Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS
ACADÊMICOS E MONOGRAFIAS
Amparo
2010
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
APRESENTAÇÃO
A tradição cultural brasileira privilegia a condição da Universidade como lugar de ensino,
entendido e, sobretudo praticado como transmissão de conhecimentos. Mas apesar da importância
dessa função, em nenhuma circunstância pode-se deixar de entender a Universidade igualmente como
lugar priorizado da produção de conhecimento e, conseqüentemente, como lugar de pesquisa.
Este manual é uma nova versão do manual para elaboração do T.C.C, produzido no ano de
2009 pelo centro Universitário Amparense, que além de incorporar alguns itens das normas mais
recentes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), traz sugestão de novas propostas
para a confecção dos trabalhos acadêmicos e monografias.
“A coisa mais bela que podemos
experimentar é o mistério. Essa é a fonte
de toda a arte e ciência verdadeira”
(Albert Einstein)
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
1. ESTRUTURA
Os trabalhos acadêmicos são divididos em elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais. Para maior
entendimento, acompanhe o quadro abaixo:
Quadro estrutural do trabalho
Pré-textuais
Capa*
Lombada
Folha de rosto*
Errata
Folha de aprovação*
Textuais
Introdução*
Desenvolvimento*
Conclusão*
Pós-textuais
Referências Bibliográficas*
Glossário
Apêndice(s)
Anexo(s)
Índice(s)
Folha de responsabilidade autoral*
Dedicatória
Agradecimentos
Epígrafe
Resumo na língua vernácula (português)*
Resumo em língua estrangeira ( inglês)*
Lista de ilustrações
Lista de tabelas
Lista de abreviaturas e siglas
Lista de Símbolos
Sumário*
* Itens Obrigatórios
1.1 - Elementos pré-textuais
1.1.1 Capa
As informações devem aparecer como apresentadas abaixo:
Utilizar papel formato A4 (210x297 mm) e utilizar fonte TIMES NEW ROMAN
Deve conter:
• Nome da instituição (centralizado, na margem superior), fonte: 14
• Nome do autor , fonte: 14, Somente a inicial maiúscula
• Título do trabalho (centralizado na página), negrito, letras maiúsculas, fonte: 16, caso tenha
mais de uma linha deve-se utilizar espaço duplo entre as linhas.
• Subtítulo: Se houver, deve ser subordinado ao texto precedido por dois pontos.
• Local ( centralizado, abaixo do nome da instituição), fonte: 14.
• Ano de entrega (centralizado, abaixo do local), fonte: 14
Centro Universitário Amparense
1.1.2
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
Folha de rosto
Mesma fonte que as contidas na capa. (14 ou 16 conforme item anterior)
Incluir o Registro acadêmico (RA)
Acrescentar, conforme modelo abaixo, em fonte Times New Roman 12, espaço simples entre linhas,
à direita o texto:
Monografia apresentada à disciplina de Trabalho de
Conclusão de Curso, do Curso de XXXXX, do Centro
Universitário Amparense - UNIFIA, sob orientação
pedagógica do Prof. XXXXX e orientação metodológica
Prof. XXX como exigência parcial para conclusão do curso
de graduação.
Obs: Caso o orientador pedagógico e metodológico for o mesmo docente deve-se substituir por: ..... sob
orientação pedagógica e metodológica do Prof. XXX como......
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
1.1.3. Folha de aprovação
Deve-se seguir o modelo abaixo, fonte: 12 :
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
1.1.4. Folha de responsabilidade autoral
Deve-se seguir o modelo abaixo, fonte: 12 , espaçamento entre linhas 1,5 :
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
1.1.5. Dedicatória
É a folha na qual o autor registra homenagem ou dedica seu trabalho. É aconselhável que o
texto venha recuado à direita, na parte inferior da folha.
1.1.6. Agradecimentos
São expressos os agradecimentos àqueles que contribuíram de maneira relevante à elaboração
do trabalho. Se forem breves, seguir o padrão normal da digitação do texto, espaço 1,5 entre linhas.
