|8|
R
P
ró-Vocações e Missões Franciscanas
FOLHINHA PARA 2013
BOLETIM INFORMATIVO
A Folhinha do Sagrado Coração de Jesus evangeliza e comunica valores humano-cristãos. Além da
versão clássica de parede, a Folhinha apresenta-se em três outras versões: o Calendário de mesa
do Sagrado Coração de Jesus (modelo de mesa
com suporte e espaço para escrita); a Folhinha do
Sagrado Coração de Jesus – Livro de bolso (formato de livro); e a Agenda do Sagrado Coração
de Jesus (com espaço para escrita). Adquira o
modelo que mais tem a ver com você.
Editora Vozes – Tel.: (24) 2233-9029 ou (24)
2233-9042. E-mail: [email protected]
Site: www.vozes.com.br
PROVÍNCIA FRANCISCANA DA IMACULADA CONCEIÇÃO DO BRASIL
SÃO PAULO |Nº 136 - 2012| E-MAIL: [email protected]
ORDENAÇÃO PRESBITERAL
Outros (especificar)
Informação Porteiro
FREI ALBERTO
ECKEL JUNIOR
Endereço Insuficiente
Mudou-se
Não Procurado
Recusado
Não existe o nº indicado
Desconhecido
Falecido
Ausente
ORDENAÇÃO DIACONAL
Data:
Assinatura e nº do entregador
Reintegrado ao serviço postal
Para uso exclusivo do Correio
CORREIOS
DEVOLUÇÃO
GARANTIDA
TRÊS DIÁCONOS
ORDENADOS
11 DE AGOSTO
Santa Clara de Assis
e o encerramento do Ano Clariano
CORREIOS
CAIXA POSTAL 900
01031-970 - SÃO PAULO - SP
PRÓ-VOCAÇÕES E MISSÕES FRANCISCANAS
Franciscanos
9912269867/2010 - DR/SPM
Impresso
Especial
|2|
E
|7|
CLARA FORMA E VIDA – VOCAÇÃO E MISSÃO
Santa Clara é o verdadeiro modelo
de santidade e de entrega ao Senhor, de
tal forma que continua interpelando hoje
a todos os que, de coração sincero e
aberto, aproximam-se de sua vida exemplar na vivência das virtudes cristãs. Não
é tão necessário deter-nos, agora, na
descrição geral da vida de Santa Clara
porque a conhecemos suficientemente.
Vale mais fixar-nos no estilo de vida
que ela viveu, refletindo sobre aquelas
atitudes em que ela é exemplo e modelo
para que também nós nos empenhemos
em vivê-las em nossa vida.
Sendo ainda muito jovem, descobriu, através das pregações e dos conselhos de Francisco de Assis, que Deus
a chamava à santidade, especialmente
quando o ouve dizer: “Este é o tempo
favorável, esta é a hora; chegou o tempo de dirigir-me a Ele que me fala ao
coração já faz algum tempo; chegou a
hora de optar, de escolher” ... Clara se
vê envolvida nestas palavras e inicia seu
caminho de discernimento vocacional,
intuindo que Deus a chama para uma
entrega total a Ele, vivendo um estilo
de vida parecido ao de São Francisco.
Confiando profundamente em Deus,
opta por este caminho. Hoje, nós, ao
escutarmos novamente estas palavras,
pensamos, por assim dizer, no impulso,
no empurrão de que todos temos necessidade para seguir nossa vocação
e que pode ser um acontecimento, um
encontro, uma determinada pessoa. São
momentos de graça que nos ajudam a
ver com os olhos do coração o que Deus
quer e nos ajudam a decidir-nos para
seguir a voz de seu chamado.
Clara, aos dezenove anos de
idade, no frescor e no vigor de sua juventude, começa a doar a sua existência
ao “Rei” de sua alma. Começa a buscar
não tanto as obras do Reino, mas busca
o próprio “Rei”. Em outras palavras,
ela se deu conta de que, uma vez encontrando o “Rei”, é possível construir
o Reino. A vida de Clara foi um amor
apaixonado por Jesus Cristo e, a partir
d’Ele, ela se tornou transparência, sinal,
sacramento existencial de sua presença
e de seu mistério. Jesus Cristo, pobre e
crucificado, é o tesouro incomparável,
o seu rosto é formoso, o seu amor é suave. Contemplando-o, Clara descobre
a razão de ser e a meta última da sua
vocação. Junto a Jesus está sempre sua
bendita Mãe, a Virgem Maria, por quem
cultiva fervorosa devoção.
Clara centra sua vida toda em
Jesus, não como um refúgio para fugir
das dificuldades do mundo, mas para
empenhar-se na construção da história
humana conforme o projeto de Deus.
Jesus Cristo é alimento e vida na Eucaristia. Em muitos templos católicos,
encontramos imagens de Santa Clara,
e chama particular atenção aquela
em que ela está abraçando, junto ao
seu coração, Jesus Eucarístico. Como
Francisco, Clara se mostra enamorada
por Deus e não pode fazer outra coisa
que abraçá-lo, ou melhor dito, deixar-se
abraçar por Ele, pelo seu Filho Jesus. Ao
contemplar Santa Clara, também nós
desejamos que Deus nos faça sentir o
seu abraço, porque só Nele sabemos
quem somos e só nele podemos reconhecer que ao nosso lado há irmãos
e irmãs que esperam tanto de nós e a
quem podemos dar algo que às vezes
não queremos dar.
