Verê, 23 de outubro de 2016
Culto Divino
Dia da Reforma
(Observado)
Tempo da Igreja | Ano C
Cor Litúrgica: Vermelha
Domingo da Reforma e Confirmação
Sejam bem-vindos à Casa do Senhor para o Culto Divino! Alegrem-se, pois o
Senhor vem nos dar suas dádivas de perdão, vida e salvação através de seus
preciosos Meios da Graça: sua Santa Palavra e Sacramentos.
Neste culto celebramos 499 anos do início do movimento da Reforma em 31
de outubro de 1517, quando o bem-aventurado reformador Martinho Lutero
postou suas 95 teses na porta da igreja do castelo de Wittenberg, na Alemanha.
Este ato desencadeou uma série de eventos que tornaram a igreja cristã livre dos
abusos que corrompiam o Evangelho. Damos graças a Deus por revelar a verdade
do Evangelho e preservar essa verdade até os dias atuais.
Durante o nosso culto os adolescente e jovens confirmandos que se prepararam
através do estudo abençoado dos principais artigos da fé cristã contidos no
Catecismo Menor de Lutero, agora recordam o seu batismo e fazem uma
profissão pública de fé e prometem permanecerem fiéis a Cristo e sua Igreja,
estando devidamente preparados para receber a Santa Comunhão. Que o Senhor
da Igreja, Jesus Cristo, nosso Salvador, abençoe ricamente o nosso Culto Divino!
P Em nome do Pai e do T Filho e do Espírito Santo.
C Amém.
P Através do sacramento do Santo Batismo, fomos
ressuscitados com Cristo para uma vida nova;
C nos foi dado o novo nascimento da água e do Espírito.
P Amados no Senhor. De coração sincero nos acheguemos
de Deus nosso Pai e lhe confessemos os nossos pecados,
suplicando-lhe em nome de nosso Senhor Jesus Cristo nos
conceda o perdão.
P O nosso socorro está em do nome do Senhor,
C que fez o céu e a terra.
P Dizia eu: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões,
C e tu perdoaste a maldade do meu pecado.
P Onipotente Deus e misericordioso Pai:
C Eu, pobre e miserável pecador, te confesso todos os meus
pecados e iniquidades com que provoquei a tua ira,
merecendo mui justamente o teu castigo temporal e eterno.
Deploro de todo o coração estas minhas culpas e arrependome sinceramente. Suplico-te, mediante a tua profunda
misericórdia e a santa, inocente e amarga paixão e morte de
teu amado Filho Jesus Cristo, que tenhas piedade e
misericórdia de mim, pobre pecador. Amém.
P Em virtude desta vossa confissão, na qualidade de
ministro da Palavra, chamado e ordenado, vos anuncio a
graça de Deus, e da parte e por ordem de Jesus Cristo, meu
Senhor, vos perdoo todos os vossos pecados, em nome do Pai
e do T Filho e do Espírito Santo.
C Amém.
1.
Exultantes te adoramos, Deus da glória, Deus do amor.
Nossos corações te abrimos, enche-nos de santo ardor.
Vem, dissipa as nuvens frias, a tristeza, a noite atroz.
Doador das alegrias, o teu brilho luza em nós!
2. Tuas obras anunciam
3. Ó cristãos, entoai os hinos
teu imenso resplendor.
que o universo quer cantar!
Céus e terra, estrelas e anjos
De Jesus o amor divino
cantam hinos de louvor.
faz-nos mais e mais amar.
Vales, montes e campinas,
Jubilantes, celebremos
lindos prados, verde mar,
seu triunfo sobre o mal;
aves, fontes cristalinas
vinde, alegres exaltemos
vêm conosco te adorar.
sua glória celestial!
t Falarei dos teus preceitos na presença dos reis, ó
Senhor, e não me envergonharei.
Mulheres Bendirei o Senhor em todo o tempo, o seu louvor
estará sempre nos meus lábios.
