MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
DO RIO GRANDE DO SUL
CAMPUS RESTINGA – PORTO ALEGRE
PROJETO PEDAGÓGICO DO
CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO
SUBSEQUENTE EM
ADMINISTRAÇÃO
AUTORIZADO PELA RESOLU_ÇÃO NO.XX/2010-CS/IFRS
Porto Alegre, setembro de 2010.
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
2 de 36
Sumário
1. Dados de Identificação: (Ato autorizativo) ......................................................................... 3
2. Apresentação ....................................................................................................................... 4
3. Caracterização do Campus .................................................................................................. 5
4. Justificativa.......................................................................................................................... 8
5. Objetivos ........................................................................................................................... 10
5.1 Objetivo Geral ............................................................................................................... 10
5.2 Objetivo Especifico ....................................................................................................... 10
6. Perfil do profissional ......................................................................................................... 11
7. Perfil do curso ................................................................................................................... 11
8. Representação gráfica ....................................................................................................... 12
9. Requisitos de ingresso e formas de acesso ........................................................................ 12
10. Frequência mínima obrigatória ...................................................................................... 13
11. Pressupostos da organização curricular ......................................................................... 13
11.1 Matriz curricular ............................................................................................................ 13
12. Programas por disciplinas: ............................................................................................ 15
13. Critérios de aproveitamento de estudos e certificação de conhecimentos anteriores .... 33
14. Avaliação da aprendizagem: .......................................................................................... 33
16. Instalações, equipamentos e biblioteca .......................................................................... 35
17. Pessoal docente e técnico administrativo ...................................................................... 36
19. Casos omissos ................................................................................................................ 36
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
3 de 36
1. Dados de Identificação: (Ato autorizativo)
Técnico Subseqüente
Modalidade: presencial
Denominação do Curso: Técnico Subseqüente em Administração
Habilitação: Técnico em Administração
Local de oferta: Campus Restinga – Porto Alegre
Turno de funcionamento: Manha/noite
Número de vagas: 40
Periodicidade: anual
Carga horária total: 870 horas e 360 horas de estágio
Mantida: IFRS
Corpo Dirigente do Campus:
Amilton de Moura Figueiredo – Diretor Geral Pró-Tempore
Fone (51)96376188 amilton.figueiredo@restinga.ifrs.edu.br
Claudio Henrique Kray – Diretor de Ensino
Fone (51)98280057 claudio.kray@restinga.ifrs.edu.br
Nelson Roza Madeira - Diretor Administrativo
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
4 de 36
2. Apresentação
O presente documento trata do Plano do Curso Técnico Subseqüente de Nível Médio
em Administração do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - Campus
Restinga. Este projeto está fundamentado nas bases legais e nos princípios norteadores
explicitados na LDB (Lei 9394/96) e no conjunto de leis, decretos, pareceres e referenciais
curriculares que normatizam a Educação Profissional no sistema educacional brasileiro. Estão
presentes também, como marco orientador desta proposta, as decisões institucionais
traduzidas nos objetivos desta instituição e na compreensão da educação como uma prática
social.
O Campus Restinga do IFRS entende como sua função primeira promover educação
científica, tecnológica e humanística de qualidade, visando à formação de cidadãos críticos,
conscientes e atuantes, competentes técnica e eticamente, comprometidos efetivamente com
as transformações sociais, políticas, culturais e ambientais, e que entendam a sua atuação no
mundo do trabalho em prol de uma sociedade mais justa e igualitária. Para tanto são
oferecidos cursos de educação profissional técnica de nível médio, de educação profissional
tecnológica de graduação e pós-graduação, de formação inicial e continuada e de formação de
professores fundamentados na construção multifacetada e interdisciplinar do conhecimento.
Um dos desafios que esta instituição se propõe é o de formar profissionais que sejam
capazes de lidar com a rapidez da geração dos conhecimentos científicos e tecnológicos e de
sua aplicação eficaz na sociedade, em geral, e no mundo do trabalho, em particular.
Diante dessa constatação, a possibilidade de formar pessoas capazes de lidar com o
avanço da ciência e da tecnologia e dele participarem de forma proativa deve atender a três
premissas básicas: formação científico-tecnológica e humanística sólida, flexibilidade e
educação continuada.
A atual conjuntura mundial, marcada pelos efeitos da globalização, pelo avanço da
ciência e da tecnologia e pelo processo de modernização e reestruturação produtiva traz novos
debates sobre o papel da educação no desenvolvimento humano. Das discussões em torno do
tema, surge o consenso de que há necessidade de estabelecer uma adequação mais harmoniosa
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
5 de 36
entre as exigências qualitativas dos setores produtivos e da sociedade em geral e os resultados
da ação educativa desenvolvida nas instituições de ensino.
O Campus Restinga do IFRS, como instituição que tem por finalidade formar e
qualificar profissionais no âmbito da educação tecnológica, nos diferentes níveis e
modalidades de ensino, para os diversos setores da economia, definiu sua função social
expressa em seu Projeto Pedagógico Institucional, em consonância com as necessidades
identificadas a partir da compreensão deste cenário mundial. Dessa forma, o Campus Restinga
entende necessária uma ação efetiva que possibilite a definição de projetos que permitam o
desenvolvimento de um processo de inserção do homem na sociedade, de forma participativa,
ética e crítica.
São princípios norteadores da Educação Profissional oferecidos pelo IFRS:

valorização entre a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais;

articulação com o ensino médio;

respeito aos valores estéticos, políticos e éticos;

desenvolvimento de competências para a laborabilidade;

