Quinta-feira
Ano XVIII w
NATAL-RN, 15 DE JANEIRO DE 2015 w Nº 5.137
R$ 2,00 w jornaldehoje.com.br
José Aldenir
> CORREDORES LOTADOS
ROBINSON FAZ VISITA
SURPRESA AO WALFREDO
GURGEL: “É MUITO PIOR
DO QUE EU PENSAVA”
ACOMPANHADO DO SECRETÁRIO RICARDO LAGRECA, GOVERNADOR ROBINSON
FARIA CONVERSOU COM PACIENTES E MOSTROU PREOCUPAÇÃO COM O QUE VIU
CIDADE 6
> CRISE FINANCEIRA
> DO PSOL
> EXPECTATIVA POSITIVA
Antecessores foram
“omissos” com Dívida
Ativa, diz governador
Vereador deve sofrer
processo na comissão
de ética da Câmara
Fiart receberá 80 mil
pessoas e movimentará
R$ 9 milhões em 10 dias
POLÍTICA 3
POLÍTICA 4
CIDADE 8
José Aldenir
ESCREVEM ARTIGOS
NA EDIÇÃO DE HOJE
É preciso muita paciência para tirar uma carteira de identidade na Central do Cidadão do Alecrim. Filas são formadas desde as primeiras horas do dia
Elviro Rebouças
Nelson Freire
Nivaldo Ferreira da Silva
Valério Mesquita
Fernando Roberto
João Medeiros Filho
> FILAS E PACIÊNCIA
USUÁRIOS ENFRENTAM CAOS NA
CENTRAL DO CIDADÃO DO ALECRIM
OPINIÃO - Página 2
POLÍTICA 3
Tulio
Lemos
Marcos
A. de Sá
Daniela
Freire
Alex
Medeiros
Ciro Marques
Rubens
Lemos
Página 13
Página 16
Taciana Chiquetti
(Interino)
(Interina)
Página 3
Página 7
w Ex-secretário de Saúde tenta
manter indicação de cargos de
chefia na gestão Robinson.
INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,62
Dólar turismo
Dólar/Real
Vicente
Serejo
R$ 2,69
R$ 2,62
w Redução do ICMS do
querosene de aviação deverá
reanimar setor imobiliário.
Euro x real
R$ 3,04
Poupança 0,50%/0,41%
Taxa Selic
11,25%
Página 12
Página 11
w Auditoria do TCE sobre
compra de prédio pelo MP tem
cheio de sofá na sala no parquet.
EMAIL REDAÇÃO:
w “Mensalinho” do vereador
Marcos do PSOL gera
comentários e ironias.
jornalismo@jornaldehoje.com.br
ACESSE SITE:
w A prioridade do país inzoneiro
é repatriar suas ararinhas azuis
que estão no Qatar.
www.jornaldehoje.com.br
SIGA-NOS NO TWITTER:
w Goleiro campeão pelo
ABC em 1993 avaliza
contratação de Saulo.
@jornaldehoje
TOTAL DE PÁGINAS
NESTA EDIÇÃO
16
CMYK
2 O Jornal de HOJE
Artigo
Opinião
Natal, 15 de janeiro de 2015
ELVIRO REBOUÇAS, economista e empresário
Hoje, 30 anos depois,
lembranças do doutor Tancredo
e da “Nova República”
O tempo passa rápido, mas tem episódios dos quais nunca
agente se esquece. Você leitor, principalmente se já passou pelo
cabo da boa esperança dos 40 anos de idade, deve lembrar-se da
epopéia que vivemos em 1984, com a emenda parlamentar do notável Deputado Dante de Oliveira (MT), que incluía na Constituição Federal o imediato retorno das eleições diretas para Presidente e Vice-Presidente da República. Apesar do alarido popular, a Proposta de Emenda Constitucional foi rejeitada pela Câmara dos Deputados no dia 25 de abril de 1984. Por se tratar de
uma emenda constitucional, era necessário votos favoráveis de
dois terços da Casa (320 deputados) para que a Proposta seguisse ao Senado. O resultado da votação foi: 298 deputados a favor;
65 contra; 3 abstenções e 113 ausências ao plenário. Antes da votação, passeatas com mais de um milhão de pessoas reunidas
varreram o País, como no Rio de Janeiro e em São Paulo, o povo
todo, mais de 300 mil eleitores nas ruas do Recife, Belo Horizonte, Porto Alegre, Manaus, Vitória, Salvador e Curitiba pedindo pelo fim da ditadura militar. Líderes verdadeiros como Tancredo de Almeida Neves e Ulisses Guimarães, coadjuvados por
um intrépido Leonel de Moura Brizola, o menestrel das Alagoas
Teotônio Vilela, o orador das massas e líder do PMDB na Câmara, Mário Covas, a inteligência e o entusiasmo de José Serra, de
Freitas Nobre, o carisma de Marcos Freire, o equilíbrio de Humberto Lucena, a lealdade de Jarbas Vasconcelos, as reservas morais de Pedro Simon, Paulo Brossard, José Aparecido de Oliveira e de Franco Montoro, o campineiro campeão de votos Orestes Quércia, o intelectual estadista Fernando Henrique Cardoso,
a segurança de Alberto Goldman, o gracejador Roberto Cardoso Alves, os líderes incontestes Íris Rezende, Alencar Furtado e
o norte-rio-grandense brilhante Aluízio Alves, o diplomata Severo Gomes, Itamar Franco, José Fragelli, Nelson Carneiro, Amaral Peixoto, Wellington Moreira Franco ,Arthur Virgílio Neto, o
mitológico cearense que Pernambuco adotou Miguel Arraes, o carismático líder metalúrgico e Presidente do PT Luiz Inácio Lula
da Silva, os decididos e corajosos Roberto Freire, Thales Ramalho, Francisco Pinto, José Richa, Álvaro Dias, Paes de Andrade,
Chagas Vasconcelos e tantos outros. Aí coube ao também mineiro Aureliano Chaves (Líder da dissensão governista e Vice-Presidente da República, no governo do Gal. João Figueiredo), bradar altaneiro sua inconformidade com a candidatura de Maluf,
que havia vencido o Cel. Mário Andreazza na disputa interna no
PDS, e passou Aureliano para o movimento democrático e popular mais cristalino que sacodiu o Brasil nos últimos 50 anos.
Sendo frustrado o sonho das Diretas Já, coube ao conciliador de
São João del Rey, Tancredo Neves, reunir todos e criar a Aliança Democrática para, mesmo em um colégio eleitoral imposto pela
ditadura militar para ser feita a vontade dos déspotas , disputar,
convocando a brasilidade de cada um, e vencer a eleição presidencial em 15.01.1985, marcando o ponto final dos anos de chumbo iniciados em 1964. Para isto o PMDB contou com o Partido
da Frente Liberal (PFL), criado com precípua finalidade do acordo, tendo seus expoentes saídos dos hostes do próprio governo
militar, dissidentes à candidatura de Paulo Maluf. Aí, por justiça, foi considerável a participação de José Sarney, Marco Antônio Maciel, Antônio Carlos Magalhães, Jorge Bornhausen, Guilherme Palmeira, João Calmon, Cláudio Lembo, Ney Braga, o
então governador do Rio Grande do Norte, José Agripino Maia,
Roberto Magalhães, Antônio Carlos Valadares, João Alves, Albano Franco, dentre muitos outros. Depois de percorrer todo o
Brasil, arrebanhando multidões favoráveis a sua eleição, Tancredo, com José Sarney como candidato a Vice-Presidente, chega
vitorioso ao dia 15.01.1985. Sorridente, Tancredo Neves ajeita a
gravata enquanto o assessor e futuro ministro Mauro Salles aguarda com o telefone na mão. Do outro lado da linha, o presidente
João Figueiredo. Políticos, seguranças e jornalistas se acotovelam para ouvir o telefonema que marca o fim do regime militar.
Era 15 de janeiro de 1985. Tancredo, do PMDB, havia acabado
de ser eleito indiretamente presidente da República. Chovia forte
em Brasília; e o público se abriga sob uma bandeira nacional de
250 metros quadrados nos jardins do Congresso. Outros, mais animados, escalam a cúpula de concreto, a chamada chapelaria do
Congresso. É a festa da "Nova República", termo cunhado pelo
próprio Tancredo em seu discurso de vitória, e que hoje completa 30 anos. "Que o senhor consiga dar ao povo brasileiro tudo aquilo que ele deseja e merece", diz o general ao presidente eleito,
que nunca chegou a tomar posse. Numa sessão que durou três
horas e meia, o Colégio Eleitoral escolheu Tancredo por 480
votos, contra 180 do candidato Paulo Maluf, do PDS. Maluf vê
166 deputados de seu partido votarem no PMDB. Sob gritos de
"traidor" por parte dos malufistas, o líder do governo, Nelson Marchezan, abstém-se. Maluf encara a derrota, ignora as vaias e,
diante das câmeras, abraça carinhosamente Tancredo, parabenizando-o pelo sucesso. Nas praças das capitais, o público delira
com o resultado, que já era esperado. O voto que garantiu a maioria a Tancredo é o de número 344 e vem do deputado João Cunha,
do PMDB, de São Paulo, ele foi enfático "Tenho a honra de dizer
que o meu voto enterra a ditadura funesta que infelicitou a minha
pátria". Na bancada do PT, os oito deputados haviam rachado sobre
a determinação da legenda de se abster da votação. Dos oito, três
se rebelaram e votaram em Tancredo, um deles o deputado Ayrton Soares, líder da bancada na Câmara. Ele, Bete Mendes e José
Eudes foram expulsos, num erro crasso petista, ainda hoje de
todo não absorvido pela sociedade e um feito contra a democracia. Eleito, Tancredo mostra em seu discurso como agiu desde a
campanha das "Diretas Já", no ano anterior, para a transição pacífica. Sem alusões aos tempos sombrios do regime militar, Tancredo fala do futuro, de um pacto democrático e da importância
da Constituinte que estava por vir. Elogia as Forças Armadas por
"sua decisão de se manterem alheias ao processo político". No
discurso, que teria contado com a ajuda do escritor Mauro Santayanna, Tancredo diz também que a vitória era esperada sem surpresas. Só aceitou assumir a candidatura quando houve a dissidência no PDS, que nos deu a esperança objetiva de ganhar a eleição. Tancredo conhecia o Congresso tanto quanto seu próprio rosto.
Hoje, 30 anos mais velho, lembro-me que acompanhei a eleição, torcendo ardentemente pela redemocratização tardia, no dia
15 de janeiro de 1985 assistí pela TV ao vivo, do meu gabinete
no então Banco Mossoró. Hoje, eu digo que valeu. Embora Doutor Tancredo, eleito Presidente, só tenha subido à rampa do Palácio do Planalto, morto e envolto nos braços do povo, dentro do
seu caixão funerário, ficou na nossa consciência, aquela frase que
varreu o Brasil, de norte a sul, e que nunca mais será esquecida:
"TANCREDO PRESIDENTE/ O POVO UNIDO JAMAIS
SERÁ VENCIDO".
Artigo
Quinta-feira
Artigo
NELSON FREIRE, economista, jornalista e bacharel em Direito
Água mole em pedra dura
Nem sempre eu escrevo completamente
tudo o que penso sobre alguns determinados
assuntos. E isso não se deve a nenhum ataque
de medo ou de autocensura. É apenas uma
providencial preocupação para evitar desdobramentos desnecessários e belicosos sobre
o tema abordado na ocasião. Porque todos
nós sabemos que a cada ação corresponde
uma reação, como nos foi ensinado nos primeiros estudos da Física. E que às vezes essas
reações ocorrem até de forma desproporcional ao que as originaram.
Eu só vou à exaustão no tratamento e na
discussão de um assunto polêmico quando
percebo que isso é imprescindível. E que uma
abordagem mais incisiva sobre ele pode acarretar algo de bom e concreto para a coletividade. E influenciar de forma positiva o contexto onde eu estou inserido. Com isso mudando posturas e comportamentos para melhor,
alertando e clamando por alteração de procedimentos e condutas, seja em que área for e
através de quem quer que seja.
Como ao longo de vários meses, por
Artigo
exemplo, quando questionei muito sobre a
violência em Natal e no Estado. E foram tantas as cobranças, que passei a ser convidado
a participar de muitos eventos que trataram do
tema Segurança Publica. Principalmente nos
últimos seis meses do ano passado. Como curioso da matéria e como jornalista cobrador.
Fui à exaustão, porém prometi a mim mesmo
não tocar mais nesse assunto por um bom
tempo, até para não me tornar chato.
Mesmo assim, eu não pude deixar de
ceder à última tentação de dizer en passant às
novas autoridades da área, que as primeiras
propostas apresentadas à população ainda
estão muito tímidas. Aquém da real necessidade da cidade e dos cidadãos. E que ainda
tem muito lugar sem policial nas ruas. Inclusive na orla marítima da cidade, como em
Areia Preta, onde recentemente o vice - governador foi vitima de assalto ao sair de uma
reunião de trabalho no apartamento do próprio
governador do estado.
Mas são muitos os outros problemas que
ocorrem em diversos setores e que clamam
pela atenção das nossas novas autoridades. E
que precisam ser ditos para gerarem solução.
Como por exemplo, o muro de contenção do
calçadão da Avenida Governador Silvio Pedroza, ameaçado de desmoronamento por falta
de manutenção. O assunto foi levado ao conhecimento do DER, que confirmou a necessidade urgente de recuperação, mas alegou
falta de recursos para efetuar a obra. O desmoronamento, se acontecer, terá a mesma repercussão da encosta da Rua Guanabara. Metade da avenida vai desaparecer.
Por isso a necessidade de se tratar de
problemas de vez em quando. Sem a acidez
da critica mordaz, mas com sensatez e a objetividade da reinvindicação. E a consciência de se estar contribuindo para melhorar a
cidade e a vida das pessoas. Esperando que
não se esteja apenas jogando palavras ao
vento e que no final, prevaleça o velho ditado: Agua mole em pedra dura, tanto bate até
que fura. Que assim seja.
NIVALDO FERREIRA DA SILVA , é professor aposentado do Instituto Federal de Educação Tecnológica do
Rio Grande do Norte. (silvanfeni@gmail.com)
Ultrapassando horizontes
Nasci em Laje-BA, uma pequena cidade
às margens do Rio Jiquiriçá, situada em um
vale verdejante e cercada por altos montes rochosos matizados, aqui e ali, com pequenas extensões de pasto para os animais e algumas árvores solitárias e seculares. Olhava para as
montanhas que cercavam a minha cidade, que
eram chamadas de horizonte, e imaginava que
nada existia além delas. Para mim o mundo
terminava ali.