Clara, mostra-nos a vontade do
Senhor, quando a vida se torna árdua
e difícil. Clara, nos ensina a amar,
mesmo quando o amor não é amado
nem compreendido. Clara, envia-nos,
para os lugares que precisam de nossa
presença e do nosso amor. Clara, pobre como o Cristo pobre e Crucificado,
ajuda-nos a viver sem nada de próprio
como prometemos ao Senhor. Clara,
alma escondida em Deus, ensina-nos
a sermos fiéis, e a levar a sério o nosso
voto de clausura, por amor a Cristo e à
mãe Igreja. Clara, alma ardente de amor
e de ternura, ensina-nos a contemplar os
mistérios da cruz e da ressurreição. Clara
luz, ilumina o nosso coração na chama
do amor, para vivermos com paixão e
audácia a nossa vocação. Clara, irmã
Clara, fonte de ternura e amor, ensina-nos a amar e acolher nossas irmãs,
como são amadas e acolhidas pelo
Senhor. Clara, nossa Forma de Vida é
o Santo Evangelho, ensina-nos a vivê-lo
concretamente e a sermos verdadeiras
testemunhas do amor e da Misericórdia
de Deus para com toda humanidade.
Somos chamadas a ser outras Claras no mundo de hoje, testemunhando
o Evangelho, sendo anunciadoras da
boa nova para cada irmã e irmão que
convive conosco, na dor e na alegria,
como Clara que assumiu por amor cada
uma de suas irmãs, presentes e futuras,
como dom de Deus. Que nossa mãe
Santa Clara e nosso pai São Francisco
nos iluminem, para fazermos a vontade
do Senhor!
Ir. Maria José da Mística,OSC
SANTO ANTÔNIO DE SANT’ANA GALVÃO
Patrono da Jornada Mundial
da Juventude 2013
No dia 27 de maio, no santuário de Nossa Senhora da Penha, a
equipe de articulação e divulgação
da JMJ Rio 2013 divulgou os patronos e intercessores deste encontro
mundial dos jovens com o Papa,
que acontecerá na cidade do Rio de
Janeiro.
Segundo a própria comissão,
os patronos escolhidos estão intimamente ligados à história do Brasil e
seus exemplos de vida podem ser seguidos pelos jovens. No site da JMJ,
a saber: www.rio2013.com, se lê:
“Os patronos são os pais espirituais dos jovens, lhes ensinam,
como verdadeiros pais e mestres, os
caminhos para a santidade. Foram
escolhidos por estarem intimamente
ligados ao espírito da JMJ Rio 2013.
Dentre estes estão também representantes da nação. O tema missionário
inspira o pedido por proteção e entusiasmo para enfrentar os desafios
da evangelização nos dias atuais.
Oração e ação são dimensões inseparáveis dos discípulos-missionários
de Jesus Cristo”.
Sendo assim, eis os patronos:
Nossa Senhora Aparecida - padroeira do Brasil; São Sebastião – patrono
da cidade do Rio de Janeiro; Santa
Terezinha – padroeira das missões;
Beato João Paulo II – idealizador das
Jornadas Mundiais da Juventude;
e o nosso santo franciscano Santo
Antônio de Sant’Ana Galvão, Frei
Galvão – primeiro santo brasileiro.
A notícia da escolha de Frei
Galvão como um dos patronos nos
alegrou a todos como família franciscana do Brasil, haja vista que a
história deste país está intimamente
ligada à história dos franciscanos
nestas terras. Vale lembrar que a
Todos os jovens ou profissionais da área de design poderão
dar asas à sua imaginação e criar uma logomarca para os
“Franciscanos na JMJ 2013”. O vencedor do Concurso irá
ganhar um Smartphone como reconhecimento do seu esforço
e criatividade. Como a festa já começa com a sua preparação,
junte-se a nós, ajude-nos a criar uma logomarca oficial
para os “Franciscanos na JMJ 2013”. Visite o site
www.franciscanos.org.br e veja o regulamento.
primeira Missa rezada na Ilha de
Vera Cruz foi celebrada pelo frade
franciscano Frei Henrique de Coimbra e que o nosso citado Frei Galvão
foi ordenado presbítero na cidade do
Rio de Janeiro.
Nós, franciscanos de todo o
Brasil, estamos nos preparando ativamente para esta jornada, e agora
podemos contar com a intercessão
deste grande homem, grande santo,
arauto da paz e da caridade.
Lembramos que o nosso “Concurso Cultural Logomarca dos Franciscanos na JMJ Rio 2013” continua
até o dia 20 de agosto. Envie para
nós sua sugestão de uma logomarca
que represente os franciscanos nesta
jornada. O nosso e-mail é: [email protected]
Junte-se a nós! A Família Franciscana do Brasil o acolhe de braços
abertos.