flexibilidade, interdisciplinaridade e contextualização.
Seguindo estes princípios e atento ao papel de uma instituição de ensino
comprometida com o desenvolvimento humano integral, o IFRS entende que o Curso Técnico
de Administração Subsequente a ser implantado no Campus Restinga vem a atender as
demandas reprimidas nesta região por profissionais técnica e eticamente qualificados,
conforme demanda apresentada em Audiências públicas de discussão junto à sociedade.
3. Caracterização do Campus
O Campus Restinga do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio
Grande do Sul está localizado no extremo sul do município de Porto Alegre, no Bairro que
leva o mesmo nome da instituição.
A Restinga sofre com o grave problema de vulnerabilidade social, resultado de um
longo período de abandono por parte do poder público. No final dos anos 60, o modelo de
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
6 de 36
desenvolvimento urbano adotado pelo país, e implantado em Porto Alegre, promoveu a
remoção de significativos contingentes populacionais. Os grupos de sub-habitações e de
favelas foram deslocados das áreas adjacentes centrais para a região da Restinga, distante
cerca de 25 km do centro da cidade.
A situação dos primeiros moradores era de extrema precariedade. A Vila Restinga,
como foi chamada inicialmente, era uma área alagadiça cercada de mata virgem e desprovida
dos recursos mais básicos, tais como: redes de água e iluminação, escolas, transporte e postos
de saúde.
Foi a partir da mobilização dos moradores que, gradualmente, a população passou a
usufruir de alguns benefícios. Uma característica marcante da comunidade é que continua
reivindicando seus direitos a favor do desenvolvimento da região.
De acordo com o último Senso do IBGE (2000), a Restinga é um dos bairros mais
populosos de Porto Alegre com aproximadamente 54 mil habitantes, o que representa 3,95%
da população do município. Com área de 38,56 km², representa 8,10% da área do município, e
sua densidade demográfica é de 1394,29 hab/km². A taxa de analfabetismo é de 6%, e o
rendimento médio dos responsáveis por domicílio é de 3,6 salários mínimos.
A busca da comunidade pela “Escola Técnica Federal de Porto Alegre na Restinga”
iniciou em 08 de maio de 2006 com a criação da Comissão Pró-implantação dessa unidade de
ensino. Esse grupo foi composto por movimentos sociais como militantes da educação, da
economia solidária e das Organizações Não Governamentais (ONG’s).
A mobilização da comunidade pela construção da escola coincidiu com um contexto
nacional de grande valorização da formação profissional e também com investimentos
expressivos do Governo Federal. Desde 2005, a Rede Federal de Educação Profissional e
Tecnológica vinculada ao Ministério da Educação passa por uma profunda transformação que
abrange não só a reestruturação física com investimentos em obras, laboratórios,
equipamentos e reformas, mas também a ampliação e criação de novas vagas para servidores
técnicos administrativos e docentes.
O Campus Restinga foi contemplado pela chamada Pública 01/2007 SETEC-MEC,
que inaugurou o Plano de Expansão da Rede Federal Fase II que implantará 150 novas
unidades em todo o país até o final de 2010. Essa conquista constituiu uma grande vitória para
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
7 de 36
o município e para a Restinga, garantindo o fortalecimento de políticas públicas para a
educação e para a inclusão social.
Em abril de 2008, o então CEFET-BG assumiu a coordenação da implantação do que
seria mais uma de suas Unidades de Ensino Descentralizadas. A valorização do diálogo com a
comunidade foi fundamental para o início das atividades de implantação. Parte dessa
conversação resultou na realização do Seminário e posteriormente da Audiência Pública para
a definição de cursos a serem oferecidos pela instituição. O resultado da Audiência apontou
para o desenvolvimento de 07 (sete) eixos tecnológicos: Controle e Processos Industriais,
Informação e Comunicação, Hospitalidade e Lazer, Infraestrutura, Gestão e Negócios,
Recursos Naturais (FIC) e Produção Cultural (FIC).
No ano de seu Centenário, a Rede passou por um processo de Reorganização. Com a
aprovação da Lei 11892/08, foram criados 38 Institutos Federais de Educação Ciência e
Tecnologia, que estão presentes em todos os estados, oferecendo ensino médio integrado,
cursos superiores de tecnologia, bacharelado em engenharias e licenciaturas.
Com objetivo de fortalecer sua inserção no ensino, pesquisa e extensão, estimular o
desenvolvimento de soluções técnicas e tecnológicas, estender seus benefícios à comunidade,
os Institutos Federais devem oferecer metade das vagas ofertadas para os cursos técnicos de
nível médio.
A educação profissional técnica de nível médio será desenvolvida preferencialmente
na forma integrada, além do Proeja (Programa Nacional de Integração da Educação
Profissional com Educação Básica na modalidade da Educação de Jovens e Adultos). Os
Cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) também deverão ser ofertados no Campus
Restinga.
Como prevê a legislação dos institutos, em médio prazo serão ofertados também
cursos de nível superior, como Licenciaturas (20%) e Cursos Superiores de Tecnologia, além
de cursos de Pós- graduação.
O Campus Restinga, implantado no ano de 2010 certamente constituirá uma nova
perspectiva para a qualificação e geração de emprego e renda na região da Restinga, Porto
Alegre e região metropolitana.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
8 de 36
4. Justificativa
Os cursos oferecidos pelo Campus Restinga se inserem dentro de uma nova realidade
da educação profissional. Propõem uma formação que integra educação e trabalho, rompendo
com a lógica que marcou historicamente a educação profissional, em que as pretensões eram
simplesmente formar mão-de-obra para o mercado de trabalho.
Mesmo com a inovação das tarefas ligadas ao trabalho, a partir da industrialização
(meados da década de 30 do século XX), as concepções referentes à educação profissional
não se alteraram. Ainda foram acentuadas as idéias de que as instituições ligadas à educação
profissional deveriam preparar para um mercado, novo e aquecido, uma vez que, a partir da
Segunda Guerra Mundial, a indústria brasileira ocupou espaços antes preenchidos por países
envoltos no conflito bélico. Ávido por mão-de-obra, esse mercado exigiu uma formação
profissional destinada às classes populares que lhes permitissem manejar os novos
equipamentos.
No início do século XXI, alguns pressupostos sobre a educação se firmaram. Um
destes é de que a educação é a base para uma efetiva cidadania e imprescindível para o
desenvolvimento de uma sociedade. Dentro dessa mesma linha de raciocínio, também se
sinaliza para novas possibilidades quanto à educação profissional, como um dos pilares do
desenvolvimento humano.
A área profissional da Gestão, por sua própria natureza de atividade-meio, está
presente em todas as atividades econômicas. Pode-se dizer, de forma genérica, que as
atividades de gestão estão direcionadas a oferta de apoio administrativo e logístico a todas as
cadeias produtivas, qualquer que seja o setor econômico no qual ela se desenvolva. Assim é
possível identificar a necessidade de se planejar de forma organizada e sistemática, tanto o
apoio às atividades agropecuárias e extrativas como às atividades industriais ou de
comercialização e prestação de serviços. Essa característica faz com que os especialistas em
Gestão possam ser encontrados em praticamente todas as organizações públicas ou privadas,
de todos os portes e qualquer que seja o seu ramo de atividade.
Acompanhando uma tendência mundial, a Região Metropolitana, nos últimos anos tem
apresentado uma carência significativa de Técnicos na área de gestão. Nesse sentido, é preciso
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
9 de 36
levar em consideração a importância que o setor produtivo atribui à organização profissional.
Assim o Curso Técnico em Administração, propõe a desenvolver atividades referentes às
práticas profissionais o mais próximo possível da realidade. Ao mesmo tempo oferece
oportunidade para vivências concretas possíveis de serem percebidas pelo mundo do trabalho,
viabilizando então o acesso e a oportunidade de emprego que valorizam a experiência
profissional.
O elevado número de empresas que tem investido em oferta de capacitação para os
seus funcionários reflete a carência que o setor enfrenta em relação à qualificação dos
profissionais, o qual se revela, basicamente, segundo informações do próprio segmento, na
falta de noções básicas de informática, de redação, de matemática; além da dificuldade de
trabalhar em equipe, de aprender novas habilidades, funções e competências profissionais
necessárias para os mais variados setores produtivos.
As necessidades apontadas pelas empresas permitem a organização de uma base
conceitual e teórica sobre a qual se constitui um projeto de profissionalização consistente,
com vistas a aprimorar o desempenho dos alunos, o que caracteriza a valorização do conceito
ampliado de educação profissional, aproximando a Escola do setor produtivo.
O curso de Técnico em Administração visa formar profissionais capazes de contribuir
com o desenvolvimento local e regional. A formação do técnico deste novo século é
concebida como um agente da construção e aplicação do conhecimento, tendo a função de
organizar, coordenar e criar situações e tomar decisões. Nesse sentido, sua formação
observará os princípios norteadores das Diretrizes Curriculares Nacionais para formação de
profissionais técnicos de nível médio.
O curso deverá garantir as competências na formação, portanto, estando orientado por
princípios éticos, políticos e pedagógicos, buscando articular tecnologia e humanismo, tendo a
prática profissional como eixo principal do currículo da formação técnica.
O espaço da formação, composto por espaços didáticos e relação com empresas,
possibilitará aos técnicos, experiências de aprendizagem que integram a teoria e a prática
profissional. Dessa forma, os alunos poderão vivenciar o trabalho coletivo, solidário e
interativo, contribuindo para a qualificação individual e a valorização do trabalho em equipe.
Visando responder às demandas por profissionais que atendam à necessidade desta
realidade emergente no Estado e no mundo e contribuindo, substancialmente, para a qualidade
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
10 de 36
dos serviços oferecidos nesta área em nossa região, o Campus Restinga do IFRS propõe-se a
oferecer o Curso Técnico em Administração, por entender que estará contribuindo para a
elevação da qualidade dos serviços prestados à população nesta área da atividade econômica.
5. Objetivos
5.1 Objetivo Geral
O Curso Técnico em Administração tem como principal objetivo atender a Lei de
Diretrizes e Bases da Educação – L.D.B., que estabelece que os alunos egressos dos ensinos
fundamental e médio, bem como o trabalhador em geral, jovem ou adulto, tenham a
possibilidade de acesso à Educação Profissional, como forma de capacitação. Visa à formação
de um profissional-cidadão, competente, capaz de articular teoria à prática, demonstrando
conhecimentos, habilidades e atitudes para atuar junto ao setor de administração de empresas,
como gestor de seu próprio negócio, com capacidade de avaliar e auxiliar na tomada de
decisões na área comercial, de produção e logística, pessoal, financeira, econômica,
patrimonial e outras afins, de acordo com os princípios éticos, humanos, sociais e ambientais.
5.2 Objetivos Específicos
Os objetivos específicos do curso compreendem:

Propiciar a aquisição de conhecimentos de base científica, técnica e humanistas
direcionados para a área Gestão e Negócios;

Proporcionar condições favoráveis para aplicação dos conhecimentos apreendidos em
situações hipotéticas e/ou reais nas operações comerciais; e

Possibilitar o desenvolvimento de competências demandadas do mundo do trabalho,
assim como uma formação técnica-humanista.