1.1.7. Epígrafe
A epígrafe é um substantivo feminino que significa Inscrição. Nesta página pode ser colocada
uma frase considerada importante, pronunciada por pessoa que mereceu algum reconhecimento
público (intelectuais, autoridades, personalidades etc.) que apresente significado para o autor do
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
trabalho ou que sintetize um pensamento considerado relevante. Texto em itálico. Fonte:12, espaço
simples entre linhas.
1.1.8. Resumo na Língua Vernácula (Português)
Segundo a NBR 14724:2005, o resumo é a “apresentação concisa dos pontos relevantes do
texto, fornecendo uma visão rápida e clara do conteúdo e das conclusões do trabalho”.
Deve ser sucinto, informando o tema do trabalho, seus objetivos, a metodologia de pesquisa
adotada e algumas breves considerações sobre o desenvolvimento do trabalho
O limite máximo de palavras do resumo de um trabalho acadêmico é 500.
O resumo deve ser seguido de três à cinco palavras-chaves e/ou descritores, conforme a
NBR 6028:2003 (Resumos).
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
1.1.9. Resumo na Língua Estrangeira (Inglês)
Versão do resumo em idioma de divulgação internacional (em inglês Abstract, em
castelhano Resumen, em francês Resumé).” (NBR 14724:2005).
Utilizaremos como idioma internacional a língua inglesa
“Deve ser seguido, logo abaixo, das palavras-chave e/ou descritores, na mesma língua.”
(NBR 14724:2005). Neste caso “Key-words”
1.1.10. Lista de ilustrações:
Consiste na relação das ilustrações, na ordem em que se sucedem, acompanhadas do respectivo
número da página. Recomenda-se a elaboração de lista própria para cada tipo de ilustração (
desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros,
retratos e outros)
1.1.11. Lista de tabelas:
Consiste na relação das tabelas, na ordem em que se sucedem, acompanhadas do número da
página.
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: unifia[email protected] – site: www.unifia.edu.br
* assim como as ilustrações, as tabelas devem ser numeradas, conter legenda explicativas e
mencionar fonte de onde foram extraídas.
1.1.12. Lista de abreviações e siglas:
Consiste na relação, em ordem alfabética, das abreviaturas e siglas utilizadas no texto e seu
respectivo significado. Recomenda-se a elaboração de uma lista própria para abreviaturas e outra para
siglas.
1.1.13. Sumário
Segundo a NBR 6027 (1989), é a “Enumeração das principais divisões, seções e outras partes de
um documento, na mesma ordem em que a matéria nele se sucede”
•
O título de cada seção deve ser digitado com o mesmo tipo de letra que aparece no
corpo do texto.
•
A indicação das páginas localiza-se à direita de cada seção.
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
1.2. Elementos textuais:
Elementos textuais descrição segundo a NBR 14724:2005
1.2.1. Introdução:
A introdução deve conter:
•
Descrição do problema a ser investigado.
•
Fundamentação para as variáveis que serão estudadas.
•
Objetivo da pesquisa.
•
Além dessas, outras informações que podem fazer parte da introdução de um trabalho são:
•
1-Histórico mostrando surgimento do problema a ser investigado.
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
•
2- Fundamentação mostrando a importância do problema investigado.
•
3- Definição de termos específicos.
•
4- Validade dos objetivos operacionais a serem utilizados.
•
5- Importância teórica e / ou prática do objetivo da pesquisa.
Na introdução, parte inicial do texto se expõe o assunto como um todo. Inclui informações sobre a
natureza e a importância do trabalho, relação com os outros estudos sobre o mesmo assunto, razões
que levaram à realização do trabalho, suas limitações, e, principalmente, seus objetivos. Devem
contar também as partes principais que compõem o trabalho.
1.2.2. Desenvolvimento:
É a parte mais extensa do trabalho. É o corpo do trabalho. Seu principal objetivo é comunicar
ao leitor os resultados da pesquisa. Divide-se em Seções e subseções, que variam em função da
abordagem do tema e do método.