Frei Alvaci Mendes da Luz, OFM
Frei Diego Atalino de Melo, OFM
|6|
V
Estreia Sala Franciscana
A Província Franciscana da Imaculada Conceição estreou no dia 4 de
junho o programa “Sala Franciscana”
na Rádio 9 de Julho. O programa
tem o formato de uma revista diária,
com quadros variados e periódicos
como o Giro Franciscano, marcado
por entradas pontuais das presenças
franciscanas de São Paulo (Sefras, Loja
Vozes, Conventos e Paróquias, SAV)
e de outros trabalhos da Província; a
Patrulha Paz e Bem, que objetiva ser
uma patrulha diferente para divulgar
boas notícias, boas iniciativas, em
contrapartida à avalanche de crimes
e tragédias que geralmente predomina
no noticiário daquela hora (18h às
18h30). Há também um quadro de
conscientização ambiental (O meio
ambiente e nós), a oração diária do
Angelus e a Oração pela Paz, o momento Seja um Benfeitor Franciscano,
assumido pelo Pró-Vocações e Missões
Franciscanas, entre outras atrações.
O programa é comandado por
Frei Gustavo Medella e já une, antes
da estreia, a equipe de produção e
os frades da Rádio Celinauta, de Pato
Branco e de frades de diferentes frentes
(PVF, com parceria na idealização e na
produção dos quadros, Sefras, entre
outras) que estão se engajando com
entusiasmo nesta proposta. Destaque
também ao apoio técnico e profissional
da Rádio Sintonia de Ituporanga e do
Sonoplasta da Rádio Globo do Rio de
Janeiro, Antonio Marcos Pires (Tuninho
Malvadeza). Acesse: http://tunein.
com/radio/R%C3%A1dio-9-de-Julho1600-s99104/
_
/
Agenda PVF:
Gostaríamos de lembrar a todos
nossos benfeitores as atividades que
teremos nos próximos meses. Se
você é de alguma dessas regiões,
participe conosco, traga sua família. O Pró-Vocações se torna sempre
mais bonito com a sua presença e
seu apoio.
Segue a nossa programação:
JULHO
04 a 08 – Campanha para novos
benfeitores – Santuário Divino Espírito Santo – Vila Velha (ES)
10 a 14 - Campanha para novos
benfeitores – Convento N. Sra da
Penha – Vila Velha (ES)
15 – 3º Encontro de benfeitores do
Espírito Santo – Colégio Marista –
Vila Velha (ES)
AGOSTO
4 e 5 – Campanha para novos
benfeitores – Paróquia São Pedro
Apóstolo – Gaspar (SC)
SETEMBRO
16 – 1º Encontro de benfeitores
franciscanos da Baixada Fluminense
– Nilópolis (RJ)
23 – 2º Encontro de benfeitores
franciscanos de Santa Catarina –
Ituporanga (SC)
Participe!
EXPEDIENTE
INTENÇÕES DE MISSA
Nome:_________________________ Data:
FIQUE LIGADO!
/
Use este espaço para solicitar aos Franciscanos que celebrem a Santa Missa nas suas intenções.
Caso não queira recortar este Boletim, você também pode usar uma outra folha de papel, ou até
mesmo fazer xerox deste formulário e enviar para: Caixa Postal 900 - 01031-970 - São Paulo - SP.
Um meio mais rápido é fazer pela Internet, através do email: [email protected]
O Boletim do PVF é uma publicação
bimestral do Pró-Vocações e Missões
Franciscanas da Província da Imaculada
Conceição do Brasil.
Ministro Provincial: Frei Fidêncio
Vanboemmel
Equipe: Frei Alvaci Mendes da Luz
(coordenador); Frei Atílio Abati e Frei
Alexandre Rohling (colaboradores);
Moacir Beggo (jornalista); Cynthia Albano
(diagramação).
Endereço: Largo São Francisco, 133,
Centro, São Paulo (SP), CEP 01005-010.
Tel.: 3291-2416
Site: www.pvf.com.br
Email: [email protected]
l
|3|
Um dia com Maria e Frei Galvão
Ao alvorecer do dia dezessete
de junho, nós, frades, e um grupo
de benfeitores do Pró- Vocações e
Missões Franciscanas, partimos em
Romaria para a casa da Mãe Aparecida e de nosso querido santo brasileiro: Santo Antônio de Sant’Ana
Galvão em Guaratinguetá. Este
dia foi marcado por profundos
momentos de oração e devoção.
Já, ao partirmos da cidade de São
Paulo, Frei Alvaci Mendes da Luz nos
convidou à oração para, assim, caminharmos em procissão e romaria
à casa de Maria. Ao chegarmos ao
Santuário Nacional, como filhos e
filhas desta grande Mãe, caminhamos em procissão até à imagem
querida de Aparecida para, junto
dela, pedir a sua intercessão a Deus
por nós, nossos familiares, parentes
e amigos.
Já próximo à hora do almoço,
partimos para o Convento Nossa
Senhora das Graças, em Guaratinguetá. Lá, fomos recebidos pelos
frades da casa e nos deliciamos
com um saboroso almoço. Após
um tempo livre, reunimo-nos todos
novamente e nos dirigimos para o
Seminário Frei Galvão nesta mesma cidade, local este que recebe
romeiros, devotos e devotas de
Frei Galvão há muitos anos. Os
romeiros ali puderam conhecer mais
e melhor a vida e a história deste
primeiro santo brasileiro. Celebramos o profundo gesto de amor e de
partilha: a Eucaristia.
Depois cada um recebeu suas
pílulas de fé. Os benfeitores andaram pelos corredores daquela bela
casa, visitaram a exposição permanente de presépios oriundos de
várias partes do mundo, respiraram
o ar puro daqueles jardins do Semi-
nário e até brincaram num balanço
pendurado numa árvore próxima
à gruta do seminário. Realmente,
Deus nos abençoou por intercessão
de Frei Galvão, com momentos de
profunda integração entre Ele e nós,
através de sua magnífica obra: a
mãe natureza.
