo e a
justiça, desde agora e para sempre. O zelo do SENHOR dos
Exércitos fará isto. Palavra do Senhor.
C Demos graças a Deus.
P Um menino nos nasceu, um filho nos foi dado. Deus colocou
a soberania sobre os seus ombros. Os seus títulos são:
Conselheiro maravilhoso, Deus forte, Pai para sempre,
Príncipe da paz.
C Cantem ao Senhor um novo cântico, porque ele fez coisas
maravilhosas!
A Palavra de Deus escrita na Carta de São Paulo a Tito
11
Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a
todos os homens, 12 educando-nos para que, renegadas a
impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente
século, sensata, justa e piedosamente, 13 aguardando a
bendita esperança e a manifestação da glória do nosso
grande Deus e Salvador Cristo Jesus, 14 o qual a si mesmo
se deu por nós, a fim de remir-nos de toda iniquidade e
purificar, para si mesmo, um povo exclusivamente seu,
zeloso de boas obras. Palavra do Senhor.
C Demos graças a Deus.
C Aleluia! Aleluia! Aleluia!
P Aleluia. Hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que
é Cristo, o Senhor. Aleluia.
C Aleluia! Aleluia! Aleluia!
P O Santo Evangelho segundo Lucas.
C Glórias a ti, Senhor!
1
NAQUELES DIAS, foi publicado um decreto de César
Augusto, convocando toda a população do império para
recensear-se. 2 Este, o primeiro recenseamento, foi feito
quando Quirino era governador da Síria. 3 Todos iam
alistar-se, cada um à sua própria cidade. 4 José também
subiu da Galiléia, da cidade de Nazaré, para a Judéia, à
cidade de Davi, chamada Belém, por ser ele da casa e
família de Davi, 5 a fim de alistar-se com Maria, sua esposa,
que estava grávida. 6 Estando eles ali, aconteceu
completarem-se-lhe os dias, 7 e ela deu à luz o seu filho
primogênito, enfaixou-o e o deitou numa manjedoura,
porque não havia lugar para eles na hospedaria. 8 Havia,
naquela mesma região, pastores que viviam nos campos e
guardavam o seu rebanho durante as vigílias da noite. 9 E
um anjo do Senhor desceu aonde eles estavam, e a glória
do Senhor brilhou ao redor deles; e ficaram tomados de
grande temor. 10 O anjo, porém, lhes disse: Não temais; eis
aqui vos trago boa-nova de grande alegria, que o será para
todo o povo: 11 é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o
Salvador, que é Cristo, o Senhor. 12 E isto vos servirá de
sinal: encontrareis uma criança envolta em faixas e deitada
em manjedoura. 13 E, subitamente, apareceu com o anjo
uma multidão da milícia celestial, louvando a Deus e
dizendo: 14 Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na
terra entre os homens, a quem ele quer bem. Este é o
Evangelho do Senhor.
C Glórias a ti, ó Cristo!
t Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso, Criador do céu
e da terra, tanto das coisas visíveis como das invisíveis. E
em um só Senhor Jesus Cristo, Filho unigênito de Deus,
nascido do Pai antes de todos os mundos, Deus de Deus,
Luz de Luz, verdadeiro Deus do verdadeiro Deus, gerado,
não criado, de uma só substância com o Pai, por quem
todas as coisas foram feitas; o qual por nós homens e pela
nossa salvação desceu do céu e se encarnou pelo Espírito
Santo na virgem Maria e foi feito homem; foi também
crucificado por nós sob Pôncio Pilatos, padeceu e foi
sepultado; e ao terceiro dia ressuscitou segundo as
Escrituras, e subiu aos céus, e está sentado à direita do Pai
e virá novamente em glória a julgar os vivos e os mortos,
cujo reino não terá fim. E no Espírito Santo, Senhor e
doador da vida, o qual procede do Pai e do Filho, que
juntamente com o Pai e o Filho é adorado e glorificado; que
falou pelos profetas. E numa única santa Igreja Cristã e
Apostólica. Confesso um só Batismo para remissão dos
pecados, e espero a ressurreição dos mortos e a vida do
mundo vindouro. Amém.
1 . Anjos santos a cantar / em suave e doce tom,
do alto fazem ecoar / hinos com celeste som.
Gloria in excelsis Deo! Gloria in excelsis Deo!
2 . Ó pastores, que estarão / estes anjos a anunciar?
Que felizes novas dão / neste canto singular?
Gloria in excelsis Deo! Gloria in excelsis Deo!
3 . Vem à manjedoura e vê: / Cristo é causa do louvor!
Teus joelhos dobra e crê / no menino, teu Senhor!
Gloria in excelsis Deo! Gloria in excelsis Deo!
4 . Vê deitado o Salvador / em seu berço tão banal!
Anjos e homens deem louvor, / Ele é o Rei celestial.
Gloria in excelsis Deo! Gloria in excelsis Deo!
1 . Felicíssimo, contentíssimo / tempo santo de Natal!
Amor profundo salvou o mundo.
Alegrai-vos, alegrai-vos, ó cristãos!
2 . Felicíssimo, contentíssimo / tempo santo de Natal!
O Rei da glória trouxe a vitória!
Alegrai-vos, alegrai-vos, ó cristãos!
3 . Felicíssimo, contentíssimo / tempo santo de Natal!
Coros divinos cantam seus hinos.
Alegrai-vos, alegrai-vos, ó cristãos.
As ofertas não serão recolhidas durante o culto desta noite. Se quiser
deixar uma oferta, você pode fazê-lo, depositando-a no altar após o culto.
“Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos
alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo
oportuno.”
1 . Ó tempo santo de Natal, / tu tens mensagens lindas!