1.2.2.1. Divisão em Seções:
1.2.2.1.1. Revisão Bibliográfica
A revisão bibliográfica procura explicar o problema a partir de referências teóricas publicadas em
artigos, livros, dissertações e teses. Representa os capítulos do trabalho e deve ter título e subtítulo
próprios (quando for o caso), criados pelo autor.
1.2.2.2. Justificativa (Opcional)
É neste momento que o autor demonstra a importância do seu trabalho para a comunidade
acadêmica e científica.
1.2.2.3. Objetivo
Deve ser descrito de maneira clara os objetivos do trabalho executado.
Muitas vezes podemos sub-dividir em: Objetivo Geral e Objetivos específicos conforme a
necessidade.
1.2.2.4. Material e Métodos
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
É o capítulo que apresenta, descreve e detalha os materiais, os métodos e as técnicas que foram
utilizados na realização da pesquisa. Nele também são demonstradas as especificações técnicas dos
equipamentos empregados, com destaque para a época e o local da realização da pesquisa,
instrumentos e equipamentos utilizados, forma de consentimento para seres humanos, fontes
utilizadas, especificações técnicas ou métodos de preparação dos materiais. Pode ter material
ilustrativo para compreensão das etapas e dos procedimentos utilizados.
1.2.2.5. Resultados
Demonstração dos resultados encontrados, suas representações gráficas e respectivas
descrições.
1.2.2.6. Discussão
Interpretação e análise dos resultados encontrados, relacionando-os com o referencial teórico
existente sobre o assunto
1.2.2. Conclusão ou Considerações Finais:
A conclusão deve resumir o conjunto das conclusões extraídas dos capítulos da monografia de
forma coerente com os objetivos propostos inicialmente. Nada se cria de novo além do que já foi
abordado anteriormente. Devem apresentar a solução para a hipótese colocada inicialmente
(descrição do tema). É o fechamento do texto, em que se faz uma recapitulação ou síntese
interpretativa dos resultados obtidos, permitindo sua relação com a teoria apresentada. Podem constar
também recomendações e sugestões.
Os assuntos derivados do desenvolvimento da monografia que não foram devidamente
explorados no trabalho, por fugirem de seu objetivo, podem ser apresentados como sugestão para
futuras pesquisas/trabalhos.
1.3. Elementos pós-textuais
1.3.1. Referência Bibliográfica
São as indicações completas das obras e textos citados durante o trabalho, normatizadas pela
ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), através da NBR (Norma Brasileira Registrada)
6023 de agosto de 2002.
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
•
É o conjunto de indicações que possibilitam a identificação de documentos, publicações.
•
O registro das obras deve ser feito em ordem alfabética, de acordo com o sobrenome do autor, na
ausência deste, pelo título.
•
Digitadas em espaço simples (um) entre as linhas, e em espaço 06 pt (antes e depois) para separar
as referências entre si.
•
É bom lembrar que o direito de cópia é regulamentado por lei. Desta forma, quando você for
transcrever parte de livro, deve registrar a fonte de autoria.
•
Os jornais e as revistas são fontes interessantes de consulta porque apresentam a matéria sempre
atualizada.
•
Há também a possibilidade de consulta a documentos que podem oferecer informações variadas
sobre pessoas, localidades, etc. Os arquivos, que podem ser públicos ou privados, possibilitam a
coleta de dados sobre a população de uma cidade, numa determinada data e são fontes seguras de
pesquisa.
•
A entrevista é uma técnica de coleta de opiniões, idéias e pensamentos de uma pessoa, e pode ser
utilizada como fonte de pesquisa. Para que a entrevista seja bem sucedida e sirva como
instrumento é importante que o entrevistador tenha conhecimento prévio da área de atuação ou da
obra intelectual do entrevistado. Deve ter um objetivo definido.
•
Para o registro da entrevista como fonte é importante anotar: nome completo do entrevistado /
local e data da realização da entrevista.
