OCORRÊNCIA DE BARATAS (BLATTODEA) PRAGAS EM
AMBIENTE INTERNO DE HOSPITAL, CÁCERES, MATO
GROSSO (MT), BRASIL.
Márcio da Cruz Leite
1
(1)
; Arno Rieder
(2)
Acadêmico do curso de Ciências
Biológicas – UNEMAT. Campus Universitário de
Cáceres-MT. e-mail :
[email protected] ; 2 Professor Orientador, Deptº de Matemática,CUC, UNEMAT, Cáceres – MT, Brasil, e-mail:
[email protected]
Resumo:
As baratas são insetos da ordem Blattodea, apresentam uma grande
diversidade, chegando a 4000 espécies aproximadamente. Podem causar danos,
matérias e à saúde. Estudou-se aspectos da ocorrência de espécies de baratas em
ambiente interno de Unidade de Saúde (US),”setor nutrição” em duas
épocas(dezembro/2007 e junho/2008) em Cáceres, Mato-Grosso(MT), Brasil. Esse
trabalho é parte do projeto Pragas em ambientes de Cáceres: importância e controle
das mesmas (grupo de pesquisa CNPq :Pragas domésticas em MT) . Foram
efetuadas 4 capturas durante duas semanas, em dois horários; registrou-se em
questionários-guias: caracterização do ambiente adjacente a interface e o fluxo. Os
aspectos da ocorrência estudada foram: habitat, origens, fluxos e medidas de
controle utilizadas. As baratas foram capturadas em armadilhas com isca (pão,
cerveja e sardinha) em recipientes com vaselina nas bordas. Em dezembro/2007,
foram capturadas grandes quantidades de baratas tanto no interior como nas
adjacências da nutrição. As amostras coletadas no interior do setor foram baratas
popularmente conhecidas como alemã ou paulistinha (Blatella germânica). Também
houve presença de baratas de esgoto ou voadora (Periplaneta americana), nas
adjacências de acesso. Entretanto, em junho/2008 não se observou a presença de
baratas. A grande ocorrência de baratas em dezembro/2007 pode ter sido favorecida
com condições do ambiente alvo: abundância de restos alimentares; frestas de
portas internas abertas para meio externo; rachaduras; umidades em paredes; ralos
abertos; armários em MDF; caixas de papelões encontradas em dispensas;
ineficácia do controle químico relacionada a possíveis resistências adquirida. Estes
meios propiciaram a explosão populacional das baratas. No entanto em junho/2008
não observou-se a presença, nem mesmo vestígios, de baratas. Porém constatou-se
alguns fatores interferentes modificados como: fresta de portas para meio externo
vedadas; ralos fechados; lixeiras tampadas; ambiente aparentemente limpo; trocas
periódicas de embalagens para estocagem na dispensa. Estes fatores podem ter
contribuindo de modo decisivo junto com o esquema de controle químico realizados
periodicamente no 1º semestre/2008. Em dezembro/2007 observou-se também uma
intensa ação das baratas principalmente no período noturno, comprometendo a
qualidade do funcionamento deste setor, podendo ter havido contaminação de
utensílios de cozinha. Assim sendo, as espécies ocorrentes na nutrição e
adjacências da US em dezembro/2007 foram a Blatella germânica e Periplaneta
americana e em junho/2008 não foram constadas ocorrências. Portanto o ambiente
alvo de baratas na nutrição e adjacências sofreu alterações de dezembro/2007 para
junho/2008, as baratas estiveram intensamente presentes e ativas, em
dezembro/2007 e ausentes em junho/2008. Estes resultados propiciam subsídios ao
entendimento da importância e dinâmica de pragas em unidades de saúde (US),
com vistas à melhoria da qualidade dos serviços de saúde, em especial à infecção
hospitalar.
Palavra chave: Barata, Ambiente, Nutrição,Ocorrência, Saúde.
Download

Resumo - Unemat