Homens A minha alma se alegra no Senhor; os humildes o
ouvirão e se alegrarão.
Mulheres Venham, jovens, e escutem; eu vos ensinarei o temor
do Senhor.
Homens Senhor resgata a alma dos seus servos, e dos que nele
confiam nenhum será condenado.
t Falarei dos teus preceitos na presença dos reis, ó
Senhor, e não me envergonharei.
u
C Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito, como era no
princípio, agora é e por todo o sempre há de ser! Amém.
u
C Senhor, tem piedade de nós. Cristo, tem piedade de nós.
Senhor, tem piedade de nós.
P O Senhor seja convosco.
C E com o teu espírito.
P Oremos: Todo-poderoso e gracioso Deus, derrama o teu Espírito
Santo sobre o teu povo fiel. Mantém-nos firmes em tua graça e
verdade, protege e salva-nos nas horas de tentação, defende-nos
contra todos os inimigos e concede à tua Igreja a tua paz salvadora;
através de Jesus Cristo, teu Filho, nosso Senhor, que vive e reina
contigo e o Espírito Santo, um só Deus, agora e sempre.
C Amém.
Leitura do Livro de Apocalipse
6
Vi outro anjo voando pelo meio do céu, tendo um evangelho
eterno para pregar aos que se assentam sobre a terra, e a cada
nação, e tribo, e língua, e povo, 7 dizendo, em grande voz:
Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu
juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as
fontes das águas. Palavra do Senhor.
C Graças a Deus.
C Grande é o Senhor e mui digno de ser louvado,
na cidade do nosso Deus!
Caminhem ao redor de Sião e contem as suas torres;
reparem bem nas suas muralhas e fortalezas,
para que possam anunciar às gerações futuras:
Assim é o nosso Deus, por toda a eternidade.
Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos
19
Ora, sabemos que tudo o que a lei diz, aos que vivem na lei o diz
para que se cale toda boca, e todo o mundo seja culpável perante
Deus, 20 visto que ninguém será justificado diante dele por obras da
lei, em razão de que pela lei vem o pleno conhecimento do pecado.
21
Mas agora, sem lei, se manifestou a justiça de Deus testemunhada
pela lei e pelos profetas; 22 justiça de Deus mediante a fé em Jesus
Cristo, para todos e sobre todos os que creem; porque não há
distinção, 23 pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, 24 sendo
justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que
há em Cristo Jesus. 28 Concluímos, pois, que o homem é justificado
pela fé, independentemente das obras da lei. Palavra do Senhor.
C Graças a Deus.
P Aleluia. Não temais, ó pequenino rebanho; porque vosso Pai se
agradou em dar-vos o seu reino. Aleluia.
1. Guia-nos, Jesus,
teu caminho é luz.
Vacilar nós não queremos,
sempre a ti fiéis seremos.
Toma a mão dos teus,
leva-os para os céus.
3. Quando a provação
fere o coração,
sob o peso da inclemência,
dá-nos sempre paciência.
Faze-nos fitar
o celeste lar.
2. Em aperto e dor
mostra o teu favor.
Quando vem a desventura,
o teu filho não murmura.
Pelas aflições
vamos às mansões.
4. Vem-nos conduzir
ao feliz porvir.
Não nos deixes sem amparo
no caminho agreste e amaro.
Finda a vida aqui,
leva-nos a ti.
C
P Santo Evangelho de Jesus Cristo segundo João.
C
P
Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam crido nele: Se vós
permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus
discípulos; 32 e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
33
Responderam-lhe: Somos descendência de Abraão e jamais
fomos escravos de alguém; como dizes tu: Sereis livres? 34
Replicou-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: todo o
que comete pecado é escravo do pecado. 35 O escravo não fica
sempre na casa; o filho, sim, para sempre. 36 Se, pois, o Filho
vos libertar, verdadeiramente sereis livres.
31
Este é o Evangelho de nosso Senhor.