1.3.1.1. Modelo de registro bibliográfico:
Eles devem ser formatados da seguinte maneira:
Sobrenome do autor (letras maiúsculas), vírgula, nome do autor, ponto, título da obra em
destaque (negrito, itálico ou sublinhado, porém deve-se seguir o mesmo modelo para todos os
registros), dois pontos, subtítulo da obra (se houver) não destacado, ponto, edição abreviada, a partir
da segunda (a primeira não se indica), ponto, local, dois pontos, editora, vírgula, ano de publicação,
ponto.
Forma geral:
KOCH, Ingedore G. Villaça. Desvendando os segredos do texto. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2003.
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
Artigos de periódicos
Até três autores
Quando houver mais de um autor, os nomes devem ser separados por ponto-e-vírgula, seguido de
espaço. Nome do artigo. Revista. Edição:pagina inicial – pagina final, ano de publicação.
SHIBATA, H.; SAKAMOTO, Y.; OKA, M. Natural antioxidant, chlorogenic acid, protects against
DNA breakage caused by monochloramine. Biosci Biotechnol Biochem. 63:1295-1297, 1997.
Mais do que três autores
Quando houver mais de três autores, indica-se apenas o primeiro, acrescentando-se a expressão “et
al.”
ZANG, L.Y. et al. Effect of chlorogenic acid on hydroxyl radical. Mol Cell Biochem. 247:205-210,
2003.
Livros
CERVO, A.L.; BERVIAN, P.A. Metodologia Científica. São Paulo: Mac Graw-Hill, 1975.
(quando o autor for o mesmo, em obras diferentes)
IMENES, Luiz Márcio. Descobrindo o Teorema de Pitágoras. São Paulo: Scipione, 1987.
___________ Geometria das dobraduras. São Paulo: Scipione, 1987.
Dicionários
JOFFILY, Bernardo. Brasil 500 anos: Atlas histórico. São Paulo: Editora Três, 1998.
Biografias
HAMON, Herve. A vida de Ives Montand. Tradução de Raul de Sá Barbosa. São: Paulo: Siciliano,
1993.
Enciclopédias
THE FOCAL encyclopedia of photography. 3.ed. Boston: Focal, 1993.
Normas Técnicas
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Informação e documentação: trabalhos
acadêmicos, apresentação: NBR 14724. Rio de janeiro: ABNT, 2002.
Dissertações e teses
SOARES, R. S. Imagens veladas, imagens reveladas: narrativas da AIDS nos escritos do Jornal
Folha de São Paulo (1994-1995), 1997. 256 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação,
Jornalismo) – Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, 1997.
Congressos e outros eventos científicos
SIMPÓSIO BRASILEIRO DE FAULT-TOLERANT COMPUTING, 9, 2001, Florianópolis,
Proceedings of the IX Brazilian Symposium on Fault-Tolerant Computing. Florianópolis: UFSC,
2001.
Relatórios oficiais
CETESB. Relatório anual de qualidade do ar no estado de São Paulo: 1996. São Paulo, 1997. 86 p. il.
(relatórios).
Filmes e vídeos
O ANJO AZUL. Direção Josef Von Stemberg. São Paulo: Altaya, 1936. 1 DVD (95min.), son., pb.
Legendado em português.
Fotografias
SALGADO, Sebastião. Trabalhadores. 1997. 1 álbum (28 fot.): color.;17,5 x 13 cm.
Arquivos em disquetes
SAMPAIO, Caio Munhoz. Apostila. Doc. Curitiba, 12 de dezembro de 2002. 1 arquivo (605 bytes),
Disquete 3 ½ , Word 2001.
Bases de dados em CD-Rom
INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÂO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA. Bases de dados
em ciências e tecnologia. Brasília: IBICT, 1996, 1 CD-Rom.
Documento sonoro
RIEU, André. Vienna Master Series. São Paulo: RCA Victor, 1999, 1 CD.
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
Informações em meios eletrônicos
SILVA, R. N.; OLIVEIRA, R. Os limites pedagógicos do paradigma da qualidade total na
educação. Disponível em http//www.pedagocia.com/limites/paradigm.pdf. Acesso em: 21 jan. 1997.
Artigo de jornal
• autor definido: WATANABE, Marta. Aumenta uso de incentivo ao terceiro setor. Gazeta
Mercantil, São Paulo, 14 jan. 2000. Caderno A, p. 10.