O mundo não tem luz nem paz, / mas isto meu Jesus me traz.
Ó tempo santo de Natal, / tu tens mensagens lindas!
2 . Ó tempo santo de Natal, / alegras toda gente!
Jesus a cada coração / traz vida, paz, consolação.
Ó tempo santo de Natal, / alegras toda gente!
3 . Ó tempo santo de Natal, / eternamente lindo!
Reina alegria em terra e céu: / O amor do Pai Jesus nos deu.
Ó tempo santo de Natal, / eternamente lindo!
P
C
P
C
P
C
P
O Senhor seja convosco.
E com o teu espírito.
Levantai os vossos corações.
Levantemo-los ao Senhor.
Demos graças ao Senhor nosso Deus.
Assim fazê-lo é digno e justo.
É verdadeiramente digno, justo e do nosso dever, que em
todos os tempos e em todos os lugares te demos graças, ó
Senhor, santo Pai, onipotente, eterno Deus, mediante Jesus
Cristo, nosso Senhor; pois, no mistério do Verbo que se fez
carne, tu nos deste nova revelação de tua glória, a fim de
que, vendo-te na pessoa de teu Filho, sejamos induzidos a
amar as coisas invisíveis. Portanto, com os anjos e arcanjos
e com toda a companhia celeste, louvamos e magnificamos
o teu glorioso nome, exaltando-te sempre, cantando:
u
C Santo, santo, santo é o Senhor Deus dos Exércitos.
Os céus e a terra estão cheios de sua glória.
Hosana, Hosana, Hosana nas alturas!
Bendito, bendito, bendito aquele que vem
em nome do Senhor!
Hosana, Hosana, Hosana nas alturas!
C Pai nosso, que estás nos céus.
Santificado seja o teu nome.
Venha o teu reino.
Seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu.
O pão nosso de cada dia nos dá hoje.
E perdoa-nos as nossas dividas, assim como nós também
perdoamos aos nossos devedores.
E não nos deixes cair em tentação.
Mas livra-nos do mal.
Pois teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre.
Amém.
C Nosso Senhor Jesus Cristo, na noite em que foi traído,
tomou o pão, e, tendo dado graças, o partiu e o deu aos
seus discípulos dizendo:
Tomai, comei, isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei
isto em memória minha.
E semelhantemente, também, depois da ceia, tomou o cálice
e, tendo dado graças, lho entregou, dizendo:
Bebei todos deste; este cálice é o Novo Testamento no meu
sangue, que é derramado por vós para a remissão dos
pecados; fazei isto, quantas vezes o beberdes, em memória
minha.
P No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o
Verbo era Deus.
C Ele estava no princípio com Deus.
P Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele,
nada do que foi feito se fez.
C A vida estava nele e a vida era a luz dos homens.
P A luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram
contra ela.
C E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e
de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do
Pai.
Observemos um tempo de silêncio para meditar sobre o milagre e
mistério do Verbo que se tornou carne, o nosso Santo e Encarnado
Senhor Jesus Cristo, que nos dá o seu próprio corpo e sangue na Santa
Ceia.
u
P A Paz do Senhor seja convosco para sempre!
C Amém.
u
C Cordeiro divino, morto pelo pecador, sê compassivo.
Cordeiro divino, morto pelo pecador, sê compassivo.
Cordeiro divino, morto pelo pecador, a paz concede.
Amém.
“Verdadeiramente digno e bem preparado é aquele que tem fé nestas
palavras: «Dado em favor de vós» e «derramado para remissão dos
pecados»”.
P Todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice,
C anunciais a morte do Senhor até que venha.
P Demos graças ao Senhor e oremos: Onipotente Deus, nós
te rendemos graças, por que nos reconfortaste por este dom
da salvação. Suplicamos-te que concedas por tua graça que
o mesmo nos fortaleça a fé em ti e nos dê ardente caridade
para com o nosso próximo, mediante Jesus Cristo, teu
Filho, nosso Senhor.
C Amém.
A chama da vela do altar será utilizada para iluminar as primeiras velas
que, por sua vez, passam a sua chama para as pessoas mais próximas até
que todas as velas estejam acesas. Assim, encerraremos esta noite solene
à luz de velas até o cântico final.
P A verdadeira luz, que alumia a todo homem, estava
chegando ao mundo.
C Glória a Deus nas maiores alturas!
P Resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as
vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus.
C E paz na terra entre os homens de boa vontade.
P
C
P
C
O Senhor seja convosco.
E com o teu espírito.
Bendigamos ao Senhor.
Demos graças a Deus.
P O Senhor te abençoe e te guarde. O Senhor faça
resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti.
O Senhor sobre ti levante o seu rosto e te T dê a paz.
C Amém. Amém. Amém.
1 . Noite feliz! Noite feliz! / O Senhor, Deus de amor,
pobrezinho nasceu em Belém. /Eis na lapa Jesus, nosso Bem!
Dorme em paz , ó Jesus! / Dorme em paz , ó Jesus!
2 . Noite feliz! Noite feliz! / Eis que no ar vêm cantar
aos pastores os anjos dos céus, / anunciando a chegada de Deus,
de Jesus Salvador! / de Jesus Salvador!
3 . Noite feliz! Noite feliz! / Oh! Jesus, Deus da luz,
quão afável é teu coração / que quiseste nascer nosso irmão
para a todos salvar! / para a todos salvar!
Por favor, apague sua vela antes de deixar seu assento e a mantenha na
posição vertical até a cera esfriar.
Informações sobre
batismo, catequese,
primeira comunhão e
para fazer parte de nossa
paróquia, entre em
contato com o pastor.
Download

2015.12.24 - culto natal - web

webculto2015natal