PG SER , PGCAP e PGCST– 1 Período 2015
SER-300 Introdução ao Geoprocessamento
Representações do Espaço Geográfico:
Entre Territórios e Territórios Digitais
Antonio Miguel V. Monteiro
[email protected] }
1ª ed. 1977
Humberto Maturana
(1928)
Francisco Varela
(1946-2001)
Maturana
Eu pensava que tinha me preparado
durante toda minha vida para essas aulas.
De fato, tinha estudado medicina, biologia,
anatomia, genética, havia incursionado em
antropologia, arqueologia e paleontologia,
e tinha feito pesquisas em diferentes
âmbitos da biologia (como anatomia,
neurologia, taxonomia) durante meus dez
anos de estudante no Chile e no
estrangeiro.
Maturana
Ao final da última aula desse conjunto, um
aluno me perguntou: "Senhor, você diz que
a vida se originou na terra faz mais ou
menos três mil e quinhentos milhões de
anos. Que aconteceu quando se originou a
vida? O que começou a iniciar a vida, de
maneira que o senhor possa dizer agora que
a vida começou nesse instante?".
“Ao escutar essa pergunta me
dei
conta
que
não
tinha
resposta; certamente tinha me
preparado para respondê-la,
porém não podia, já que eu não
a tinha formulado para mim
nesses termos.”
“O que se origina, e que se
mantém até agora, quando
se originaram os seres vivos
na terra?, foi a pergunta que
escutei.”
“Sem dúvida fiquei vermelho
de vergonha, e não somente
uma
senão
várias
vezes,
porém respondi: "Não o sei, no
entanto, se você assistir a esta
aula no próximo ano, lhe
proporei uma resposta". Tinha
um ano para encontrá-la.”
“Nenhum homem é uma ilha isolada.”
Frase extraída de Meditação XVII que é parte do Poema Devoção XVII do poeta
inglês John Donne em seu livro Devotions upon Emergent Occasions de 1624.
Nossa Vocação no INPE:
O Espaço como Categoria Analítica
Qual(is) a(s) Natureza (s) do Espaço e como melhor
Representá-lo no contexto do(s) Processo(s) em Observação?
Com a Ajuda de Alguns Guias...
Fisica/Matemática/Geografia
Sociologia/Geografia
Literatura
Mário Schenberg
(1914-1990)
O Olhar da Fisica-Matemática
Físico, Filósofo, Artista, Cientista, Intelectual, Ativista, Pernambucano/Paulista
“Tudo que toca à questão do espaço
é extremamente delicado, e todas
as vezes que se enriquece a
compreensão do espaço é um
grande passo adiante que se dá.” p.82
“Assim, o conceito de espaço é mesmo algo
surpreendente, pois vamos sempre enriquecendo-o
com novas propriedades e concepções. Do espaço
mais simples da mecânica clássica passamos ao
espaço-tempo da relatividade e, provavelmente, ainda
descobriremos novos aspectos. …mas, na minha
opinião, ainda não chegamos, em Física, à essência do
espaço.” p.87
Pensando a Física, [5° ed. Landy Ed., 2001 ( 1° ed., 1984)]
Cap. Física Matemática e Experimental. P.82 e p.87
Waldo Tobler
(1930)
O Olhar da Geografia
(associada a Matemática)
Geógrafo, Matemático, Suiço-Americano.
Professor Emérito do Departamento de Geografia da UCSB, EUA.
http://www.geog.ucsb.edu/~tobler/
“ I am a great believer in simplicity, when this is
possible. For example, the point in science is to
achieve as many results as possible with the fewest
hypotheses. Novas
So, in order
to simplify the problem of
Representações
depicting the growth of population in the Detroit region,
I tried to eliminate complicating factors.This is when I
invoked “ the first law of geography¹ : everything is
related to everything else but near things are more
related than distant things.” Doing this allowed me to
concentrate on local effects—using the idea of a
change in the "unit inhabitant," and ignoring many
other possible influences. ” ²
¹ Tobler W., (1970) "A computer movie simulating urban growth in the Detroit region". Economic Geography, 46(2): 234-240.
² Tobler W., (2003) "On the First Law of Geography: A Reply". Unpublished. In.
