Orquestra Sinfônica de Barra Mansa se apresenta
com o talentoso maestro Daniel Bortholossi
A Orquestra Sinfônica de Barra Mansa será regida pelo talentoso maestro Daniel
Bortholossi no próximo concerto da temporada oficial de 2010, que acontece dia 19 de
outubro, no Sesc da cidade, às 20h. A entrada é franca.
Daniel se destaca como um dos mais atuantes regentes jovens de sua geração. É
Maestro titular da Orquestra de Câmara de Blumenau e Diretor Artístico da Orquestra
Filarmônica SCAR Jaraguá do Sul, no Estado de Santa Catarina e nos últimos anos sua
carreira internacional vem se intensificando.
Em 2009, foi o primeiro Sul-Americano a dirigir uma orquestra de um país Árabe, a
Royal Oman Sympnony Orchestra, no Sultanato de Omã, num concerto em homenagem
aos 50 anos de falecimento de Heitor Villa-Lobos.
A OSBM terá como solista o pianista Luis Gustavo Torres durante a execução da
obra “Introdução e Allegro Appassionato op.92”, de Robert Schumann. As obras “Les
Sylphides”, de Fredryk Chopin, a suíte “Sigurd Jorsalfar” op.56, de Edvard Grieg e
“Seleção de Danças Húngaras”, de Johannes Brahms também serão executadas pelo
grupo.
- Mais uma vez será repetida a bem sucedida troca de experiências através da
participação de um regente com expressiva bagagem musical e estilo próprio,
enriquecendo assim a gama de informações dos nossos jovens músicos – ressaltou o
superintendente da Fundação de cultura, Luiz Augusto Mury.
MAESTRO: Daniel Bortholossi,
Natural de Curitiba, Daniel atuou como Diretor Artístico do Festival de Orquestras
"Clássica Blumenau", em 2007, além de colaborar com projetos de música brasileira com
a Oxford University (Inglaterra) e com a University of New Orleans (EUA).
Em 1998, foi premiado com a direção de um concerto com a Nov Bulgarie Symfonia
Orkestr, no Palácio Nacional da Cultura em Sófia (Bulgária), por ocasião da conclusão do
cursode técnicas orquestrais, ópera e ballet, na classe do professor e maestro Rossen
Milanov, maestro da Philadelphia Orchestra. Mestre em Artes pela prestigiosa
Universidade de São Paulo (USP), Daniel Bortholossi estudou com grandes professores,
como Roberto Duarte (Brasil), Jorma Panula (Finlândia), Vassily Sinaisky (Rússia), Kirk
Trevor (Inglaterra), Tsung Yeh (China), Larry Rachleff (EUA).
Em 2008 teve estréias com a Varna Philharmonic Orchestra, em Varna, (Bulgária),
bem como na Ucrânia e Inglaterra, dirigindo respectivamente a Karkhov Philharmonica e a
City of Southampton Orchestra. Neste mesmo ano, foi o primeiro brasileiro a ser
convidado a proferir uma palestra na Oxford University (Inglaterra).
Seus compromissos futuros incluem palestras na Oxford University, a Direção
Artística do "New Orleans BrazilFest" na cidade de New Orleans (EUA), além de concertos
com a Louisiana Civic Orchestra,(EUA), Sibiu State Philharmonic e Opera Constanta
(Romênia), Opera de Stara Zagora (Bulgária),City of Southampton Orchestra (Inglaterra) e
Royal Oman Symphonic Orchestra (Omã).
Um pouco mais sobre Luiz Gustavo Torres
Laureado em concursos nacionais, graduou-se em piano pela UNIRIO
(Universidade do Rio de Janeiro) e cursou o mestrado na Escola de Música da UFRJ. Em
adição à sua formação acadêmica, tem se aperfeiçoado no Brasil e na Europa, em
eventos como a VIII Semana Internacional de Piano em Óbidos, em Portugal, e o III Fórum
Internacional de Música Barcelona Ciutat, na Espanha, onde teve oportunidade de
interagir com grandes mestres do instrumento.
Fazem parte de sua formação importantes nomes como Luiz Carlos de Moura
Castro, Sergei Dorenski, Eugene Pridonoff, Vitalij Margulis, Jörg Demus, Michel Dalberto,
Franco Medori, Diane Andersen, Gilberto Tinetti e Edson Elias. Tem tido uma carreira
ascendente, e recentemente participou dos 13º, 14º, 15º e 16º Rio International Cello
Encounter como solista da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa sob regência de
Guilherme Bernstein, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro e no Teatro Carlos Gomes, e
como camerista, em duo com a violoncelista chinesa Tina Guo e em trio com o
violoncelista russo Armen Ksajikian, em recitais com obras de Schumann, Fauré,
Rachmaninoff e Saint-Saens nos SESC Barra Mansa e Copacabana, e na Sala Cecília
Meireles. Participou também da Maratona Chopin que acabou de se realizar durante o 16º
RICE.
Também tocou Rhapsody in Blue de Gershwin na IV Mostra Internacional de
Música em Olinda, onde foi solista da Orquestra do Conservatório Pernambucano na
Igreja do Seminário de Olinda, sob regência de José Renato Acciolly. Estreou em SP no
Teatro Arthur Rubinstein como solista da OSBM interpretando a Introdução e Allegro
Appassionato de Schumann, também sob regência de Bernstein, feito que repetiu agora
em 2010 no ano Schumann.
Seus compromissos em 2008 e 2009 incluíram novas atuações com a OSBM,
recitais solo e música de câmera em duo com o violinista paulista Rudá Alves em salas
como o IBAM e a FINEP, além do Clube Polonês do Rio de Janeiro, onde recebeu, das
mãos do Cônsul da Polônia um retrato de Chopin por seu recital em homenagem ao
mestre. O pianista desenvolve ainda atividade docente em sua cidade natal, em projeto de
formação musical da OSBM, onde é pianista-residente. A partir de 2008 fundou e tornouse o coordenador dos Cursos de Bacharelado e Licenciatura em Música do UBM – Centro
Universitário de Barra Mansa, aonde também ensina piano.
O Projeto
O projeto Música nas Escolas, desenvolvido pela prefeitura de Barra Mansa,
através da Fundação de Cultura e da Secretaria de Educação, atende, atualmente, todas
as escolas da rede municipal de ensino: 22 mil crianças e adolescentes, em 72 escolas e
recebe patrocínio das empresas Light, Votorantim Siderurgia, Saint-Gobain, White
Martins e CCR NovaDutra. É certificado na Lei de Incentivo à Cultura – Federal (Lei
Rouanet).
Paula Corrêa
Assessoria de Imprensa Projeto Música nas Escolas de Barra Mansa
(24) 8818-3881
paulamcorrea@hotmail.com
http://www.osbm.org
www.musicanasescolas.com
Download

Orquestra Sinfônica de Barra Mansa se apresenta com o talentoso