Ao findar nosso dia, nada
melhor do que visitar o mosteiro
das irmãs Clarissas no bairro das
Pedrinhas, em Guaratinguetá.
Os benfeitores, pelo que vimos, ficaram maravilhados com
nossas irmãs. Uns pensavam outros
até falavam: que paz sentimos nesta
casa! Outros diziam: como é bom
estarmos aqui! Outros expressavam:
realmente Deus aqui se faz morada
no meio destas queridas irmãs Clarissas! Que nossa mãe Aparecida e
seu filho Frei Galvão intercedam a
Deus por todos os nossos confrades, benfeitores e familiares, para
que nunca lhes falte o necessário
para vida!
Frei Alexandre Rohling
|4|
V
ORDENAÇÃO DIACONAL
|5|
“Frei Alberto, o
Espírito não o
deixará só”
Três diáconos
ordenados para a
Igreja do Senhor
Na manhã do sábado, 12 de maio, a
Província Franciscana da Imaculada Conceição ganhou mais três diáconos.
Pela imposição das mãos de Dom Caetano Ferrari, bispo da Diocese de Bauru
(SP), Frei André Luiz da R. Henriques, Frei
Clauzemir Makximovitz e Frei Rodrigo da
Silva Santos foram ordenados para o primeiro
grau do sacramento da Ordem.
Com a presença da comunidade da
Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, em
Petrópolis (RJ), das fraternidades franciscanas
da Serra, da Baixada, do Rio de Janeiro, de
São Paulo e de Guaratinguetá, além dos
familiares e amigos dos ordenandos, às
10 horas, Frei Edrian Josué Pasini, em seu
comentário, introduziu os participantes a
esta festa da ordenação para o ministério
do Serviço.
Ao som do órgão e da flauta tocada pela
irmã de Frei André, deu-se início à linda celebração, presidida por Dom Caetano Ferrari.
Estiveram presentes: o Vigário Provincial
Frei Estêvão Ottenbreit; o mestre do tempo da
Teologia e Definidor, Frei César Külkamp; o
Definidor Frei Sandro Roberto da Costa, bem
como os frades das fraternidades mencionadas acima. Além destes, marcaram presença
os párocos diocesanos de Levy Gasparian
(RJ) e Paraíba do Sul (RJ), onde Frei Rodrigo
e Frei Clauzemir atuaram pastoralmente.
O bispo franciscano e ex-ministro desta
Província, Dom Caetano Ferrari, expressou
durante a homilia sua alegria em poder ordenar estes confrades.
“O diácono é aquele que serve a mesa
da eucaristia e a mesa da Palavra. E, a partir destas, vai em direção ao povo de Deus
para ensinar e testemunhar”, afirmou Dom
Caetano.
ORDENAÇÃO PRESBITERAL
Frei André Luiz da R. Henriques
Frei Clauzemir Makximovitz
Frei Rodrigo da Silva Santos
Frei Alberto Eckel Junior não poderia ter escolhido
data melhor para ser ordenado presbítero. A solenidade de Pentecostes, que dá início à vida da Igreja
de Jesus Cristo, marcou também o começo da vida
presbiteral deste catarinense, que recebeu o segundo
grau da Ordem pela imposição das mãos do bispo
diocesano de Blumenau, Dom José Negri, durante a
celebração eucarística na Igreja Nossa Senhora de
Fátima, no dia 26 de maio, na cidade catarinense
de Indaial. Foi uma bonita celebração, que reuniu os
frades de toda a Província, especialmente desta região
e do Noviciado, com seus 19 noviços, para celebrarem
esta dupla festa. Também participaram os seminaristas
do Seminário Franciscano de Ituporanga, diáconos da
Diocese e o Pe. Frei Márcio Machado, da Comunidade
São Francisco de Assis.
Os pais, Alberto e Jociane Mary Trindade Eckel,
e os irmãos Thiago e Thaize, já não residem mais em
Indaial, mas Frei Alberto quis voltar à cidade onde se
formou e cresceu até se mudar para o seminário. O
povo retribuiu a sua escolha lotando a igreja para
celebrar este momento histórico em sua vida.
Muito simpático, Dom José presidiu a celebração,
que teve como concelebrantes o Ministro Provincial,
Frei Fidêncio Vanboemmel, e o pároco da Paróquia
Nossa Senhora de Fátima, Pe. Célio Ribeiro, e disse
que estava muito feliz, pois era a primeira vez que
ordenava um filho de São Francisco, santo por quem
tem muita estima e veneração. Dom José disse que o
mundo precisa de mais Franciscos e que ele está ao
lado de Frei Alberto nesta sua doação, assim como o
Espírito não o abandonará. “Ele o acompanhará ao
longo de seu ministério e lhe promete – conforme diz
o Evangelho (Jo 7,38) – que rios de água viva, frutos
e bênção o acompanharão e a sua sede de Deus será
saciada”.
Frei Alberto celebrou a Primeira Missa no domingo (27) na Comunidade de São Francisco de Assis,
em Indaial. Ao seu lado, ele teve como concelebrante
o Ministro Provincial, Frei Fidêncio Vanboemmel, que
foi escolhido por ele para ser o pregador nesta Missa.
|4|
V
ORDENAÇÃO DIACONAL
|5|
“Frei Alberto, o
Espírito não o
deixará só”
Três diáconos
ordenados para a
Igreja do Senhor
Na manhã do sábado, 12 de maio, a
Província Franciscana da Imaculada Conceição ganhou mais três diáconos.