Slide de Marcio Azeredo, Dissertação Mestrado SER-INPE 2010
–
ESPAÇOS TOBLERIANOS COMPLETOS: RECUPERANDO AS VISÕES DE TOBLER PARA A REPRESENTAÇÃO DOS ESPAÇOS DE FLUXOS NA ANÁLISE GEOGRÁFICA
Pesquisa ODdo Metro-SP (2007)
Italo Calvino
(1923, 1985)
O Olhar da Literatura
Escritor, Jornalista, Ativista, Cubano/Italiano, Santiago de Las Vegas/Siena
Italo Calvino,
1ª Publicação, Itália, 1972,
La Città Invisibili
Diagrama, de Evandro Ziggiatti Monteiro, acessado em 5 de Abr. De 2009,
http://www.vitruvius.com.br/resenhas/textos/resenha229.asp
Quem vai a Olinda com uma lente de
aumento e procura com atenção pode
encontrar em algum lugar um ponto não
maior do que a cabeça de um alfinete que um
pouco ampliado mostra em seu interior
telhados antenas clarabóias jardins tanques,
faixas através das ruas, quiosques nas praças,
pistas para as corridas de cavalos.
“
As Cidades Ocultas - 1
Aquele ponto não permanece imóvel:
depois de um ano, já está grande como um
limão; depois, como um cogumelo; depois,
como um prato de sopa. E eis que se torna
uma cidade de tamanho natural, contida na
primeira cidade: uma nova cidade que abre
espaço em meio à primeira cidade e impele-a
para fora.”
As Cidades Ocultas - 1
Calvino e a Cidades
em
As Cidades Invisíveis,
Italo Calvino,
Cap. 8, pg. 111, 8ª reimpressão, Cia. das Letras, 1995
“Ao retornar de sua última missão,
Marco Polo encontrou Kublai Khan a
sua espera, sentado diante de um
tabuleiro de xadrez. Com um gesto,
convidou-o a sentar à sua frente e
descrever-lhe as cidades que visitara
apenas com o auxílio do xadrez. (...)
Ao
contemplar
essas
paisagens
essenciais, Kublai refletia sobre a ordem
invisível que governava a cidade, sobre
as regras a que respondiam o seu surgir e
formar-se e prosperar e adaptar-se às
estações e definhar e cair em decadência.
Às vezes, parecia-lhe estar prestes a
descobrir
um
sistema
coerente
e
harmônico que estava por trás das
infinitas deformidades e desarmonias
mas
nenhum
modelo
resistia
comparação com o jogo de xadrez.
à
Pode ser que, em vez de insistir em
evocar com o magro auxílio de peças de
marfim
visões
de
qualquer
destinadas ao esquecimento,
modo
bastasse jogar uma partida segundo as
regras e contemplar cada um dos estados
sucessivos do tabuleiro, como uma das
inúmeras formas em que o sistema de
formas se organiza e se destrói.”
Jorge Luis Borges
(Buenos Aires, 24 de Agosto de 1899 — Genebra, 14 de Junho de 1986 )
Escritor, Ensaísta, Tradutor,Professor, Intelectual, Argentino, Universal
Borges e a Cartografia
Jorge Luis Borges¹,
em História Universal da Infâmia, Porto Alegre, Globo, 1978
Fragmento selecionado de Do Rigor na Ciência
“... Naquele Império, a Arte da
Cartografia atingiu uma tal perfeição
que o mapa duma só Província ocupava
toda uma Cidade, e o mapa do Império,
toda uma Província.
¹ 1ª publicação em março de 1946 em Los Anales de Buenos Aires, año 1, no. 3, com Adolfo Bioy
Casares onde o texto era creditado a "Suarez Miranda, Viajes de varones prudentes, Libro IV, Cap. XLV,
Lerida, 1658“
Com o tempo, esses Mapas Desmedidos
não satisfizeram e os Colégios de
Cartógrafos levantaram um Mapa do
Império que tinha o tamanho do
Império e coincidia ponto por ponto com
ele.
Menos
Apegadas
ao
Estudo
da
Cartografia, as Gerações Seguintes
entenderam que esse extenso Mapa era
Inútil
e
não
sem
Impiedade
o
entregaram às inclemências do Sol e dos
Invernos.”
“ O diâmetro do Aleph seria de dois ou
três centímetros, mas o espaço cósmico
estava aí, sem diminuição de tamanho.
Cada coisa (o cristal do espelho, digamos)
era infinitas coisas, porque eu a via
claramente de todos os pontos do universo.”