Certa vez, acompanhado de meu pai, subi
um daqueles montes para irmos a um sitio de
sua propriedade. E qual não foi a minha surpresa! Após transpor a cume de uma daquelas montanhas - o meu horizonte - eu pude perceber que o mundo não terminava ali. Deparei-me com uma grande extensão de terra à
frente de meus olhos e o horizonte imaginário, que se constituía em meu limite anterior,
acabava de ser ultrapassado.
Os horizontes de nossa vida, também, se
superpõem na medida em que exercemos, no
tempo, os papéis para os quais fomos destacados. Nascemos, vivemos o lúdico da infância, estudamos, abraçamos uma profissão,
constituímos família, nos realizamos como
seres produtivos e, em seguida, fazemos jus
ao direito da aposentadoria. E a aposentadoria é um horizonte desconhecido e cheio de surpresas, na vida das pessoas, sobre o qual pretendo tecer alguns comentários.
Para se aposentar, o trabalhador precisa
cumprir o seu tempo de atividade no traba-
Artigo
lho, que é um meio salutar de interação com
o universo. Através do trabalho o homem e
a mulher exteriorizam a sua competência;
confirmam o seu caráter social, pela inserção no grupo; sentem-se úteis no processo
de transformação do mundo e da sociedade;
encontram respostas para as indagações sobre
a vida; experimentam satisfação; e se realizam na vida pessoal.
A aposentadoria deve ser entendida como
fruto da socialização do trabalho onde todos
dão a sua contribuição pessoal; como resultado da renovação dos quadros produtivos;
como reconhecimento da vitória alcançada;
e como prêmio pelo esforço despendido através dos anos.
Cada trabalhador deve se preparar, para
ultrapassar o horizonte da aposentadoria planejando, com antecedência, para não ser surpreendido. O planejamento não é uma fórmula igual para todas as pessoas, mas deve conter, necessariamente, alguns requisitos básicos
e norteadores: 1) estabelecer um período de
transição; 2) organizar as finanças; 3) reduzir
as ambições sem abandonar os sonhos; 4) cuidar do corpo para compensar os desgastes da
idade; 6) elaborar programação anual com
previsão de aquisições, viagens e doações; 7)
dedicar-se à leitura; 8) enveredar pelos caminhos da informática para estabelecer um maior
número de contatos e usufruir os benefícios
da modernidade; 9) extirpar qualquer tipo de
mágoa que tenha guardada no coração; 10)
abrir a guarda da presunção para aprender
mais com a juventude; 11) aceitar a premissa
do ócio criativo e curtir a felicidade; 12) valorizar as pequenas coisas; 13) e fazer novos
amigos.
Esse é o horizonte que, com inteligência
e criatividade, precisamos compreender, ultrapassar e aproveitar. Na aposentadoria não
deixamos de trabalhar, apenas mudamos de
uniforme. Ser aposentado não se constitui em
nenhuma desonra e o aposentado não deve se
sentir um peso para a sociedade, pois até Deus
descansou depois de ter realizado a sua tarefa de criação.
A preparação para viver esse novo tempo
tem início enquanto estamos engajados no
mundo do trabalho: fazendo o melhor que sabemos e podemos fazer; planejando a nossa
inserção em um ambiente acelerado e dinâmico; vivendo experiências inovadoras; compensando desacertos; aprimorando a percepção das oportunidades; e construindo alicerces capazes de sustentar a estrutura da vida,
hoje e amanhã.
O trabalhador se aposenta para continuar usufruindo da vida, para aproveitar melhor os tesouros que a natureza oferece. Orgulhe-se de ser aposentado. Trabalhou para
isso durante um vasto período de sua existência. E àqueles que dizem que os aposentados não vão ser felizes por não suportarem
viver sem o trabalho formal, mande-lhes um
recado: inveja é pecado!
VALÉRIO MESQUITA, escritor (mesquita.valerio@gmail.com)
Babados e Fagulhas
De João Pereira, saudoso e folclórico
ex-prefeito de Patu, recebi de Alberto Bezerril o causo que se segue. João Pereira tinha
que fazer o calçamento de determinada rua
e para tanto, resolveu ouvir a opinião do
povo. Uns optavam pelo calçamento à paralelepípedo, enquanto outros, pretendiam que
fosse asfaltada. Depois de muito debate a
rua foi finalmente asfaltada. Na inauguração, João no palanque, pegou o microfone
e iniciou seu discurso dizendo que aquele benefício à população patuense havia lhe dado
muita dor de cabeça e noites indormidas.
Por fim, arrematou: "Eu ficava numa dúvida danada diante das opiniões sobre a benfeitoria da rua, não sabia se "asfartava" ou
se "paralelepipeidava"...". Riso geral.
Do amigo Joaquim Tavares, chegou-me
um depoimento de quando morou na avenida 02, "Presidente Quaresma", durante 10
anos. O seu vizinho, era um senhor chamado Elói, funcionário do DNOCS. Foi à época
que nasceu a "SUDENE". Um dia conversando com ele, disse que estava muito apreensivo, no que foi perguntado: "Por que seu
Eloi?". Ele respondeu: "Tá vindo uma tal de
"FUDENE" que vai acabar com o DNOCS".
Artigo
O professor Vingt-Un Rosado sempre
ligou-se à educação e a cultura. Um dia alguém sugeriu: "Vingt-Un, você está esquecendo de viver". O mestre respondeu: "Engano seu. Minha vida é essa". Os tempos
mudaram, o reino político do clã sentia-se
abalado. Lembraram o nome do mestre como
a grande solução para a campanha que se
aproximava. Vingt-Un, preenchia todos os requisitos. Eis que surge no tabuleiro político
e de lado aposto, Aluízio Alves com o seu
candidato. Não deu outra: o professor perdeu a campanha. Passados alguns dias, VingtUn confinado em sua biblioteca, só queria
esquecer a má fadada campanha. Um amigo,
abrindo a cortina do silêncio falou: "Desperta Vingt-Un! Vai ficar aí nesse degredo
sozinho, morrendo aos poucos homem?". O
velho mestre agradecendo a visita, respondeu: "Meu filho, como disse Ariano Suassuna, quem gosta de ler, não morre só!".
O major Theodorico Bezerra era na verdade um professor da escola da vida. Em alguns instantes de conversa, o interlocutor
aprendia e sem saber ensinava, isso porque
o "majó" guardava tudo que ouvia, em sua
cachola. Querendo dar uma do "pavão mis-
terioso", Theodorico planejou um giro pelo
velho mundo, após eleito pelo povo. "Quero
vê tudo o que tem por ai". "Foi uma viagem
inesquecível. O mundo lá fora é outro
mundo!", comentava o velho líder cercado
de curiosos, com perguntas mil. Alguém indagou: ""Majó"", diga ai qual o melhor dessa
viagem para o senhor?". Theodorico meio
sorridente respondeu: "Um dia me disseram
e eu confirmo agora para você: o melhor de
qualquer viagem é sempre está de volta".
O monsenhor Walfredo Gurgel saía do
governo com o propósito de não querer mais
nada com a política. Nesse campo, afirmava: "Eu já vi de tudo". Um velho amigo, resolveu indagar: "Que tal arriscar uma campanha para o senado? O senhor tem o perfil
e cacife para isso. Reflita. Vamos amadurecer essa idéia!". O padre sempre pensando
além, respondeu: "Não meu filho. Eu não
penso como você. Penso que nunca se mente
tanto como antes de uma eleição, durante
uma guerra e depois de uma caçada...". O
monsenhor diblara o pecado da tentação com
filosofia e humildade. Já havia sido deputado, vice-governador, senador e governador.
E no mais, havia elegido a rotina.
FERNANDO ROBERTO C. DE OLIVEIRA, assinante colaborador
Educação em números redondos
Cerca de seiscentos mil concorrentes do
ENEM obtiveram nota zero na prova de redação. Em números "redondos" de que se
trata na verdade, foram quinhentos e vinte
e nove mil.
Como tudo nessa vida tem seu lado "positivo", talvez seja a hora de mudar o nome
desse exame de Enem para Enada.
Se fizessem uma avaliação paralela nesta
oportunidade, sobre as condições alimentares
dessa garotada, seria apurado certamente que
muitos tinham aprendido os ensinamentos do
programa Fome de Zero.
Tai uma goleada pior do que a da Alemanha. É, meu amigo, no Enada é assim: escreveu -não- leu- o- pau- comeu.
E olhe, dizem, uma pequena quantidade,
cerca de quinhentos mil desses seiscentos, já
sabiam antecipadamente do tema da redação.
Não sei, sinceramente, se este número, percentualmente falando-se, representa algo importante no contexto educacional do Brasil.
Agora, mesmo apenas considerado absolutamente, seiscentos mil zeros se amarrados formariam uma corrente para ir, por
exemplo, à lua e voltar.
Nada de mais, afinal o sujeito que passa
dez anos estudando e não sabe fazer um o
com uma quenga, está mesmo no mundo
da lua.
Parabéns para a rapaziada aprovada que
sabe o bêabá. Foi a corrente negativa mais positiva das suas vidas.
Por último para zerar estas linhas, e para
não dizerem que não levo nada a sério, não
resta dúvida de que ideologicamente falando, foi zero a torto à direita e principalmente à esquerda.
O JORNAL DE HOJE recebe colaboração pelo correio (Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova - Natal-RN,
CEP 59056-570), por fax (0xx84 3221-5058) e por e-mail: artigos@jornaldehoje.com.br.
Pede-se que os textos sejam concisos e contenham nome completo, endereço e telefone.
O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de selecionar e publicar trechos.
JOÃO MEDEIROS FILHO, padre e
escritor (pe.medeiros@hotmail.com)
O celular, esse
inseparável
Tínhamos um colega de infância,
que não tirava o boné da cabeça por nenhum motivo. Brincávamos, dizendo
que era parte de seu corpo; por isso
mesmo, irremovível. Tornou-se integrante de sua indumentária e personalidade. Algo semelhante está acontecendo atualmente com as pessoas e os aparelhos eletrônicos, particularmente o
smartphone. Se não chega a ser considerado extensão do corpo, ao menos,
é tido por muitos como um item essencial à vida. Há quem afirme se sentir
quase nu, ao sair de casa e perceber que
está desprovido do seu gadget.
Na homilia, um padre mineiro
comparou o smartphone à maçã do
Éden. Adão - símbolo da humanidade
- estava feliz com sua esposa, no paraíso. Aproxima-se a serpente e o tenta:
"Você precisa de um celular top de
linha, com whatsapp, viber, facebook,
e-mail, outros programas e aplicativos. Você vai se tornar poderoso. Saberá o que se passa no mundo inteiro. Poderá se comunicar com pessoas
de outras terras, protestar etc., sem
sair de casa. Tudo isto será feito na
hora. Outro dia queríamos chamá-lo
para passear e não tínhamos como
falar com você". E assim continuou
com esses e outros argumentos sobre
as vantagens trazidas pelo aparelho.
Então o homem viu que o celular era
bonito aos olhos e útil à interação social. Comprou o gizmo e dividiu a fatura em dez vezes no cartão de crédito. Depois de usá-lo, descobriu que estava nu, totalmente invadido e sem privacidade. Sentiu vergonha. Com isso,
acabou-se o paraíso. Sua vida tornouse um inferno. Não tinha mais paz. A
cada minuto, ouvia toques e havia mais
informação do que necessitava. Esta
quase parábola retrata bem os dias
atuais. "Se non è vero, è bene trovato".
E por que Adão - representando a
criatura humana - se sentiu envergonhado por estar despido? A nudez descrita no Gênesis - como atualmente a da
versão digital - trata da consciência de
ser finito, contingente, frágil e limitado. De fato, toda tecnologia pretende
expandir e superar as capacidades naturais, desde os simples óculos que
corrigem a visão à mais avançada máquina de exames médicos. O problema não está nos equipamentos ou
mesmo na nudez, mas sim na vergonha de não se aceitar humano. E nisto
reside a tênue linha entre a expansão
dos limites da natureza e a dependência obsessiva de instrumentos tecnológicos, que nos dão a sensação de superhomens. "Sois homens e não máquinas", já advertia Charles Chaplin.
Alguns religiosos, avessos ao
mundo informatizado e eletrônico,
fazem uma leitura do Apocalipse bem
curiosa. O último livro da Bíblia afirma que, no final dos tempos, as pessoas serão "marcadas com o sinal da
besta na fronte e na mão" (Ap 14,9).
Daí, suas teorias, que alguns podem
chamar terroristas (mas nos fazem pensar), afirmarem que o selo será um
chip implantado pelos poderes do mal
que controlará a vida humana. Ironia
à parte, o texto bíblico trata de um
modo de agir (a mão) e pensar (a fronte) assinalado pelo mal. Nesse sentido,
ninguém precisa esperar um chip. Já
existe muita gente marcada pela besta
sem saber.
Hoje o smartphone, o tablet etc.
são companheiros inseparáveis. Há
quem não saiba mais viver sem eles.
Outro dia, um gerente de banco nos
contou que às vezes dá boa noite a sua
esposa pelo wathsapp. Nas mesas de
restaurante, as pessoas não se olham
nem dialogam. Não raro, comunicamse com quem está a sua frente por mensagens. Até mesmo nas missas, há
gente que não larga o aparelho da mão.
Outro dia, estávamos rezando na
igreja a liturgia das horas (antigo breviário). Um garoto de doze anos perguntou-nos admirado o que fazíamos
com tanta atenção. Explicamos. Ele riu
e, com ar de admiração e espanto, dissenos: "O senhor está ultrapassado". E
contou que hoje, ao acordar, reza a oração da manhã com o aplicativo "passoa-rezar, pois o sotaque português me faz
rir. Às vezes uso o Jesuit Prayer, pois
os padres têm cara de comedores de
sanduiches do Mcdonald´s". Continuou: "Assisto as missas pela internet.
Vez ou outra, venho aqui". E arrematou entusiasmado: "Quando o sermão
está muito chato, eu ligo o celular. É
muito melhor". Isso levou-nos a uma reflexão. Pouco a pouco, estamos sendo
substituídos por máquinas e até um
aparelho, que cabe na mão. E concluímos: nossos sermões devem ser cada
vez mais interessantes, bem preparados, cativantes, senão perderemos em
breve muitos de nossos ouvintes.
NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ
OJORNALD EHOJE
DIRETOR-EDITOR
Marcos Aurélio de Sá
DIRETOR ADMINISTRATIVO
Marcelo Sá
DIRETORA DE REDAÇÃO
Sylvia Sá
EDITORES
Danilo Sá
Fernanda Souza
EDITOR DE POLÍTICA
Túlio Lemos
w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r
EDITOR DE ESPORTES
Fábio Pacheco
EDITORA DE CULTURA
Conrado Carlos
EDITOR / JH Online
Wagner Guerra
GERENTE COMERCIAL – Karina Mandel
ASSINATURA ANUAL
Capital: R$ 300,00
Interior (via ônibus): R$ 350,00
Interior e outros Estados (via
correios): valor da assinatura + o
custo da postagem
EXEMPLAR AVULSO R$ 2,00
ASSINATURA SEMESTRAL
Capital: R$ 210,00
Interior (via ônibus): R$ 250,00
Interior e outros Estados (via
correios): valor da assinatura + o
custo da postagem
EDIÇÃO ATRASADA R$ 6,00
O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não
aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica.
Informações, comentários e opiniões contidos em
artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a
reprodução de matérias com prévia autorização
escrita e com a citação da fonte em destaque
REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3082-9297 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br
Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br
Política
Quinta-feira
Natal, 15 de janeiro de 2015
O Jornal de HOJE 3
Robinson afirma que antecessores foram
“omissos” na cobrança da Dívida Ativa
GOVERNADOR AFIRMA QUE ESTADO DEVE FAZER CONVENIO COM BANCO DO BRASIL PARA COBRAR MONTANTE DE R$ 5 BILHÕES
CIRO MARQUES
REPÓRTER DE POLÍTICA
Omissão. Essa foi a palavra que
o governador Robinson Faria, do
PSD, utilizou para se referir aos seus
antecessores no Governo do Estado,
que preferiram conviver com a crise
financeira e a falta de recursos para
investimentos, a cobrar a Dívida
Ativa do Estado, que hoje, segundo
a Procuradoria-Geral do Estado
(PGE), ultrapassa a casa dos R$ 5
bilhões. Diante do montante, inclusive, Robinson afirmou em contato
com O Jornal de Hoje que pretende buscar parcerias para viabilizar
essa cobrança de forma mais rápida e ágil possível, com o objetivo de
levar aos cofres públicos o maior
montante possível.
"Estamos fazendo o que nunca
foi feito. O Estado sempre foi omisso com relação a essa cobrança. Os
governantes anteriores nenhum se
preocuparam em fazer essa cobrança, mesmo o Estado enfrentando dificuldade de receita, sem dinheiro
para investir em saúde, educação,
segurança pública", afirmou Robinson Faria.
"Essa medida é importante, pri-
meiro, para promover a justiça fiscal com quem paga impostos. Não
há motivo para um pagar impostos
e outro não e o Estado, simplesmente, não cobrar essa dívida. Segundo
porque o Rio Grande do Norte, realmente, precisa de dinheiro para contrapartidas e pagamento de salários",
acrescentou o vice-governador,
Fábio Dantas, acompanhando o discurso de Robinson Faria.
No início da semana, o Ministério Público do RN publicou uma
recomendação à PGE dando os parâmetros para que essa cobrança da
Dívida Ativa seja feita de forma eficiente e transparente. Essa é o primeiro passo de uma parceria feita
entre MPRN e o Executivo para aumentar a arrecadação do Estado.
Contudo, na recomendação do
MPRN, a cobrança eficiente da dívida passava pelo aparelhamento da
Procuradoria-Geral do Estado, que
não tem, hoje, pessoal nem estrutura suficientes para a cobrança. Para
o governador, no entanto, o caminho pode ser a formulação de convênios com instituições já especializadas nisso, como o Banco do Brasil.
"Estamos estudando a forma de
Divulgação
Robinson Faria em reunião para apresentar a situação delicada do Rio Grande do Norte, com R$ 610 milhões em dívidas
fazer isso e, até agora, a que parece
melhor é um convênio com o Bando
do Brasil, que já é nosso parceiro,
tem a conta do Estado, e tem os
meios de fazer essa cobrança de
forma rápida. Vamos optar pela
forma de cobrança que seja mais
veloz e transparente, correta, pois
precisamos desse recurso", acrescentou Robinson Faria.
Atualmente, segundo a PGE, o
valor é de R$ 5.198.077.115,40, mas
Robinson Faria acredita que o montante pode ser até "maior" do que o
que se estima no momento. O que
não dá para saber, segundo o governador, é quanto dessa quantia voltará para os cofres públicos. Afinal,
como é uma dívida de muitos anos,
grande parte desses devedores já
podem ter falecido e/ou, suas empresas, falido. "O quanto esperamos
conseguir já este ano ainda não
temos muita idéia, porque está plano
ainda é muito incipiente", analisou
Robinson Faria.
Por isso, mais importante do que
essa cobrança, talvez seja a série de
medidas que serão aplicadas, também, com o objetivo de aumentar a
arrecadação do Estado daqui para
frente. Na recomendação enviada
pelo MPRN, por exemplo, a sugestão é que seja criado um cadastro
para devedores estaduais, com previsão de punição para os inadim-
plentes. A intenção é que esse montante não seja, novamente, acumulado.
"É necessário a adoção de medidas alternativas de cobrança da
Dívida Ativa, como, por exemplo:
o protesto; a criação de cadastro de
devedores, com a implementação
de sanções (restrição às contratações públicas, linhas creditícias e ao
acesso ao fomento público); a adesão a cadastros privados de restrição
ao crédito (SPC e Serasa); e o requerimento de falência do empresário
que cujo débito ultrapasse o equivalente a 40 salários-mínimos", apontou o MPRN.
Segundo o procurador-geral de
Justiça, Rinaldo Reis, além da cobrança da Dívida Ativa, outras medidas estão previstas com a intenção
de aumentar a arrecadação do RN.
"Pretendemos apresentar também
um plano de parceria com o Executivo para combater a sonegação fiscal. Nossa intenção é trabalhar em
conjunto com a Secretaria de Tributação, nos moldes da parceria implantada em Minas Gerais", afirmou
Reis, que pretende apresentar essa
parceria até a sexta-feira ao governador.
Governador “espera” não atrasar folha, mas não
garante data para pagamento do funcionalismo
JOAQUIM PINHEIRO
REPÓRTER DE POLÍTICA
O Governo Robinson Faria divulgou, na tarde desta quarta-feira,
o quadro financeiro do Estado e revelou um montante de R$ 610 milhões deixados pelas gestões anteriores. Por isso, apesar de ser uma
promessa de campanha, Robinson
ainda não pôde garantir o pagamento sem atrasos do funcionalismo público, mas acrescentou que "espera" que os atrasos no pagamento
não continuem.
"Espero não haver atraso", afirmou Robinson Faria, dizendo que
o seu governo buscará alternativas
até o dia esperado para o pagamento da folha, acrescentando, porém,
que o Estado terá novamente um
calendário de pagamento para o funcionalismo público estadual mas,
no momento, devido ao "quadro financeiro dramático", não ser possível apontar uma data para a quitação da folha.
Segundo Robinson Faria, atualmente, a receita é menor do que a
despesa e que todas as secretarias
estão com déficit financeiro. O governador Robinson Faria reiterou
que continuará com o estilo de
metas e cobranças ao secretariado
para alcançar as metas estabelecidas.
Questionado se iria diminuir o numero de cargos comissionados o
governador informou que represen-
Gráficos apresentados pela Secretaria Estadual de Planejamento e Finanças mostram situação “dramática” do Rio Grande do Norte com a herança de dívidas deixada pelas gestões estaduais anteriores
tam apenas 0,7%, portanto, não é
impactante na filha de pagamento.
A reunião dos secretários com
o governador iniciou no final da
tarde desta última quarta-feira. A
mesa dos trabalhos estava formada
pelo governador Robinson Faria,
vice-governador Fábio Dantas, secretários Juliane Faria (Sethas), Gustavo Maurício Filgueiras (administração) e pelo deputado estadual
José Dias.
HERANÇA
Todos os secretários do Governo do Rio Grande do Norte se reuniram nesta quarta-feira, no Auditório da Escola de Governo, para
tomar conhecimento sobre o relatório de Diagnóstico Fiscal elaborado pela Secretaria de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan).
O Governo encontrou o Estado com
dívidas que ultrapassam os R$ 610
milhões. "Estou recomendando a
todos os secretários que tenhamos
um governo com austeridade e economia, dentro de todas as nossas
pastas, e a palavra de ordem é enxugar gastos", disse o governador
Robinson Faria.
Para se ter uma ideia, o Demonstrativo da Execução Orçamentária de 2014 mostra que o Executivo empenhou mais de R$ 5,5 bilhões e ainda tem a pagar o mon-
tante de R$ 382 milhões desse dinheiro. A evolução com a despesa
com pessoal também foi bastante
significativa com um aumento de
quase R$ 1 bilhão (R$ 996 milhões)
ou um incremento de 37% enquanto que a inflação no mesmo período (quatro anos) foi de 27%. Isso
significa que a despesa com a folha
continua acima do limite prudencial, estipulado em Lei até 46,55%
do Orçamento. Desde 2011 até
2014, os gastos com a folha de pagamento têm média superior a 48%.
Num outro quadro demonstrativo do Relatório, os débitos de 2014
deixados por insuficiência financeira revela que o Estado tem débitos
com contribuição previdenciária dos
funcionários na ordem de R$ 93,5
milhões; com as obrigações constitucionais (como ICMS, Fundeb,
etc) o débito é de R$ 50,6 milhões,
o duodécimo, também com rombo
de R$ 17,9 milhões.
"A situação é preocupante. Mas
vamos enfrentar a realidade e consertar. No momento, temos uma despesa maior que a receita, isso é fato",
disse o governador Robinson Faria.
O titular da pasta da Seplan,
Gustavo Nogueira, seguindo as recomendações do governador Robinson Faria, elaborou um estudo para
ampliar a eficiência dos gastos públicos do Estado e ficou definido
que deverão ocorrer reuniões sistemáticas como essa, nas quais os secretários apresentarão, nos próximos meses, seus planejamentos para
o ano que começa. Dentre elas, revisão de contratos, renegociação de
dívidas e cobrança da dívida ativa,
além de incremento da arrecadação.
"A situação fiscal do Estado é
preocupante, mas precisamos pensar num Governo coeso e comprometido. E sabemos que não podemos resolver sozinhos. Precisamos
convocar e sensibilizar o Ministério Público, o Tribunal de Contas,
o Legislativo e a sociedade civil organizada, dentre outros órgãos",
conclamou Gustavo Nogueira.
em Comissão de Ética para os condenados da Impacto?
Transparência, gira em torno dos
R$ 100 milhões em restos a pagar.
SAÚDE
Ex-secretário de Saúde Pública, Luis Roberto Fonseca não resolveu o problema de setor, mas
quer manter várias pessoas de sua
confiança em cargos chave da atual
gestão. Resta saber se o governo
Robinson Faria vai aceitar tal medida. Se aceitar, é revolta grande e
possibilidade de boicote e desgaste inevitável.
VISITA
Depois de Arlindo Chinaglia,
do PT, agora é a vez do candidato
à Presidência da Câmara dos Deputados pelo PMDB, o deputado
federal Eduardo Cunha (RJ) visitar o RN já nesta quinta-feira. Às
20h concederá uma coletiva à imprensa no Hotel Ocean Palace. Em
seguida terá encontro com os deputados federais do RN que lhe
apoiam.
da presidente Dilma Rousseff, do
PT, ocupando o Ministério do Turismo. A "costura" para isso envolveria a desistência de Garibaldi Alves Filho de disputar à Presidência do Senado e apoiar a candidatura à reeleição de Renan Calheiros.
Túlio Lemos
CIRO MARQUES (INTERINO) - CIROWMARQUES@GMAIL.COM
SUJEIRA
A Câmara Municipal de Natal
parece tão suja que o maior desejo de quem se aproveita dessa situação (de sujeira) é ver a suposta
contaminação de quem prega o respeito e a dignidade na Casa. O caso
envolvendo o vereador Marcos Antônio, do PSOL, é um exemplo
disso.
CRIME?
Nos áudios, não é possível imputar qualquer prática criminosa a
ação que é feita. Uma cota que poderia ser para qualquer coisa.
Porém, com o preconceito que se
tem de vereadores, alimentado por
tantos escândalos que a imprensa
mostrou ou que ainda aguardam
ser mostrados, já vemos a situação
como um caso de rateio de pagamento de funcionário para o bolso
do parlamentar - ou do partido.
COMEMORAÇÃO
Não estou descartando qualquer uma das hipóteses, até porque hoje publicamos uma matéria
com Marcos do PSOL onde ele fala
dessas irregularidades. O que estou
comentando é o desejo de muitos
de transformar todos em corruptos, talvez para amenizar o peso
de ter ajudado a eleger um condenado - ou até mesmo ser um.
REPERCUSSÃO
A prova disso é que um caso
como o de Marcos do PSOL de-
verá repercutir muito mais, por
exemplo, que condenação em segunda instância da Operação Impacto - esta sim, um "mensalão"
comprovado na Justiça, com empresas comprando parlamentares
para votar no Plano Diretor de
Natal.
PUNIÇÃO
E mais: já há quem fale em cassação de Marcos do PSOL, que não
teria "defesa" pelo fato de ser de um
partido pequeno. Isso mostra, para
mim, a total acomodação com a
nossa política, onde qualquer coisa
para o "pequeno", o "fraco", é
muito, enquanto para os grandes,
que tem apoio político, parece não
ser nada. Ou alguém ouviu falar
SAÚDE II
É importante lembrar que, além
de não resolver o problema da
Saúde, Luis Roberto deixou uma
herança que, segundo o Portal da
HENRIQUE
Ainda sobre o PMDB, Henrique Eduardo Alves deverá compor o ministério "dos derrotados"
DÍVIDA ATIVA
O leitor Caio Jeferson manda
a mensagem: "Com relação a matéria referente à Dívida Ativa do
RN, gostaria de manifestar minha
opinião. Um dos pontos importantes do não recebimento por parte do
Governo é porque não dá para parcelar a dívida! Tenho absoluta certeza que o não ao pagamento é devido a isso".