Pela imposição das mãos de Dom Caetano Ferrari, bispo da Diocese de Bauru
(SP), Frei André Luiz da R. Henriques, Frei
Clauzemir Makximovitz e Frei Rodrigo da
Silva Santos foram ordenados para o primeiro
grau do sacramento da Ordem.
Com a presença da comunidade da
Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, em
Petrópolis (RJ), das fraternidades franciscanas
da Serra, da Baixada, do Rio de Janeiro, de
São Paulo e de Guaratinguetá, além dos
familiares e amigos dos ordenandos, às
10 horas, Frei Edrian Josué Pasini, em seu
comentário, introduziu os participantes a
esta festa da ordenação para o ministério
do Serviço.
Ao som do órgão e da flauta tocada pela
irmã de Frei André, deu-se início à linda celebração, presidida por Dom Caetano Ferrari.
Estiveram presentes: o Vigário Provincial
Frei Estêvão Ottenbreit; o mestre do tempo da
Teologia e Definidor, Frei César Külkamp; o
Definidor Frei Sandro Roberto da Costa, bem
como os frades das fraternidades mencionadas acima. Além destes, marcaram presença
os párocos diocesanos de Levy Gasparian
(RJ) e Paraíba do Sul (RJ), onde Frei Rodrigo
e Frei Clauzemir atuaram pastoralmente.
O bispo franciscano e ex-ministro desta
Província, Dom Caetano Ferrari, expressou
durante a homilia sua alegria em poder ordenar estes confrades.
“O diácono é aquele que serve a mesa
da eucaristia e a mesa da Palavra. E, a partir destas, vai em direção ao povo de Deus
para ensinar e testemunhar”, afirmou Dom
Caetano.
ORDENAÇÃO PRESBITERAL
Frei André Luiz da R. Henriques
Frei Clauzemir Makximovitz
Frei Rodrigo da Silva Santos
Frei Alberto Eckel Junior não poderia ter escolhido
data melhor para ser ordenado presbítero. A solenidade de Pentecostes, que dá início à vida da Igreja
de Jesus Cristo, marcou também o começo da vida
presbiteral deste catarinense, que recebeu o segundo
grau da Ordem pela imposição das mãos do bispo
diocesano de Blumenau, Dom José Negri, durante a
celebração eucarística na Igreja Nossa Senhora de
Fátima, no dia 26 de maio, na cidade catarinense
de Indaial. Foi uma bonita celebração, que reuniu os
frades de toda a Província, especialmente desta região
e do Noviciado, com seus 19 noviços, para celebrarem
esta dupla festa. Também participaram os seminaristas
do Seminário Franciscano de Ituporanga, diáconos da
Diocese e o Pe. Frei Márcio Machado, da Comunidade
São Francisco de Assis.
Os pais, Alberto e Jociane Mary Trindade Eckel,
e os irmãos Thiago e Thaize, já não residem mais em
Indaial, mas Frei Alberto quis voltar à cidade onde se
formou e cresceu até se mudar para o seminário. O
povo retribuiu a sua escolha lotando a igreja para
celebrar este momento histórico em sua vida.
Muito simpático, Dom José presidiu a celebração,
que teve como concelebrantes o Ministro Provincial,
Frei Fidêncio Vanboemmel, e o pároco da Paróquia
Nossa Senhora de Fátima, Pe. Célio Ribeiro, e disse
que estava muito feliz, pois era a primeira vez que
ordenava um filho de São Francisco, santo por quem
tem muita estima e veneração. Dom José disse que o
mundo precisa de mais Franciscos e que ele está ao
lado de Frei Alberto nesta sua doação, assim como o
Espírito não o abandonará. “Ele o acompanhará ao
longo de seu ministério e lhe promete – conforme diz
o Evangelho (Jo 7,38) – que rios de água viva, frutos
e bênção o acompanharão e a sua sede de Deus será
saciada”.
Frei Alberto celebrou a Primeira Missa no domingo (27) na Comunidade de São Francisco de Assis,
em Indaial. Ao seu lado, ele teve como concelebrante
o Ministro Provincial, Frei Fidêncio Vanboemmel, que
foi escolhido por ele para ser o pregador nesta Missa.
|6|
V
Estreia Sala Franciscana
A Província Franciscana da Imaculada Conceição estreou no dia 4 de
junho o programa “Sala Franciscana”
na Rádio 9 de Julho. O programa
tem o formato de uma revista diária,
com quadros variados e periódicos
como o Giro Franciscano, marcado
por entradas pontuais das presenças
franciscanas de São Paulo (Sefras, Loja
Vozes, Conventos e Paróquias, SAV)
e de outros trabalhos da Província; a
Patrulha Paz e Bem, que objetiva ser
uma patrulha diferente para divulgar
boas notícias, boas iniciativas, em
contrapartida à avalanche de crimes
e tragédias que geralmente predomina
no noticiário daquela hora (18h às
18h30). Há também um quadro de
conscientização ambiental (O meio
ambiente e nós), a oração diária do
Angelus e a Oração pela Paz, o momento Seja um Benfeitor Franciscano,
assumido pelo Pró-Vocações e Missões
Franciscanas, entre outras atrações.