El Aleph, 1949
Em El Aleph, o protagonista, se depara com a possibilidade de
conhecer o ponto do espaço que abarca toda a realidade do
universo. Este é o Aleph e ele se encontra em um porão de um
casarão em Buenos Aires que está prestes a ser demolido.
"O que a eternidade é para o tempo,
o Aleph é para o espaço".
Borges, em entrevista em 1970
O Olhar da Literatura: Novas Possibilidades
Zygmunt Bauman
(1925, 86 anos, Produzindo...)
O Olhar da Sociologia
Sociólogo, Intelectual, Ativista, Polonês/Inglês, Varsóvia/Londres
A Batalha dos Mapas
…Um aspecto decisivo do processo
modernizador foi portanto a prolongada guerra
travada em nome da reorganização do espaço.
O que estava em jogo na principal batalha
desta guerra era o direito de controlar o ofício
de cartógrafo
\
Globalização: As Consequências Humanas, 34:39, 1999.
Guerras Espaciais: Informe de Carreira
Confiança e Medo nas Cidades, p.50-51, 2005
Zygmunt Bauman
Como disse muito bem Hans
Gadamer – em Verdade e Método -, a
compreensão recíproca é obtida
com uma “fusão de horizontes”;
horizontes cognitivos que são
traçados e ampliados acumulandose experiências de vida.
\
Confiança e Medo nas Cidades (cont.)
A Fusão que uma compreensão
recíproca exige só poderá resultar
de uma experiência compartilhada, e
certamente não se pode pensar em
compartilhar uma experiência sem
partilhar um espaço.
\
Milton Santos (1926, 2001)
O Olhar da Geografia
Geógrafo, Urbanista, Professor, Brasileiro, Bahiano
“O território, pela sua organização e
instrumentalização, deve ser usado
como forma de se alcançar um
projeto
social
igualitário.
A
sociedade civil é, também,
território, e não se pode definir
fora dele.”
SANTOS, Milton (2002)
A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção, Edusp, São Paulo.
“Há desigualdades sociais que são, em
primeiro lugar, desigualdades territoriais,
porque derivam do lugar onde cada qual se
encontra. Seu tratamento não pode ser
alheio às realidades territoriais.
O cidadão é o indivíduo num lugar.”
SANTOS, Milton (2002)
A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção, Edusp, São Paulo.
Todos vivemos com vários mapas,
Dos quais dificilmente podemos nos
desprender
Slides de Luisa Iñiguez Rojas.
Centro de Estudios de Salud y Bienestar Humanos. Universidad de La
Habana. Cuba
Processo de Representação Computacional
Las Meninas
Meninas,(infanta
(Conjunto)
Diego Velásquez,
Margarita
Pablo Picasso,
Maria)
1656 –Pablo
Museu
1957Picasso,
– do
Museu
Prado,
1957
Picasso,
Madri
– Museu
Barcelona
Picasso, Barcelona
A Questão da Representação
O Território como Mediação
POPULAÇÃO
TERRITÓRIO
PAISAGEM
POLITICA PÚBLICA
Fonte: Adaptado de Dirce Koga
Três Princípios
Habeas Data, Habeas Software & Habeas Cognitum
Dado Livre, Software Livre & Conhecimento Livre
aRT
Uma Família de Tecnologias/Metodologias Abertas
REPRESENTAÇÃO COMPUTACIONAL
Categorias representacionais mais comuns em SIG
polígonos
amostras
superfície
rede
Possibilidade de transição entre categorias representacionais
rompendo com a imobilidade inicial dos dados
Importante não Esquecer!
Computadores
nos
possibilitam
expressar uma representação do mundo
ou de fenômeno que buscamos
compreender. O que obtemos são os
resultados possíveis das manipulações
sobre estas representações, portanto
uma outra representação.
Importante não Esquecer!
Então, é muito saudável que sempre
tenhamos em mente a necessidade de
refletir criticamente sobre a nossa prática
tecnológica, em particular, quando o
instrumento que usamos facilmente nos
alimenta e a outros da esperança de que
obtivemos ali não uma redução mas sim a
comprensão universal do problema.
Geometrias não são Geografias
SANTOS, Milton (2000)
Por uma outra globalização - do pensamento único à consciência universal, Record, São Paulo.
Download

Apresentação do PowerPoint - DPI