Análise de Movimento
Lourena Kárin de Medeiros Rocha
Processamento de Imagens – 2001
lourena@visgraf.impa.br
Apresentação




Objetivo
Motivação
Idéias
Status do projeto
Objetivo
 Fazer tracking em cenas dinâmicas que
possuem apenas um objeto.
Motivação
1o frame
2o frame
Motivação
12o frame
37o frame
Idéias
 Fluxo Ótico
 Momentos Invariantes
Fluxo Ótico
Definição
Como pretendemos resolver o problema
Processamento de Imagens – 2001
lourena@visgraf.impa.br
Fluxo Ótico
Definição
 Campo
de velocidade no plano da
imagem devido ao movimento do
observador, de objetos na cena, ou
movimento aparente que é uma mudança
na intensidade entre frames que “simula”
movimento de objetos ou do observador.
Fluxo Ótico
Definição
A esfera está girando da esquerda para a direita,
gerando o fluxo ótico mostrado no centro.
Fluxo Ótico
Como pretendemos resolver o problema
 Calcular o fluxo em cada frame;
 Usá-lo para segmentar a imagem;
 Em seguida fazer o tracking.
Momentos
Definição
Como pretendemos resolver o problema
Processamento de Imagens – 2001
lourena@visgraf.impa.br
Momentos
Definição
 Considere
uma função intensidade bidimensional f(x,y) normalizada, tal que o
volume sob ela é igual a um. Para tal função
os momentos são assim definidos :
M jk   x y f ( x, y )dxdy
j
k
Momentos
Definição
 Numa imagem digital, os momentos da
função intensidade f(x,y) são dados por:
M lm   x y f ( x, y)
l
x
y
m
Momentos
 M00
área do objeto;
 Centro de gravidade:
M10
M 01
x
,y
M 00
M 00
Momentos
Como pretendemos resolver o problema
typedef struct bsp_moments {
point c;
vector d;
double m00, m01, m10, m11, m20, m02;
struct bsp_moments * child1, * child2;
} bsp_moments;
Momentos
Como pretendemos resolver o problema
Momentos
Como pretendemos resolver o problema
Momentos
Como pretendemos resolver o problema
Perguntas, comentários e sugestões
Processamento de Imagens – 2001
lourena@visgraf.impa.br
Download

presentation source