O programa é comandado por
Frei Gustavo Medella e já une, antes
da estreia, a equipe de produção e
os frades da Rádio Celinauta, de Pato
Branco e de frades de diferentes frentes
(PVF, com parceria na idealização e na
produção dos quadros, Sefras, entre
outras) que estão se engajando com
entusiasmo nesta proposta. Destaque
também ao apoio técnico e profissional
da Rádio Sintonia de Ituporanga e do
Sonoplasta da Rádio Globo do Rio de
Janeiro, Antonio Marcos Pires (Tuninho
Malvadeza). Acesse: http://tunein.
com/radio/R%C3%A1dio-9-de-Julho1600-s99104/
_
/
Agenda PVF:
Gostaríamos de lembrar a todos
nossos benfeitores as atividades que
teremos nos próximos meses. Se
você é de alguma dessas regiões,
participe conosco, traga sua família. O Pró-Vocações se torna sempre
mais bonito com a sua presença e
seu apoio.
Segue a nossa programação:
JULHO
04 a 08 – Campanha para novos
benfeitores – Santuário Divino Espírito Santo – Vila Velha (ES)
10 a 14 - Campanha para novos
benfeitores – Convento N. Sra da
Penha – Vila Velha (ES)
15 – 3º Encontro de benfeitores do
Espírito Santo – Colégio Marista –
Vila Velha (ES)
AGOSTO
4 e 5 – Campanha para novos
benfeitores – Paróquia São Pedro
Apóstolo – Gaspar (SC)
SETEMBRO
16 – 1º Encontro de benfeitores
franciscanos da Baixada Fluminense
– Nilópolis (RJ)
23 – 2º Encontro de benfeitores
franciscanos de Santa Catarina –
Ituporanga (SC)
Participe!
EXPEDIENTE
INTENÇÕES DE MISSA
Nome:_________________________ Data:
FIQUE LIGADO!
/
Use este espaço para solicitar aos Franciscanos que celebrem a Santa Missa nas suas intenções.
Caso não queira recortar este Boletim, você também pode usar uma outra folha de papel, ou até
mesmo fazer xerox deste formulário e enviar para: Caixa Postal 900 - 01031-970 - São Paulo - SP.
Um meio mais rápido é fazer pela Internet, através do email: [email protected]
O Boletim do PVF é uma publicação
bimestral do Pró-Vocações e Missões
Franciscanas da Província da Imaculada
Conceição do Brasil.
Ministro Provincial: Frei Fidêncio
Vanboemmel
Equipe: Frei Alvaci Mendes da Luz
(coordenador); Frei Atílio Abati e Frei
Alexandre Rohling (colaboradores);
Moacir Beggo (jornalista); Cynthia Albano
(diagramação).
Endereço: Largo São Francisco, 133,
Centro, São Paulo (SP), CEP 01005-010.
Tel.: 3291-2416
Site: www.pvf.com.br
Email: [email protected]
l
|3|
Um dia com Maria e Frei Galvão
Ao alvorecer do dia dezessete
de junho, nós, frades, e um grupo
de benfeitores do Pró- Vocações e
Missões Franciscanas, partimos em
Romaria para a casa da Mãe Aparecida e de nosso querido santo brasileiro: Santo Antônio de Sant’Ana
Galvão em Guaratinguetá. Este
dia foi marcado por profundos
momentos de oração e devoção.
Já, ao partirmos da cidade de São
Paulo, Frei Alvaci Mendes da Luz nos
convidou à oração para, assim, caminharmos em procissão e romaria
à casa de Maria. Ao chegarmos ao
Santuário Nacional, como filhos e
filhas desta grande Mãe, caminhamos em procissão até à imagem
querida de Aparecida para, junto
dela, pedir a sua intercessão a Deus
por nós, nossos familiares, parentes
e amigos.
Já próximo à hora do almoço,
partimos para o Convento Nossa
Senhora das Graças, em Guaratinguetá. Lá, fomos recebidos pelos
frades da casa e nos deliciamos
com um saboroso almoço. Após
um tempo livre, reunimo-nos todos
novamente e nos dirigimos para o
Seminário Frei Galvão nesta mesma cidade, local este que recebe
romeiros, devotos e devotas de
Frei Galvão há muitos anos. Os
romeiros ali puderam conhecer mais
e melhor a vida e a história deste
primeiro santo brasileiro. Celebramos o profundo gesto de amor e de
partilha: a Eucaristia.
Depois cada um recebeu suas
pílulas de fé. Os benfeitores andaram pelos corredores daquela bela
casa, visitaram a exposição permanente de presépios oriundos de
várias partes do mundo, respiraram
o ar puro daqueles jardins do Semi-
nário e até brincaram num balanço
pendurado numa árvore próxima
à gruta do seminário. Realmente,
Deus nos abençoou por intercessão
de Frei Galvão, com momentos de
profunda integração entre Ele e nós,
através de sua magnífica obra: a
mãe natureza.
Ao findar nosso dia, nada
melhor do que visitar o mosteiro
das irmãs Clarissas no bairro das
Pedrinhas, em Guaratinguetá.