C
1. Senhor meu Deus, quando eu, maravilhado,
os grandes feitos vejo da tua mão
estrelas, mundos, e trovões rolando,
a procurar teu nome na amplidão.
Refrão: Então minha alma canta a ti, Senhor:
Grandioso és tu, grandioso és tu!
Então minha alma canta a ti, Senhor:
Grandioso és tu, grandioso és tu!
2. Ao caminhar por bosques e florestas,
ouvindo à brisa pássaros cantar,
ou vendo além montanhas altaneiras
o teu poder e glórias proclamar
Refrão
3. Ao revelares que na cruz maldita,
por teu amor, Jesus ali morreu
e me livrou do jugo do pecado,
e a morte e as hostes infernais venceu.
Refrão
4. Quando afinal, em resplendor e glória,
Jesus abrir as portas da mansão,
eu quero estar de joelhos entre os santos,
na mais humilde e vera adoração
E eu cantarei eternamente ali:
Grandioso és tu, grandioso és tu!
E eu cantarei eternamente ali:
Grandioso és tu, grandioso és tu!
t Creio em Deus Pai todo-poderoso. Criador do céu e da
terra. E em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, o
qual foi concebido pelo Espírito Santo, nasceu da virgem
Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e
sepultado; desceu ao inferno, no terceiro dia ressuscitou dos
mortos, subiu ao céu e está sentado à direita de Deus Pai
todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos.
Creio no Espírito Santo, na santa Igreja Cristã – a comunhão
dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne
e na vida eterna. Amém.
P Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente
na angústia. Por isso, oremos por todo o povo de Deus em
Cristo Jesus e por todas as pessoas em suas necessidades.
! Pela terra em que vivemos e trabalhamos, para que todas
as pessoas reconheçam a bondade misericordiosa do Criador,
oremos ao Senhor.
C Senhor, tem piedade de nós.
@ Pela Igreja e seu testemunho em todo o mundo, para que
alegres em nossa herança, compartilhemos o Evangelho da
graça salvadora, oremos ao Senhor.
C Senhor, tem piedade de nós.
! Por nossa Paróquia, a fim de que nossa confissão de Cristo
e participação nos Meios da Graça traga bênçãos para muitas
vidas, oremos ao Senhor.
C Senhor, tem piedade de nós.
@ Por estes adolescentes e jovens que irão afirmar o seu
Batismo através do rito de confirmação, para que morram
para o pecado e ressuscitem para uma nova vida em Cristo,
oremos ao Senhor.
C Senhor, tem piedade de nós.
! Por todos os que vêm ao Senhor buscar a cura do corpo e
da alma, para que experimentem a paz de Jesus e rendam-lhe
graças em todas as circunstâncias, oremos ao Senhor.
C Senhor, tem piedade de nós.
@ Por estas e todas as outras necessidades que temos,
confiando que tudo quanto pedirmos em oração, crendo,
receberemos, oremos ao Senhor.
C Senhor, tem piedade de nós. Amém.
C Cria em mim ó Deus, um puro coração e renova em mim
um espírito reto. Não me lances fora da tua presença e não
retires de mim o teu Espírito Santo. Torna a dar-me a alegria da
tua salvação e sustém-me com um voluntário espírito. Amém.
P O Senhor seja convosco.
C E com o teu espírito.
P Levantai os vossos corações.
C Levantemo-los ao Senhor.
P Demos graças ao Senhor nosso Deus.
C Assim fazê-lo é digno e justo.
P É verdadeiramente digno, justo e do nosso dever, que em
todos os tempos e em todos os lugares te demos graças, ó
Senhor, santo Pai, onipotente, eterno Deus, mediante Jesus
Cristo, nosso Senhor. Portanto, com os anjos e arcanjos e com
toda a companhia celeste, louvamos e magnificamos o teu
glorioso nome, exaltando-te sempre, dizendo:
u
C Santo! Santo! Santo! Deus onipotente,
cedo de manhã, cantaremos teu louvor.
