Que é a UIS?
Que é a UIS?
Histórico da apresentação
Iniciativa: Federação Argentina de Espeleologia
Organização: Escola Argentina de Espeleologia
Apoio: Municipalidade de Malargüe
Malargüe – Mendoza – Argentina
12 de outubro de 2006
José Ayrton Labegalini – Ex-Presidente da UIS
Que é a
UIS?
José Ayrton Labegalini
Ex-Presidente da UIS
A organização da espeleologia
• Localmente os espeleólogos se organizam em Grupos de
Espeleologia: EGMS, GBPE, GEEP-Açungui, UPE,
GESCAMP, Guano Speleo, SEE ...
• Nacionalmente os grupos de espeleologia se organizam
em Sociedades ou Federações Nacionais: SBE, NSS, FFS,
SSI, SVE, UMAE, FAE ...
• Macro regionalmente algumas Sociedades se organizam
em Federações: FEALC, BSU e SFEC.
• Mundialmente as Sociedades e Federações Nacionais se
organizam na UIS.
Febrero de 2000
Malargüe – MZ
A origem da
FAdE
I Congresso Nacional
Argentino de Espeleologia
Federación
Argentina
Fundação da FAdE
Espeleología
- Aprobación de los Estatutos
- Eleiçâo dela primera Diretoria
de
•1983
Casa da Cultura
Pinar del Rio
Viñales - Cuba
12 de janeiro
Fundação da FEALC
A origem da
FEALC
Federacion Espeleologica de la
- Aprovação dos Estatutos
America
Latina
y
el
Caribe
- Eleição da primeira Diretoria
•1965
Gruta de Postojna
Sala do Festival
Assembléia do 4° CIE
16 de setembro
Fundação da UIS
A origem da
UIS
Union Internationale de Spéléologie
- Aprovação dos Estatutos
- Eleição da primeira Diretoria
UIS – Union International de Spéléologie
• A UIS é uma entidade não governamental, sem
fins lucrativos, que propicia o desenvolvimento
de relações entre espeleólogos cientistas e
técnicos das mais variadas nacionalidades, com
objetivos de coordenar e fazer desenvolver a
espeleologia internacional nos aspectos
científicos, técnicos, culturais e econômicos.
A origem da Espeleologia
• O homem visita as cavernas desde a pré-história,
mas a espeleologia nasce como ciência e técnica
apenas no final do século XIX.
A origem da espeleologia organizada
(como organização internacional)
•
•
•
•
Data: 22 e 23 de agosto de 1949
Local: Valence-sur-Rhône – FRANÇA
Iniciativa: Société Spéléologique de France
Participação: Espeleólogos franceses, ingleses,
gregos, suíços e italianos.
• Objetivo: Discutir a realização do 1° Congresso
Internacional de Espeleologia
• Local escolhido: Paris – FRANÇA
• Data escolhida: 1953
Histórico dos CIE
1° CIE – 1953 – Paris – França
Histórico dos CIE
2° CIE – 1958 – Bari – Itália
Histórico dos CIE
3° CIE – 1963 – Viena – Áustria
Histórico dos CIE
4° CIE – 1965 –
Postojna – Iugoslávia (hoje Eslovênia)
Fundação da UIS
Histórico dos CIE
13° CIE – 2001 – Brasília – Brasil
Histórico dos CIE
14° CIE – 2005 – Atenas – Grécia
O próximo CIE
15th ICS – 2009 – Kerrvile - Texas
Estados Unidos
Resumo dos CIE
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
1° ICS – 1953 – Paris – France
2° ICS – 1958 – Bari – Italy
3° ICS – 1961 – Vienna – Austria
4° ICS – 1965 – Postojna – Yugoslavia
5° ICS – 1969 – Stuttgart - Germany
6° ICS – 1973 – Olomouc – Czechoslovakia
7° ICS – 1977 – Sheffield – England
