9° CONGRESSO DE EDUCAÇÃO AGRÍCOLA SUPERIOR
AREIA-PB - 27 A 30 DE OUTUBRO DE 2014
Nº ISSN / 0101-756X
Produção de rabanete (Raphanus sativus L.) submetidos a diferentes níveis de
adubação no município de Vilhena–RO
Luciana Menino Guimarães1, Pedro Henrique Cordeiro Cartacho2, Juliana Pereira da Silva2,
Lucimara Ferreira de Figueredo1, Francisca Joseanny Maia e Oliveira 3
1
Universidade Federal da Paraíba (Rodovia PB 079 - Km 12 - Caixa Postal 66 CEP: 58.397-000 Areia, PB); 2
Faculdade da Amazônia – FAMA (Rua 743, nº 2043, Cristo Rei, CEP 76980-000, Vilhena, RO); 3 Faculdade Evolução
do Alto Oeste Potigua (Rua José Paulina do Rêgo, 45 – Piso 2, CEP: 599000-000 – Pau dos Ferros – Rio Grande do
Norte); email: lucianaguimaraes@gmail.com; telefone: (83) 9979-3200.
RESUMO
A produção mundial de rabanete está estimada em sete milhões de toneladas por ano, sendo o Japão
um dos grandes produtores.O presente trabalho teve por objetivo avaliar a influência da utilização
de diferentes tipos de adubação na cultura do rabanete. Para a condução do experimento foram
utilizadas parcelas de 1 m² com delineamento inteiramente ao acaso, sendo quatro repetições de
cinco tratamentos, constando de níveis de adubação, sendo eles, sem a adição de adubo mineral ou
esterco. Os parâmetros analisados foram o peso da raiz/planta, largura e altura, com o auxílio de
uma trena. A adubação com ureia e níveis de Nitrogênio, Fosforo e Potássio (04-14-08) e esterco de
Bovino, para a cultura do Rabanete, mostrou-se irrelevante, aumentando em pequenos níveis o
desenvolvimento da planta e do bulbo. As melhores médias tiveram tendências de importância em
relação a adubação com 15g NPK(04-14-08) apenas. Em relação a altura da planta a adubação com
15g de ureia/m2, mostrou-se mais eficiente.
PALAVRAS CHAVE: Adubação, Cultura, Esterco
ABSTRACT
Production of radish (Raphanus sativus L.) under different fertilizer levels in the
municipality of Vilhena, RO
The world production of radishis estimated at seven million tons per year, with Japan being a major
producer. This study aimed to evaluate the influence of using different types of fertilization in the
culture of radish. 1 m² plots were used to design for the experiment completely randomized, with
four replications of five treatments, consisting of fertilization levels, with them, without the addition
of mineral fertilizer or manure. The parameters analyzed were the root weight / plant, width and
height, with the aid of a measuring tape. The fertilization with urea and levels of Nitrogen,
Phosphorus and Potassium (04-14-08) and Bovine manure, to the culture of the Radish, was
irrelevant in small levels increasing plant growth and bulb. Had the best average trends of
importance in relation to fertilization with 15g NPK (04-14-08) only. Regarding the height of the
plant to fertilization with urea 15g / m2, it showed more efficient.
KEYWORDS: Fertilization, Culture, Manure
9° CONGRESSO DE EDUCAÇÃO AGRÍCOLA SUPERIOR
AREIA-PB - 27 A 30 DE OUTUBRO DE 2014
Nº ISSN / 0101-756X
INTRODUÇÃO
Por se caracterizar como uma das culturas de ciclo mais curto dentre as hortaliças, o
rabanete (Raphanus sativus L.) se torna uma opção ao produtor rural. Apesar de ser uma cultura de
pequena importância, em termos da área plantada é cultivado em grande número por pequenas
propriedades dos cinturões verdes das regiões metropolitanas (CARDOSO e HIRAKI, 2001).
A adoção de adubação orgânica no cultivo de hortaliças tem crescido nos últimos anos
devido, principalmente, aos efeitos benéficos sobre as características do solo, pelo custo elevado de
minerais solúveis e ao marketing realizado em torno da produção orgânica de alimentos (SANTOS,
2004).
A utilização conjunta de adubos orgânicos e fertilizantes minerais tem se mostrado mais
eficiente do que a aplicação independente de qualquer um destes materiais e tem se tornado uma
alternativa importante para a agricultura familiar, fazendo com que esta se torne mais forte e
sustentável através da redução do custo de produção (FILGUEIRA, 2003 apud CORTEZ, 2009).
MATERIAL E MÉTODOS
O experimento foi conduzido no campo experimental pertencente a faculdade da Amazônia,
situado na zona rural da cidade de Vilhena, localizado na região sul do Estado de Rondônia. Para a
condução do experimento foram utilizadas parcelas de 1 m² com delineamento inteiramente ao
acaso. A semeadura foi realizada utilizando-se um espaçamento de 0,15 cm entre linhas x 0,5 cm
entre plantas, constituindo um total de 120 plantas por parcela.