Compreender as reais necessidades do mercado de trabalho, tendo a função de
organizar, coordenar e criar soluções tecnológicas adequadas para a transformação de
seu mercado de trabalho;
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente

11 de 36
Contribuir com o desenvolvimento local e regional, através do estimulo ao trabalho
coletivo, solidário e interativo.
6. Perfil do profissional
Conforme o Catálogo Nacional dos Cursos Técnicos, o Técnico em Administração
deve ter o seguinte perfil:
1. Realizar as funções de apoio administrativo em organizações;
2. Executar e controlar os procedimentos organizacionais;
3. Arquivar e organizar contas a pagar, executar operações bancárias, controlar estoques,
cadastrar fornecedores e alimentar planilhas de informação;
4. Operar o sistema de informação gerencial da folha de pagamento, executar cálculos
referentes à concessão de benefícios, preencher formulários de admissão e demissão;
5. Proporcionar uma visão sistêmica do ambiente organizacional e suas influências;
6. Propiciar uma visão que oportunize conhecimento do mercado consumidor;
7. Conhecer princípios e aplicações de processos produtivos e logísticos;
8. Adquirir uma visão de gestão de pessoas;
9. Utilizar
ferramentas
da
informática
básica,
como
suporte
às
operações
organizacionais.
7. Perfil do curso
O Curso Técnico em Administração oferece uma formação profissional ampla, que
possibilita atender a demanda significativa de profissionais na região metropolitana de Porto
Alegre, valorizando assim, a geração de trabalho e renda, de forma a responder às
necessidades sociais e culturais da Restinga. O Curso busca formar profissionais técnica e
politicamente preparados para atender as demandas da sociedade, estimulando o
empreendedorismo e o cooperativismo na área da Administração, respeitando assim, a
sustentabilidade da região.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
12 de 36
8. Representação gráfica
1º Semestre:
Formação Diversificada
Formação Técnico Profissional
2º Semestre:
Formação Diversificada
Formação Técnico Profissional
Estágio Curricular
Supervisionado
3º Semestre:
Formação Técnico Profissional
Obtenção do
Diploma de
Técnico em
Administração
9. Requisitos de ingresso e formas de acesso
9.1Requisitos de ingresso
Poderão ingressar no curso alunos que tenham concluído o ensino médio ou
equivalente, independente de formação específica.
9.2 Formas de acesso
O acesso ao Curso Técnico Subseqüente em Administração dar-se-á por Processo
Seletivo próprio que deverá ser regulamentado por edital público amplamente divulgado.
Na existência de vagas remanescentes a partir do segundo período, são previstas as
seguintes possibilidades de acesso:
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente

13 de 36
Transferência facultativa, para semestre compatível, destinada a alunos
provenientes de Instituição pública de educação de ensino profissional; ou,