• autor não identificado: ESTRELA consolida preferência nacional. Jornal do Brasil, Rio de
Janeiro, p. 3, 15 dez. 1999.
• sem indicação de seção ou caderno: LEAL, L. N. MP fiscaliza com autonomia total. Jornal do
Brasil, Rio de Janeiro, p. 3, 25 abr. 1999.
Nota: paginação precede a data.
• cadernos especiais: ELEIÇÕES. Folha de São Paulo, São Paulo, 20 ago. 1998. Especial, p. 1-8.
• eletrônico CDROM: JACKSON, Tim. Ensino virtual desperta novo nicho de lucro. CD-ROM
Folha: edição 2000, São Paulo, 31 dez. 1999. Dinheiro, p. 2 -5. 1 CD-ROM.
• eletrônico online: DANTAS, Fernando. Crescimento interno é maior desafio para o BC. O
Estado de S.Paulo, 12 fev. 2001. Disponível em: <http://www.estado.estado.com.br/>. Acesso
em: 12.02.2001.
1.3.2. Glossário
Lista em ordem alfabética de palavras ou expressões técnicas de uso restrito ou de sentido obscuro,
utilizadas no texto, acompanhadas das respectivas definições.
1.3.3. Apêndice(s)
Elemento que consiste em um texto ou documento elaborado pelo autor, com o intuito de
complementar sua argumentação, sem prejuízo do trabalho. São identificados por letras maiúsculas
consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos. Os Apêndices devem ser enumerados,
identificados e referenciados no texto.
1.3.4. Anexos(s)
Elemento opcional, não elaborado pelo autor, que documenta, esclarece, prova ou confirma as idéias
expressas no texto. Os anexos são identificados por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelos
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
respectivos títulos, devem ser enumerados, identificados e referenciados no texto. Cada anexo é
apresentado em página(s) própria(s) e sua menção no texto se faz através do termo “ANEXO”,
seguido da letra ou número de ordem.
2. CITAÇÕES:
A citação é uma menção, no texto, de uma informação colhida em outra fonte. Ela pode ser:
Transcrição ou citação direta
Paráfrase ou citação indireta
Citação de citação
a) Transcrição ou citação direta
É a reprodução das palavras do texto citado.
• Citações menores ( até 3 linhas)
Devem ser feitas entre aspas, no corpo do texto. . Quando em um trecho citado já houver aspas,
estas deverão ser transformadas em apóstrofos (‘’). A referência bibliográfica deve vir acompanhada
da página de onde foi extraída.
*Se a citação inicia o período, as aspas fecham depois do ponto final.
Exemplo:
Segundo Lopes, a chamada “pandectística havia sido a forma particular pela qual o
direito romano fora integrado no século XIX na Alemanha em particular.” (2000, p. 225)
*Se a citação não inicia o período, as aspas fecham antes da pontuação.
Exemplo:
A chamada “pandectística havia sido a forma particular pela qual o direito romano fora
integrado no século XIX na Alemanha em particular”. (LOPES, 2000, p. 225)
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
• Citações diretas (maiores de três linhas)
Recuar 4 cm da margem esquerda, fonte : times New Roman – 11 ou Arial – 10 , separada por um
espaço do texto que a precede e a sucede.
1. aparecem entre aspas
2. registrar o sobrenome do autor
3.
registrar o ano da obra mencionada
4. registrar o número da página
Esses dados podem aparecer de duas formas:
• ( antes da citação)
Ex: Para Medeiros (2000, p. 190),
“ A estrutura da monografia compreende introdução, desenvolvimento e
conclusão. Na introdução, o pesquisador formula claramente o objeto da
investigação. Apresenta sinteticamente a questão a ser solucionada. Portanto,
há necessidade de problematizar a realidade para se buscar uma solução. Se
não há problemas para resolver, não há por que iniciar a pesquisa e a redação
da monografia.”