8° ICS – 1981 – Bowling Green – USA
9° ICS – 1986 – Barcelona – Spain
10° ICS – 1989 – Budapest – Hungary
11° ICS – 1993 – Beijing – China
12° ICS – 1997 – La Chaux-des-Fonds – Switzerland
13° ICS – 2001 – Brasília – Brazil
14° ICS – 2005 – Athens - Kalamos – Greece
11 ICS na Europa
1 ICS na América do Norte
1 CIS na Asia
1 ICS na América do Sul
15° CIE – 2005 – Kerrvile – Estados Unidos
O quinto CIE fora da Europa e o segundo na América do Sul
1400 km
A fundação da
UIS
1965
16 de setembro
Assembléia do 4° CIE
Sala do Festival
Gruta de Postojna
Iugoslávia (Slovênia)
- Aprovação dos Estatutos
- Eleição da primeira Diretoria
Primeira Diretoria da UIS
1965-1969
Presidente
Bernard GÈZE* (França)
Vice Presidentes
Gordon T. WARWICK* (Inglaterra)
Stjepan MIKULEC (Iugoslavia)
Secretário Geral
Albert ANAVY* (Lebanon)
President
EAVIS
Diretoria atual da UIS
Vice Presidents
BOSAK KLIMCHOUK
Sec. Geral
NADER
Inglaterra
Rep. Tcheca
Ucrânia
Líbano
Adjunct Secretaries
BENEDETTO LAURITZEN
Argentina
Noruega
HAPKA
Suíça
MERCADO
MIHEVC
VENI
P. Rico
Eslovênia
EUA
WILLIAMS
WOO
N. Zelândia Coréia Sul
Presidentes e Secretários Gerais da UIS
France
Italy
Spain
GÈZE
CIGNA
1965
1969
1969
1973
1973
1977
1977
1981
Italy
Australia Brazil
Canada
Austria
ERASO
FORD
TRIMMEL
FORTI
JAMES LABEGALINI
1981
1986
1986
1989
1989
1993
1993
1997
1997
2001
2001
2005
ANAVY
TRIMMEL
EK
BOSAK
Lebanon
Austria
Belgium
Czech Rep.
Vice Presidentes da UIS
Iugoslávia R. Tcheca R.Tcheca EUA. R.Tcheca R.Tcheca França Austrália Inglaterra Inglaterra
MIKUKEC
PANOS
1969
1973
1973
1977
SULLIVAN
DUCLAUX
PANOS
PANOS
1981
1986
1986
1989
WARWICK WARWICK SULLIVAN AUDÉTAT
FORD
PROPOS
Inglaterra Inglaterra EUA.
Canadá
França Austrália
1965
1969
PANOS
1977
1981
Suíça
1989
1993
JAMES
JAMES
1993
1997
EAVIS
EAVIS
1997
2001
2001
2005
LABEGALINI MOURET KLIMCHOK
Brasil
França Ucrânia
Adjunct Secretaries of the UIS
1965
1969
1969
1973
Lebanon
1973
1977
1977
1981
Lebanon
Bulgaria
Switzerland Switzerland
Canada
1981
1986
Switzerland
EUA.
1986
1989
1989
1993
1993
1997
Switzerland
Bulgaria
Bulgaria
Belgian
England
South Africa
England
1997
2001
South Africa Switzerland
EUA.
Spain
Belgian
Hyngry
Hyngry
Czech Rep.
Poland
Italy
Italy
EUA.
EUA.
EUA.
Brazil
Venezuela
México
Venezuela
Yugoslavia
France
Yugoslavia
France
Venezuela
China
Ukraine
Ukraine
Indonesia
Switzerland Puerto Rico
China
2001
2005
EUA.
Slovenia
France
Lebanon
Australia’
China
Switzerland Puerto Rico
Participação dos Países Membros direção da UIS
Número de Países Membros
que já ocuparam cargos nos
Diretórios da UIS
29
9
10
4
Pres.
V. Pres.
Sec. Geral
Sec. Adj.
• Recordes de participação
• Presidência: Itália, 3 vezes
• Vice-Presidência: República Tcheca, com
5 vezes
• Secretaria Geral: Áustria, 4 vezes
• Secretaria Adjunta: Suíça, 8 vezes
• Diretório: República Tcheca, Suíça e
EUA, todos com 9 participações
• Pessoas no Diretório: Vladimir PANOS
da Rep. Tcheca e Hubert TRIMEL da
Áustria, ambos com 6 participações.
• Um total de 48 pessoas, de 29 países
diferentes, já ocuparam 104 cargos nos
Diretórios da UIS.
