Sistemas de Saúde no Mundo
Cesar Vieira
Consultor Técnico da FMDH
[email protected]
Seminário Estadual sobre a Questão da Saúde
FUNDAMIG - AHMG - Unimed-BH - BI Social Quaresma - Instituto Mário Penna
Belo Horizonte 23/06/09
Introdução

Elementos Essenciais do Sistema de Saúde

O Sistema de Saúde no Mundo
• Estrutura
• Financiamento
• Recursos Humanos

Lições para o Brasil

Referências
Uma Tendência Inevitável: Aumento da
Demanda de Atenção à Saúde
• Transição demográfica
• Redução da natalidade e da mortalidade
• Aumento da expectativa de vida
• Aumento da urbanização
• Transição epidemiológica
• Doenças transmissíveis
crônicas
• Transição de gênero no mercado de trabalho
• Sociedade mais informada sobre a saúde
Elementos Essenciais do Sistema de Saúde
macro-contexto
I
II sociedade
impostos
seguros
gasto direto
financiadores
III
serviços
produtos
estado
prestadores
pagamento:
salário
unidade
pacote
Sistemas de Saúde no Mundo
$ pub
pub Cuba
Albânia
Inglaterra
Portugal
Rússia
$ pub
pri
Argentina
Canadá
França
Uruguai
$ pri
pub
India
México
Nicarágua
Brasil
China
EUA
Venezuela
$ pri
pri
OPS/OMS
Sistema de Saúde Holandês*
Componente III
3% GNS
Componente II
53% GNS
Componente I
41% GNS
Seguro de Saúde Suplementar
Voluntário
Seguro Público
63% população
Seguro Privado
30% população
Seguro para despesas excepcionais
100% população
* Mais 3% de outras fontes
WHO/EURO
Uso provável dos sub-sistemas de saúde
no Brasil por nível de renda
Renda
SUS
SSS
Gasto direto
Baixa
APS, média e alta
complexidade
---
Medicamentos
Complemento ao SUS
Média
Alta complexidade
APS
Média complexidade
Medicamentos
Complemento ao SSS
Alta
Alta complexidade
APS
Média complexidade
Muito uso
WHO
Gasto Nacional em Saúde: Brasil, Américas e Mundo, 2004
Região/País
% GMS
GNS/PIB
1.779
37,5
11,3
2.021
47/53
92
1,9
10,3
2.875
71/29
1.409
29,7
13,1
4.791
45/55
278
5,9
6,8
501
48/52
U. E.
1.217
25,7
9,6
2.488
74/26
Mundo
4.741
100.0
7,0
530
58/42
99
2,1
8.0
586
49/51
Américas
Canadá
EUA
AL/Caribe
Brasil
GNS*
* Em US$ bilhões
GNS/POP** Pub/Priv
** Em US$
OPS/OMS
Sistemas de Saúde por tipo de Financiamento

Beveridgeanos: impostos

Bismarkianos: seguros
• Inglaterra
• Alemanha
• Espanha
• França
• Portugal
• Japão
• Rússia
• Holanda
• Canadá
• Suiça
• EUA: Medicaid
• EUA: Medicare
• Brasil: SUS
• Brasil: SSS
% do gasto familiar destinado à saúde por quintil de renda,
países da América Latina, 1994-1999
País
Total
I
II
III
IV
V
Argentina
8.6
9.2
8.6
7.8
8.2
9.0
Brasil
6.5
8.3
6.5
6.9
7.1
6.3
México
2.9
3.7
3.3
3.3
2.9
2.8
Uruguai
13.0
11.0
14.0
15.0
13.0
11.0
América Latina
6.0
7.3
6.2
6.2
6.2
5.9
OPS/OMS
Esquema de operação dos 5.747 hospitais dos EUA, 2007
25,2%
1484
47,9%
2755
26,9%
Sistema
Rede
Outros
1508
Sistema: multi-hospitalar ou singular diversificado
Rede: prestadores de serviços diversos à comunidade
AHA
P4P: Incentivos financeiros do Medicaid
Incentivos
Exemplos
Pagamento/participação
GT sobre qualidade da atenção
Pagamento/processo
Gratificação por mamograma agendado
Bônus por resultado
Gratificação por mamograma realizado
Taxas 2o performance
105% caso seja melhor que outras
Compensação em risco
Reajuste adiado até alcance de média
Co-participação variada
Paciente livre de co-pagamento
CHCS
P4P: Incentivos não-financeiros do Medicaid
Incentivos
Exemplos
Perfil de performance
% mamografias comparada no estado
Reconhecimento
% mamografias em página web
Assistência técnica
Ajuda para aumentar % de mamografias
Sanções de prática
Novos pacientes só com melhor serviço
Auto-referência
Novos pacientes só se o serviço for bom
Menos requisitos
Auditoria bienal em vez de anual
CHCS
WHO
WHO
WHO
Remuneração dos GP em países europeus, 2004
Pagamento
Países
Misto por paciente
Austria, Dinamarca, Itália, Inglaterra, Rep. Checa
Misto por sistema
Eslovênia, Espanha, Finlândia, Hungria, Suécia
Misto por nível do GP
Holanda
Misto – GP & sistema
Portugal
Unidade de serviço
Alemanha, Bélgica, França, Luxemburgo
Salário
Grécia
Capitação
Polônia
Saltman
Um exemplo de controle de qualidade da atenção
• Pacientes atendidos por grupo diagnóstico
• Serviços prestados por número de pacientes
• Custo mensal de determinados serviços
• Sumário de prescrições por classe de medicamentos
• Resultados e metas semestrais & anuais
• Emergências
• Consultas
• Prescrições
• Exames especializados
• Hospitalizações
• Catastróficos
• Interação & queixas dos pacientes
BCBS/FL
Lições para o Brasil

Reduzir as iniqüidades do sistema de saúde brasileiro

Incentivar o desempenho e os resultados do SS

Buscar uma melhor coordenação entre o SUS e o SSS

Diálogo e negociação com a sociedade e outros setores

Diálogo e concertação entre os segmentos do setor

Intercâmbio de experiência e cooperação internacional
Referências
• ANS, www.ans.gov.br
• OPS/OMS, Salud en las Américas, 2002, www.paho.org
• OPS/OMS, Saúde nas Américas, 2007, www.opas.org.br
• Chile, Superintendencia de Salud, www.supersalud.cl
• WHO/EURO: www.euro.who.int
• BlueCross BlueShields of Florida, www.bcbsfl.com
• New York Times, 08/13/07, www.nytimes.org
• OPS/OMS, Salud en las Américas, 2002, www.paho.org
• OPS/OMS, Saúde nas Américas, 2007, www.opas.org.br
• Saltman, RB et al, Primary care in the driver's seat? www.euro.who.int
• WHO, World Health Report 2000 and 2006, www.who.int
• WHO-WTO, WTO Agreements and Public Health, 2002, www.who.int
Download

Seminário Estadual Sobre a Questão da Saúde