4 O Jornal de HOJE
Natal, 15 de janeiro de 2015
Política
Quinta-feira
Marcos dos PSOL diz estar sendo alvo
de extorsão e promete investigar caso
VEREADOR COBRA INVESTIGAÇÃO DENTRO DE SEU GABINETE, MAS CLASSIFICA DENÚNCIAS COMO “VAZIAS E INFUNDADAS”
José Aldenir
CIRO MARQUES
REPÓRTER DE POLÍTICA
Um dos vereadores mais polêmicos da Câmara Municipal de
Natal, sempre cobrando honestidade de seus pares, Marcos Antônio, do PSOL, se disse pego de
surpresa pelas denúncias envolvendo o gabinete dele e o suposto "rateio de salário" de seus funcionários. Contudo, apesar da surpresa, Marcos não mostrou qualquer alteração em sua postura e,
assim como tem agido diante de
outras denuncias, cobrou a investigação do caso, mesmo não
vendo "força" nos indícios de irregularidades demonstrados.
"Me estranha o espaço para
denúncias infundadas, vazias e
sem consistência como essa. Gostaria de deixar claro que há meses
a autora das denúncias vem tentando me extorquir. Como não
cedi às suas chantagens, ela optou
por essa prática absurda, sem nexo
algum", revelou o parlamentar,
acrescentando que faz "questão
de reparar este lamentável episódio, solicitando uma apuração
sobre o caso. Para isso, me coloco ao inteiro dispor dos órgãos
que representam a Justiça para
provar nossa idoneidade".
Nos vídeos divulgados, um
funcionário do gabinete do vereador Marcos do PSOL, identificado apenas como Reginaldo, aparece conferindo o extrato bancário de outros funcionários do gabinete e cobrando um percentual
do salário. Não há no vídeo, entretanto, a motivação para a cobrança e nem o destino do valor
retirado do salário.
Por isso, apesar de anunciar a
investigação, Marcos do PSOL
classificou como "falsas" as denúncias feitas contra ele. "Quero
externar que estou tranquilo, pois
os referidos vídeos em nada atingem a minha honra e ao meu trabalho sério na Câmara Municipal
de Natal. O que os vídeos tentam
distorcer é a questão da contribuição mensal partidária, que é
uma questão estatutária do PSOL,
ao qual sou filiado e contribuo
mensalmente com 20% do meu
salário", acrescentou o parlamentar.
Segundo Marcos, o episódio
cria margens para o questionamento: Se a pessoa que postou os
vídeos, que inclusive já pertenceu ao gabinete dele, fez isso por
estar insatisfeita com alguma
questão de ordem trabalhista, por
que não procurou a Justiça, ao
invés da imprensa? A resposta
seria a fragilidade do fato, suficiente apenas para "tentar sujar a
imagem dele" e não para "resultar em processo judicial".
"Só isso é suficiente para denotar que a verdadeira intenção é
denegrir a minha imagem, pois
sou um vereador que vem denunciando a existência de um grande número de cargos fantasmas
na Câmara Municipal de Natal.
Portanto, não poderia ser incoerente a este ponto", acrescentou o
parlamentar.
Marcos do PSOL afirmou que é alvo de
denúncia com o objetivo de denegrir
sua imagem de combate à corrupção
Presidente do Conselho de Ética analisa: Vídeos
demonstram desonestidade de Marcos do PSOL
Presidente da Comissão de Ética
e, principalmente, antigo desafeto
do grupo de vereadores de "esquerda" a qual Marcos do PSOL pertence, Luiz Almir (PV) afirmou hoje
pela manhã que vai procurar a Presidência e a Procuradoria da Câmara para decidir o que será feito sobre
o caso. "O que foi mostrado ali é
desonesto e falta de ética. O vereador Marcos precisa se explicar e a
Câmara tem que tomar uma atitude,
porque a imagem dela também está
sendo atingida", afirmou Luiz Almir.
Com um histórico de discussões
acaloradas no plenário da Casa com
Marcos do PSOL, Luiz Almir ressaltou que o protagonismo dele nesse
escândalo só aumenta a tese de que
"ninguém vai para o céu querendo
levar os outros para o inferno". "Nem
voto para estar na Câmara ele tem,
chegou de carona, mas se acha no
direito de denunciar tudo e a todos,
sem prova. Mas o castigo vem a galope. Falou tanto de todo mundo e
agora vai ter que se explicar. O caso
Arquivo
Luiz Almir: “Fato é vergonha para o Legislativo, mas, principalmente, para Marcos”
é uma vergonha para o Legislativo,
mas é uma vergonha, sobretudo,
para ele", acrescentou Luiz Almir.
Presidente da Comissão de Ética,
o vereador do PV também aproveitou o momento para relembrar que
a Câmara tem agido com o objetivo de dar mais transparência a seus
atos e, por isso, não há relação entre
as denuncias feitas por Marcos, da
suposta existência de cargos fantasmas no Legislativo municipal, e esta
denúncia envolvendo o gabinete
dele.
"A Câmara paga a cada funcionário em sua conta bancária, após
conferida a folha de freqüência. Ninguém recebe pelo outro lá não. Por
isso, ele vai ter que se explicar também o que disse depois que a denúncia foi feita, de que outros vereadores teriam comprado a ex-funcionária dele para expor esse escândalo",
acrescentou Luiz Almir, citando que
a Câmara exonerou todos os comissionados e está fazendo novas nomeações, além de se preparar para
implantar, até 1° de fevereiro, o
ponto eletrônico na Casa.
"Vamos nos reunir para decidir
o que vai ser feito com relação a
esse caso. Marcos vai ter todo o direito de se defender, claro, sem perseguições, porque nosso interesse é
colocar a verdade", garantiu Luiz
Almir, que fica na presidência da
Comissão de Ética até 31 de janeiro. "O meu substituto deverá tocar
o caso", antecipou.
> VITÓRIA NA FEMURN
Thaisa Galvão
Prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior (PSD) é o novo presidente da Federação dos Municípios do RN, a Femurn. Na eleição,
realizada na manhã de hoje e com a presença de 145 votantes, o
chefe da segunda maior cidade do RN derrotou o atual presidente, o
prefeito de Lajes, Benes Leocádio, do PMDB.
Mais que uma disputa por gestores municipais, a eleição da
Femurn representou também mais uma eleição entre Robinson
Faria (PSD), apoiador de José Júnior, e Henrique Eduardo Alves
(PMDB), que teve Benes Leocádio como coordenador de sua campanha em outubro último.
Além do apoio do governador, Francisco José utilizou a força de
ser integrante do partido do ministro das Cidades, Gilberto Kassab,
para demonstrar poder e viabilidade na obteção de projetos e parcerias para os municípios do Estado.
>EM ALTO DO RODRIGUES
“Despesa com combustíveis daria
para dar quatro voltas ao mundo”
Heracles Dantas
José Aldenir
JOAQUIM PINHEIRO
REPÓRTER DE POLÍTICA
Os vereadores Magnus Roberto Assis de Medeiros (PP), Renan
Santos (PMDB) e Maria das Virgens de Lima (PMDB), deram entrada na Procuradoria Geral de Justiça e no Tribunal de Contas do Estado de um pedido de investigação
de suposta prática de improbidade
administrativa com dano ao erário
público e enriquecimento ilícito praticado pelo prefeito Abelardo Rodrigues Filho de Alto do Rodrigues.
A denúncia dos vereadores baseiase no pagamento de 4 milhões de
reais em combustíveis em 2014. "O
valor pago daria para dar 4 voltas ao
mundo", diz o vereador Renan Santos, do PMDB.
Segundo ainda os vereadores
acima citados, está sendo aguardado também o resultado de denúncias que foram feitas em 2013 junto
Abelardo Rodrigues, atual prefeito
Renan Santos, um dos denunciantes
ao Ministério Público e ao próprio
Tribunal de Contas sobre casos de nepotismo praticado pelo prefeito Abelardo Rodrigues até agora sem nenhum resultado prático e os parentes do prefeito trabalhando normalmente e infringindo a lei. Segundo
o vereador Magnus Roberto, o prefeito de Alto do Rodrigues emprega
mais de 25 parentes, entre eles, os filhos Wilson Rodrigues e Abelardo
Neto, que são secretários, Francisca
das Chagas (Titica) e Maria Auxiliadora (Dora), que também são secretárias, além de primos e sobrinhos.
"Parece que existe uma força estanha protegendo o prefeito Abelardo", disse o vereador Renan Santos, apelando ao Ministério Público
e agora ao novo presidente do TC,
Carlos Thompson, lembrando que
enquanto a família do prefeito de
Alto do Rodrigues recebeu 100 mil
reais em dezembro a população não
tem assistência médica.
Cidade
Quinta-feira
Natal, 15 de janeiro de 2015
O Jornal de HOJE 5
Sindicato critica seleção de temporários e
Prefeitura anuncia concurso para efetivos
PARA
PROFESSORES, MUNICÍPIO PRATICA UMA
DISFARÇADA”.
Heracles Dantas
ROBERTO CAMPELLO
ROBERTO_CAMPELLO1@YAHOO.COM.BR
O Sindicato dos Trabalhadores
em Educação do Rio Grande do
Norte (Sinte-RN) discorda do processo seletivo realizado pela Secretaria Municipal de Educação de
Natal para contratação de professores que atuarão na rede municipal
de ensino. O processo seletivo foi
encerrado essa semana e o resultado será divulgado no dia 3 de fevereiro. O sindicato entende que o
concurso seletivo é uma "terceirização disfarçada". No entanto, a
secretária Municipal de Educação,
Justiva Iva, rebate a acusação e
anuncia a realização de concurso
público efetivo para o mês de abril.
O edital para preenchimento de
mais de 300 vagas será lançado até
o final deste mês.
No processo seletivo em andamento, as vagas oferecidas pela Prefeitura de Natal são especificamente para o exercício de docência como
professor Intérprete de Libras e professor de Libras para atuarem nas
unidades de ensino da rede municipal, professor de Ciências, professor
de História, professor de Artes Visuais, professor de Artes Teatro e
professor de Artes Dança nas escolas de Ensino Fundamental.
De acordo com a Comissão Permanente de Concurso Público
(COMPEC) da Secretaria Municipal
de Educação a convocação dos candidatos dependerá da necessidade
da SME e não há número de vagas,
pois o concurso é temporário. A seleção está sendo feita por análise
curricular. Este Processo Simplifica-
“ TERCEIRIZAÇÃO
SECRETARIA
REBATE ACUSAÇÃO
Heracles Dantas
José Teixeira, coordenador do Sinte, defende concurso público para efetivos
Justina Iva diz que município esbarrou em várias pendências para realizar concurso
do de Seleção terá validade de dois
anos, a contar da data de publicação
de sua homologação, podendo ou
não ser prorrogado por igual período.
Segundo a coordenadora geral
do Sindicato, Fátima Cardoso,
desde outubro de 2013 que um
novo concurso público deveria ter
sido feito, pois constava do acor-
de uma forma sutil de terceirização", esclarece Fátima Cardoso.
O coordenador do Sinte-RN,
José Teixeira, explica que em 2012
e 2013 a Prefeitura de Natal já
havia realizado dois concursos semelhantes. No entendimento do
sindicalista, este tipo de seleção só
deve acontecer em casos de substituição por licença maternidade,
do assinado pelo prefeito Carlos
Eduardo. "Já está se tornando um
vício político tais práticas. Este formato de oferta de emprego desqualifica o concurso público e reproduz uma prática de exploração
do profissional que recebe salários
inferiores, não tem carreira e que
fica condicionada a um novo contrato se poder renová-lo. Trata-se
licença saúde e licenças especiais.
"Mas para preencher cargos vacantes o caminho legal é o concurso público efetivo, onde o professor será valorizado".
"Não há justificativa para que a
Secretaria Municipal de Educação
realize esse concurso seletivo ao
invés de um concurso público. Desde
o final do ano que pedimos uma au-
diência com a secretária Justina Iva,
e ainda não fomos atendidos, pois
queremos esclarecer essa situação.
Quando esperávamos a divulgação
do edital do concurso fomos surpreendidos com mais uma seleção.
Isso frustrou toda a nossa expectativa, mas vamos continuar a luta
pela realização do concurso público", afirma o coordenador José Teixeira.
Asecretária Municipal de Educação de Natal, Justina Iva, rebateu as
declarações do Sindicato e explicou
que o processo seletivo em vigência
é para contratação de professores exclusivamente para suprir a necessidade dos licenciados na rede municipal. "É um comentário equivocado e
irresponsável, porque o Sindicato sabe
que eu não posso contratar professores substitutos para ocupar o lugar de
efetivos e sim apenas os licenciados.
A contratação de substituto é necessária, pois sempre haverá licenças na
rede pública", afirma. Natal conta
com uma média de 400 professores
substitutos em atividade.
Desde o final de 2013, explica
Justina Iva, a Secretaria está tentando realizar o concurso público, mas
esbarrou em várias pendências burocráticas. "Quando assumimos a
pasta já havia essa necessidade, mas
primeiro tivemos que arrumar a casa.
Tentamos fazer o concurso algumas
vezes, mas a empresa que realizará
o certame não tinha disponibilidade,
mas agora o concurso sai". A secretária anunciou a realização das provas para o mês de abril, com edital
sendo divulgado até o final deste
mês. As questões serão realizadas
pela Funpec.
> LUCRO PARA QUEM?
Festa privada restringe população na Cidade da Criança
Wellington Rocha
Heracles Dantas
Quem procurou a Cidade da
Criança no último domingo, dia 11
de janeiro, foi surpreendido e teve
que pagar para entrar nas instalações públicas. O valor chegou a
custar R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia
entrada). Isso porque a Fundação
José Augusto (FJA) cedeu o espaço para um evento privado impedindo o acesso a quem desejava
entrar para conhecer e aproveitar o
espaço público de forma gratuita.
Próximo domingo, dia 18, a situação se repetirá. A cidade da Criança será palco do espetáculo "O
Mundo Mágico do Conto de
Fadas", às 16h.
O presidente da Fundação José
Augusto, Rodrigo Bico, confirmou
que a Cidade da Criança foi cedida para realizar eventos privados,
fruto de um acordo realizado entre
a ex-secretária Extraordinária de
Cultura do Estado, Isaura Rosado,
e a produtora do evento. No entanto, Rodrigo Bico garantiu que o
espetáculo realizado no próximo
domingo será o último.
"O espetáculo vai acontecer
pela última vez porque vamos honrar o compromisso firmado pela
ex-secretária Isaura com a produtora. Mas não vamos permitir que
isso volte a acontecer, porque a Cidade da Criança é um bem de
todos", afirma Bico. O novo presidente está revendo todos os contratos e licitações envolvendo a Cidade da Criança "para que tudo caminhe dentro da legalidade". Como
forma de minimizar o prejuízo,
Bico disse que no próximo do domingo, por conta do espetáculo, a
Cidade da Criança funcionará das
8h às 14h, com entrada gratuita.
