SISTEMA DE GERENCIAMENTO DO SETOR MANUTENÇÃO DE
GRAMPEAÇÃO BASEADO EM INDICADORES DE DESEMPENHO
Rafael, Russi, rafaelrussi@msn.com¹
André, Luis Almeida Bastos, prof.abastos@gmail.com2
Unifebe, Brusque, Santa Catarina
Resumo: A diferenciação das empresas perante as concorrentes no quesito gestão do setor produtivo tornou-se um
aspecto muito importante na estratégia das empresas, podendo interferir diretamente no desenvolvimento da
empresa. Este artigo tem como objetivo mostrar ao leitor como pode ser útil a utilização de indicadores de
desempenho, que estes têm como uma das suas características, a obtenção de dados para assim auxiliar nos pontos
corretos a serem melhorados. Este trabalho caracteriza-se como uma pesquisa bibliográfica, seguida de um estudo
exploratório, tendo em vista descrever a aplicação da ferramenta em uma empresa. Para a aplicação desta
ferramenta foi necessário o uso de formulários de registro, onde os colaboradores da manutenção preencheram os
formulários conforme as paradas das maquinas e a hora da liberação para produção .Esta ferramenta encontra-se
aplicada no setor de manutenção de zíperes, a fim de levantar dados relacionados a ociosidades das máquinas por
manutenção corretiva, assim, se necessário definir uma ação para melhora do setor.
Palavras-chaves: Indicadores de desempenho, manutenção, zíperes.
INTRODUÇÃO
A diferenciação das empresas perante as concorrentes no quesito gestão do setor produtivo tornou-se um
aspecto muito importante na estratégia das empresas, podendo interferir diretamente no desenvolvimento
da empresa.
Indicadores de desempenho como base para gerenciamento do setor produtivo de acordo com Kaplan e
Norton (1997apudOliveiraatall, 2013) são de extrema importância para eficiência de um gerenciamento,
auxiliando na tomada de decisões e contribuindo com a eficiência e a produtividade.
Os indicadores de desempenho mostram as deficiências do setor produtivo, auxiliando na identificação
dos pontos corretos a serem melhorados. Com base nos indicadores obtidos as ações devem ser efetuadas
e feitas constantemente o acompanhamento dos indicadores através de novas medições, onde mostrara os
efeitos da ação efetuada.
METODOLOGIA
Este trabalho caracteriza-se como uma pesquisa bibliográfica, seguida de um estudo exploratório, tendo
em vista descrever a aplicação da ferramenta em uma empresa.
RESULTADOS E DISCUSSÕES
KPI é a sigla para o termo em inglês Key Performance Indicator, que significa indicador chave de
desempenho. Esse indicador é utilizado para medir o desempenho dos processos de uma empresa, e com
essas informações colaborar para que alcance seus objetivos. Conceituam-se indicador como parâmetros
representativos dos processos que permitem quantificá-los.
Segundo Mitchell, (2004 apud Lucida at all, 2008), um indicador é uma ferramenta que permite a
obtenção de informações sobre uma dada realidade, tendo como característica principal a de poder
sintetizar diversas informações, retendo apenas o significado essencial dos aspectos analisado.
Os indicadores de desempenho são dados obtidos através de medições do desempenho, cujos dados são
necessários para comparação dos objetivos desejados com o cenário atual.
De acordo com Ghalayini e Noble, (1996), a evolução da medição de desempenho pode ser dividida em
duas grandes fases. A primeira começou em 1880 e durou até o início de 1980, sendo caracterizada pela
ênfase em medidas de desempenho financeiras e de produtividade. A segunda fase, que teve início no fim
da década de 1980 e segue até os dias de hoje, destaca a necessidade de medidas de desempenho
balanceadas (medidas financeiras e não financeiras, além das de produtividade) e integradas para suportar
as novas condições operacionais internas e externas da maioria das empresas. Para complementar Neely e
Austin (2000) citam que a segunda fase ainda pode ser divida em duas partes, a primeira reconhecida pelo
fato das organizações medirem as coisas erradas, não sabendo o que realmente deveriam medir para obter
as informações desejadas. Já a segunda fase se caracteriza pela obsessão por medição, onde as empresas
desejam medir tudo.
Em Kaydos (1991, apud Vasconcelos, 2006) o autor apresenta as seguintes vantagens da medição de
desempenho:
Comunicar a estratégia e clarear valores; Identificar problemas e oportunidades; Diagnosticar problemas;
Entender o processo; Definir responsabilidades; Melhorar o controle e planejamento; Identificar onde e
quando a ação é necessária; Guiar e mudar comportamentos; Tornar o trabalho realizado visível;
Favorecer o envolvimento das pessoas; Servir de base para um sistema de remuneração; Tornar mais fácil
o processo de delegação e responsabilidade.