Os benfeitores, pelo que vimos, ficaram maravilhados com
nossas irmãs. Uns pensavam outros
até falavam: que paz sentimos nesta
casa! Outros diziam: como é bom
estarmos aqui! Outros expressavam:
realmente Deus aqui se faz morada
no meio destas queridas irmãs Clarissas! Que nossa mãe Aparecida e
seu filho Frei Galvão intercedam a
Deus por todos os nossos confrades, benfeitores e familiares, para
que nunca lhes falte o necessário
para vida!
Frei Alexandre Rohling
|2|
E
|7|
CLARA FORMA E VIDA – VOCAÇÃO E MISSÃO
Santa Clara é o verdadeiro modelo
de santidade e de entrega ao Senhor, de
tal forma que continua interpelando hoje
a todos os que, de coração sincero e
aberto, aproximam-se de sua vida exemplar na vivência das virtudes cristãs. Não
é tão necessário deter-nos, agora, na
descrição geral da vida de Santa Clara
porque a conhecemos suficientemente.
Vale mais fixar-nos no estilo de vida
que ela viveu, refletindo sobre aquelas
atitudes em que ela é exemplo e modelo
para que também nós nos empenhemos
em vivê-las em nossa vida.
Sendo ainda muito jovem, descobriu, através das pregações e dos conselhos de Francisco de Assis, que Deus
a chamava à santidade, especialmente
quando o ouve dizer: “Este é o tempo
favorável, esta é a hora; chegou o tempo de dirigir-me a Ele que me fala ao
coração já faz algum tempo; chegou a
hora de optar, de escolher” ... Clara se
vê envolvida nestas palavras e inicia seu
caminho de discernimento vocacional,
intuindo que Deus a chama para uma
entrega total a Ele, vivendo um estilo
de vida parecido ao de São Francisco.
Confiando profundamente em Deus,
opta por este caminho. Hoje, nós, ao
escutarmos novamente estas palavras,
pensamos, por assim dizer, no impulso,
no empurrão de que todos temos necessidade para seguir nossa vocação
e que pode ser um acontecimento, um
encontro, uma determinada pessoa. São
momentos de graça que nos ajudam a
ver com os olhos do coração o que Deus
quer e nos ajudam a decidir-nos para
seguir a voz de seu chamado.
Clara, aos dezenove anos de
idade, no frescor e no vigor de sua juventude, começa a doar a sua existência
ao “Rei” de sua alma. Começa a buscar
não tanto as obras do Reino, mas busca
o próprio “Rei”. Em outras palavras,
ela se deu conta de que, uma vez encontrando o “Rei”, é possível construir
o Reino. A vida de Clara foi um amor
apaixonado por Jesus Cristo e, a partir
d’Ele, ela se tornou transparência, sinal,
sacramento existencial de sua presença
e de seu mistério. Jesus Cristo, pobre e
crucificado, é o tesouro incomparável,
o seu rosto é formoso, o seu amor é suave. Contemplando-o, Clara descobre
a razão de ser e a meta última da sua
vocação. Junto a Jesus está sempre sua
bendita Mãe, a Virgem Maria, por quem
cultiva fervorosa devoção.
Clara centra sua vida toda em
Jesus, não como um refúgio para fugir
das dificuldades do mundo, mas para
empenhar-se na construção da história
humana conforme o projeto de Deus.
Jesus Cristo é alimento e vida na Eucaristia. Em muitos templos católicos,
encontramos imagens de Santa Clara,
e chama particular atenção aquela
em que ela está abraçando, junto ao
seu coração, Jesus Eucarístico. Como
Francisco, Clara se mostra enamorada
por Deus e não pode fazer outra coisa
que abraçá-lo, ou melhor dito, deixar-se
abraçar por Ele, pelo seu Filho Jesus. Ao
contemplar Santa Clara, também nós
desejamos que Deus nos faça sentir o
seu abraço, porque só Nele sabemos
quem somos e só nele podemos reconhecer que ao nosso lado há irmãos
e irmãs que esperam tanto de nós e a
quem podemos dar algo que às vezes
não queremos dar.
Clara, mostra-nos a vontade do
Senhor, quando a vida se torna árdua
e difícil. Clara, nos ensina a amar,
mesmo quando o amor não é amado
nem compreendido. Clara, envia-nos,
para os lugares que precisam de nossa
presença e do nosso amor. Clara, pobre como o Cristo pobre e Crucificado,
ajuda-nos a viver sem nada de próprio
como prometemos ao Senhor. Clara,
alma escondida em Deus, ensina-nos
a sermos fiéis, e a levar a sério o nosso
voto de clausura, por amor a Cristo e à
mãe Igreja. Clara, alma ardente de amor
e de ternura, ensina-nos a contemplar os
mistérios da cruz e da ressurreição. Clara
luz, ilumina o nosso coração na chama
do amor, para vivermos com paixão e
audácia a nossa vocação. Clara, irmã
Clara, fonte de ternura e amor, ensina-nos a amar e acolher nossas irmãs,
como são amadas e acolhidas pelo
Senhor. Clara, nossa Forma de Vida é
o Santo Evangelho, ensina-nos a vivê-lo
concretamente e a sermos verdadeiras
testemunhas do amor e da Misericórdia
de Deus para com toda humanidade.
Somos chamadas a ser outras Claras no mundo de hoje, testemunhando
o Evangelho, sendo anunciadoras da
boa nova para cada irmã e irmão que
convive conosco, na dor e na alegria,
como Clara que assumiu por amor cada
uma de suas irmãs, presentes e futuras,
como dom de Deus. Que nossa mãe
Santa Clara e nosso pai São Francisco
nos iluminem, para fazermos a vontade
do Senhor!