A gerente comercial Débora
Cristina foi uma das inúmeras pessoas que foram surpreendidas no
domingo passado. Ela aproveitou
o dia de folga para levar o filho,
Pedro Henrique, de nove anos, e
parentes de Campina Grande para
conhecer as instalações, mas o programa em família foi frustrado. Débora conta que várias pessoas saíram revoltadas.
"Isso é um absurdo. Não houve
comunicação e fomos pegos de surpresa. Tinha muita gente revoltada voltando para casa com seus filhos, porque não somos obrigados
Eventos privados têm limitado a entrada das pessoas na Cidade da Criança.
No próximo domingo (18), será preciso pagar para assistir um show
a pagar R$30 por pessoa para entrar na Cidade da Criança já que
não queríamos assistir ao show. Se
o espaço é público deveria ser aberta a população sem restrições e deixar os eventos pagos para locais
privados", destaca Débora Cristina que pretende retornar no próximo domingo pela manhã à Cidade
da Criança.
A Cidade da Criança conta com
25 mil metros quadrados com parque infantil, biblioteca, Casa de
Vovozinha, corredor cultural, escola de artes, anfiteatro, Museu Taxiderme, Espaço Emater com horta
agroecológica, Museu RN na Copa,
Igrejinha e a Lagoa Manoel Feli-
pe com pedalinhos. O funcionamento normal do espaço será é das
8h às 18h, com a pista de corrida
aberta a partir das 5h.
"Visitamos a Cidade da Criança e percebemos que as coisas funcionam de forma desordenada.
Vamos buscar parcerias com os
Institutos Federais, com Secretarias de Educação, de modo a tornála cada vez mais atrativa para a população, com uma programação
permanente. Além disso, estamos
revendo todos os brinquedos para
ver se estão dentro das normas de
segurança. A partir de agora, o sobrenome da Cidade da Criança será
organização e diversão", ressalta
o presidente Rodrigo Bico.
Interditada em 2008, a Cidade
da Criança teve as obras de reforma, ampliação e adequação iniciadas em dezembro de 2009, pela
construtora M&K, que desistiu do
contrato em 2011. A obra foi novamente licitada, tendo a Construtora Ramalho Moreira reassumindo as obras em 2012. A Cidade da
Criança teve investimento de R$ 9
milhões e foi reinaugurada no 12
de outubro do ano passado.
Rodrigo Bico, presidente da Fundação
José Augusto, promete rever contratos
6 O Jornal de HOJE
Natal, 15 de janeiro de 2015
Cidade
Quinta-feira
GOVERNADOR ROBINSON FARIA
FAZ VISITA SURPRESA AO
HOSPITAL WALFREDO GURGEL:
“É PIOR DO QUE EU PENSAVA”
ELE
LEMBROU A NECESSIDADE DE CONSTRUIR O
DE
DE
NATAL
E VALORIZAR OS SERVIDORES
José Aldenir
MARCELO LIMA
MARCELOLIMANATAL@YAHOO.COM.BR
O governador do Rio Grande do
Norte, Robinson Faria, realizou a
terceira visita de uma série que pretende contemplar todos os hospitais
da rede estadual. Depois da visita
feita ao Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, hoje pela manhã, o
chefe do Executivo Estadual deu
um diagnóstico antigo e que muitos cidadãos já conhecem sobre o
maior pronto-socorro do Estado.
"É muito pior do que eu pensava. É um drama. As pessoas estão
perdendo o pé porque o Estado não
tem campanhas pedagógicas para
prevenir o agravamento de doenças
como o diabetes. Isso é uma coisa
desumana, um pai de família perder um órgão e deixar de trabalhar
porque o Estado não cumpriu o seu
papel", acentuou o governador.
Ele disse também que a equipe da Secretaria Estadual de Saúde
Pública estuda medidas emergenciais para o hospital, mas não disse
quais seriam e que muito em breve
as divulgaria.
A situação descrita por Faria é
bem ilustrada pelo que a aposentada Lúcia Lucas da Silva, de 67 anos,
está passando. Ela sofreu uma
queda há dois meses e estava com
uma ferida no pé que não cura. O
motivo: ela é diabética. Em Macaíba, onde mora, não teve a assistência adequada e ontem decidiu ir
para o Walfredo Gurgel.
O médico informou a sua filha
que não há previsão de quando
ela será transferida para o Hospi-
TRAUMA
Robinson conversou com os pacientes e escutou com atenção o drama vivido por eles no Walfredo
tal Ruy Pereira. A senhora também foi uma das pacientes internadas em macas com quem o governador conversou. Ele perguntou de onde ela veio e qual seu
problema. Logo depois de ver o
pé completamente escurecido recorreu ao secretário de saúde, Ricardo Lagreca. Os dois conversaram por alguns segundos e partiram.
Com lágrimas nos olhos diante da possibilidade de perder o pé
- ou até sua perna - a aposentada
falou para nossa equipe: "agora eu
espero que ele ajude a gente, porque quando ele precisou a gente
ajudou ele. Eu queria que ele me tirasse daqui".
Para evitar casos como o de
dona Lúcia, o governador falou que
o Estado precisa de um programa
contínuo de prevenção de diabete
e hipertensão. "O Estado não é eficaz nesse trabalho preventivo, não
só pedagógico, mas também de entregar medicamentos em tempo
para evitar de amputarem órgãos".
A idosa também era uma das
muitas que estavam internadas em
macas pelos corredores. Aliás, o
corredor da Clínica Médica do Clóvis Sarinho estava com ventilação
insuficiente. Cerca de 35 pacientes estavam internados por lá e todas
reclamavam do calor. "São pessoas
nos corredores esperando semanas
ou até meses esperando por uma
simples cirurgia ortopédica ou uma
simples cirurgia eletiva", nas pala-
HOSPITAL
José Aldenir
Governador percorreu o corredor lotado e constatou o caos no maior hospital do Rio Grande do Norte
vras do próprio Chefe do Executivo Estadual.
HOSPITAL DE TRAUMA
O governador e o secretário estadual de saúde também falaram
da necessidade de um hospital de
trauma. Segundo o auxiliar de Robinson, muito provavelmente isso
ocorrerá com a redefinição do perfil do Hospital Walfredo Gurgel.
"A curtíssimo prazo, o Walfredo
pode se tornar esse hospital", disse
Lagreca.
"Já estamos cuidando disso.
Vamos ver qual a modalidade mais
rápida de entregar essa hospital de
trauma ao povo de Natal, ao do Rio
Grande do Norte. Se for no caso
de buscar uma parceria público-
privada, nós vamos buscar. O que
interessa ao povo é ter eficiência,
não interessa a modalidade".
Segundo o governador também
haverá a necessidade, de outro hospital para o pronto-atendimento.
"Um hospital de primeiros atendimentos, atendimentos clínicos e cirurgias eletivas. Ou seja, vamos
fazer uma separação, uma redefinição do perfil de cada hospital",
disse.
O governador disse que esteve
no Ceará, onde conheceu hospital
que são geridos por Organizações
Sociais (OS), entidades de direito
privado. Para ele, não há problemas que esse novo hospital na cidade possa ter gestão de OS. "Não
tenho nada contra isso, mas vamos
primeiro trabalhar com a nossa rede
estadual, valorizar o nosso servidor da saúde", acrescentou.
Quando questionado pelas as
experiências mal sucedidas no Rio
Grande do Norte, com gestão de
unidades médicas por OS, o governador respondeu: "se os órgãos de
controle ajudarem o governador a
implantar novas metodologias,
como no caso de OS, e fiscalizar
desde o edital até depois de na manutenção do serviço, será muito
bom. Só quem tem a ganhar é a população. Agora não podemos por
conta de uma OS que nasceu viciada, que nasceu para ser viciada,
que foi feita para ser viciada a gente
ficar com pensamento retrógrado
e não evoluir no nosso estado".
> CRISE
Sinmed discute acordo coletivo para tentar resolver
a desvalorização de pediatras e psiquiatras no RN
José Aldenir
Wellington Rocha
ALESSANDRA BERNARDO
ALESSABSL@GMAIL.COM
Os baixos valores pagos por
consultas eletivas e plantões e os
constantes atrasos nos pagamentos
devidos são apontadas como as principais causas da falta de pediatras
na rede privada de Natal, conforme o Sindicato dos Médicos do Rio
Grande do Norte (Sinmed-RN). Para
tentar entender a origem e uma possível solução para o problema, a entidade reuniu a categoria em assembleia para discutir a elaboração de
um acordo coletivo para os médicos, que seria estendido para outras
especialidades, como psiquiatria.
Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos do Rio Grande
do Norte (Sinmed), Geraldo Ferreira, entre as possíveis soluções discutidas estão o estabelecimento de
um piso mínimo a ser pago pelas
unidades e a implantação de um
percentual a ser repassado aos profissionais a cada consulta realizada,
que seria de 10% o valor repassado pelo plano de saúde.
"Pediatra existe, mas falta valorização profissional. Eles não são
remunerados como se deve, muitos bem abaixo do valor de mercado e ainda padecem com demanda excessiva de pacientes atendidos por hora e falta de estrutura
adequada para exercerem sua função, principalmente na rede pública de saúde. A proposta levantada
pela categoria é pagarem R$ 1,5
mil por plantão, mais a produtivi-
Geraldo Ferreira destacou a baixa remuneração desses profissionais no mercado
Nivaldo Júnior critica a falta de atrativos para ‘segurar’ os pediatras no Estado
dade de R$ 5 por atendimento, que
é o equivalente a 10% do valor
pago por uma consulta normal ao
hospital", afirmou.
Ele disse ainda que a demanda
excessiva também é fonte de problemas para os pediatras, com relatos de profissionais que chegam a
atender até 60 crianças a cada hora,
o que prejudica a qualidade do atendimento prestado. "O ideal são seis
consultas por hora, ou seja, uma a
cada dez minutos, no mínimo, para
que o pediatra possa ter tempo necessário para ouvir o paciente, reconhecer os sintomas e a doença
saúde ou na rede pública", falou.
apresentada", explicou Geraldo.
Para o presidente da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do
Norte (Sopern), Nivaldo Júnior,
anualmente, 16 novos pediatras
se formam em Natal, mas como
a maioria é de fora, acabam retornando aos seus estados de origem
para exercerem suas atividades.
E, com relação aos que ficam
aqui, os baixos valores e atrasos
fazem com que eles não se interessem em atuar em hospitais privados ou públicos. "Não faltam
pediatras, mas não há atrativos
em se trabalhar pelos planos de
FECHAMENTO DE
MATERNIDADES CONTRIBUI
PARA CESÁREAS
Na área da obstetrícia, o fechamento de nove maternidades no Estado - sendo duas públicas e sete
privadas, somado à estrutura defasada das que restaram em atuação,
como falta de salas para parto e
vagas e à baixa remuneração dos
obstetras por nascimento são apontados pelo Sinmed como uma das
principais conseqüências para a alta
quantidade de cirurgias cesáreas,
mesmo as feitas sem necessidade,
no Rio Grande do Norte.
Geraldo Ferreira explicou que,
na rede privada, o uso de cirurgia
para o nascimento dos bebês potiguares, em detrimento ao parto normal, é também uma tentativa de
fuga dos médicos pela ausência de
locais disponíveis para o acompanhamento dos partos, pois a demanda é muito superior ao total de
salas específicas para isso. "É um
tema delicado, mas esses problemas relatados precisam ser sanados
para que se resolva essa situação",
afirmou.
Para ele, atualmente, há uma
tentativa de culpar o médico pela
falta de estrutura dos hospitais, de
insumos e outras situações, mas este
também é uma vítima, por não terem
boas condições de trabalho e serem
mal remunerados por suas atividades médicas. "Todos os dias, ocorrem violações dos direitos humanos dos pacientes e usuários de planos de saúde e da rede pública, mas
também dos profissionais", disse.
PSIQUIATRIA TAMBÉM
SOFRE COM POUCOS
MÉDICOS
Outra categoria que tem sofrido com a desvalorização profissional é a psiquiatria, que conta com
apenas 106 médicos em atuação em
todo o Rio Grande do Norte. No
entanto, apenas 64 são especializados e estão devidamente registrados no Conselho Regional de Medicina (CRM). Destes, quase a metade já está aposentada ou próxima
da aposentadoria, o que reduz ainda
mais a quantidade em atuação em
plantões no Estado.
Segundo Geraldo Ferreira, há a
necessidade de valorização do trabalho do especialista, estabelecimento de um piso salarial e um vínculo contratual que dê direitos trabalhistas aos médicos. E, assim
como na pediatria, muitos dos
recém-formados no território potiguar também acabam retornando
aos seus locais de origem para poderem exercer suas atividades com
condições mínimas de trabalho.
Economia
Quinta-feira
Natal, 15 de janeiro de 2015
O Jornal de HOJE 7
Fotos: Wellington Rocha
HOJE na Economia
MARCOS AURÉLIO DE SÁ
marcossa@jornaldehoje.com.br
Nunca antes neste país
ELIANA CALMON
MAGISTRADA APOSENTADA FOI MINISTRA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA (STJ) ENTRE
1999/2013 E CANDIDATA DERROTADA AO SENADO PELA BAHIA NAS ELEIÇÕES DE 2014
Venho observando as notícias sobre as investigações da operação "Lava Jato". Como a maioria dos
brasileiros, permaneço cética em relação aos resultados concretos, sempre adiados e depois esquecidos por todos, inclusive pelos mais revoltados cidadãos brasileiros. Procuramos o culpado (ou culpados), pelo frustrante resultado e infelizmente, não sabemos a quem debitar a conta.
Como magistrada participei de diversas operações
policiais grandiosas envolvendo autoridades. Fui juíza
rigorosa e atenta, mas pouco pude ver de concreto nos
processos que consumiram grande parte do meu
tempo como julgadora. O que vi foram resultados
muito aquém dos esforços e gastos na condução do
processo. Portanto, falo com a propriedade de quem
conhece o sistema nas suas entranhas. Os únicos processos grandes, envolvendo corrupção da cúpula do
poder com resultados visíveis foram: o determinante do impeachment de Collor, quando ficou provado
ele ter recebido propina – representada por um automóvel Fiat; e o “Mensalão”, quando as provas evidentes do processo deixaram o Supremo Tribunal
Federal sem alternativa senão a condenação.