Segundo Neely, (1998), um sistema de medição de desempenho permite que as decisões e ações sejam
tomadas com base em informações porque ele quantifica a eficiência e a eficácia das ações passadas por
meio da coleta, exame, classificação, análise, interpretação e disseminação dos dados adequados.
As ações das empresas são efetuadas através dos dados obtidos com as medições realizadas. As estratégias
e decisões das organizações dão-se através dos indicadores de desempenhos, pois estes mostrarão os
pontos exatos a serem melhorados.
Esta ferramenta encontra-se aplicada em uma empresa de Zíperes, que foi fundada em 1987 na cidade de
Brusque - SC, é uma empresa que produz e comercializa linhas, fios e zíperes. Hoje, há mais de 25 anos
no mercado conta atualmente com uma infraestrutura de 55.000m2, com aproximadamente 750
colaboradores, dividida em suas três unidades fabris: Linhas e Fios, Zíperes e Tinturaria.
Está aplicada especificamente no setor grampeação de zíper, cujo processo neste setor tem por objetivo
aplicar os dentes metálicos no cadarço. Esta aplicação é dada através de uma máquina estampadeira,
alimentada por um rolo de arame, podendo este arame ser alumínio, dourado ou niquelado, de espessura
media ou grossa, conforme a necessidade do cliente. A manutenção atua neste setor com manutenção
corretiva, onde o processo funciona com o acionamento da líder de produção para manutenção, a execução
do trabalho é efetuada e assim feita a liberação para líder de produção.
Para a aplicação desta ferramenta foi necessário o uso de formulários de registro, onde os colaboradores
da manutenção preencheram os formulários conforme as paradas das maquinas e a hora da liberação para
produção. Com esses dados obtidos criou-se indicadores que mostraram o tempo de maquinas paradas
para manutenção corretiva durante o turno de trabalho. Através destes indicadores obtiveram-se
informações do atual momento que se encontrava o setor de manutenção da grampeação.
Com esses indicadores o gerente de manutenção, pode analisar o tempo de manutenção corretiva,
conforme o objetivo da empresa, a leitura desse indicador apontou um excesso de tempo de maquinas
paradas para manutenção, onde somadas passavam de 8 horas por turno de maquinas paradas devido a
manutenção corretiva.
Com o auxilio do indicador de desempenho foi efetuado um plano de ação para diminuir o tempo de
máquinas paradas, assim chegando ao objetivo da empresa, aumentando o tempo efetivo de
funcionamento das maquinas, consequentemente aumentando a eficiência da produção.
A principal dificuldade para a aplicação desta ferramenta foi a restrição dos colaboradores, o método de
anotações dos dados gerou certo desconforto para manutenção, pois não era algo que se aplicava na rotina
anteriormente.
Alguns outros indicadores utilizados na manutenção do setor de grampeação são: indicadores de
durabilidade de ferramentas de estampagem, indicadores de eficiência na manutenção, indicadores de
saídas de peças para manutenção.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Os indicadores de desempenho são utilizados nas empresas para saber como se encontra determinado
processo ou setor. O indicador auxilia na identificação dos pontos a serem melhorados e nas tomadas de
decisões. Desta maneira pode-se obter dados para analisar a situação da manutenção, em especifico a
ociosidade das maquinas devido a manutenção corretiva e assim se necessário definir uma ação para
melhora do setor.
REFERENCIA BIBLIOGRAFICA
Jailson Ribeiro de Oliveira jailsonribeiro@ct.ufpb.br UFPB Samuel Gomes da Silva Junior
samueljuniorj@gmail.com UFPB Jerusa Cristina Guimarães de Medeiros jerusacgm@gmail.com UFPB
Leandro Oliveira da Luz Lima leolimapb@yahoo.com.br UFPB André Luiz Santos de Araújo
andre_drux@hotmail.com UFPB - MEDIÇÃO DE DESEMPENHO DO SISTEMA DE PRODUÇÃO
AGRÍCOLA COMO FATOR DE ALAVANCAGEM DA PRODUTIVIDADE NA AGRICULTURA
FAMILIAR
Lucila Maria de Souza Campos; Daiane Aparecida de Melo - Indicadores de desempenho dos Sistemas
de
Gestão
Ambiental
(SGA):
uma
pesquisa
teórica
–
disponivel
em:
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65132008000300010
acessado:
30/04/2015
Ghalayini, A. M. & Noble, J.S. - The changing basis of performance measurement. International
Journal of Operations & Production Management 16(8), pp 63-80, 1996.
NEELY, A. - Measuring business performance. London: The Economist Books, 1998.
Gustavo Zumel Santos Vasconcelos – Balanced Scorecard: fatores relevantes da sua implantação na
diretoria de mercado
de
capitais
do banco
do Brasil
– disponível em:
http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/bitstream/123456789/14863/1/GustavoZSV.pdf
acesado
em:
30/04/2015
Download

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DO SETOR