GENICES
SISTEMA DE ROTULAGEM
AMBIENTAL COORDENADO
INTERNACIONALMENTE
Guy Ladvocat – Fevereiro de 2010
GEN
QUEM É:
Associação sem fins
lucrativos de organizações
de rotulagem ambiental do tipo I.
Refere-se aos programas que
oferecem avaliação de 3a parte e
certificação de desempenho ambiental
com base no ciclo de vida.
Fundado em 1994 para melhorar,
promover e desenvolver a rotulagem
ambiental de produtos e serviços.
GEN
Global Ecolabelling Network – GEN
GEN - EVOLUÇÃO
EVOLUÇÃO:
Em 1997 iniciou um trabalho para melhor cooperação
e adotou os seguintes passos:
 Cooperação e intercâmbio de informações
 Construção da confiança mútua
 Reconhecimento mútuo de ensaios e verificações
 Critérios principais comuns
 Reconhecimento mútuo da certificação
COOPERAÇÃO E INTERCÂMBIO DE
INFORMAÇÕES
 Objetivos estratégicos
 Critérios de produtos
existentes
 Seleção de produtos e
metodologia de
desenvolvimento de critérios
 Estratégias de marketing
NÍVEL DE CONFORTO E COMPATIBILIDADE
ENTRE OS PROGRAMAS ENVOLVIDOS
CONSTRUÇÃO DA CONFIANÇA
MÚTUA
 Pré-requisito para a implantação de
um acordo de cooperação
 Alguns padrões de atuação
comuns devem estar em
funcionamento
 GEN adotou a ISO 14024 como o
código de boas práticas
 Os programas devem ter
condições de demonstrar
conformidade com o código de
boas práticas do GEN
RECONHECIMENTO MÚTUO DE ENSAIOS
E VERIFICAÇÕES
 Pode ser implementado
após o estabelecimento da
confiança mútua (ITEM
IMPORTANTE)
 Não depende de critérios
similares entre os
programas
 Substancial economia para
o fabricante
CRITÉRIOS PRINCIPAIS
COMUNS
 Pode ser que nem todos os
critérios sejam idênticos
 Equivalência e/ou harmonização
completa nem sempre será
possível ou desejável
 Os critérios mais importantes
devem ser comuns – CRITÉRIOS
PRINCIPAIS COMUNS
 Processo de certificação mais
simples e barato
Critérios
Principais
Comuns
RECONHECIMENTO MÚTUO
DA CERTIFICAÇÃO
 Pode ocorrer mesmo sem
critérios principais comuns
 Direitos de certificação
podem ser delegados
 Normalmente simplifica
muito o processo,
principalmente se é
previsto verificações no
fabricante
GENICES
O QUE É:
Sistema GEN de Rotulagem Ambiental Coordenado
Internacionalmente.
PRINCIPAIS DIRETRIZES:
• Mecanismo para cooperação e colaboração em certificação de produtos, desenvolvimento e revisão de critérios
• A participação é voluntária e aberta, mas apenas para
Organizações membros do GEN.
• Metodologia formal para alcançar a confiança mútua multilateral (MMT).
• Metodologia formal para desenvolvimento de critérios comuns, revisão e
adoção.
• GENICES tem prazo indefinido de validade, mas deve continuar a evoluir.
Processo de avaliação por
pares - QUEM
JUNTA DE DIRETORES DO GEN
COMITÊ DE REVISÃO
POR PARES
• Membros voluntários
indicados pela junta
• Responsável pela
revisão das
candidaturas e
acompanhamento do
processo
CONSELHO DE
REVISÃO POR
PARES
• Formado do comitê,
lida diretamente com
os processos de
candidaturas
Nenhum
membro do
comitê pode
participar da
avaliação de
sua própria
organização
Processo de avaliação por
pares - GENICES
Candidatura
PROCEDIMENTO
Sist. de Gestão
Operação do
Programa
Avaliação por
pares (1)
Auditoria local
Procedimentos
Normas
Ações corretivas
Avaliação por
pares (2)
Relatórios,
auditoria,
Certificado
AVALIAÇÃO POR PARES - BOAS PRÁTICAS
ITENS QUE SERÃO AVALIADOS - PROJETO, GESTÃO, ÁREAS OPERACIONAIS
1. Seleção das categorias de
produtos
2. Desenvolvimento dos
critérios
3. Consultas
4. Conformidade e verificação
5. Transparência
6. Acessibilidade
7. Registro e publicação
8. Evitando o conflito de
interesses
9. Custos e honorários
10. Confidencialidade
11. Reconhecimento mútuo
12. Aspectos de comércio
internacional
13. Imparcialidade
14. Qualificação de auditores e do
staff
15. Sistema de gestão da
qualidade
Documentação para a candidatura:
Descrever como o programa
funciona em relação a cada item
Fornecer evidência suficiente
deste funcionamento
RECONHECIMENTO MÚTUO
PROCEDIMENTO
DESCRIÇÃO
Relatório de avaliação inicial
Informações técnicas e tendência global, análise
inicial de ciclo de vida, critérios existentes
Determinação do escopo do
produto
Determinar todas as categorias de subprodutos
cobertas
Identificar elementos chave
Classificar os elementos dos critérios existentes
em “chaves” e “não chaves”
Desenvolver especificações
detalhadas
Determinar as especificações/requisitos para
cada elemento chave
Determinar métodos de
verificação
Determinar os ensaios e os métodos de
verificação para cada especificação
Submeter o relatório de critérios completo,
Completar os critérios chave
encorajar a adoção e os acordos de
comuns e propor plano de ação
reconhecimento mútuo
Resumo do processo
PREPARAÇÃO DO
SISTEMA/
PROGRAMAS
SUBMISSÃO DA
CANDIDATURA
AVALIAÇÃO DA
DOCUMENTAÇÃO
AUDITORIA NO
LOCAL
DESENVOLVIMENTO
DE CRITÉRIOS
COMUNS
ELABORAÇÃO DOS
RELATÓRIOS
EMISSÃO DO
CERTIFICADO
ASSINATURA DE
ACORDOS DE
RECONHECIMENTO
MÚTUO
http://www.fgv.br/ces/cs/
Qualidade Ambiental ABNT
OBRIGADO
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS - ABNT
www.abnt.org.br/rotulo
Contatos: Guy Ladvocat (55.21.3974-2306)/ Antonio Parente (55.11.3017-3626)
guy.ladvocat@abnt.org.br / antonio.parente@abnt.org.br
Download

GEN QUEM É