Santo! Santo! Santo! Trino Deus, clemente,
és um só Deus, excelso Criador!
C Pai nosso, que estás nos céus. Santificado seja o teu nome.
Venha o teu reino. Seja feita a tua vontade, assim na terra como
no céu. O pão nosso de cada dia nos dá hoje. E perdoa-nos as
nossas dividas, assim como nós também perdoamos aos nossos
devedores. E não nos deixes cair em tentação. Mas livra-nos do
mal. Pois teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.
C Nosso Senhor Jesus Cristo, na noite em que foi traído, tomou o pão, e,
tendo dado graças, o partiu e o deu aos seus discípulos dizendo: Tomai,
comei, isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória minha.
E semelhantemente, também, depois da ceia, tomou o cálice e, tendo
dado graças, lho entregou, dizendo: Bebei todos deste; este cálice é o Novo
Testamento no meu sangue, que é derramado por vós para a remissão dos
pecados; fazei isto, quantas vezes o beberdes, em memória minha.
u
P A Paz do Senhor seja convosco para sempre!
C Amém.
u
C Cordeiro divino, morto pelo pecador, sê compassivo
Cordeiro divino, morto pelo pecador, sê compassivo.
Cordeiro divino, morto pelo pecador, a paz concede. Amém.
P Após a instrução nos Dez Mandamentos, no Credo, no Pai
Nosso e nos Sacramentos do Batismo e da Ceia do Senhor, os
jovens que confirmaram a fé também foram examinados através
do Questionário Cristão compilado pelo Doutor Martinho
Lutero e neste momento recebem a primeira Comunhão.
1. Amoroso, nos convida
Cristo para a Comunhão
e oferece o pão da vida
para a nossa salvação.
3. Por tão grande benefício
cumpre-nos te agradecer.
Oh! recebe em sacrifício
nossa vida e nosso ser.
2. Teu amável chamamento
4. Nesta mesa prometemos
vem a nós por teu favor.
sempre em tua Lei viver
Dá-nos força e crescimento,
e fiéis a ti seremos,
ó Jesus, na fé, no amor.
bom Jesus, até morrer.
P O Santo e precioso, verdadeiro Corpo e Sangue de Jesus
Cristo, vosso Senhor e Salvador, vos fortaleça e preserve na
verdadeira fé até a vida eterna. Vai em T paz.
C Amém.
u
C Senhor, agora despedes em paz o teu servo, segundo a tua
Palavra, pois os meus olhos viram a tua salvação, a qual
preparaste perante a face de todos os povos, Luz para alumiar
as gentes e para glória do teu povo Israel.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito, como era no
princípio, agora é e por todo o sempre há de ser! Amém.
P Todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice,
C anunciais a morte do Senhor até que venha.
P Demos graças ao Senhor e oremos: Onipotente Deus, nós te
rendemos graças, por que nos reconfortaste por este dom da
salvação. Suplicamos-te que concedas por tua graça que o mesmo
nos fortaleça a fé em ti e nos dê ardente caridade para com o nosso
próximo, mediante Jesus Cristo, teu Filho, nosso Senhor.
C Amém.
P
C
P
C
O Senhor seja convosco.
E com o teu espírito.
Bendigamos ao Senhor.
Demos graças a Deus.
P O Senhor te abençoe e te guarde. O Senhor faça
resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti.
O Senhor sobre ti levante o seu rosto e te T dê a paz.
C
1. Castelo forte é nosso Deus, 3.
defesa e boa espada;
da angústia livra desde os céus
nossa alma atribulada.
Investe Satã
com hábil afã
e sabe lutar
com força e ardil sem par;
igual não há na terra.
2. Sem força para combater,
4.
teríamos perdido.
Por nós batalha e irá vencer
quem Deus tem escolhido.
Quem é vencedor?
Jesus Redentor,
o próprio Jeová,
pois outro Deus não há;
triunfará na luta.