Países fundadores da UIS
• No dia 16 de setembro de 1965, estavam presentes na Assembléia
Geral do IV Congresso Internacional de Espeleologia, em Postojna,
as delegações dos seguintes países:
•
•
•
•
•
•
•
•
Alemanha (RD)
Alemanha (RF)
Áustria
Bélgica
Bulgária
Congo
Dinamarca
Espanha
-
•
•
•
•
•
•
•
•
Estados Unidos
França
Grã Bretanha
Irlanda
Itália
Japão
Líbano
Polônia
•
•
•
•
•
•
Romênia
Suécia
Tchecoslováquia
Turquia
URSS
Yugoslávia
Estavam presentes 23 delegações
22 delegações votaram pela fundação da UIS
21 delegações votaram pela aprovação dos Estatutos
Idiomas oficiais da UIS
• São idiomas oficiais da UIS:
Francês
Inglês
Italiano
Alemão
Espanhol
Russo
Por ocasião dos congressos Internacionais de Espeleologia, além dos
idiomas oficiais, as apresentações podem também ser feitas no idioma
do país sede do congresso.
Embora sejam estes os idiomas oficiais, a UIS permite, incentiva e
apóia a traduçãos dos seus documentos para outros idiomas, com o
objetivo de divulgar a espeleologia no maior número possível de
países.
Documentos da UIS
Os seguintes documentos norteiam a UIS:
- Estatutos da UIS
- Regimento Interno da UIS
- Código de Ética da UIS
- Instruções e recomendações gerais para organizadores de
Congressos Internacionais de Espeleologia
- Normas de apoio para eventos de espeleologia
- Normas para a realização de Assembléias Gerais extraordinárias
com votos por correspondência eletrônica
- Política e administração das facilidades da Internet
- Convênios e Acordos
- IGH – International Geographical Union
- ISCA – International Show Cave Association
- KRI – Karst Research Institute
Estatutos da UIS
Adotado pela Assembléia Geral do 4° Congresso Internacional de
Espeleologia (Ljubljana, 1965)
Alterado no 5° Congresso Internacional de Espeleologia (Stuttgart 1969)
Alterado no 7° Congresso Internacional de Espeleologia (Sheffield 1977)
Alterado no no I2° Congresso Internacional de Espeleologia
(La Chaux-de-Fonds 1997).
Correção gramatical no 14° Congresso Internacional de Espeleologia
(Atenas - Kalamos 2005)
Iugoslávia
1965
Alemanha
1969
Grã Bretanha
1977
Suíça
1997
Grécia
2005
Regimento Interno da UIS
Adotado pela Assembléia Geral do 5° Congresso Internacional de
Espeleologia (Stuttgart 1969)
Proposta para primeira alteração foi apresentada na Assembléia Geral
no 14° Congresso Internacional de Espeleologia (Atenas 2005)
Primeira alteração aprovada pelo Diretório da UIS, na Reunião Anual
de 2006 (Beirute 2006)
Alemanha
1969
Grécia
2005
Líbano
2006
Código de Ética da UIS
Adotado pela Assembléia Geral do 12° Congresso Internacional de
Espeleologia (La Chaux-de-Fonds, 1997)
Alterado no 13° Congresso Internacional de Espeleologia (Brasília, 2001)
Suíça
1997
Brasil
2001
O Código de Ética da UIS é uma norma de bons procedimentos para a
prática da espeleologia internacional de forma salutar e cooperativa, que
a UIS indica aos espeleólogos do planeta, mas não tem força de lei.
Instruções e recomendações gerais
para organizadores de
Congressos Internacionais de Espeleologia
Adotada pela Assembléia Geral do 5° Congresso Internacional de
Espeleologia (Stuttgart 1969)
Uma nova versão desta norma foi apresentada para a Assembléia Geral no
14° Congresso Internacional de Espeleologia (Atenas 2005)
A nova versão foi aprovada pelo Diretório da UIS na Reunião Anual de
2006 e incorporada nos Estatutos da entidade (Beirute 2006)
Alemanha
Grécia
Líbano
1969
2005
2006
A nova versão desta norma é, na realidade, um manual bastante
detalhado de como se deve organizar o evento, de tal forma a atingir os
objetivos estatutários da UIS.
Normas de apoio para eventos
de Espeleologia
Adotada pelo Diretório da UIS na gestão 2001-2005
A versão preliminar desta norma foi apresentada para a Assembléia
Geral no 14° Congresso Internacional de Espeleologia (Atenas 2005)
A versão final foi aprovada pelo Diretório da UIS na Reunião Anual de
2006 e incorporada nos Estatutos da entidade (Beirute 2006)
Grécia
2005
Líbano
2006
É do interesse estatutário da UIS apoiar e promover todos os eventos de
espeleologia que aconteçam, em qualquer que seja o seu grau
organização ou de abrangência geográfica. Esta norma disciplina e
instrui como oferecer apoio e promover o evento e a própria UIS.