Ir. Maria José da Mística,OSC
SANTO ANTÔNIO DE SANT’ANA GALVÃO
Patrono da Jornada Mundial
da Juventude 2013
No dia 27 de maio, no santuário de Nossa Senhora da Penha, a
equipe de articulação e divulgação
da JMJ Rio 2013 divulgou os patronos e intercessores deste encontro
mundial dos jovens com o Papa,
que acontecerá na cidade do Rio de
Janeiro.
Segundo a própria comissão,
os patronos escolhidos estão intimamente ligados à história do Brasil e
seus exemplos de vida podem ser seguidos pelos jovens. No site da JMJ,
a saber: www.rio2013.com, se lê:
“Os patronos são os pais espirituais dos jovens, lhes ensinam,
como verdadeiros pais e mestres, os
caminhos para a santidade. Foram
escolhidos por estarem intimamente
ligados ao espírito da JMJ Rio 2013.
Dentre estes estão também representantes da nação. O tema missionário
inspira o pedido por proteção e entusiasmo para enfrentar os desafios
da evangelização nos dias atuais.
Oração e ação são dimensões inseparáveis dos discípulos-missionários
de Jesus Cristo”.
Sendo assim, eis os patronos:
Nossa Senhora Aparecida - padroeira do Brasil; São Sebastião – patrono
da cidade do Rio de Janeiro; Santa
Terezinha – padroeira das missões;
Beato João Paulo II – idealizador das
Jornadas Mundiais da Juventude;
e o nosso santo franciscano Santo
Antônio de Sant’Ana Galvão, Frei
Galvão – primeiro santo brasileiro.
A notícia da escolha de Frei
Galvão como um dos patronos nos
alegrou a todos como família franciscana do Brasil, haja vista que a
história deste país está intimamente
ligada à história dos franciscanos
nestas terras. Vale lembrar que a
Todos os jovens ou profissionais da área de design poderão
dar asas à sua imaginação e criar uma logomarca para os
“Franciscanos na JMJ 2013”. O vencedor do Concurso irá
ganhar um Smartphone como reconhecimento do seu esforço
e criatividade. Como a festa já começa com a sua preparação,
junte-se a nós, ajude-nos a criar uma logomarca oficial
para os “Franciscanos na JMJ 2013”. Visite o site
www.franciscanos.org.br e veja o regulamento.
primeira Missa rezada na Ilha de
Vera Cruz foi celebrada pelo frade
franciscano Frei Henrique de Coimbra e que o nosso citado Frei Galvão
foi ordenado presbítero na cidade do
Rio de Janeiro.
Nós, franciscanos de todo o
Brasil, estamos nos preparando ativamente para esta jornada, e agora
podemos contar com a intercessão
deste grande homem, grande santo,
arauto da paz e da caridade.
Lembramos que o nosso “Concurso Cultural Logomarca dos Franciscanos na JMJ Rio 2013” continua
até o dia 20 de agosto. Envie para
nós sua sugestão de uma logomarca
que represente os franciscanos nesta
jornada. O nosso e-mail é: [email protected]
Junte-se a nós! A Família Franciscana do Brasil o acolhe de braços
abertos.
Frei Alvaci Mendes da Luz, OFM
Frei Diego Atalino de Melo, OFM
|8|
R
P
ró-Vocações e Missões Franciscanas
FOLHINHA PARA 2013
BOLETIM INFORMATIVO
A Folhinha do Sagrado Coração de Jesus evangeliza e comunica valores humano-cristãos. Além da
versão clássica de parede, a Folhinha apresenta-se em três outras versões: o Calendário de mesa
do Sagrado Coração de Jesus (modelo de mesa
com suporte e espaço para escrita); a Folhinha do
Sagrado Coração de Jesus – Livro de bolso (formato de livro); e a Agenda do Sagrado Coração
de Jesus (com espaço para escrita). Adquira o
modelo que mais tem a ver com você.
Editora Vozes – Tel.: (24) 2233-9029 ou (24)
2233-9042. E-mail: [email protected]
Site: www.vozes.com.br
PROVÍNCIA FRANCISCANA DA IMACULADA CONCEIÇÃO DO BRASIL
SÃO PAULO |Nº 136 - 2012| E-MAIL: [email protected]
ORDENAÇÃO PRESBITERAL
Outros (especificar)
Informação Porteiro
FREI ALBERTO
ECKEL JUNIOR
Endereço Insuficiente
Mudou-se
Não Procurado
Recusado
Não existe o nº indicado
Desconhecido
Falecido
Ausente
ORDENAÇÃO DIACONAL
Data:
Assinatura e nº do entregador
Reintegrado ao serviço postal
Para uso exclusivo do Correio
CORREIOS
DEVOLUÇÃO
GARANTIDA
TRÊS DIÁCONOS
ORDENADOS
11 DE AGOSTO
Santa Clara de Assis
e o encerramento do Ano Clariano
CORREIOS
CAIXA POSTAL 900
01031-970 - SÃO PAULO - SP
PRÓ-VOCAÇÕES E MISSÕES FRANCISCANAS
Franciscanos
9912269867/2010 - DR/SPM
Impresso
Especial
Download

Clique aqui para baixar a versão em PDF (Acrobat Reader)