Reingresso, para semestre compatível, para alunos que concluíram cursos técnicos
na área de informática, ou afim, no IFRS, observados os requisitos curriculares.
10. Frequência mínima obrigatória
Conforme determinação legal, estabelecida na LDB, será exigida freqüência mínima
de 75% do total da carga horária letiva para a aprovação.
11. Pressupostos da organização curricular
A organização curricular do Curso Técnico em Administração observa as
determinações legais presentes nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação
Profissional de Nível Técnico, nos Referenciais Curriculares Nacionais da Educação
Profissional, no Decreto 5.154/2004.
A organização do curso está estruturada na matriz curricular constituída por
componentes curriculares voltados para uma compreensão crítica do mundo do trabalho e
disciplinas específicas da área da Administração.
11.1 Matriz curricular
O Curso Técnico em Administração está organizado em regime seriado semestral,
com uma carga-horária de componentes curriculares de 870 horas, distribuídas em 03 (três)
semestres letivos diurnos ou noturnos, acrescida de 360 horas de Estágio Supervisionado,
totalizando 1.230 horas. A tabela a seguir descreve a matriz curricular do curso proposto.
1º Semestre
HA
P/S
Horas
Português Instrumental
72
04
60
Matemática Aplicada
72
04
60
Informática Básica
36
02
30
Teoria Geral da Administração
72
04
60
Teoria Econômica
72
04
60
Inglês para Negócios
36
02
30
360
20
300
Subtotal
Requisitos
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
14 de 36
2º Semestre
HA
P/S
Horas
Empreendedorismo e Inovação
36
04
30
Psicologia Aplicada à Administração
72
04
60
Sistemas de Informações Gerenciais
36
02
30
Informática Básica
Estratégia Organizacional
72
04
60
Teoria Geral da Adm.
Rotinas de Departamento de Pessoal
72
02
60
Matemática Aplicada e
Informática Básica
Gestão da Produção e Logística
36
02
30
Teoria Geral da Adm. e
Matemática aplicada
Gestão Ambiental e Qualidade
36
02
30
Teoria Geral da Adm.
360
20
300
3º Semestre
HA
P/S
Horas
Requisitos
Ética e Relações Humanas
36
02
30
Psicologia Aplicada à Adm.
Gestão de Projetos
72
04
60
Teoria Geral da Adm. e
Estratégia Organizacional
Gestão de Pessoas
36
02
30
Psicologia Aplicada à Adm.
e Rotinas de DP
Marketing e Vendas
72
04
60
Estratégia Organizacional
Administração Financeira
72
04
60
Teoria Econômica
Seminários em Administração
36
02
30
Subtotal
324
20
300
Subtotal Geral
1044
58
870
Subtotal
Estágio curricular obrigatório
360
TOTAL DE GERAL
Hora-aula: 50 minutos / Semestre: 18 encontros
1230
Requisitos
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
15 de 36
12.
Programas por disciplinas:
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Português Instrumental
SEMESTRE: 1º
AULAS/SEMANA:
50 min. HORAS AULA:
AULA:
04
SEMANAS/SEMESTRE:
18
72
HORAS TOTAL:
60
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições de:
 Ampliar o domínio da gramática da língua portuguesa;
 Melhorar a leitura e interpretação de textos escritos;
 Aperfeiçoar o domínio da produção de textos escritos.
EMENTA:
Leitura e Produção de textos. Tópicos de Gramática.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
BECHARA, E. Gramática Escolar da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Lucerna, 2001.
FARACO, C.A.; TEZZA, C. Oficina de Texto. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.
SAVIOLI, F.P.; FIORIN, J.L. Lições de texto: leitura e redação. São Paulo: Ática, 1996.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
CAMARGO, T. N. de. Uso de Vírgula. Barueri, SP: Monole, 2005. (Entender o português;1).
FIGUEIREDO, L. C. A redação pelo parágrafo. Brasília: Universidade de Brasília, 1999.
GARCEZ, L. H. do C. Técnica de redação: o que é preciso saber para bem escrever. São
Paulo: Martins Fontes, 2002.
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Matemática Aplicada
SEMESTRE: 1º
AULAS/SEMANA:
50 min. HORAS AULA:
AULA:
04
SEMANAS/SEMESTRE:
18
72
HORAS TOTAL:
60
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições de:
 Ler, interpretar e utilizar representações matemáticas (tabelas, gráficos, expressões etc.);
 Transcrever mensagens matemáticas da linguagem corrente para linguagem simbólica
(equações, gráficos, diagramas, fórmulas, tabelas etc.) e vice-versa;
 Utilizar a teoria dos conjuntos e sistemas de numeração (sistema binário);
 Usar funções matemáticas na modelagem, resolução de problemas e geração de gráficos
do cotidiano;
 Aplicar os conteúdos apresentados na resolução de situações problemas.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
16 de 36
EMENTA:
Conjuntos Numéricos. Operações com Conjuntos: União e Interseção. Operações em Reais.
Sistemas de Numeração: Decimal, Binário e Hexadecimal. Conversão entre Sistemas de
Numeração. Operações algébricas. Funções Polinomiais, Exponencial e Logarítmica.
Expressões de Primeiro e Segundo Graus.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
DANTE, L. R. Matemática: Contexto e Aplicação. Vol. Único. São Paulo: Ática, 1999.
BROOKSHEAR, J. G. Ciência da Computação: Uma Visão Abrangente. Bookman, 1999.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
Giovanni, J.R.; Bonjorno, J.R.; Giovanni Jr., J.R. Matemática Fundamental: Uma Nova
Abordagem. São Paulo: Ed. FTD, 2002.
IEZZI, G. et. al. Fundamentos de Matemática Elementar. V. 1,7. 6a Ed. São Paulo: atual
editora, 1985.
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Informática Básica
SEMESTRE: 1º
AULAS/SEMANA:
50 min. HORAS AULA:
AULA:
02
SEMANAS/SEMESTRE:
18
36
HORAS TOTAL:
30
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições de:
 Operar softwares aplicativos e utilitários, despertando para o uso da informática na
sociedade;
 Reconhecer os componentes básicos de um computador: entrada, processamento, saída e
armazenamento;
 Identificar os tipos de software que estão disponíveis tanto para grandes quanto para
pequenos negócios;
 Comunicar-se e obter informações usando a Internet.
EMENTA:
Uso do computador pessoal, Sistemas Operacionais, Sistemas em Rede, Administração de
Recursos e Usuários, Aplicativos de Produtividade Pessoal: Editor de Texto, Planilha
Eletrônica e Apresentações Gráficas, Ferramentas para Internet. Tecnologias e Aplicações de
Computadores em Administração.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ALCALDE, E. et. al. Informática Básica. Editora Makron Books, 1991.
BROOKSHEAR, J. G. Ciência da Computação: Uma Visão Abrangente. Bookman, 1999.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
17 de 36
MEIRELLES, F. Informática: Novas Aplicações com Microcomputadores. 2ª ed. Editora
Makron Books, 2004.
PEOPLE EDUCATION, Apostila de Word, Power Point e Excel User Espcialist 2003.
NORTON, P. Introdução à Informática. Editora Pearson Education, 2005.
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Teoria Geral da Administração
SEMESTRE: 1º
AULAS/SEMANA:
50 min. HORAS AULA:
AULA:
04
SEMANAS/SEMESTRE:
18
72
HORAS TOTAL:
60
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições de:
 Fornecer elementos conceituais básicos na área da Ciência Administrativa;
 Auxiliar os estudantes no desenvolvimento da reflexão teórico – empírica com base na
evolução do pensamento administrativo.
EMENTA:
O administrador e a administração; os primórdios e as influências da administração;
abordagem clássica; abordagem estruturalista; abordagem da teoria das relações humanas;
abordagem sistêmica; abordagem neoclássica; abordagem comportamentalista; abordagem
contingencial; funções organizacionais e novas tendências.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
CHIAVENATO, Idalberto. Princípios da Administração: o essencial em teoria geral da
administração. São Paulo: Campus, 2006. 408 p.
MAXIMIANO, Antonio César Amaru. Teoria Geral da Administração: Ed. Compacta.
São Paulo: Atlas, 2006. 354 p.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
CHIAVENATO, Idalberto. Os novos paradigmas: como as mudanças estão mexendo com as
empresas. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2003. 321 p.
MAXIMIANO, Antônio César Amaru. Teoria Geral da Administração: da revolução
urbana à revolução digital. 6º ed.-São Paulo: Atlas, 2006.
MAXIMIANO, Antônio César A. Fundamentos de administração: manual compacto para
cursos de formação tecnológica e seqüenciais. Editora Atlas. 1ª ed. 2004.
SILVA, Adelphino Teixeira da. Administração Básica. 4ª. Edição. São Paulo: Atlas, 2007.
272 p.
MORGAN, Gareth. Imagens da Organização. Editora Atlas, 2ª edição, 2002
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
18 de 36
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Teoria Econômica
SEMESTRE: 1º
AULA:
AULAS/SEMANA:
50 min. HORAS AULA:
04
SEMANAS/SEMESTRE:
18
72
HORAS TOTAL:
60
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições de:
 Conhecer os conceitos econômicos básicos;
 Aprender os mecanismos que regem o comportamento econômico do consumidor e da
empresa sob diferentes tipos de mercados, considerando o comportamento dos agentes
econômicos;
 Reconhecer os mecanismos que determinam a produção e os custos de produção da
empresa;
 Compreender a contextualização econômica da empresa, considerando o ambiente
nacional e internacional;
 Entender o processo de crescimento e desenvolvimento econômico.
EMENTA:
Fundamentos de economia. Microeconomia: demanda, oferta e equilíbrio de mercado;
elasticidades; aplicações da análise microeconômica em políticas públicas; estruturas de
mercado. Macroeconomia: fundamentos de teoria e política macroeconômica; principais
agregados macroeconômicos; determinação do nível de renda e produto nacionais; o lado
monetário da economia; inflação; o setor externo; política fiscal e setor público; noções de
crescimento e desenvolvimento econômico.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ROSSETTI, José Paschoal. Introdução a economia - livro texto. 20. ed. São Paulo: Atlas,
2003.
VASCONCELLOS, Marco Antônio S. de; TONETO JR., Rudinei. Economia brasileira
contemporânea. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2005.
VASCONCELOS, Marco Antonio S.; GARCIA, Gabriel. Fundamentos da Economia. 2. ed.
São Paulo: Saraiva, 2004.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
BROWNING, Edgar K. & ZUPAN, Mark A. Microeconomia: teoria e aplicações. Rio de
Janeiro: LTC, 2004.
MAIA, Jaime de Mariz.Economia internacional e comércio exterior. 10. ed. São Paulo:
Atlas, 2006
ROSSETTI, José Paschoal. Introdução a economia - livro de exercícios. 4. ed. São Paulo:
Atlas, 2004.