Normas para realização de Assembléias
Gerais Extraordinárias com votos por
correspondência eletrônica
Adotada pelo Diretório da UIS na gestão 2001-2005
A versão preliminar desta norma foi apresentada
para a Assembléia Geral no 14° Congresso
Internacional de Espeleologia (Atenas 2005)
A versão final foi aprovada pelo Diretório da
Líbano
UIS na Reunião Anual de 2006 e incorporada
2006
nos Estatutos da entidade (Beirute 2006)
Grécia
2005
A evolução dos meios de comunicação da atualidade, especialmente no
que diz respeito à comunicação eletrônica via internet, fez com que a
atual Diretoria da UIS adotasse esse mecanismo de consulta e votação
entre seus membros. Os mesmos procedimentos foram normalizados
para possíveis consultas e votações entre os Delegados constituintes da
Assembléia Geral da UIS.
Política e administração das facilidades
da Internet
Adotada pelo Diretório da UIS na gestão 2001-2005 em estreita
colaboração da Comissão de Informática da UIS
A versão preliminar desta norma foi apresentada para a Assembléia
Geral no 14° Congresso Internacional de Espeleologia (Atenas 2005)
A versão final foi aprovada pelo Diretório da UIS na Reunião Anual de
2006 e incorporada nos Estatutos da entidade (Beirute 2006)
Grécia
2005
Líbano
2006
Esta norma dita a política da UIS para a manutenção do seu site a ao
mesmo tempo dá a diretrizes da sua gestão e administração.
Convênios e Acordos da UIS
No intuito de propiciar o desenvolvimento da espeleologia
internacional, em todas as áreas do conhecimento, a UIS está aberta à
assinatura de acordos de cooperação com entidades congêneres, bem
como tem disposição de incentivar e apoiar todos e quaisquer projetos
que possam contribuir para o desenvolvimento da espeleologia.
International Geographical Union: Convênio de cooperação
assinado em 25 de janeiro de 1996, em Berna na Suíça, durante
a Assembléia Geral da IGU, e ratificado em 17 de agosto de
1997, em La Chaux-de-Fonds na Suíça, por ocasião da
Assembléia Geral da UIS
International Show Cave Association: Carta de Intenções
assinada em 22 de outubro de 2002, em Postojna na Eslovênia,
durante o IV Congresso da ISCA, e foi apresentado para a
Assembléia Geral da UIS por ocasião do 14° CIS, em Atenas na
Grécia, em 2005.
Convênios e Acordos da UIS
No dia 22 de
junho de 2002, a
UIS assinou
convênio com
o Governo da
Eslovênia
para instalar em
definitivo a sede
da entidade no
Instituto de
Pesquisa do
Carste da
Academia de
Ciências e Artes
da Eslovênia.
Estrutura Organizacional da UIS
Assembléia Geral
• A Assembléia Geral da UIS, é constituída por todos
os Delegados de todos os Países Membros e com
direito de voto, portanto é soberana e representa o
poder máximo da entidade.
Estrutura Organizacional da UIS
Assembléia Geral
Diretoria
• A Diretoria da UIS é composta de 1 (um) Presidente, 2 (dois) VicePresidentes, 1 (um) Secretário Geral, que também acumula as funções de
Tesoureiro, e Secretários Adjuntos, cujo número é definido pela
Assembléia Geral que elege a todos, cargo por cargo e em escrutínio
secreto.
• Cada membro da Diretoria deve ter uma nacionalidade diferente.
• Exceto o Secretário Geral, que pode ser re-eleito várias vezes, todos podem
ser re-eleitos apenas uma vez consecutiva para o mesmo cargo.
Estrutura Organizacional da UIS
Assembléia Geral
Diretoria
Departamento A
Departamento B
Comissão A
Comissão X
Comissão B
Comissão ...
Grupo de Trabalho A
•
•
•
Departamento ...
Grupo de Trabalho ...
A Diretoria decide sobre a criação de Comissões Permanentes, Comissões Temporárias
ou Grupos de Trabalho encarregados de estudar problemas particulares.
Estas Comissões, Grupos de Trabalho e Comitês são formados por todos os espeleólogos
(cientistas, técnicos ou especialistas) que desejarem fazer parte, e dirigida por um
presidente eleito entre eles.
Comissões e Grupos de Trabalhos de áreas afins são organizados em Departamentos.
