A Paz do Senhor!
Estamos no 4º trimestre de 2015 e o tema da
revista é Maturidade Espiritual, tendo o
Pastor José Fernandes Correia Noleto,
Presidente da Assembleia de Deus em
Cuiabá/MT, como comentarista.
Sinta-se livre para incluir textos, figuras,
animações e outros elementos a esta
apresentação.
Se houver necessidade, fique à vontade
para alterar os textos aqui apresentados,
porém, sem fugir do conteúdo da revista,
que é a base desta apresentação.
Muito Importante!
Peça ao Espírito Santo para fazer a diferença
em sua aula!
Ore, leia a Bíblia, consulte sua revista e
estude a lição. Lembre-se também que uma
boa consulta a outras obras fidedignas
enriquece o conhecimento.
Ao final da lição complete os exercícios
propostos no PIL (Programa de Incentivo
à Leitura) e fique preparado(a)!
Tenha uma boa aula e uma boa semana!
Dúvidas, sugestões?
Entre em contato conosco:
comercial@editorabetel.com.br
Curta nossa página e acompanhe nossas
novidades:
facebook.com/EditoraBetel
“Aquele que leva a preciosa
semente, andando e chorando,
voltará, sem dúvida, com alegria,
trazendo consigo os seus molhos”
Salmos 126.6
Aula Expositiva
“Abraão, um adorador por
excelência”
Lição 01
04 de outubro de 2015
Texto Áureo
“E disse Abraão a seus moços: Ficai-vos
aqui com o jumento, e eu e o moço
iremos até ali; e havendo adorado,
tornaremos a vós.”
Gn 22.5
Verdade Aplicada
Abraão provou que seu amor e
obediência à Deus estavam acima de
tudo.
Objetivos da Lição
1. Mostrar a disposição de um coração adorador e
a prontidão em atender a um pedido divino;
2. Ensinar que Abraão em nenhum momento
questionou, mas creu porque conhecia a voz
divina;
3. Esclarecer que Moriá é o lugar onde Deus
remove os Isaques de nossos corações, para
revelar-se e ampliar a bênção em nossas vidas.
Textos de Referência
Gn 22.1-4
Introdução
Deus ordena a Abraão que sacrifique em um altar o
seu único e amado filho (Gn 22.2). O patriarca não
replica e sai em direção ao monte Moriá,
obedecendo, sem restrições, à ordem divina.
1. As atitudes de um adorador
Sacrificar Isaque em Moriá não era uma
tarefa fácil para Abraão. Era simplesmente
assustador. Todavia, seria no cume daquele
monte que receberia a maior revelação de
sua vida (Jo 8.51-58). Antes de chegar a
Moriá, Abraão segue alguns passos
interessantes, que revelam as atitudes do
coração de um adorador.
Comente
1.1 Disposição para atender
1.2 Disposição para o trabalho
1.3 Direção para prosseguir
2. Chegando ao lugar de destino
Durante três dias, Abraão caminhou em
direção a seu destino e, mesmo com o
coração apertado em ter que sacrificar seu
próprio filho, ele vê o lugar de longe (Gn
22.4). O terceiro dia é sempre dia de grandes
revelações e Abraão estava prestes a
presenciar algo marcante em sua vida.
Comente
2.1 Ele viu de longe o lugar
2.2 O centro da vontade de Deus
2.3 Disposto a ir até o fim
3. Deus proverá o cordeiro
Moriá é o lugar onde Deus se revela com
intensidade a Abraão, onde lhe renova as
promessas e o torna exemplo de fé para
todas as gerações. Em Moriá, Abraão avistou
dois cordeiros: o que substituiu Isaque e o
que substituiu a humanidade.
Comente
3.1 A revelação do Cristo vivo
3.2 A porta dos inimigos
3.3 Adorando a Deus
Conclusão
Matar seu filho com as próprias mãos
obrigava o patriarca a matá-lo primeiro em
seu coração (Jo 12.24). Jamais venceremos o
externo se o interno não for realmente
tratado. Deus não trabalha com aparência,
mas sim com transformação e esta começa
no interior do coração de cada ser humano.
Referências
Bíblia Sagrada – Concordância, Dicionário e Harpa Editora Betel
Revista Jovens e Adultos, 4º Trimestre de 2015 –
Editora Betel
Download

PAE | PPT - Editora Betel