SOUZA, Nali de Jesus de. Desenvolvimento econômico. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2005.
_________________________. Curso de Economia. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2003.
VASCONCELLOS, Marco Antonio Sandoval de. Economia: micro e macro: teoria e exercícios,
glossário com os 300 principais conceitos econômicos. 4. ed. São Paulo : Atlas, 2008.
YONEYAMA, Takashi. Economia digital. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2001.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
19 de 36
CURSO: TÉCNICO SUBSEQUENTE DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Inglês para Negócios
SEMESTRE: 1º
AULAS/SEMANA:
50 min. HORAS AULA:
AULA:
02
SEMANAS/SEMESTRE:
18
36
HORAS TOTAL:
30
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições de desenvolver habilidades de leitura e interpretação de
texto.
EMENTA:
Leitura e interpretação de textos técnicos da área de administração, por meio de utilização de
estratégias de leitura; tópicos de gramática; vocabulário técnico da área de administração.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
DIÓGENES, Isabel Maria Gadelha. Inglês Instrumental: o jogo da leitura. Teresina: EDUFPI,
1994.
MUNHOZ, Rosângela. Inglês instrumental: estratégias de leitura – módulo i. São Paulo:
Texto novo, 2002.
OLIVEIRA, Nádia Alves de. Para ler em inglês - desenvolvimento da habilidade de leitura.
Belo Horizonte: N. O. S. Tec. Educ. Ltda, 2000.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
Approaches and Methods in Language Teaching - Jack C. Richards and Theodore S. Rodgers
- Cambridge University Press 2001
Dicionário de termos de negócios: Inglês. Bloombury, Ed. Publifolha, 2005
Franklin LM6000b, SCD-1870 Merriam-Webster, MWS-1840, Bookman SCD-770 ou
ECTACO EE586HT - Speaking Dictionaries (dicionários eletrônicos com pronúncia,
indispensável para não nativos).
Principles of Language Learning and Teaching - H. Douglas Brown - Prentice Hall Regents
1994
SILVA, João Antenor de C., GARRIDO, Maria Lina, BARRETO, Tânia Pedrosa.
Inglês Instrumental: Leitura e Compreensão de Textos. Salvador: Centro Editorial e Didático,
UFBA, 1994.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
20 de 36
CURSO: TÉCNICO SUBSEQUENTE DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Empreendedorismo e Inovação
SEMESTRE: 2º
AULAS/SEMANA:
50 min. HORAS AULA:
AULA:
02
SEMANAS/SEMESTRE:
18
36
HORAS TOTAL:
30
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições de:
 Compreender a importância do comportamento empreendedor para o Técnico em
Operações Administrativas;
 Relacionar o empreendedorismo aos novos modelos organizacionais;
 Apresentar iniciativa, criatividade, capacidade de planejamento e realização, além da
capacidade de avaliar os seus ativos pessoais para o desenvolvimento de uma visão
estratégica de negócio.
EMENTA:
Teoria, conceitos. Diferença entre idéia e oportunidade. Cultura empreendedora. O processo
empreendedor. Intra-empreendedorismo. Perfil empreendedor: espírito empreendedor,
comporta-mento empreendedor, características empreendedoras. Tendências mundiais que
geram oportunidades de negócios. Desenvolvimento de um Plano de Negócios. Idéia do
negócio e oportunidades. Inovação. Barreiras e Desenvolvimento. Projetos Inovadores.
Planejamento estratégico.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
DORNELAS, J. C. A. Empreendedorismo: transformando idéias em negócios. 2ª ed. Rio de
Janeiro: Campus, 2005.
MAITLAND, M. Como elaborar um plano de negócios. 1ª ed. Rio de Janeiro: Planeta do
Brasil, 2005.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
CHIAVENATO, I. Empreendedorismo: dando asas ao espírito empreendedor. São Paulo:
Saraiva, 2006.
DOLABELA, F. Empreendedor: a metodologia de ensino que ajuda a transformar
conhecimento em riqueza.
___________. Boa idéia! E agora? Plano de Negócio, o caminho mais seguro para
gerenciar sua empresa. 1ª ed. Rio de Janeiro: Cultura, 2000.
SAPIRO, Arao / CHIAVENATO, Idalberto. Planejamento Estratégico. Editora Campus, 1ª
edição, 2004.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
21 de 36
CURSO: TÉCNICO SUBSEQUENTE DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Psicologia Aplicada à Administração
SEMESTRE: 2º
AULAS/SEMANA:
50 min. HORAS AULA:
AULA:
02
SEMANAS/SEMESTRE:
18
72
HORAS TOTAL:
60
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições para:
 conhecer os fundamentos psicológicos das relações humanas em diferentes perspectivas
teóricas;
 compreender a dinâmica das relações no trabalho e sua repercussão sobre as pessoas, os
grupos e as organizações;
 relacionar os fatores motivacionais inerentes às relações no trabalho e os diferentes tipos
de liderança;
 aplicar os conhecimentos acerca do conteúdo na prática profissional.
EMENTA:
Fundamentos psicológicos das relações humanas em diferentes perspectivas teóricas
(comportamental-cognitiva, psicanalítica e humanista). A dinâmica das relações no trabalho e
sua repercussão sobre as pessoas, os grupos e as organizações. Motivação e liderança.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ADAIR, John. Liderança e Motivação. São Paulo: Clio Editora, 2010.
AGUIAR, Maria Aparecida Ferreira de. Psicologia aplicada à Administração. São Paulo:
Saraiva, 2005.
BERGAMINI, Cecília Whitaker. Psicologia aplicada à Administração de empresas. São
Paulo, 2005.
DEL PRETTE, Almir; DEL PRETTE, Zilda A. Psicologia das relações interpessoais:
vivências para o trabalho em grupo. Petrópolis: Vozes, 2007.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
CAVALCANTI, Vera Lúcia; CARTILOVSKY, Marcelo; LUND, Myrian. Liderança e
Motivação. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2009.
CHANLAT, Jean-François(coord). O indivíduo nas organizações: dimensões esquecidas. São
Paulo: Atlas, 1996.
GARCIA, Fernando Coutinho; HELAL, Diogo Henrique; HONORIO, Luiz Carlos. Relações
de poder e trabalho. Curitiba: Juruá, 2010.
MINICUCCI, Agostinho. Psicologia aplicada à Administração. São Paulo: Atlas, 1995.
WEIL, Pierre. Relações humanas na família e no trabalho. Petrópolis: Vozes, 2002.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
22 de 36
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Sistemas de Informação Gerenciais
SEMESTRE: 2º
AULAS/SEMANA:
50 min. HORAS AULA:
AULA:
02
SEMANAS/SEMESTRE:
18
36
HORAS TOTAL:
30
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições de:
 Entender o papel da tecnologia da informação e dos sistemas de informação na empresa
contemporânea;
 Desenvolver a capacidade para analisar sistemas organizacionais complexos utilizando
múltiplas perspectivas teóricas;
 Identificar as características de sistemas desenvolvidos para Administração de Empresas;
 Conhecer as limitações, problemas e implicações de uma aplicação para Administração.
EMENTA:
TI nas Organizações. Custo / valor e qualidade da informação. Conceito de sistema. Enfoque
sistêmico. Fundamentos e classificação de sistemas de informação (tipologia de sistemas).
Comercio eletrônico: evolução, estrutura, análise e aplicações. Características do comércio
eletrônico. A escolha e a implementação de um sistema de informações.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
AUDY, J. L. N.; ANDRADE, G. K. de; CIDRAL, A. Fundamentos de Sistemas de
Informação. Porto Alegre. Bookman, 2005.
MEIRA Jr., W.; Murta, C.; Campos, S.; Guedes, D. Comércio Eletrônico: Projeto e
Desenvolvimento de Sistemas. Editora Campus, 2002.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
CARAVANTES, G. R.; PANNO, C.C.; KLOECKNER, M.C. Administração, Teorias e
Processos. São Paulo. Prentice Hall, 2005.
ALBERTIN, A.L. Comércio eletrônico: Modelo, Aspectos e Contribuições de sua
Aplicação. 5ª edição. Atlas, 2004.
DEITEL, H. M.; DEITEL, P. J.; NIETO, T. R. Internet and World Wide Web: Como
Programar. Porto Alegre. Bookman, 2003.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
23 de 36
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Estratégia Organizacional
SEMESTRE: 2º
AULA:
50 min.
AULAS/SEMANA: 04
HORAS AULA:
72
SEMANAS/SEMESTRE:
18
HORAS TOTAL:
60
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições de:
 Compreender os conceitos de estratégia e a análise ambiental;
 Conhecer os tipos de estratégias e a dinâmica dos contextos estratégicos;
 Saber como funciona e se aplica o modelo de medição de desempenho organizacional
Balanced Scorecard (BSC).
EMENTA:
Conceitos de Estratégia; Análise do Ambiente; Matriz SWOT – Forças, Fraquezas,
Oportunidades e Ameaças; Modelo das Cinco Forças; Estratégias de Crescimento, Estabilidade e
de Redução; Estratégias Genéricas de Porter; Estratégias Funcionais; Balanced Scorecard
(BSC); As perspectivas do Balanced Scorecard; Objetivos Estratégicos; Mapas Estratégicos;
Indicadores de Ocorrência e de Tendência
BIBLIOGRAFIA BÁSICA
KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P. A estratégia em ação: Balanced Scorecard. 7. ed. Rio de
Janeiro: Campus, 1997.
KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P. Mapas estratégicos – Balanced Scorecard: convertendo ativos
intangíveis em resultados tangíveis. 6ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.
LUECKE, R. Estratégia. Harvard Business Essentials. 1. ed. Record, 2009.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P. Organização Orientada para a Estratégia: como as empresas
que adotam o Balanced Scorecard prosperam no novo ambiente de negócios. Rio de Janeiro:
Campus, 2000.
KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P. Alinhamento: utilizando o Balanced Scorecard para criar
sinergias corporativas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.
PORTER, Michael. Estratégia Competitiva: técnicas para análise de indústrias e da
concorrência. 2.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
24 de 36
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Rotinas de Departamento de Pessoal
SEMESTRE: 2º
AULA:
OBJETIVO:
AULAS/SEMANA:
50 min. HORAS AULA:
04
SEMANAS/SEMESTRE:
18
72
HORAS TOTAL:
60
Proporcionar ao aluno condições de:
 Possuir visão dos conceitos e práticas trabalhistas, capacitando-os para o mercado de
trabalho, a fim tornarem-se agentes confiáveis para opinar sobre as rotinas da
administração de pessoal.
 Dominar e executar as rotinas trabalhistas de contratação, folha de pagamento, cálculos,
encargos sociais, demissão e guarda de documentos.
 Atuar como preposto perante Sindicatos, Delegacia do Trabalho e Justiça do Trabalho.
 Elaborar indicadores gerenciais da área de administração de pessoal.
 Perceber a necessidade da administração de pessoal alinhar-se aos objetivos do negócio da