•
(depois da citação)
“ A estrutura da monografia compreende introdução, desenvolvimento e
conclusão. Na introdução, o pesquisador formula claramente o objeto da
investigação. Apresenta sinteticamente a questão a ser solucionada. Portanto,
há necessidade de problematizar a realidade para se buscar uma solução. Se
não há problemas para resolver, não há por que iniciar a pesquisa e a redação
da monografia.” ( MEDEIROS, 2000, p. 190).
b) Paráfrase ou citação indireta
A citação indireta é aquela em que se escreve baseando-se em textos de outros autores, mas não é
uma transcrição literal. Coloca-se o sobrenome do autor e o ano, mas não é necessário colocar a
página.
Final de Parágrafo
Ex: A lei não pode ser vista como algo passivo e reflexivo, mas como uma força ativa e
parcialmente autônoma, a qual mediatiza as várias classes e compele os dominantes a se
inclinarem às demandas dos dominados. (GENOVESE, 1974).
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
Exemplo com “et al”
O risco para a mulher também aumenta conforme o número de parceiras sexuais que o marido ou
companheiro tenha tido, o que claramente sugere que o homem desempenha um papel de
transmissor do agente carcinogênico relevante, provavelmente um vírus (Hossfeld et al, 1999).
Ou
Início de Parágrafo
Pesquisa de Torrance (1966) demonstra que os alunos mais criativos têm maior número de
idéias originais, apresentam atitudes mais freqüentes de humor e de flexibilidade, trabalham com
maior persistência e entusiasmo, sobretudo quando motivados por tarefas desafiadoras.
c) Citação de citação
Indica-se o sobrenome do autor do texto original, seguido do termo “apud” (que significa
citado por), seguido do sobrenome do autor em cuja obra a citação foi feita e da data.
Ex: Marinho (apud MARKONI e LAKATOS, 1982) apresenta a formulação do problema “como
uma fase de pesquisa que, sendo bem delimitado, simplifica e facilita a maneira de conduzir a
investigação”.
Obs: Na bibliografia coloca-se os dados da obra consultada. Nesse exemplo, o livro de
Marconi e Lakatos.
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
3. ASPECTOS GRÁFICOS
Papel
• Formato: A4: 21x 29,7 cm.
• Aproveitamento do papel: somente o anverso.
• Cor: branca.
Tipos de letras
• Times New Roman (ou equivalente), tamanho 12, ou Arial (ou equivalente), tamanho 11, em todo
o documento.
Margens
• Esquerda e superior: 3 cm.
• Direita e inferior: 2 cm.
Espaçamentos e Recuos
• Entre títulos de capítulos e texto (divisão primária): 1 espaço duplo.
• Entre texto e subtítulo (divisões secundárias, terciárias etc): 1 espaço duplo.
• Entre subtítulos e texto: 1 espaço duplo.
• Entre as linhas do texto: 1,5.
• Recuo no início do parágrafo (1ª linha): 1 cm.
• O alinhamento à esquerda e à direita deve ser rigoroso (na digitação deve-se “justificar” os
parágrafos).
• As notas, as referências e os resumos em português e em inglês devem ser digitados em espaço
simples.
Titulação
• As divisões primárias (capítulos), bem como as outras partes da publicação (sumário, prefácio,
índices etc.) devem começar em uma nova página e ter seus títulos datilografados com letras
maiúsculas, tamanho 14, em negrito, na margem esquerda ou centralizados.
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
• Os títulos das divisões secundárias, terciárias etc devem ser escritos em negrito, com apenas a
inicial maiúscula e o mesmo tipo de letra do texto e tamanho 14.
• A numeração da seção primária (capítulos) é feita com números arábicos.
• Cada seção secundária será formada pelo número do capítulo, mais o número de cada parte
(separado por ponto).
• Os títulos sem indicativos numéricos que precedem o texto (Sumário, Listas, Resumo, Dedicatória
etc) devem ser centralizados.