Para não parecer pessimista, basta lembrar dentre os maiores escândalos financeiros envolvendo
altos figurões da República e desvios de recursos públicos, cujo destino já se sabia de antemão – iriam
para as campanhas eleitorais e engordariam as contas pessoais dos candidatos e seus parceiros: “Anões
do Orçamento” (1989 a 1992, R$ 800 milhões dentro do Congresso Nacional); “Vampiros” (1990 a
2004, R$ 2,4 bilhões, fraude a licitações dentro do
Ministério da Saúde); “TRT de São Paulo” (1992 a
1999, R$ 923 milhões, envolvendo o Senador Luiz
Estevão e o Juiz conhecido como Lalau); “Banestado” (1996 a 2000, R$ 42 milhões, no Estado do Paraná); “Banco Marka” (1999, R$ 1,8 bilhão, dentro
do Banco Central; “Pobre Amazônia” (1998 e 1999,
R$ 214 milhões, na SUDAM); “Máfia dos Fiscais”
(1998 a 2008, R$ 18 milhões, na Câmara de Vereadores de São Paulo); “Mensalão” (2005, R$ 55 milhões, na Câmara Federal, envolvendo o PT); “Sanguessugas” (2006, R$ 140 milhões, envolvendo 3 senadores e 70 deputados federais); “Operação Navalha” (2007, R$ 610 milhões, envolvendo o Ministério das Minas e Energia, nove Estados, o Distrito Federal e a empresa Gautama). Todos esses escândalos foram investigados pela Polícia Federal, monitorados pelo Ministério Público Federal e processados pela Justiça. Mas, houve punição adequada?
Como vemos, a descoberta das falcatruas na Petrobras, conhecidas por todos desde as eleições de
2010, foram repetidas com maior perfeição nas eleições de 2014 e, antes do segundo turno, o governo
se mobilizou politicamente para abafar as investigaDéficit habitacional
do RN é da ordem
de 140 mil moradias
n A secretária estadual do Trabalho, Habitação e Assistência
Social, Julianne Faria, manteve
ontem à tarde reunião com o superintendente da Caixa Econômica Federal no RN, Roberto
Linhares, quando foi discutida
a retomada da política habitacional no âmbito do Governo do
Estado, contando com a parceria do Governo Federal através
do programa “Minha Casa,
Minha Vida”.
n Segundo a opinião expressada pelo superintente da CEF,
“não se pratica política habitacional no Rio Grande do Norte, de
forma estratégica, estruturada e
de combate efetivo ao déficit habitacional, desde a época do governo de Cortez Pereira, há mais
de 40 anos”.
n Segundo a secretária, o Governo do Estado, através da Cehab
(Companhia Estadual de Habitação, vinculada à Sethas) pretende viabilizar, em conjunto
com as prefeituras municipais e
respaldado pelo Governo Fede-
ções: esvaziou a CPI da Câmara, tentou desconsiderar o magistrado Sérgio Moro, disse que se tratavam de investigações de cunho político-partidário patrocinadas pela oposição e conseguiu retardar o que
só agora vem a tona, com força total, pouco menos
de um mês após a apuração de todas as urnas e a reeleição da Presidente.
Hoje comprova-se que não é especulação ou invenção eleitoral e sim uma certeza – pelo que já está
apurado por documentos e declarações: trata-se do
maior escândalo de corrupção do Brasil, alcançando a cifra de R$ 60 bilhões retirados de uma única
empresa, a Petrobras. Os mandantes e beneficiários
estão ligados diretamente ao governo federal, pertencem ao PT e aos partidos que dão sustentação política a Dilma, via as maiores empreiteiras do país.
Os empreiteiros, presos provisoriamente, já com a
experiência do “Mensalão”, de que os figurões políticos conseguem a liberdade, estão aderindo maciçamente ao instituto da delação premiada.
Diante do quadro que se tem no momento, quando tudo parece levar ao caso do sem saída para o governo que promoveu, ou ao menos chancelou o absurdo desfalque, somos surpreendidos com a fala
presidencial, que se apossou da corrupção perpetrada para dizer em alto e bom som: "Nunca antes neste
país o Governo promoveu tão séria e severa investigação pela MINHA Polícia Federal, pelo MEU
Ministério Público e pela MINHA Justiça Federal".
Tudo virou Governo (e do Governo), porque não
mais se tem a noção do que seja Estado e do que seja
Governo. Tudo é uma coisa só.
O Ministro da Justiça, no mesmo diapasão, com
a voz embargada por uma teatral indignação, disse:
"Estamos investigando; a Presidenta quer o maior
rigor nas apurações, Mas não vamos admitir o terceiro turno". E como já é de costume, como aconteceu no caso do “Mensalão”, alias, o governo afirma nada saber. Porém, é difícil acreditar que a milionária campanha eleitoral governista tenha sido
bancada unicamente com o dinheiro do fundo partidário e doações espontâneas das empresas. Não
acredito que assim pensem a Polícia Federal (quase
sucateada nesses quatro últimos anos) e o Ministério Público. E muito menos, que se acredite que os
brasileiros são cegos a ponto de não verem o que está
realmente acontecendo.
A Presidente se elegeu com 53 milhões de votos
e com o auxílio de 39 milhões de eleitores que lavaram as mãos ao darem seu voto em branco ou nulo.
Mas nós estamos vigilantes e mobilizados em nome
da verdadeira democracia, da ética e da cidadania
para, como oposição e testemunhas históricas, exigirmos maior rigor e pudor nas condenações. Não vamos
esmorecer. Exigimos apuração séria e competente não
pela Polícia de Dilma, mas pelas instituições democráticas deste país, nascidas antes do PT.
Realmente, nunca antes neste país se viu
roubalheira igual.
ral, um programa que reduza em
grande parte o déficit habitacional do RN, hoje estimado em
cerca de 140 mil moradias.
Redução do ICMS do
querosene de aviação deve
reanimar setor imobiliário
n A decisão do governo Robinson Farias de reduzir, muito em
breve, a alíquota do ICMS cobrado pelo Estado sobre o querosene de aviação deverá beneficiar a economia do Rio Grande do Norte não apenas no setor
do turismo, mas também reanimará o mercado imobiliário.
n Esta é a opinião do presidente do Sindicato das Empresas
Imobiliárias (Secovi/RN), empresário Renato Gomes, que nos
próximos dias se reunirá com a
equipe econômica do novo Governo tendo em pauta a discussão de saídas para as dificuldades que vêm sendo enfrentadas
pelo mercado de imóveis nos últimos tempos.
n Segundo ele, com a redução
do ICMS sobre o combustível
dos aviões, haverá aumento
quase imediato do número de
voos nacionais e internacionais
para Natal, o que contribuirá para
atrair investidores de outros Estados e até de outros países.
n “O mercado imobiliário é
um dos segmentos da economia que mais se beneficia do turismo. Na hora em que se eleva
o fluxo turístico, a cidade fica
na vitrine e as construtoras e
incorporadoras passam a ter
mais oportunidades de venda
para seus empreendimentos ao
pessoal vindo de fora”, explica Renato Gomes, lembrando
que o advento do chamado “turismo de segunda residência”,
fenômeno ocorrido anos atrás
em nosso meio, foi marcado
exatamente pela forte presença
de investidores estrangeiros no
Estado, trazidos pelo turismo.
n “Além disso, com o aumento do fluxo turístico crescem os
investimentos no setor hoteleiro, mais gente passa a planejar
a compra de áreas para desenvolver projetos específicos, e tudo
ajuda à alavancagem do mercado imobiliário, como também
do comércio e dos demais setores de serviço”, explica.
"Queremos nos aproximar
mais das decisões relevantes
no RN", diz Arnaldo Gaspar Jr
E MPRESÁRIO
SERÁ RECONDUZIDO À FUNÇÃO DE
PRESIDENTE DO S INDUSCON -RN NESTA QUINTA- FEIRA
CAROLINA SOUZA
ACW.SOUZA@GMAIL.COM
A indústria da construção civil
no Rio Grande do Norte promete
estar mais presente das discussões no
Estado relativas, principalmente, às
obras públicas. Essa é uma das metas
do empresário Arnaldo Gaspar Júnior, que será reconduzido nesta
quinta-feira (15) ao posto de presidente do Sindicato da Indústria da
Construção Civil (Sinduscon-RN)
pelos próximos quatro anos.
Dentre as ações que o Sindicato pretende participar ativamente
destacam-se as regulamentações
das Zonas de Proteção Ambiental
(ZPA) de Natal, eventos técnicos
sobre novas alternativas de saneamento e acompanhamento das discussões técnicas da nova ponte que
deverá ser construída sobre o Rio
Potengi - projeto anunciado pelo
governador Robinson Faria.
"Faremos vários debates com
os órgãos públicos estaduais e municipais sobre a qualidade das
obras, licitações, projetos executivos, planilhas orçamentárias, por
exemplo. Queremos nos aproximar mais das decisões relevantes
no Estado, propondo sempre debates de qualidade", comentou Arnaldo Gaspar Júnior em contato
com O JORNAL DE HOJE.
O projeto da nova ponte em
Natal, a terceira a ser construída na
cidade, será uma das principais
obras que a capital potiguar deverá receber nos próximos anos, com
investimento de aproximadamente
R$ 100 milhões de recursos públicos. Para o presidente do SindusconRN, a obra virá a somar no planejamento de mobilidade de Natal.
"Acho o projeto da terceira
ponte importantíssima para Natal.
A cidade precisa ser mais interligada. Minha empresa está construindo uma ponte em Teresina/PI,
cidade como Natal, cortada por
rios. Lá já existem três pontes, estão
sendo construídas mais duas e planejadas outras duas pontes, tudo
isso para unir os dois lados da cidade. Esse exemplo serve para nós.
É fundamental que aumentarmos as
ligações", destacou.
Além de acompanhar e fiscalizar as obras, o Sinduscon-RN
também irá contribuir com projetos para o Estado. Um desses projetos - já apresentado ao poder público municipal - diz respeito à ampliação da capacidade de tráfego da
Ponte de Igapó.
"Nossa função também é sugerir melhorias. Nessa nova gestão
vamos realizar inúmeros seminários, trazer especialistas em construção civil e obras públicas e nos
mostrar sempre ao lado do Governo do Estado e do Município de
Natal, no sentido de colaborar com
os governos e com a população",
afirmou Gaspar.
SEGURANÇA JURÍDICA
A nova gestão de Arnaldo Gaspar Júnior também levantará algumas cobranças. Em análise do atual
cenário da indústria da construção
civil no RN, o empresário reforça
a necessidade de mais segurança jurídica "para quem constrói e para
quem participa de obras públicas".
Novo presidente do Sinduscon/RN pretende abrir diálogo com órgãos públicos
"O Estado nos exige cumprimento de diretrizes e normas com
bastante rigor, mas não cumpre
com rigor o que nos promete. Só
depois que iniciamos uma obra,
nos aparece o órgão de controle
questionando preços, licenças ambientais. Já em Natal, por exemplo,
existe uma grande confusão sobre
quem fiscaliza o quê e onde. Ninguém sabe onde começa e termina a competência da Semurb, do
Idema ou do Ibama", comentou.
"O que mais atrapalha nosso setor
é a insegurança jurídica que permeia em tudo, seja com quem trabalha no mercado imobiliário ou
em obras públicas".
8 O Jornal de HOJE
Natal, 15 de janeiro de 2015
Cidade
Quinta-feira
Fotos: José Aldenir
Longas filas de usuários se formam em frente à unidade,
em busca de uma das 200 fichas de atendimento, número bem menor do que a demanda
Central do Cidadão do Alecrim vive caos
com insuficiência dos serviços do ITEP
USUÁRIOS
CHEGAM NAS
PRIMEIRAS HORAS
DA MANHÃ E
AINDA ENFRENTAM
LONGAS FILAS
Madrugar, enfrentar uma fila
quilométrica e sair do local sem ser
atendido. É essa situação que diversas pessoas enfrentam todos os dias
na Central do Cidadão do Alecrim
em busca dos serviços do ITEP (Instituto Técnico-Científico de Polícia). Quem precisa tirar a primeira
via da Identidade - Registro Geral ou solicitar a segunda ou terceira
via, deve ir à unidade sabendo que
enfrentará dificuldades.
A vendedora Joana Darc, 25, foi
nesta quinta-feira (15) à Central pela
quinta vez consecutiva e vai voltar
para casa sem seu documento em
mãos. "Cheguei às 6h da manhã e a
fila estava alcançando a Avenida
Presidente Quaresma, próximo à
Feira. Já vim aqui outras quatro
vezes e nunca consigo ser atendida.
O pior de tudo é que ninguém faz
nada para resolver. Enquanto isso, eu
fico sem identidade", afirmou.
Joana comentou à reportagem
d'O JORNAL DE HOJE que todas
as vezes que vai à Central do Cidadão precisa faltar no trabalho. "Meu
gerente compreende a minha necessidade, mas também não posso abusar. Gente, é apenas a segunda via
de uma identidade que já consta no
banco de dados do ITEP. Porque
tanta confusão ao oferecer esse serviço? É apenas uma impressão",
questionou.
O motorista José Vicente Dantas veio de Recife para Natal apenas
Joana já foi cinco vezes em busca da
2ª via de identidade e nada conseguiu
para retirar a segunda via de sua
identidade e também voltará sem
ela. "Moro há dez anos em Recife.
Recentemente perdi meu documen-
to e preciso dele agora para que a
empresa em que trabalho possa renovar meu contrato. Tirei o dia de
folga hoje para vir em Natal exclusivamente para isso e acabei
'quebrando a cara'", lamentou.
De acordo com Fátima Oséas,
porta voz do ITEP na Central do Cidadão do Alecrim, o órgão disponibiliza 200 fichas de atendimento por
dia, sendo 40 para quem vai tirar a
primeira via do RG e 160 para segunda e terceira via. "Entretanto,
tem dias que passam por aqui mais
de 500 pessoas. Por isso a Central
fica esse caos. Todos querem ser
atendidos imediatamente, mas não
temos ficha nem estrutura para atender a todos", disse.
Além do prédio não conseguir
comportar o grande número de pessoas que procuram os serviços diariamente, a quantidade de servidores do ITEP é insuficiente. "Temos
25 funcionários distribuídos em dois
turnos, mas não estamos contando
com todos eles, pois alguns estão
de férias e outros tiraram licença
Premium", comentou Fátima.