Estrutura Organizacional da UIS
Assembléia Geral
Diretoria
Conselho Consultivo
Departamento A
Ex-Presidentes
Departamento B
Comissão A
Comissão X
Comissão B
Comissão ...
Grupo de Trabalho A
•
•
Departamento ...
Grupo de Trabalho ...
A Diretoria pode convidar pessoas da sua confiança para compor um conselho
Consultivo, para opinar em questões polêmicas
Os Ex-Presidentes compõem o Diretório da UIS na forma de um “Conselho Consultivo
Permanente”, participam das reuniões de Diretoria, têm direito a voz mas não votam.
Atuais Departamentos da UIS
Assembléia
Geral
Diretoria
Conselho
Departamento
De Proteção
e Manejo
Departamento
de Pesquisa
Científica
Comissão de
Proteção, manejo ...
Departamento
de
Documentação
Departamento
de
Exploração
Comissões
Comissões
Grupos de Trabalho
Grupos de Trabalho
Departamento
de Educação
e Ensino
Comissões
Comissão de
Educação
Espeleológica
Departamento de Pesquisa Científica
- Comissão de Fisico-Química e Hidrogeologia do Carste
- Comissão do Paleoocarste e Espeleocronologia
- Comissão de Cavernas Glaciais e Carste em Regiões Polares
- Comissão de Grutas Vulcânicas
- Comissão de Hidrogeologia e Espeleogênese
- Comissão de Mineralogia de Cavernas
- Comissão de Pseudocarste
- Comissão de Arqueologia e Paleontologia em Cavernas
- Comissão de Cavidades Artificiais
- Comissão Permanente de Espeleoterapia
- Grupo de Trabalho de Carste Hidrotermal
- Grupo de Trabalho de Proteção e Conservação de Espeleotemas
- Grupo de Trabalho de Bibliografia
- Grupo de Trabalho de Gênese de Minerais
Departamento de Documentação
- Comissão de Bibliografia
- Comissão de Grandes Cavidades
- Comissão do Atlas das Regiões Cársticas
- Comissão da História da Espeleologia
- Comissão de Informática
- Grupo de Trabalho: Símbolos topográficos de formações
cársticas superficiais
- Grupo de Trabalho: Dicionário de espleologia
- Grupo de Trabalho: Formatação no intercâmbio de informações
espeleológicas
Departamento de Exploração
- Comissão e Resgate em Cavernas
- Comissão de Materiais e Técnica
- Comissão de Espeleomergulho
Centro de Documentação
A UIS mantém no seu
Centro de Documentação
todas as publicações de
sua propriedade. O Centro
é mantido pela Sociedade
Suíça de Espeleologia e
está instalado nas
dependências da sua
biblioteca da na cidade
de La Chaux-des-Fonds.
IJS – Jornal Internacional de Espeleologia
-Desde o inicio de março de 2005 está disponível em forma eletrônica, no site:
- O IJS é uma publicação científica
multidisciplinar fundada em 1964. Teve
como primeiro Corpo Editorial: G. Claus
(USA), R. Husson (França).
www.ijs.speleo.it
- Desde 1978 o IJS passou a ser a publicação
científica oficial da UIS, e desde 1981 é
publicado, impresso e distribuído pela
Sociedade Italiana de Espeleologia.
- Possui um Corpo Editorial internacional,
o Editor é Jo De Waele.
- A sua edição é anual, mas temas ou eventos específicos
justificam edições específicas, como foi volume 28-B,
“Karst and Agriculture in the World, ou o volume 31,
“Implication of Speleological Studies for Karst Subsidence
Hazard Assessement”.
-O último volume impresso foi o 35-1.
Boletim da UIS
- O Boletim da UIS foi instituído no
CIE de 1969, Stuttgart-Alemanha, e
o número 1 foi publicado em 1970.
- Esta é a publicação oficial da UIS
para divulgar as suas atividades e o
“Estado da Arte” da espeleologia
internacional.
- Sua edição é responsabilidade do Secretário
Geral e a sua distribuição é feita aos Delegados
e entidades filiadas.
- Sua publicação é semestral, á última edição é a de
número 51-1, de junho de 2005. Desde o número 44,
de março de 1999, está disponível na forma
eletrônica no site da UIS.
BBS/SA - Boletim Bibliográfico Espeleológico
-Em 1954, antes da fundação da UIS, por iniciativa de Hubert
Trimmel, foi publicado "Internationale Bibliographie für
Spaeläologie Jahr 1950" como suplemento da "Die Höhle“.