Exemplo:
1. TÍTULO DO CAPÍTULO (em maiúsculas)
1.1 Subdivisão do capítulo (somente a primeira letra maiúscula)
1.1.1 Nova subdivisão do capítulo (nova subdivisão do item)
1.1.2 Igual a anterior
1.2 Subdivisão do capítulo (somente a primeira letra maiúscula)
1.2.1 Nova subdivisão do item (somente a primeira letra maiúscula)
1.2.2 Igual a anterior
2. TÍTULO DO CAPÍTULO (em maiúsculas)
2.1 Subdivisão do capítulo (somente a primeira letra maiúscula)
2.1.1 Nova subdivisão do capítulos (somente a primeira letra maiúscula)
... e assim por diante.
Paginação
• Posição: os algarismos que identificam as páginas devem ser grafados na margem superior direita
do documento.
• A contagem do número de páginas inicia-se pela folha de rosto (inclusive), e segue em ordem
crescente ao longo de todo o documento.
• A numeração é colocada a partir da primeira folha da parte textual (geralmente a Introdução), em
algarismos arábicos (por ex. 1,2,3...).
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
• Nos elementos folha de rosto, sumário, listas (siglas, tabelas, gráficos, quadros, ilustrações) e
resumo, os algarismos não devem ser grafados, embora sejam computados no número total de
páginas do documento.
Dicas
• Não deixe para escrever apenas quando terminar a pesquisa. Procure elaborar textos a partir dos
elementos que já tem em mãos. Quando faltar dados para a composição do texto, deixe indicações
para completar posteriormente.
• Use frases curtas ao escrever seu texto. Seja claro, preciso, objetivo e conciso.
• Procure não repetir as palavras, use um dicionário, procure sinônimos.
• Sempre leve seus textos para o orientador e peça orientações críticas.
• Relatos individuais também devem ser evitados. Não use frases feitas desgastadas. Não faça uso
de gerúndio ( ex: estar fazendo).
• Não começar períodos ou parágrafos seguidos com a mesma palavra, nem usar repetidamente a
mesma estrutura de frase.
• Recorrer aos termos técnicos somente quando absolutamente indispensáveis e nesse caso colocar o
seu significado entre parêntese.
• Evitar o uso de palavras e formas empoladas ou rebuscadas, que tentem transmitir mera idéia de
erudição.
• Evitar o uso de gírias ou termos coloquiais. (galera, detonar, rolar,grana,bacana...)
• Encadear o assunto de maneira suave e harmoniosa, evitando a criação de parágrafos que se
sucedem uns aos outros como compartimentos estanques.
• Comece a redação de sua monografia pelo capítulo que você estiver mais familiarizado, não
necessariamente pelo primeiro.
• Impessoalidade: o emprego do pronome pessoal não é recomendável.
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
Ações que podem ajudar o desenvolvimento da pesquisa:
•
Durante a pesquisa, você vai encontrar muita coisa interessante e curiosa. Arranje um caderno e
anote tudo o que se refere à sua pesquisa. Não use folhas soltas, pois dificulta a organização do
trabalho de leitura.
•
Anote todos os dados: nome do livro, do autor, editora, ano da publicação.
•
Se for utilizar entrevista, anote tudo: endereço, telefone, nome da pessoa, profissão, horário
marcado.
•
A finalidade da entrevista é conhecer opiniões, idéias e pensamentos da pessoa entrevistada ou
dados sobre sua área de trabalho. É preciso saber claramente o que se deseja do entrevistado.
Organize as perguntas básicas: O quê? Quem? Onde? Quando? Como? Por quê? Quais as
condições? Quais as conseqüências? Marque o encontro com antecedência. Não se esqueça de
dizer qual é o tema e a finalidade da entrevista e quanto tempo mais ou mesmo irão conversar.
Leve caderno e gravador. Avise o entrevistado que vai gravar e coloque o aparelho em um lugar
discreto, onde não atrapalhe. Se o entrevistado não quiser que grave, não insista.
•
Faça suas anotações. Ao final da entrevista você deve tentar tirar as conclusões para que o
entrevistado possa corrigir em caso de erro.
•
Questionários aberto (solicitado por escrito, ou eletronicamente). São perguntas abertas que
admitem um número ilimitado de respostas. A amostra não pode ser muito pequena, nem muito
grande para que se possa tabular e interpretar os dados.