Quem consegue uma ficha não
pode se sentir tão privilegiado,
tendo em vista que ainda precisará enfrentar problemas como a espera, tumulto, e calor. Após passar
pela fila para recebimento da ficha,
o usuário precisa enfrentar outra
fila para ser atendido. Nas dependências internas do prédio, pessoas
em pé e sentadas nas escadas deixam o cenário deprimente. O calor
é insuportável.
Fátima Oséas disse que o ITEP
está funcionando na unidade do Alecrim há mais de dois anos, mas pode
estar prestes a mudar de endereço.
"É o que nós mais queremos. Viemos para esse endereço 'emprestado'
e acabamos ficando mais tempo do
que o esperado. Mas tudo indica
que em breve estaremos saindo
daqui, para um prédio apenas nosso.
Será melhor para nossos serviços
e, sem dúvidas, para a Central do Cidadão", destacou.
VENDA DE FICHAS
Segundo informações dos próprios usuários, a guerra por ficha de
atendimento está provocando a formação de um comércio irregular.
Algumas pessoas passam a madrugada na fila apenas com a intenção
de vender a ficha, que passa a ser distribuída sempre às 7h. Há quem
cobre R$ 20, R$ 30 e R$ 40,00 pelo
papel, que garante o lugar nas primeiras posições da fila.
Ionete Dias, gerente interina da
Central do Cidadão do Alecrim, comentou que os funcionários não
conseguem coibir essa situação.
"Infelizmente não podemos fazer
nada. Nós só abrimos a Central às
7h. Quando chegamos, já tem pessoas esperando as fichas negociadas. É incrível como as pessoas
agem de má fé até em situações
como essa", disse.
EXPECTATIVA
Fiart deve movimentar mais de R$ 9 milhões em vendas
Com a perspectiva de movimentar mais de R$ 9 milhões em comercialização de produtos e o tema
"O entrelaçar dos fios tece novas
oportunidades", a XX Feira Internacional do Artesanato (Fiart) deve
beneficiar 2,2 mil artesãos de todo
o país e de 14 países e contará com
uma programação cultural preparada por cerca de 1,8 mil artistas locais. O evento, que será realizado
entre os dias 23 de janeiro e 1º de
fevereiro, deve atrair um público recorde de 80 mil pessoas em seus
dez dias, superando a edição passada.
Segundo o coordenador geral da
Fiart, Neiwaldo Guedes, a feira cresceu e hoje é reconhecida nacionalmente por colocar em destaque artesãos locais e regionais em evidência para todo o mundo. Ele disse
que cada estado têm seus programas voltados para a qualificação e
melhoramento do artesanato e que
é isso que o público presente terá
oportunidade de conhecer. Ele afirmou ainda que a programação cultural passou por reformulação e será
ampliada para os dois turnos do
evento.
"Temos novidades do artesanato local, nacional e também vindos
dos 14 países participantes, a exemplo de Gana, que estiveram aqui durante a Copa do Mundo e trouxeram
um pouco da sua cultura e agora,
do seu artesanato também e do Marrocos. Aumentamos o tempo de duração das apresentações artísticoculturais feitas pelos quase 1,8 mil
artistas que estão envolvidos nas
ações e teremos destaque também
para a gastronomia, com itens pura-
mente nordestinos como a nossa tapioca, carne de sol, arrumadinho e
o acarajé, será um pequeno festival
de comidas típicas", explicou Neiwaldo.
Segundo o diretor da Fundação
José Augusto, Rodrigo Bico, o evento eleva o Estado, incentiva a economia e dá visibilidade à cultura potiguar. "AFiart tem uma grande importância para o cenário internacional e
coloca Natal de frente para o Brasil
e o mundo, por isso, é essencial que
o Estado assuma sua responsabilidade de contribuir para que a Fiart aconteça. Se conseguirmos essa integração de cultura-turismo e assistência
social, com certeza vamos avançar
nas políticas públicas", afirmou.
TURISMO GANHA
REFORÇO COM EVENTO
Os principais pontos turísticos do
Rio Grande do Norte também estarão expostos aos interessados, segundo o secretário de Estado do Turismo, Ruy Gaspar. "Será feita a divulgação das potencialidades turísticas potiguares durante os dez dias
da Fiart e o nosso estante terá uma
decoração específica, mostrando os
principais destinos turísticos da nossa
terra e a potencialidade de cada um
deles, para atrair o maior número
de visitantes brasileiros e estrangeiros", afirmou.
Para o secretário municipal de
Turismo e Desenvolvimento Econômico, Fernando Bezerril, a participação maciça dos artesãos natalenses e a exposição nacional que o
município vem tendo nos últimos
meses é de suma importância para
o retorno da Capital como um dos
principais roteiros turísticos do país.
"Tivemos a gravação de uma novela, programas de rede nacional e a
Copa do Mundo para divulgar nossa
cidade nessa que chamamos de super
alta estação e não podemos perder
essa oportunidade de colocar Natal
no topo", afirmou.
Heracles Dantas
Neiwaldo Guedes: evento valoriza
artesanato local, nacional e de 14 países
CMYK
Cultura
Quinta-feira
Natal, 15 de janeiro de 2015
O Jornal de HOJE 9
Divulgação
> 1977
VIDA PARA ANDAR
POR ESTE PAÍS
Espetáculo “Gonzagão – A Lenda” percorrerá mais seis cidades
nordestinas, em janeiro, após primeira perna da turnê que
incluiu Exu (PE), terra natal do Rei do Baião; Em Natal, musical
será encenado no próximo dia 24, no Largo Dom Bosco
Após o primeiro giro de um circuito que passou por Exu (PE), terra
natal de Luiz Gonzaga, Campina
Grande (PB), Caruaru e Recife (PE),
entre dezembro de 2013 e maio de
2014, o espetáculo “Gonzagão – A
Lenda” prepara mais seis apresentações para este mês de janeiro,
agora com a inclusão de Natal na
agenda. Será às 20 horas do próximo dia 24 (sábado), na praça Augusto Severo, no Largo Dom Bosco,
na Ribeira, com entrada gratuita.
Sucesso de público e crítica, o musical dirigido por João Falcão conquistou diversos prêmios, como o
Prêmio Shell de Teatro 2012 (Melhor Música); quatro prêmios Bibi
Ferreira (Roteiro, direção, direção
musical e melhor espetáculo); e foi
eleito em 2013 um dos cinco me-
lhores musicais do ano pelos jornais
O Estado de São Paulo e Folha de
São Paulo. O público acumulado
já passa de 100 mil espectadores.
“Disseminar as manifestações
culturais de forma sistêmica em
nosso país é um objetivo alinhado
ao posicionamento da marca Rede,
que acredita na conexão entre as
pessoas. Esse tipo de espetáculo reforça a atuação da empresa para
viabilizar o acesso à cultura nas suas
mais variadas formas e pretendemos contribuir cada vez mais nesse
sentido com espetáculos sobre os
grandes nomes da nossa música e
da cultura brasileira, proporcionando experiências memoráveis e oportunidades para as pessoas se unirem e interagirem.”, diz Cristiane
Magalhães, diretora de Marketing
Negócios do Itaú Unibanco, patrocinadora da turnê através da Rede,
sua empresa responsável por transações de crédito e débito com bandeiras nacionais e internacionais.
Oito atores e uma atriz se revezam no palco em uma viagem
musical pela trajetória do Rei do
Baião. Como em qualquer história
de homem que vira mito, a vida
de Luiz Gonzaga tem passagens
em que as versões de seus biógrafos não convergem, em que realidade e fantasia se confundem, e o
autor e diretor João Falcão se sentiu livre para tratar mais do mito do
que do homem. “É a história de
Luiz Gonzaga, mas não é Wikipédia”, diz o diretor João Falcão, que
evitou didatismo na construção textual, embora tenha lido vários livros
sobre um dos artistas mais importantes da música brasileira - morto
em 02 de agosto de 1989, cujo centenário de nascimento foi comemorado em dezembro de 2012.
Nessa montagem, João Falcão
apresentou dois novos talentos ao
público: Marcelo Mimoso, que
narra boa parte da história de Gonzaga no palco e canta a maioria
das músicas, nunca tinha assistido
a uma peça antes. Filho de sanfoneiro, Marcelo era taxista e também
cantor de forró. Foi descoberto pelo
diretor João Falcão numa noite em
que se apresentava em um bar da
Lapa. Hoje está produzindo seu
primeiro CD solo. Dentre as cerca
de 40 canções que estão no espetáculo há sucessos como “Cintura
fina”, “O xote das meninas”, “Qui
O rock está cheio de anos cabalísticos. Desde as primeiras gravações de Elvis Presley, em 1953,
até a explosão do grunge em 1991,
uma série de datas funcionam
como referência para fãs pautarem suas vidas, com nascimento de
filhos e encontros que resultaram
em casamentos em concomitância
com lançamentos de discos e afins
- desconheço tribo mais apaixonada que a roqueira.
As opções para este texto são
diversas. Só nos 60s, tivemos a Invasão britânica, o fenômeno Bob
Dylan, a Jovem Guarda, a Tropicália, o Verão do Amor, Woodstock
e a tragédia de Altamont. Com Beatles, Rolling Stones, Hendrix, Joplin, Doors, a psicodelia e João Gilberto e seus banquinhos, não faltaram momentos marcantes.
Mas quero abordar um período
mais à frente. Caso da turbulenta
década de 1970, quando todos os
caminhos afunilavam para a Disco,
mesmo com o hard e o progressivo soltando pérolas a cada ano, sobretudo Led Zeppelin (até o “IV”)
e Pink Floyd; e o metal sendo gestado pelo Black Sabbath.
Refiro-me ao icônico ano de
1977, tido como o Ano do Punk.
Nas ruas de Londres, Detroit e
Nova York, ferviam cenas distintas. Nas duas últimas, Ramones e
The Stooges faziam barulho sem
tanto estardalhaço político, tendo
em vista que os Estados Unidos
não passavam por uma crise econômica intensa. Farras em praias,
escolas e dramas existências do-
minavam as letras.
Já em Londres, assolada pelo
desemprego e o atraso industrial
em relação aos vizinhos europeus,
o protesto em forma de música era
a palavra-chave. Daí surgiu a banda
amadora mais bem sucedida da história, o Sex Pistols, que lançou apenas um disco de estúdio (“Never
Mind The Bolllocks”) em sua curta
carreira; e o crossover do The Clash.
Por sua vez, David Byrne e os
Talking Heads acrescentavam
novos elementos àquela sonoridade para criar a subcategoria do póspunk, mesmo com a cena em pleno
vigor. Seu álbum vermelho, homônimo, agita pistas até o hoje, de tão
dançante e bem feito – influência
que resvalou no som dos Titãs e de
uma porção de bandas atuais, como
o Franz Ferdinand.
Do outro lado do Atlântico,
Elvis morria em Graceland, e o Kiss
dava início à era dos megasshows
do glamrock com o multipremiado
“Love Gun”. Tenho apreço especial por este disco, sendo um dos
primeiros vinis que comprei. Até
hoje vibro quando “I Stole Your
Love” ecoa no stereo.
O exercício nostálgico faz parte
da reciclagem que todo fã de música deve promover de tempos em
tempos. Sempre passa algo batido.
No caso do rock, diante da enxurrada de homenagens e datas comemorativas, a necessidade aumenta.
Com tanta coisa ruim sendo lançada nos últimos anos, vale mais vasculhar o passado que ceder ao impulso por novidades. (C.C.).
CURTAS
ELENCO
O único papel feminino do elenco é de Larissa Luz, o primeiro de sua
carreira já que ela não era atriz, mas
sim cantora. Descoberta por João,
assim como Marcelo Mimoso, Larissa era cantora do famoso grupo baiano AraKetu. “Vi Larissa cantando num
vídeo de internet que um amigo me
mostrou”, conta o diretor que confessa gostar de experimentar pessoas em
outras áreas de
atuação. “Reconheci ali um talento assim que
vi as imagens.
Larissa, que
com seu enorme
carisma já recebeu a indicação
de Melhor Atriz
no prêmio FITA
2013, é muito
expressiva e tem
uma presença muito forte. O grupo já
era muito coeso e tinha de ser uma pessoa que se entrosasse bem com eles.
Nos conhecemos pessoalmente, fizemos uma leitura e nos apaixonamos
por ela. Larissa conseguiu pegar tudo
muito rápido e vem fazendo um belíssimo trabalho”, afirma entusiasmado João Falcão.
A continuidade do trabalho reali-
Ano do punk
ccpsilva@hotmail.com
A LENDA DO TRAPEZISTA CEGO
Dentro do projeto Jornada Cultural, a Tropa Trupe chega ao Teatro
Riachuelo no dia 25 de janeiro com a peça “A Lenda
do Trapezista Cego”. Um espetáculo concebido em parceria com a Companhia
Internacional Sin Plugares, a partir das
afinidades entre o grupo brasileiro e o
diretor argentino Walter Velázques. É a
história do único trapezista cego do
mundo, que morre durante um incêndio
no circo, provocado por um raio que atingiu a lona. Os únicos sobreviventes da tragédia são o palhaço e o mágico, que, ao saber
do incêndio, se ‘esconde' em seu espelho ‘mágico'
Juntos, eles prometem trazer de volta a alegria e o público ao circo.
zado em “Gonzagão” deu ao conjunto de atores a possibilidade de formar uma cia teatral. A Barca dos Corações Partidos – Companhia Brasileira de Movimento e Som já nasceu
com duas peças musicais em seu repertório: “Gonzagão – A Lenda”, com
texto e direção de João Falcão, e
“Ópera do Malandro”, de Chico Buarque, também com direção de João
Falcão. Os dois
projetos foram
idealizados por
Andréa Alves e
são uma realização da Sarau
Agência de
Cultura Brasileira, a qual a
companhia é
associada. “A
Barca” é fruto
de um encontro
entre músicos, atores, cantores e palhaços, que encontram prazer e liberdade na brincadeira teatral.
GONZAGÃO – A LENDA
Natal dia 24/1 (sábado)
Praça Augusto Severo, no Largo Dom
Bosco - Ribeira
Horário: 20h
Entrada Gratuita
AS EXPOSIÇÕES QUE EU NUNCA FIZ
O fotógrafo Alexandre Santos segue até o dia 27 deste mês com sua
“As exposições que eu nunca fiz”, em que 80 imagens foram divididas em
cinco seções temáticas e independentes (“Do barro ao pó”, “Abstrações
geométricas”, “Transfigurações Poéticas”, “Disperso olhar” e “Transitório
concreto”). A mostra é a abertura da temporada 2015 da galeria de arte
Abraham Palatnik, localizada no mezanino do Mercado de Petrópolis.