O mundo venham assaltar
demônios mil, furiosos,
jamais nos podem assombrar,
seremos vitoriosos.
Do mundo o opressor,
com todo rigor
julgado ele está;
vencido cairá
por uma só palavra.
O Verbo eterno ficará,
sabemos com certeza,
e nada nos perturbará
com Cristo por defesa.
Se vierem roubar
os bens, vida e o lar —
que tudo se vá!
Proveito não lhes dá.
O céu é nossa herança.
Nossos Confirmandos
Confirmados no Senhor em 23 de outubro Anno T Domini 2016
Ana Clara Gaio Glienke
Jayane Natsumi Sakai
Leonardo Donner Bonho Leal
Filha de Edilse e Edemundo, nasceu em
11/07/2005 e foi batizada em 30/07/2005 pelo
Rev. Carlos Kracke, na Igreja Luterana São
Pedro Apóstolo, em São Jorge d’Oeste/PR.
Eu sou a luz do mundo; quem me segue não
andará nas trevas; pelo contrário,
terá a luz da vida. (João 8:12)
Filha de Otilia e Jorge, nasceu em 07/01/2002 e
foi batizada em 28/04/2002 pelo Rev. Vilmar Zilki,
na Igreja Luterana Cristo Redentor, em Nova
Prata do Iguaçu/PR.
Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com
Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo
(Romanos 5.1)
Filho de Inês e Josemar, nasceu em 16/06/2003
e foi batizado em 18/01/2004 pelo Pe. Querino
José Ludwig, na Igreja Nossa Senhora de Fátima,
em Gravataí/RS.
Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes,
porque o Senhor, teu Deus, é contigo por onde
quer que andares. (Josué 1.9)
Ana Julia Brandoli Veiga
Jéssica Aparecida Veiga
Nicole Kaori Sakai
Filha de Rejiane e Valdecir, nasceu em
02/01/2003 e foi batizada em 2003 pelo Pe.
Florindo Canton, na Igreja Nossa Senhora das
Graças, em Palma Sola/SC.
Sacia-nos de manhã com a tua benignidade,
para que cantemos de júbilo e nos alegremos todos
os nossos dias. (Salmo 90.14)
Filha de Rejiane e Valdecir, nasceu em
14/01/1998 e foi batizada em 1998 pelo Pe.
Florindo Canton, na Igreja Nossa Senhora das
Graças, em Palma Sola/SC.
Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu
Filho unigênito, para que todo o que nele crê não
pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)
Filha de Otilia e Jorge, nasceu em 26/05/2000 e
foi batizada em 2000 pelo Rev. Vilmar Zilki, na
Igreja Luterana Cristo Redentor, em Nova Prata
do Iguaçu/PR.
Tu és meu pai, meu Deus e a rocha da minha
salvação. (Salmo 89.26)
Cristina Schwingel
Joana Tiegs Mondardo
Filha de Eliane e Odair, nasceu em 19/03/2003 e
foi batizada em 29/05/2005 pelo Rev. Leandro
Élio Figur, na Igreja Luterana São Mateus de
Linha Bandeirantes, em Flor da Serra do Sul/PR.
Bem-aventurados são os que ouvem a palavra
de Deus e a guardam! (Lucas 11.28)
Emily Kopper França
Filha de Vera e Gilberto, nasceu em 20/08/2004
e foi batizada em 28/11/2004 pelo Rev. Carlos
Kracke, na Igreja Luterana São Paulo de
Presidente Kennedy, no Verê/PR.
Perto está o Senhor de todos os que o invocam,
de todos os que o invocam em verdade.
(Salmo 145.18)
Filha de Rejiane e Valdecir, nasceu em
31/08/1999 e foi batizada em 1999 pelo Pe.
Florindo Canton, na Igreja Nossa Senhora das
Graças, em Palma Sola/SC.
Pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não
vem de vós; é dom de Deus; (Efésios 2.8)
Filha de Marilei e Ederval, nasceu em 16/10/2004
e foi batizada em 18/12/2004, pelo Rev. Carlos
Kracke, na Igreja Luterana Cristo Redentor, em
Dois Vizinhos/PR.
Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece
em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto. (João 15.5)
Filho de Vera e Gilberto, nasceu em 23/10/2001 e
foi batizado pelo Rev. Vilmar Zilki em 23/12/2001,
na Igreja Luterana Cristo, no Verê/PR.
Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu
nome, tu és meu. (Isaías 43.1)
Julio Tiegs Mondardo
Patrícia Raquel Veiga
Pierluigi Franzen de Zorzi
Filho de Elisangela e Gilberto, nasceu em
16/06/2003 e foi batizado em 22/08/2004 pelo Pe
Theodoro Rusch, na Igreja Nossa Senhora do
Sagrado Coração, em Capanema/PR.
A paz de Deus, que excede todo o entendimento,
guardará o vosso coração e a vossa
mente em Cristo Jesus. (Filipenses 4.7)
ORAÇÃO PELOS NOSSOS CONFIRMANDOS
Senhor Deus, Pai celestial, no Santo Batismo tu começaste a tua boa obra em nossos confirmandos e
abençoaste a sua instrução e formação em tua Palavra. Imploramos que derrames o teu Espírito Santo
em seus corações e mentes para que eles amem e reverenciem verdadeiramente a ti, confessem a fé
com alegria e ousadia, se esforcem para viver de acordo com teus mandamentos e te louvem e
glorifiquem como seu Deus e Senhor fiel, por amor de teu Filho, Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém.
SOBRE O RITO DA CONFIRMAÇÃO
A C onfirmação é um rito da Igreja Cristã para aqueles que foram batizados e instruídos na fé cristã. Nesta cerimônia os confirmandos confessam
publicamente a sua fé batismal e recebem o apoio das orações da Igreja. Conheça alguns elementos simbólicos deste rito:
PROCISSÃO: Não é nenhum passeio ou
desfile. É uma entrada na casa e na presença
de Deus. Aqui os confirmandos apresentamse diante de Deus, o confessam publicamente
e juram fidelidade a ele, dispostos a sofrer
tudo, até mesmo a morte, em vez de
abandonar Cristo e seu evangelho.
TÚNICA: A túnica branca é um símbolo de
santidade e pureza do cristão diante de Deus
por causa do sangue purificador de Jesus
Cristo. Os confirmandos creem: “O sangue
de Jesus Cristo, Filho de Deus, nos purifica de
todo pecado” (1 Jo 1.7).
AJOELHAR: Quando os confirmandos se
ajoelham na presença de Deus, eles
estão dizendo diante de todo o mundo
que Deus está acima deles e eles
estão sob a graça de Deus. “Ao
nome de Jesus se dobre todo o
joelho dos que estão nos céus,
e na terra, e debaixo da terra, e
toda a língua confesse que
Jesus Cristo é o Senhor, para
glória de Deus Pai” (Fp 2.10,11).
BÊNÇÃO E VERSO BÍBLICO: O
pastor impõe as mãos sobre a cabeça do
confirmando e profere uma bênção de Deus.
Em seguida, lê um versículo da Bíblia, que
serve como texto de confirmação, com a
finalidade de ser um guia e encorajamento
através da vida de cada confirmando.
APERTO DE MÃO: A lealdade a
Cristo, tanto no crer quanto no viver,
deve ser inabalável até a morte. Os
confirmandos estendem a sua mão
direita demonstrando que se unem à
comunhão da Igreja Cristã para
rejeitar
o
diabo
e
seus
procedimentos e viver como um discípulo de
Jesus Cristo.
Informações sobre
batismo, catequese,
primeira comunhão e
para fazer parte de
nossa paróquia, entre
em contato com o
pastor no celular e
WhatsApp (46) 84029134
Download

2016.10.23 - culto - domingo da reforma e confirmacao - POVO

domingoreformacultopovoconfirmacao2016