•
Questionários fechados ( há um número limitado de respostas possíveis) . Possibilitam rápida
tabulação.
Observação: Deve-se manter o mesmo padrão em todo o trabalho, qualquer que seja o
método adotado.
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA
APOSTILA da Disciplina de Metodologia do Trabalho Científico e Iniciação à Pesquisa do curso
de Pós Graduação da faculdade de Educação São Luis.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Informação e documentação:
trabalhos acadêmicos, apresentação: NBR 14724. Rio de janeiro: ABNT, 2002.
BARRETO, Alcyrus Vieira Pinto e HONORATO, Cezar Teixeira. Manual de Sobrevivência na
selva acadêmica. Rio de Janeiro: Objeto Direto, 1998.
BASTOS, Cleverson e KELLER, Vicente. Introdução à metodologia científica. Petrópolis: Vozes,
1993.
CARVALHO, Maria Cecília M. de (org) Construindo o saber- metodologia científica:
fundamentos e técnicas. Campinas: Papirus, 1994.
CERVO, A L. e BERVIAN, P. A . Metodologia científica. São Paulo: Makron Bools, 1996.
FARIA, Ana Cristina; CUNHA, Ivan da; FELIPE, Yone Xavier . Manual Prático para
elaboração de monografias: Trabalhos de Conclusão de Curso, Dissertações e Teses. Petrópolis:
Vozes, 2007.
ECO, Umberto. Como se faz uma tese – metodologia. São Paulo: Perspectiva, 2003.
GALLIANO, A Guilherme. O método científico – teoria e prática. São Paulo: Editora Harbra
Ltda, 1986.
KOCHE, José Carlos. Fundamentos da metodologia Científica: teoria da ciência e prática da
pesquisa. 19.ed. Petrópolis: Vozes, 2001.
LAKATO, Eva Maria e MARCONI, Marina de Andrade. Técnicas de pesquisa. São Paulo: Atlas,
1982.
LIMA, Roberto Pastana Teixeira. Metodologia do trabalho Científico – manual de normatização
de trabalhos de Conclusão de Curso das faculdades Integradas de Amparo. Amparo, 2004.
Centro Universitário Amparense
UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇO, ENSINO E PESQUISA LTDA - UNISEPE
CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA
Rod. “João Beira” – SP 95 - KM 46,5 – Bairro Modelo – Caixa Postal 118 – CEP: 13905-529 – Amparo - SP
(19) 3907-9870 / 3807-7122 – e-mail: [email protected] – site: www.unifia.edu.br
MORAES, Irany Novah. Elaboração da pesquisa científica. Rio de Janeiro: Editora
Publicações Médicas, 1978.
de
PASSOS, Jeane dos Reis, VIEIRA, Simone Maria do Prado, ROKICKI, Cristiane Camizão
(organizadores). Guia de normalização de monografias, dissertações e teses para alunos das
Faculdades SENAC. São Paulo: SENAC, 2003.
ROCHA, Ruth. Pesquisar e Aprender. São Paulo: Scipione, 1996.
SALOMON, Délcio Vieira. Como fazer uma monografia. São Paulo: Martins Fontes, 1991.
SALVADOR, Ângelo Domingos. Métodos e Técnicas de pesquisa bibliográfica. Porto Alegre:
Editora Sulina, 1986.
SANTOS, Gildenir Carolino. Manual de organização de referências e citações bibliográficas
para documentos impressos e eletrônicos. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2000.
SERAFINI, Maria Teresa. Como se faz um trabalho escolar – da escolha de um tema à
composição do texto. Lisboa: Editorial Presença, 1986.
SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Cortez, 2002.
TACHIZAWA, Takeshy e Mendes Gildásio.Como fazer monografia na prática.Rio de Janeiro:
editora Fundação Getúlio Vargas, 1999.
ZENGRAF, Maria Cristina. Manual de metodologia científica. Guia de estudos. Rio de Janeiro:
UCB, 1996.
Download

manual para a elaboração de trabalhos acadêmicos e