empresa.
EMENTA:
O subsistema de departamento de pessoal no contexto atual. Procedimentos e práticas legais:
contrato de trabalho, CTPS, controle e registros de freqüência. Rotinas de folha de
pagamento, férias, rescisões, décimo terceiro, encargos e recolhimentos. Passivo Trabalhista.
Função de preposto.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
FIDÉLIS, Gilson Jose, Gestão de Pessoas – Rotinas Trabalhistas e Dinâmicas do
Departamento de Pessoal. Editora Érica, 2006.
OLIVEIRA, Rita de Cássia A. de. Desvendando o Departamento de Pessoal: guia prático. São
Paulo: Editora Viena, 2003.
Consolidação
das
Leis
Trabalhistas
–
CLT
https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/Del5452.htm .
-
Disponível
em:
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
CHIAVENATO, Idalberto. Remuneração, Benefícios e Relações de Trabalho. São Paulo:
Atlas, 1998.
IORIO, Cecilia Soares. Manual de Administração de Pessoal. São Paulo: SENAC, 2007
MACEDO, Manoel Carlos dos Santos; ROCHA, Renato Mendonça. Rotinas aplicadas ao
departamento de pessoal das empresas. 4 ed. Porto Alegre: CRCRS, 2005.
SILVA, Marilene Luiza da. Administração de Departamento Pessoal. São Paulo: Editora
Érica, 2007.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
25 de 36
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Gestão da Produção e Logística
SEMESTRE: 2º
AULA:
50
min.
AULAS/SEMANA:
02
SEMANAS/SEMESTRE:
18
HORAS AULA:
36
HORAS TOTAL:
30
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições de:
 Conhecer a importância da Administração da Produção na atividade empresarial;
 Avaliar a participação da Logística nos custos e resultados financeiros de uma empresa;
 Desenvolver um conjunto de técnicas que permitem melhorar a eficiência na
Administração da Produção e da Logística.
EMENTA:
Sistemas de Produção: conceitos; história e tendências. Administração de estoques.
Armazenagem e controle. Planejamento da produção. Suprimentos. Distribuição e transporte.
Recursos patrimoniais. Fundamentos de logística. Gestão da Cadeia de Suprimentos. Tipos de
Modal. Transportes e custos logísticos.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
BALLOU, Ronald H. Gerenciamento da cadeia de suprimentos/ logística empresarial. 5.
Ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.
BOWERSOX, Donald J. Logística empresarial: o processo de integração da cadeia de
suprimento. São Paulo. Atlas. 2001.
CHIAVENATO, I. Administração da produção: uma abordagem introdutória. 1. ed. Rio de
Janeiro: Campus, 2005.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
CORREA, H. L.; CORREA, C. A. Administração de produção e operações: manufatura e
serviços: uma abordagem estratégica. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2007.
MARTINS, P. G.; ALT, P. R. C. Administração de materiais e recursos patrimoniais. 2.
ed. São Paulo: Saraiva, 2006.
MOURA, C. Gestão de estoques: ação e monitoramento na cadeia de logística integrada. Rio
de Janeiro: Ciência moderna Ltda., 2004.
POZO, Hamilton. Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais: uma abordagem
logística. 5.ed. São Paulo : Atlas, 2008.
TAYLOR, D. A. Logística na cadeia de suprimentos: uma perspectiva gerencial. 1. ed. São
Paulo: Pearson Addison-Wesley, 2005.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
26 de 36
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Gestão Ambiental e de Qualidade
SEMESTRE: 2º
AULAS/SEMANA:
50 min. HORAS AULA:
AULA:
02
SEMANAS/SEMESTRE:
18
36
HORAS TOTAL:
30
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições de:
 Receber informações básicas sobre flora, fauna, conservação da natureza, sensoriamento
remoto, ecologia, estando apto para gerir atividades de manejo dos ambientes;
 Compreender os problemas ligados à poluição dos solos, das águas e da atmosfera, o uso
de recursos energéticos, atuando em projetos nas áreas urbanas, industriais e rurais;
 Elaborar e gerenciar projetos ambientais, principalmente, com relação ao desenvolvimento
de Estudos e Relatórios de Impactos Ambientais;
 Conhecer e aplicar programas de Qualidade Total;
 Aplicar ferramentas de qualidade na resolução de problemas; noções de auditoria.
EMENTA:
Problemas, causas e fontes de poluição, empresa e Meio Ambiente, importância da Gestão de
Recursos Ambientais, Tomada de Decisões em função do custo benefício, responsabilidade
sócio-ambiental nas organizações, questões Ambientais no Brasil, a Gestão Ambiental e a
Logística, Desenvolvimento Sustentável, Certificação Ambiental, Política Nacional de
Proteção ao Meio Ambiente; Legislação Ambiental. Filosofias de Qualidade, Qualidade Total,
Ferramentas da Qualidade. Sistemas de Qualidade. Auditoria da Qualidade. Programas de
qualidade.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
DIAS, R.. Gestão ambiental: responsabilidade social e sustentabilidade. Ed. Atlas. São
Paulo, 2007.
O’HANLEN, Tin. Auditor da Qualidade. Saraiva. 2009.
PALADIN, Edson Pacheco. Avaliação estratégica da qualidade. Atlas. 2009.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
PHILIPPI Jr. A; ROMÉRO, M.; BRUNA, G. Curso de gestão ambiental. São Paulo:
Manoele, 2004.
REIGOTA, Marcos. Meio ambiente e representação social. Editora Cortez; 1ª edição, 2002.
RODRIGUES, Marcus Vinicius. Ações para a qualidade. Qualitymarky. 2009.
STADLER, Humberto et al.. Controle de qualidade: as ferramentas essenciais. IBPEX. 2009.
TACHISAWA, Takeshi. Gestão Ambiental e Responsabilidade Social Corporativa –
Estratégias de Negócios Focadas na Realidade Brasileira. Editora Atlas; 3ª edição 005
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
27 de 36
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Ética e Relações Humanas
SEMESTRE: 3º
AULAS/SEMANA:
50 min. HORAS AULA:
AULA:
02
SEMANAS/SEMESTRE:
18
36
HORAS TOTAL:
30
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições para:
 compreender a complexidade das organizações face ao fenômeno da modernidade, da
ética e do humanismo;
 relacionar o fenômeno da modernidade com as especificidades das relações humanas,
levando em conta aspectos como cidadania, ética e relações de poder;
 aplicar os conhecimentos acerca do conteúdo na prática profissional.
EMENTA:
A racionalidade e a ação humana face à complexa realidade das organizações
contemporâneas. O inter-relacionamento entre trabalho e ética na profissão, nas organizações
e na sociedade. Constituição de uma visão de mundo articulada em face às peculiaridades do
complexo universo organizacional, levando-se em conta o fenômeno da modernidade, a ética
e o humanismo. Cidadania, ética e relações de poder. O debate ético e o código de ética
profissional vigente.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ALVES, Julia Falivene. Ética, cidadania e trabalho. São Paulo: Copidart, 2002.
AMOEDO, Sebastião. Ética do trabalho. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2007.
OLIVA, Alberto. A solidão da cidadania. São Paulo: SENAC. Série Livre pensar; 7, 2000.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
COSTA, Giseli Paim. Cidadania e participação: impactos da política social num enfoque
psicopolítico. Curitiba: Juruá, 2008.
MELO, Harley Xavier de. Segurança no trabalho – uma questão de ética. Divinópolis:
Geec, 2006.
NARDI, Henrique Caetano. Ética, trabalho e subjetividade. Porto Alegre: UFRGS, 2006.
SOUZA, Márcia Cristina. Ética no ambiente de trabalho – uma abordagem. Rio de
Janeiro: Campus, 2009.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
28 de 36
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Gestão de Projetos
SEMESTRE: 3º
AULA:
50 min.
AULAS/SEMANA: 04
HORAS AULA:
72
SEMANAS/SEMESTRE:
18
HORAS TOTAL:
60
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições de:
 Compreender as questões fundamentais para o ciclo de vida de um projeto;
 Conhecer o que vem a ser um projeto e todos os seus desdobramentos, entendendo e
praticando os detalhamentos do ciclo de vida de um projeto;
 Dominar os conceitos, as técnicas e o vocabulário que se aplicam à gestão de projetos, bem
como a sua realização eficaz dentro de um contexto que considere a estrutura e o
alinhamento estratégico organizacional.
EMENTA:
Fundamentos de Gerenciamento de Projetos; O Guia PMBOK; Processos de Gerência de
Projetos do PMBOK: Iniciação / Planejamento / Execução / Monitoramento e Controle /
Encerramento; Áreas de Conhecimento: Gerenciamento do Tempo, Gerenciamento dos
Custos, Gerenciamento do Escopo, Gerenciamento da Qualidade, Gerenciamento dos Riscos,
Gerenciamento das Aquisições, Gerenciamento de Recursos Humanos, Gerenciamento das
Comunicações, Gerenciamento da Integração; Alinhamento Estratégico de Projetos,
Gerenciamento de Portfólio, Gerenciamento de Programas, Escritório de Projetos (PMO) e
Certificação PMP (Project Management Professional)
BIBLIOGRAFIA BÁSICA
GIDO, J. ; CLEMENTS, J. P. Gestão de projetos. São Paulo: Thomson Learning, 2007.
HELDMAN, K. Gerência de Projetos: guia para o exame oficial do PMI. 5. ed. Rio de
Janeiro: Campus, 2009
PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento
de Projetos (Guia PMBOK). 4.ed. Newton Square, Pennsylvania, EUA: 2009
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
BARBOSA, C. et al. Gerenciamento de Custos em Projetos. Série Gerenciamento de
Projetos. Rio de Janeiro: FGV, 2007.
BARCANI, B. B. et al. Gerenciamento do Tempo em Projetos. Série Gerenciamento de
Projetos. Rio de Janeiro : FGV, 2006.
BORDEAUX-REGO, R. et al. Viabilidade Econômico-Financeira de Projetos. Série
Gerenciamento de Projetos. Rio de Janeiro : FGV, 2006.
CLELAND, D. I.; LEWIS, R. I. Gerenciamento de Projetos. Rio de Janeiro : LTC, 2007.
DISNSMORE, P. C. et al. Projetos Brasileiros : Casos Reais de Gerenciamento. Rio de
Janeiro : Brasport, 2007.
DUFFY, Mary. Gestão de Projetos. Rio de Janeiro (RJ): Elsevier/Campus, 2006.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
29 de 36
KEELING, Ralph. Gestão de Projetos. São Paulo (SP); Saraiva, 2006.
KERZNER, H. Gestão de Projetos: as melhores práticas. Porto Alegre : Bookman, 2006.
OLIVEIRA, G. B. MS Project & Gestão de Projetos. São Paulo : Pearson Makron Books,
2005.
SALLES Jr. Et al. Gerenciamento de Riscos em Projetos. Série Gerenciamento de Projetos.
Rio de Janeiro. FGV, 2006.
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Gestão de Pessoas
SEMESTRE: 3º
AULAS/SEMANA:
02
SEMANAS/SEMESTRE:
18
50 min. HORAS AULA:
36
30
AULA:
HORAS TOTAL:
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições de:
