A história dos partidos
políticos no Brasil
Felipe B. Macedo
Para que serve um partido político?
Vocês simpatizam com algum
partido político?
O que é preciso para fundar um
partido político?
Partidos Políticos no Império
●
●
●
●
●
Liberais X Conservadores
Voto censitário e 4 poderes. Uma Monarquia
Constitucional
Ideologias bastante semelhantes, diferença
“apenas”
quanto
à
centralização
ou
regionalização do poder
Os Conservadores, por serem oligarcas mais
próximos ao Imperador, pregavam maior
centralização, enquanto os Liberais, líderes
políticos locais, queriam a descentralização
Clubes Republicanos
Partidos Políticos na 1ª República
●
●
●
●
A vitória do regionalismo, caciques políticos no
poder
Os clubes republicanos passam a ser partidos
(PRP, PRM, PRR, PRF...)
Apesar de República, permanecia a oligarquia.
Valia o “voto de cabresto”, que era aberto, além
de analfabetos, mulheres, praças e religiosos
não votarem
República do “Café com leite”
Revista Careta, 1927. De Alfredo Storni
A Revolução de 1930 e a “Era
Vargas”
●
●
●
A Aliança Liberal, um grupo heterogêneo
(tenentes, oligarquias dissidentes, profissionais
liberais, trabalhadores urbanos)
De 30 a 33 → Governo Provisório
interventorias: Congresso fechado
e
Revolta Constitucionalista de 1932: derrota
militar e vitória política
●
Constituição de 1934
●
Intentona Comunista de 1935
●
Plano Cohen 1937
Cerimônia de cremação das Bandeiras Estaduais
http://www.youtube.com/watch?v=xKoh2n1OTo4
A experiência democrática e os
partidos políticos (1945-1964)
●
●
●
●
Apenas três partidos tinham efetivamente
abrangência nacional, apesar de inúmeros
outros partidos formados nessa época
A figura de Vargas não cabia em um só partido,
seus aliados se reuniram em duas frentes: PTB
e PSD
O PTB, apesar de começar como força menor,
foi ganhando expressividade ao longo do
período
O partido “anti-Vargas”: a UDN (antiga UDB),
de oposição democrática à aspiração golpista e
O Golpe de 1964 e o bipartidarismo
do Regime Militar
●
●
●
●
●
A polarização política e o Golpe
Derrota nas eleições estaduais de 1965 e o
fortalecimento da “linha dura”
O AI-2, as eleições indiretas para o executivo e
o bipartidarismo: MDB e ARENA, o partido do
“sim” e o do “sim, senhor”
ARENA domina durante o período do “milagre
econômico”, mas vai perdendo força em
meados da década de 1970, o bipartidarismo
fica cada vez mais ameaçado
A transição “lenta, gradual e segura” e a volta
De 1979 a 1988: transição “lenta,
gradual e segura”
●
●
●
●
●
A transição “lenta, gradual e segura” e a volta
do pluripartidarismo (1979): PDS, PMDB, PP,
PTB e PT, além do PDT de Brizola
1985, novas leis, novos
pluripartidarismo aumenta
partidos,
o
1988, surgem mais legendas
Como é a formação de partidos segundo a
Constituição de 1988?
http://www.tse.jus.br/institucional/escolajudiciaria-eleitoral/revistas-da-
Download

2013.2 Felipe Macedo - Aula Partidos Políticos