Foi realizado quatro repetições de cinco tratamentos, constando de níveis de adubação,
cobertura com ureia na quantidade de 15g /m²; cobertura do solo com adubo NPK na formulação
04.14.08 na quantidade de 15 g/m²; cobertura do solo com adubo orgânico (esterco bovino) na
quantidade de 3 kg /m²; cobertura do solo com adubo NPK na formulação 04.14.08 na quantidade
de 15 g/m² e com adubo orgânico (esterco bovino) na quantidade de 2 kg /m². Os parâmetros
analisados foram o peso da raiz/planta, através de balança de semi-analítica, sua largura e altura, e
altura da parte aérea, com o auxílio de uma trena. Descrição das medidas: coletou-se aleatoriamente
25 plantas de cada repetição dentro de cada tratamento, e se obteve o valor mensurado individual de
cada planta. Os dados foram submetidos à análise de variância, sendo as médias comparadas pelo
9° CONGRESSO DE EDUCAÇÃO AGRÍCOLA SUPERIOR
AREIA-PB - 27 A 30 DE OUTUBRO DE 2014
Nº ISSN / 0101-756X
teste Tukey ao nível de 5% de probabilidade, através do programa estatístico Sisvar versão 5.3
(2010). A condução dos ensaios foi realizada seguindo as técnicas recomendadas para a instalação e
manejo da cultura de acordo com Embrapa Rondônia.
RESULTADOS E DISCUSSÃO:
Com base nos resultados obtidos verificou-se que não houve diferença significativa para os
diferentes níveis de adubações. Para a altura da parte aérea houve tendência para maiores médias
com adubação de 15g de Ureia. Já para altura da planta, largura da planta e peso do bulbo observase uma tendência para adubação utilizando 15g de NPK. Em relação o peso da parte aérea
observou-se uma tendência para a adubação utilizando 2kg de esterco bovino. Este mesmo autor
testou diferentes doses de composto orgânico aplicados no solo e verificou que houve incrementos
na produção de massa seca da parte aérea e do sistema radicular. A utilização conjunta de adubos
orgânicos e fertilizantes minerais tem se mostrado mais eficiente do que a aplicação independente
de qualquer um destes materiais e tem se tornado uma alternativa importante para a agricultura
familiar, fazendo com que esta se torne mais forte e sustentável através da redução do custo de
produção (CORTEZ, 2009) estudaram o efeito de doses de nitrogênio kg/ha) em rabanete e
relataram aumento de produção de folhas e raízes, assim como no número de raízes comerciais.
Tabela 1 - Médias referentes aos aspectos de produtividade de rabanete em relação a Altura da
Parte Aérea - APA (cm), Altura da Planta/Raíz - APR (cm), Largura Planta/Raíz–LPR
(cm), Peso Bulbo (g), Peso Parte Aérea (g), quando submetidas às condições
edafoclimáticas do município de Vilhena-RO.
1
Diferentes Níveis de Adubação
Plantas sem adubação
Aspectos de produtividade do rabanete
APA
APR
LPR
PB
PPA
1
30,78 a
3,58 a 3,18 a 331,50 a
457,50 a
15g ureia/m2
31,63 a
3,57 a
2,78 a
275,00 a
446,00 a
15g NPK (04-14-08)/m2
27,97 a
3,88 a
3,33 a
365,75 a
414,75 a
3Kg/m2de esterco Bovino
28,58 a
3,60 a
3,08 a
303,50 a
425,25 a
2Kg/m2 de esterco Bovino e 15g
NPK (04-14-08)/m2
C.V. (%)
31,34 a
3,58 a
3,23 a
296,50 a
474,75 a
6,47
4,28
3,97
15,88
10,33
Médias de quatro repetições. Médias seguidas pela mesma letra na vertical, não diferem estatisticamente entre si pelo
teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade.
9° CONGRESSO DE EDUCAÇÃO AGRÍCOLA SUPERIOR
AREIA-PB - 27 A 30 DE OUTUBRO DE 2014
Nº ISSN / 0101-756X
CONCLUSÃO
As maiores médias foram em relação à adubação com 15g NPK(04-14-08) apenas;
Em relação à altura da planta a adubação com 15g de ureia/m2, mostrou-se mais eficiente;
A cultura do rabanete é exigente em determinados nutrientes, mesmo em pequenas
quantidades, por isso é necessário outros estudos que venham a complementar toda a escala de
adubação de exigência nutricional para a cultura, em relação ao solo do município de Vilhena-RO.
REFERÊNCIAS
CARDOSO, A I.I.; HIRAKI, H. Avaliação de doses e épocas de aplicação de nitrato de cálcio
em cobertura na cultura do rabanete. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 19, n 3, p.328-331, nov.
2001.
CORTEZ, J. W. M. Esterco de bovino e nitrogênio na cultura do rabanete. 2009. 76 p.
Dissertação (Mestre em Agronomia-Produção Vegetal). Faculdades de Ciências Agrárias e
Veterinárias
–
UNESP,
Jaboticabal.
Disponível
em:<
http://www.fcav.unesp.br/download/pgtrabs/pv/m/3777.pdf>. Acesso em: 08/04/2012.
SANTOS, R. H. S.; CASALI, V. W. D; CONDÉ, A. R. & MIRANDA, L. C. G. (1994). Qualidade
de alface cultivada com composto orgânico. Horticultura Brasileira, Brasília, 12(1):31.
Download

Produção de rabanete (Raphanus sativus L.)