 Identificar e aplicar os conceitos de gestão de pessoas nas organizações contemporâneas;
 Compreender a influência das características psicossociais no comportamento humano;
 Relacionar as bases culturais e sociais e as relações de trabalho;
 Aplicar os conhecimentos acerca do conteúdo na prática profissional.
EMENTA:
A gestão de pessoas no contexto atual. Gestão de pessoas e os subsistemas: recrutamento e
seleção, treinamento e desenvolvimento, avaliação de período de experiência, avaliação de
desempenho, remuneração e benefícios. Desligamento de pessoal. Cultura e mudança
organizacional.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
BITENCOURT, Claudia. Gestão contemporânea de pessoas. Bookman Companhia, 2010.
CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de pessoas. Campus, 2009.
GOULART, Íris Barbosa e VIEIRA, Adriane. Identidade e subjetividade na gestão de
pessoas. Curitiba: Juruá Editora, 2007.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
DEMO, Gisela. Políticas de gestão de pessoas nas organizações. Atlas, 2010.
FERREIRA, Maria da Conceição; ARAÚJO, Ana Lúcia Gomes Wanderley; AGUIAR,
Ademar Rodrigues de. Gestão de pessoas – uma construção coletiva. 2008.
MASCARENHAS, André Ofenhejm; VASCONCELOS, Flavio Carvalho de. Tecnologia na
gestão de pessoas. Thomson Pioneira, 2004.
RIBEIRO, Marcelo Afonso. Psicologia e Gestão de pessoas – reflexões críticas. Vetor,
2009.
SIQUEIRA, Marcus Vinicius Soares. Gestão de pessoas e discurso organizacional.
Curitiba: Juruá Editora, 2009.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
30 de 36
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Marketing e Vendas
SEMESTRE: 3º
AULA:
AULAS/SEMANA:
50 min. HORAS AULA:
04
SEMANAS/SEMESTRE:
18
72
HORAS TOTAL:
60
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições de:
 Reconhecer a importância do marketing, suas orientações e tarefas necessárias para uma
administração de marketing bem-sucedida;
 Aprender como o marketing afeta o valor para o cliente, o planejamento estratégico nos
diversos níveis da organização e constituição de um plano de marketing;
 Saber a importância de um sistema de informação de marketing eficaz levando em
consideração as tendências macroambientais;
 Verificar, em uma pesquisa, pontos importantes para auxiliar no processo de decisão a
curto e longo prazo;
 Conhecer formas para conquistar a fidelidade do cliente e atrair novos clientes o mercado
consumidor e antever suas decisões de compra; as formas de negociação e comercialização
para vários tipos de organizações; os diferentes segmentos de mercados e identificar
mercados-alvo;
 Analisar as estratégias, objetivos, pontos fortes e fracos da concorrência afim de competir
de maneira efetiva;
 Compreender como tornar seu produto diferenciado das demais empresas utilizando-se das
ferramentas do marketing; a importância do e-commerce analisando sua oportunidade em
aumentar vendas e obter maiores receitas.
EMENTA:
Conceitos de marketing. Ambiente de marketing. Planejamento de marketing e estratégia
organizacional. Os mercados e o comportamento do consumidor: segmentação de mercado e
determinantes do comportamento do consumidor. Pesquisa de Mercado. Administração e
desenvolvimento de produtos e serviços. Princípios e estratégias de preços. Distribuição de
produtos e serviços. Comunicação empresarial: o processo de comunicação, propaganda e
publicidade, promoção e relações públicas. Venda pessoal e administração de vendas.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
AAKER, D. A. / DAY, G. S. Pesquisa de marketing. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2004.
KARSAKLIAN, E. Comportamento do consumidor. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2004..
KOTLER, P., ARMSTRONG, G. Princípios de marketing. 9ª ed. São Paulo: Prentice Hall,
2003.
KOTLER, Philip. Administração de Marketing. 10. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2000.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
CHURCHILL, Gilbert A. Marketing: criando valor para os clientes. São Paulo : Saraiva,
2000.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
31 de 36
KOTLER, P. O Marketing sem segredos. 1ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.
KOTLER, Philip. Administração de Marketing: análise, planejamento. Implementação e
controle. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 1996.
LAS CASAS, A. L. Plano de marketing para micro e pequena empresa. 4ª ed. São Paulo:
Atlas, 2006.
LONGO, L. A.; LIBERALI, G. Marketing de relacionamento: estudos, casos e
proposições de pesquisas. 1ª ed. São Paulo: Atlas, 2004.
SAMARA, Beatriz. & BARROS, José Carlos. Pesquisa de Marketing. 4ª ed. São Paulo:
Prentice Hall, 2006.
KEEGAN, Warren J. Princípios de marketing global. São Paulo: Saraiva, 1999.
LIMA, Agnaldo. Gestão de Marketing Direto. São Paulo (SP): Atlas, 2006.
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Administração Financeira
SEMESTRE: 3º
AULAS/SEMANA:
04
SEMANAS/SEMESTRE:
18
50 min. HORAS AULA:
72
60
AULA:
HORAS TOTAL:
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições para:
 Conhecer os fundamentos e conceitos da administração financeira;
 Compreender as técnicas para estudo e análise econômica, financeira e patrimonial sob
enfoque gerencial e estratégico;
 Proporcionar oportunidades de compreender a integração e modelagem financeira, bem
como as ligações com outras áreas da empresa: compras, vendas, produção, recursos
humanos, fiscal, contábil, etc.
EMENTA:
Introdução à Administração Financeira: o papel e o ambiente da administração financeira.
Demonstrações Financeiras e sua Análise. Fluxos de Caixa e Planejamento Financeiro.
Decisões de investimento de longo prazo: fluxos de caixa para orçamento de capital, técnicas
de orçamento de capital, risco e refinamentos em orçamento de capital. Decisões de
financiamento de longo prazo: custo de capital (WACC), alavancagem (EBITDA) e estrutura
de capital. Decisões financeiras de curto prazo: capital de giro e gestão de ativos circulantes,
gestão de passivos circulantes. Planejamento, Controle e uso de Orçamentos.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
GITMAN, Lawrence J. Princípios de Administração Financeira. 10. ed. São Paulo: Pearson
Addison Wesley, 2004.
HOJI, Masakazu. Administração financeira: uma abordagem prática - livro texto. 5. ed. São
Paulo: Atlas, 2004.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
SANTOS, Edno O. dos. Administração financeira da pequena e média empresa. São
Paulo: Atlas. 1ª ed. 2000.
SANVICENTE, Antonio Zoratto. Administração Financeira, 3 ed. São Paulo: Atlas, 1997.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
32 de 36
SILVA, José Pereira da. Gestão e análise de risco de crédito. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2003.
VIEIRA, Marcos Villela. Administração estratégica do capital de giro. São Paulo: Atlas,
2005.
ZDANOWICZ, José Eduardo. Fluxo de Caixa. 10ª ed. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, 2004.
CURSO: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO
COMPONENTE CURRICULAR: Seminários em Administração
SEMESTRE: 3º
AULAS/SEMANA:
02
SEMANAS/SEMESTRE:
18
50 min. HORAS AULA:
36
30
AULA:
HORAS TOTAL:
OBJETIVO:
Proporcionar ao aluno condições para:
 Discutir temas atuais em administração;
 Compreender diferentes visões e perspectivas sobre paradigmas e conceitos da gestão de
empresas;
 Proporcionar oportunidades de diálogo sobre as perspectivas do profissional que atua na
área de Administração;
EMENTA:
História da Administração no Brasil. Temas Emergentes em Gestão. Principais problemas das
empresas. Paradigmas e funções administrativas. Desafios da gestão. Seminários de temas
diversos sobre Brasil e Mundo.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
MINTZBERG, Henry. O processo da estratégia. 3. ed. Porto Alegre : Bookman, 2001.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
CAMPOS, Vicente Falconi. O Verdadeiro Poder. INDG, 2009.
COVEY, Stephen R.. Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes. Rio de Janeiro : Franklin
Covey, [2006].
GOLDRATT, Eliyahu M.. A meta : um processo de melhoria contínua. São Paulo : Nobel,
2003.
JOHNSON, Spencer. Quem mexeu no meu queijo. São Paulo: Record, 2008.
HUNTER, James. O Monge e o Executivo. Editora: Sextante, 2007.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
33 de 36
13.
Critérios de aproveitamento de estudos e certificação de
conhecimentos anteriores
No Curso Técnico em Administração, o aproveitamento de estudos e a certificação de
conhecimentos adquiridos através de experiências vivenciadas previamente ao início do curso
ocorrerão conforme descritos à continuação:
Aproveitamento de Estudos: Compreende a possibilidade de aproveitamento de
componentes curriculares estudados em outro curso de educação profissional técnica de nível
médio, mediante requerimento. Com vistas ao aproveitamento de estudos, a avaliação recairá
sobre a correspondência entre os programas dos componentes curriculares cursados na outra
instituição e os do IFRS, e não sobre a denominação dos componentes para os quais se
pleiteia o aproveitamento.
Certificação de Conhecimentos: O estudante poderá solicitar certificação de
conhecimentos adquiridos através de experiências previamente vivenciadas, inclusive fora do
ambiente escolar, com o fim de alcançar a dispensa de algum(s) componente(s) integrante(s)
da matriz curricular do curso. O respectivo processo de certificação consistirá em uma
avaliação teórica ou teórico-prática, conforme as características do componente curricular.
14.
Avaliação da aprendizagem:
Avaliar significa mudar o ensino, a forma de ver a aprendizagem, as concepções do
que é ensinar e aprender. Por melhores que sejam as informações obtidas com a avaliação,
elas serão inócuas se não levarem à mudança, ao redirecionamento das relações e das ações
didáticas. A avaliação não pode se limitar à mera apreciação sobre o desenvolvimento e a
aprendizagem dos alunos. Ela deve levar a uma revisão dos componentes curriculares
selecionados, do método utilizado, das atividades realizadas e das relações estabelecidas em
sala de aula. A avaliação deve voltar-se também para as práticas de sala de aula, para a escola
e para a forma de organização do trabalho pedagógico; deve envolver todos os agentes
escolares.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
34 de 36
A avaliação do rendimento escolar do aluno, em cada disciplina ou bloco de
componentes curriculares é realizada no decurso do período letivo através dos seguintes
instrumentos:

resolução de problemas em atividades de grupo;

avaliações escritas individuais;

desempenho nas aulas práticas;

seminários;

trabalhos de pesquisa bibliográfica;

levantamento de dados a campo;

condução de ensaios e experimentos;

relatórios de visitas técnicas;

projetos interdisciplinares.
Além dos domínios cognitivos, são efetuados registros a partir da observação dos
aspectos sócio-afetivos referentes à cooperação, postura, responsabilidade, participação e
iniciativa.
O fórum para a verificação do desempenho final do aluno é o Conselho Pedagógico
formado pelos professores e Departamento Pedagógico, tendo como subsídio os registros
individuais feitos pelo conjunto dos professores.
A regulamentação do processo avaliativo consta na Norma Operacional Nº 001/2010
do Campus Restinga.
15.
Estágio curricular
O estágio supervisionado obrigatório, compreendido como atividade afinada com o
perfil profissional definido pelo curso, constitui-se em etapa fundamental na formação do
aluno e em etapa obrigatória para a obtenção do diploma. Apresenta carga horária de 360
horas e tem por objetivo fundamental a aplicação do conhecimento adquirido pelo aluno em
sua formação técnica.
Os critérios estabelecidos para a realização do estágio supervisionado são:
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente

35 de 36
o aluno poderá iniciar o estágio após ter concluído totalmente o primeiro e o
segundo semestres do curso e estiver matriculado e cursando ao menos 50% das
disciplinas do terceiro semestre.

o estágio poderá ser realizado em instituições e empresas públicas ou privadas,
incluindo o próprio IFRS.
O estágio curricular é prática pedagógica realizada sob orientação de professor e
supervisão da instituição pública ou privada que acolhe o estudante. É o professor orientador
que realiza a avaliação do estágio baseado no acompanhamento contínuo do aluno através de
documentos de avaliação definidos pelo próprio curso e aprovados pelo Conselho do Campus.
Nos casos em que o aluno não atinge os objetivos do estágio, o mesmo deve ser realizado
novamente, após realização de matrícula.
A documentação exigida para a realização do estágio é a seguinte:
1. ofício para solicitação da vaga;
2. ficha de confirmação do estágio;
3. ofício de apresentação do estagiário;
4. convênio firmado entre a escola e o estabelecimento que recebe o estagiário;
5. termo de compromisso para realização do estágio;
6. plano de estágio;
7. ficha de avaliação do estagiário pela Empresa;
8. auto-avaliação do estagiário;
9. ficha de supervisão do estágio;
10. ficha de Avaliação do Relatório e da Entrevista;
11. ficha de Avaliação Final.
16.
Instalações, equipamentos e biblioteca
Deverão compor o quadro de instalações necessárias para a realização do curso:

Salas de Aula;

Biblioteca com acervo específico e atualizado;

Laboratório de informática com programas específicos;

Sala de Audiovisual, e

Laboratório de Empresa Junior.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
IFRS - Campus Restinga
Curso Técnico em Administração – Subseqüente
36 de 36
17.
Pessoal docente e técnico administrativo
A equipe de docentes necessária para a oferta deste curso é composta pelos seguintes
profissionais, com respectiva formação:
 Língua Portuguesa e Língua Inglesa: Graduação em Letras com habilitação para
Português e Inglês.
 Matemática: Graduação em Matemática ou Física.
 Gestão e Empreendedorismo: Graduação em Administração ou Ciências
Econômicas.
 Economia: Graduação em Administração ou Ciências Econômicas.
 Administração: Graduação em Administração
 Informática Básica, Arquitetura de Computadores e Manutenção de Hardware:
Graduação em Engenharia da Computação ou Engenharia Elétrica.
 Ética e Relações Humanas: Graduado em Psicologia
 Gestão ambiental: Graduado em Ciências Biológicas ou Engenheiro Agrônomo
18.
Certificados e diplomas
Após a integralização dos períodos letivos organizados por componentes curriculares e
da realização do Estágio Curricular, que compõem o Curso Técnico Subseqüente em
Administração, será conferido ao concluinte do curso o Diploma de Técnico de Nível Médio
em Administração.
19.Casos omissos
Caberá a Diretoria de Ensino e ao Departamento Pedagógico tomar providências em
relação aos casos omissos.
Av. João Antônio da Silveira, 351 - CEP 90000-000 - Bairro Restinga - Porto Alegre (RS)
http://www.restinga.ifrs.edu.br
Download

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO TÉCNICO DE NÍVEL