-Em 1969, por ocasião do 5° CIS, em Stutgart na Alemanha,
criou-se a Comissão de Bibliografia com objetivos de
coletar informações e publicar o BBE - Boletim
Bibliográfico Espeleológico.
-Desde a instituição desta Comissão, o BBE
ficou sob responsabilidade da Comissão
Científica da Sociedade Suíça de Espeleologia.,
coordenada por Patric Deriaz.
-Desde 1995 o BBE é disponível em forma
impressa e em CD.
-Cada revisão bibliográfica da literatura
espeleológica mundial, para a edição de um
novo volume, significa a inclusão de mais ou
menos 4.000 títulos de referências.
-O último volume publicado é o N° 41,
impresso em 2005.
Site da UIS
http://www.uis-speleo.org
- O site da UIS é mantido pelo Presidente da Comissão de Informática, Petter
-Mathews, da Austrália. Embora todas as comissões sejam importantes, esta é de
-importância especial pela divulgação de informações sobre a UIS; ela está em
constante contato com o Presidente e o Secretário Geral da entidade.
- Para assegurar o perfeito funcionamento do site, o Presidente da Comissão de
Informática conta com a assistência de um grupo de colaboradores.
- Andreas Neumann, da Suíça, administra o DNS da UIS.
- Fernando Andreu, da Grã Bretanha, administra o arquivo de endereços de entidades
e membros da UIS.
- Peter Stavropoulos, da Grécia, administra o Calendário Internacional de
Eventos Espeleológicos
- Josh Bailey, dos USA,
é o Gerente do site UIS.
STAVROPOULOS
MATTHEWS NEUMANN ANDREU
BAILEYE FREIRE
Austrália
Suíça Grã Bretanha Grécia
EUA
Portugal
- Manuel Freire, de
Portugal, é o Gerente
técnico UIS.
Dicionário Multi-língua
- O Dicionário Multi-Língua nasceu com a conversão das quatro línguas
do Cavers Living Dictionary no site, em 1998. O trabalho foi feito por
Attila Kòsa da Hungria com a ajuda de Peter Mattews. Com a ajuda de
colaboradores, a tradução foi elevada para oito línguas em 2000.
Este é o dicionário on line muilti-língua da UIS, sobre termos de espeleologia.
É um dicionário dinâmico que constantemente está sendo atualizado e incluído novos
idiomas, como um esforço da comunidade espelelogica internacional. Infelizmente, a
espeleologia internacional e a UIS perderam um grande colaborador quando Attila
morreu em outubro de 2003.
Speläologie (de)
- Mladen GARAŠIČ da Croácia é o
Spéléologie (fr)
novo responsável pelo Grupo de
Szeleológie (hu)
Trabalho do Dicionário Multi-Língua,
Speleology (en)
Espeleología (es)
Além de ser o responsável pelo
Speologie (ro)
dicionário, ainda está trabalhando na
Espeleologia (pt)
tradução para o croata, a nona língua do
Speleologia (it)
dicionário.
Speleologija (hr)
- Todos são convidados a participar – isto pode ser apenas
a correção de uma palavra faltante até a tradução completa
Спелеология (ru)
para um novo idioma. Novas versões serão bem vindas.
Óðçëáéïëïãßá (gr)
Ɨ
‫علم سبر أألغوار‬
Hang động học (vn
Outra publicações
- Algumas comissões promovem trabalhos que resultam em
publicações especíificas, como o ATLAS DES GRANDES
CAVITÉS MONDIALES (1986) e o ATLAS DES
CAVITÉS NON CALCAIRES DU MONDE (1997),
ambos de Claude Chabert e Paul Courbon, da UIS Commission on
Longest and Deepest Caves.
-A UIS Commission on Karst Hydrogeology and Speleogenesis, junto com a IAH
Commission on Hydrogeology of Karst e IGU Commission Sustainable Development
& Management of Karst Terrains mantêm no ar o site JOURNAL OF
SPELEOGENESIS AND EVOLUTION OF KARST
AQUIFERS, editado por Alexander Klimchouk e John Gunn.
www.speleogenesis.info
- A UIS Commission on Volcanic Caves, dirigida por Jean Paul van
der Pass, publica anualmente seu Periodic Newsletter.
José Ayrton Labegalini
Presidente da UIS
E-mail: ja.labegalini@uol.com.br
Download

Que é a UIS? - Sin Pelos en la Lengua