O Dicionário Terminológico no programa de
português
Ana Sousa Martins
anissimamente@gmail.com
FCT/CLUNL
12.º Encontro de Professores de Português,
EXPONOR, 10 de março 2012
O DT não é uma gramática
Revisão da Terminologia Linguística para o
Ensino Básico e Secundário:
«Esta opção obrigará a que os professores
reconheçam que este não é um instrumento
auto-suficiente, devendo, para a sua
formação, docência e construção de materiais,
recolher informação junto de outras fontes
(gramáticas, estudos de linguística e didáctica
da língua, prontuários, etc.)»
1. Pertinência das alterações
1.1. Adeus complemento circunstancial
• (1) «O Zé estacionou o carro na 24 de Julho.»
• (2) «O Zé meteu o carro na garagem.»
• (3) «O Zé mora na Rua dos Gambozinos.»
1.2. Flutuação terminológica
• (4) « Na areia podemos fazer até castelos soberbos»
(Adjunto adnominal in Cunha e Cintra, Nova Gramática do
Português Contemporâneo, p. 150.)
• (5) «Contavam histórias fantásticas e maravilhosas.»
(Atributo in Azeredo et al. Da Comunicação à Expressão, Lisboa
Editora, p. 97.)
• (6) «Os livros contavam histórias de ciganos.» (Complemento
determinativo in Azeredo et al., p. 98.)
• (7) «Amor da pátria»
(Complemento nominal in Cunha e Cintra, p. 141.)
1.3. Univocidade nas definições
Predicado
• (8) «Os rapazes foram ao Colombo à noite.»
• (9) «O presidente começou com aquelas
preleções infindáveis na reunião de ontem à
noite com os associados.»
2. Pertinência dos acrescentos
2.1. Aspeto
• (10) O polícia deu conta de um carro
estacionado com as luzes acesas. Ele
patrulhava/estava a patrulhar a área rua por
rua.
• (11) O polícia deu conta de um carro
estacionado com as luzes acesas. Ele
patrulhou a área rua por rua.
(12) General Wiranto processado em
Portugal
«A organização não governamental Conselho
Europeu de Acção Humanitária e Cooperação
(CEAHC) decidiu ontem proceder
judicialmente, em Portugal, contra o ministro
da Defesa indonésio, general Wiranto, que
considera o principal responsável pelos crimes
cometidos em Timor-Leste.»
(DN, 21 de Setembro de 1999)
2.2. Classes do adjetivo
(13) «O Rio Amarelo é de grande importância
para a economia chinesa pois o seu vale tem
bons pastos e importantes jazidas minerais.
Esta terra é constituída por um pó argiloso,
muito fino.»
(Infopédia, com supressões)
(14) «O Rio Li prosseguia a sua viagem, sereno,
poderoso, sustentando sem esforço jangadas
frágeis como pétalas à flor das águas.»
(Cláudia Ribeiro, No Dorso do Dragão. Aventuras e Desventuras de uma
portuguesa na China, Europa-América).
2.3. Pragmática
(15) O Zé chumbou porque não estudou nada.
(16) Está alguém em casa porque as luzes estão
acesas.
Língua mal comportada
«Uma das coisas mais complicadas é classificar palavras.
Pode parecer evidente o que é um substantivo ou um
adjectivo, principalmente quando e exemplo é bem
escolhido. Quando estudamos essas coisas na escola, se
o professor é um pouco claro, tudo parece se encaixar.
Ele define uma classe, dá uns exemplos, depois alguns
exercícios e, eventualmente, cobra a mesma coisa na
prova. Os mais sádicos escolhem exceções, para pegar os
alunos, mas esses de fato, não são propriamente
professores. Estão mais preparados para atuar nas
pegadinhas do Faustão ou no Topa Tudo por dinheiro.
Língua mal comportada
Na verdade, também os professores muito comportados
não são propriamente professores, porque acabam
escondendo dificuldades reais e transmitindo uma idéia
simplificada do que seja a língua. Não educam para a
descoberta, para a análise. Assim, acabamos achando
normal que haja problemas difíceis de serem resolvidos nos
diversos campos de conhecimento da natureza, mas
acabamos nos acostumando com a idéia de que um
professor de português – ou mesmo um aluno – deve ter
sempre certezas sobre tudo, respostas prontas e claras. É
que a imagem de língua apresentada é uma imagem
simplificada.»
Sírio Possenti, Mal Comportadas Línguas, Criar Edições
Download

O Dicionário Terminológico nos programas de