Popular, inteligente, vanguardista, psicodélica,
a arte de Gonzagão é inclassificável e subvalorizada no Brasil
SEMPRE ALUNOS
O Colégio Nossa Senhora das Neves realizará mais um encontro festivo para comemorar a aprovação dos novos “Sempre Alunos” em instituições federais do país, através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu)
2015, com as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
A confraternização acontecerá na segunda-feira (26), no pátio do prédio
CENIC, a partir das 11h. Na recepção dos novos universitários serão entregues camisetas e band-aids personalizados e tinta guache. A festa ainda
contará com churrasco e a animação do trio de sanfoneiros Pé de Urtiga.
10 O Jornal de HOJE
Natal, 15 de janeiro de 2015
Cidade
Quinta-feira
Divulgação
ASSALTANTES DE BANCOS
VOLTAM A AGIR NAS CIDADES
COM BAIXO EFETIVO POLICIAL
AUSÊNCIA DE INVESTIMENTO NA SEGURANÇA DAS AGÊNCIAS TAMBÉM FACILITA
Apesar da grande preocupação
que o Estado tem em combater os
assaltos a bancos no Rio Grande do
Norte, somente em 2014, cerca de
40 agências foram alvos de criminosos. Este ano, o primeiro caso foi
registrado na madrugada desta quinta-feira (15), na cidade de Vera Cruz,
distante 37 km de Natal. Em contato com O Jornal de Hoje, a delegada Sheila Freitas, titular da Divisão
Especial de Investigação e de Combate ao Crime Organizado (Deicor),
explicou as dificuldades em acabar
com esse tipo de ação.
De acordo com a delegada, a
cada dia que passa, os bandidos estão
mais ousados. "Se você observar
como os bandidos agiam há alguns
anos e como eles estão agindo atualmente, a diferença é grande. Eles
estão bem mais organizados e sabem
exatamente o que fazer e até mesmo
o dia certo para agir", disse a delegada, que ainda completou. “No ano
passado, as quadrilhas passaram a
utilizar novos artifícios, como os
grampos que colocam na pista. Eles
geralmente colocam em locais estratégicos para tentar atrasar a chegada da polícia ou qualquer veículo
que possa atrapalhar o roubo".
Ainda segundo Sheila, os bandidos escolhem "a dedo" as cidades
que irão atacar e também o horário
para agir. "Dificilmente, os criminosos agem em cidades que têm um
policiamento mais reforçado. Normalmente eles realizam as ações criminosas em municípios com um
baixo efetivo policial. Em Vera Cruz,
Heracles Dantas
Titular da Deicor, Sheila Freitas, destaca a ousadia e organização criminosa
por exemplo, tinham dois ou três
policiais, que nada poderiam fazer,
pois se saírem da delegacia correm
o risco de morrer, pois estão em
grande desvantagem. Os bandidos
também sabem que durante a madrugada o policiamento é ainda menor,
até mesmo para que o reforço venha
de cidades vizinhas".
No caso de Vera Cruz, criminosos fortemente armados explodiram dois caixas eletrônicos do Bradesco e depois ainda saíram atirando pela cidade. "Essa agência tinha
acabado de ser abastecida. Por isso
que falo que eles estão agindo de
maneira mais organizada". O Bradesco, inclusive, é o alvo preferido dos assaltantes. Apesar de não
existir números exatos sobre a quantidade de agências da empresa que
foram roubadas em 2014, Sheila
Freitas explicou que o Bradesco
tem uma deficiência de segurança.
"Esses caixas eletrônicos que geralmente são explodidos não ficam
dentro de bancos mesmo. São pequenas unidades, que têm caixas
eletrônicos e uma pessoa para atender o público durante o dia e no
período da noite ficam só os caixas.
Sequer possuem câmeras de segurança", disse.
A delegada também destacou
que até mesmo as grandes agências
da capital têm deficiências na segurança. "Aqui em Natal nós também
temos dificuldades para conseguir
imagens das ações dos criminosos,
pois muitas não têm um sistema de
segurança adequado. Isso também
dificulta o trabalho da polícia. Por
isso que sempre batemos na mesma
tecla, de que é importante que essas
agências bancárias façam investimentos na segurança, até mesmo
para que a polícia tenha mais dados
para prender os bandidos. Geralmente as imagens que utilizamos
são as que chegam até o Ciosp".
Em 2014, integrantes dessas
quadrilhas foram presos, como na
ação que aconteceu em Parnamirim,
em setembro, quando três homens
foram detidos depois de trocarem
tiros com a Polícia Militar. Mas nem
mesmo essas prisões foram suficientes para diminuir o número de assaltos. "Nós estamos trabalhando e
identificando os responsáveis. Fizemos várias prisões no ano passado.
Mas parece que quanto mais nós
prendemos, mais quadrilhas aparecem". Questionada sobre a composição dessas quadrilhas, Sheila detalhou que os integrantes vêm de
várias partes do Brasil. "Pelas investigações que temos e também
pelas prisões que fizemos de outras
quadrilhas, existem muitos componente desses bandos que realmente
são daqui, mas uma boa parte vem
de outros Estados.
Por fim, Sheila Freitas afirmou
que a nova secretária de segurança,
Kalina Leite, já adiantou que pretende investir mais na Deicor. "Ela já
nos falou isso. Sabemos que o crime
organizado utiliza o dinheiro desses assaltos para se armar. Esses
grampos que eles passaram a utilizar é um exemplo. Eles estão com
equipamentos cada vez mais avançados. Mas vamos ter o suporte do
novo Governo para conseguir fazer
um grande trabalho e controlar essa
situação".
Agência do Bradesco, em Vera Cruz, foi a primeira a ser atacada em 2015
> PRESSÃO TOTAL
Aberta a temporada de caça a criminosos no Estado
O número de homicídios no
Estado não caiu e já ultrapassou a
marca de 50 apenas nas duas primeiras semanas do ano. Porém, o
combate contra a violência prometido pelo governador Robinson
Faria tem surtido efeito em outras
áreas. Prisões e mortes de suspeitos em confrontos com policiais
estão acontecendo quase que diariamente no Rio Grande do Norte.
O caso mais recente ocorreu
na madrugada desta quinta-feira
(15), no bairro de Mãe Luíza, quando a "Operação Sem Noção" foi
deflagrada. Durante a ação foram
presos David Oliveira da Silva, de
23 anos; Aliston Soares Marinho da
Silva, de 23 anos; Renan Paulo da
Silva, de 26 anos; Natan Derok
Oliveira do Nascimento, de 24
anos. Os quatro são suspeitos de assaltos na zona Leste, mas também
em outras áreas, principalmente
em residências no bairro de Candelária. Eles também são apontados como responsáveis pelo assalto ao vice-governador do RN,
Fábio Dantas, no final do ano passado, na praia de Areia Preta. "Eles
foram detidos por intermédio de
mandados de prisão e um de busca.
Agora queremos converter essas
prisões em preventivas, pois temos
informações que eles são responsáveis até por homicídios".
No município de João Câmara, Breno Lucas de Oliveira, de 18
anos, e Mateus Lucas de Oliveira,
José Aldenir
Divulgação
Assaltantes, traficantes e ladrões de carros foram retirados de circulação pelas polícias Civil e Militar
Em Mãe Luiza, criminosos foram presos, entre eles, a dupla que assaltou o vice-governador do RN
de 16 foram mortos depois de um
confronto com um policial militar.
Os suspeitos, que estavam na companhia de outro comparsa, que conseguiu escapar, abordagem o PM
quando ele estava chegando em
casa. Houve uma intensa troca de
tiros e os dois criminosos morreram. O policial foi ferido na mão,
mas passa bem.
Apenas esta semana, seis pessoas já tinham foram presas pela
polícia. Em Brejinho, policiais civis
da Delegacia Especializada em Nar-
cóticos (DENARC) prenderam em
flagrante cinco pessoas envolvidas
com o tráfico de drogas na cidade
de Brejinho. Em Santana do Matos,
um homem foi detido acusado de
ter praticado o crime de furto qualificado, pois teria subtraído carregadores de pistola de um policial
militar que atua na cidade.
Um dos casos que mais chamaram atenção em 2015 aconteceu no dia 8 de janeiro. A equipe
de policiais civis da Delegacia
Especializada de Defesa da Pro-
priedade de Veículos e Cargas
(DEPROV) prendeu três homens
suspeitos de roubo de veículos.
A abordagem aconteceu após uma
denúncia anônima, através do Disque Denúncia (181), que dava
conta de que membros de uma
quadrilha que praticava roubo de
veículos estariam se passando por
compradores de automóveis e
marcando encontros com anunciantes em sites de classificados.
Ao chegar ao local marcado, os
homens anunciavam o assalto e
tomavam o veículo das vítimas. A
fim de investigar a denúncia, os
policiais da DEPROV montaram
campana e aguardaram a chegada dos elementos, que ao serem
abordados pela equipe reagiram
atirando contra os agentes da Polícia Civil. Uma perseguição se
iniciou e só terminou quando o
veículo em que os suspeitos estavam bateu em outro carro.
No dia 9 de janeiro, PMs entraram em confronto com dois homens armados que eram suspeitos
de praticarem assaltos em Petrópolis. Depois de uma intensa troca
de tiros um dos suspeitos conseguiu
fugir. O outro, que estava em um
veículo Peugeot, foi baleado e capotou o veículo na avenida Hildebrando de Góis. O suspeito baleado estava portando um revólver
calibre 32. Ele estava, inclusive,
com uma identidade falsa. O cabo
Geraldo relatou ainda que o jovem
é suspeito de dois homicídios praticados em Brasília Teimosa no início do ano.
Cidade
Quinta-feira
Natal, 15 de janeiro de 2015
O Jornal de HOJE 11
edadC
i
Alex Medeiros
alex.medeiros1959@uol.com.br
SOFÁ NA SALA
O resultado da auditoria do TCE sobre o vergonhoso caso do prédio comprado pelo MP por R$
850 mil e abandonado, culpando a procuradora Branca Medeiros Mariz, tem cheiro de sofá na sala do parquet. Ela era adjunta, duvido que decida coisa tão
séria.
Santoro, Ben-Hur e Jesus
A imprensa brasileira enaltecida com a notícia de
que o ator Rodrigo Santoro, nossa representação masculina em Hollywood, vai interpretar o mais importante personagem dos últimos 2015 anos. Depois de
encarnar o rei persa Xerxes, ele será Jesus Cristo.
Santoro é o nome cotado para o papel no remake
do filme Beh-Hur, lançado em 1959 e dirigido por William Wyler, tendo surpreendido o mundo com 11 estatuetas do Oscar e ainda ajudando a indústria do cinema nos EUA e Itália a sair de um buraco financeiro.
Bem-Hur inaugurou o estilo superprodução na sétima arte, quando em 1957 a Metro-Goldwyn-Mayer
abriu um escritório e um set gigantesco em Roma para
trabalhar a obra com 50 mil figurantes e 365 atores
profissionais, sendo 45 deles com altos cachês.
O ator Charlton Heston só ganhou o papel principal depois que a MGM e o diretor Wyler receberam
não de alguns ilustres convidados. Paul Newman alegou a fama de macho para não cobrir as pernas com
roupas romanas que pareciam vestidos e saias.
Burt Lancaster, que fazia muito sucesso na época
com aventuras de faroeste, alegou que o roteiro era
chato e depreciava a imagem do cristianismo. Quem
sabe influenciado pelo ateísmo de um dos roteiristas
originais, o polêmico escritor americano Gore Vidal.
Marlon Brando, Rock Hudson, Leslie Nielsen e
Geoffrey Home foram outros grandes artistas que se
negaram a interpretar o mercador Judah. Dos grandes
astros de Hollywood, o único a se interessar foi Kirk
Douglas, mas optaram por Heston.
A depender do nível de fidelidade que a nova pro-
dução conceda ao clássico, o desempenho de Rodrigo Santoro pode ou não verter brilho nas telas. Se
houver maior atenção ao livro de 1880 que gerou o
filme, sim; mas se se limitar ao roteiro, não.
A participação de Jesus no filme é "en passant",
em duas cenas que se assemelham pelo contexto de
piedade que move os dois personagens. Na primeira,
Cristo mata a sede do prisioneiro Ben-Hur; na segunda, é retribuído da mesma forma no caminho do Gólgota.
O nome do cara que interpretou Jesus sequer apareceu nos créditos. Aliás, ele nem mesmo era ator,
mas um cantor de ópera americano que naqueles anos
estava se apresentando na Itália; o rosto de Claude
Heater como Cristo só foi mostrado em 1993.
Um artista que esteve presente no histórico filme,
num mísero papel figurante de soldado romano foi o
italiano Giuliano Gemma, que poucos anos depois se
tornaria um ícone dos filmes de bang-bang, eternizado como Ringo e no cult "O Dólar Furado".
Não há ainda informações precisas sobre o provável papel de Rodrigo Santoro na nova releitura de
Ben-Hur (antes de 1959 houve duas, em 1907 e 1925),
e se o novo roteiro dará maior espaço a Jesus, não se
limitando a mostrá-lo de costas como fez Wyler.
Para protagonista do épico do escritor Lew Wallace, está escalado o ator britânico Jack Huston, de 23
anos, treze anos mais jovem que Charlton Heston à
época da terceira versão. Para quem desconfiar da juventude do moço, é neto do mítico diretor John Huston. (AM)
REDAÇÃO II
O Brasil festeja a exceção da regra ao invés de
preocupar-se com ela. Assim, quem devolve dinheiro perdido vira herói pelo ato estranho ao grosso da
nação. E agora, parte da mídia comemora 250 notas
máximas em redação entre 500 mil notas zero.
ROMBO
Com a confirmação feita pelo governador Robinson Faria (PSD) de uma dívida de R$ 610 milhões, deixada pelos governos anteriores, espera-se agora que o
Dieese reveja a tese de que o estado está bem. Ou peça
ao deputado Fernando Mineiro para explicar.
CINEMA MARVEL
Três dias após ser lançado na web, o segundo
trailer oficial do filme "Os Vingadores: Era de Ultron" já se aproxima de 20 milhões de acessos apenas no canal oficial da Marvel no YouTube. A estreia do longa (o segundo da saga) no Brasil é 30
de abril.
BURRICE E CHATICE
Até então, o Brasil sofria de um problema oriundo da sua subcultura, quando é preciso fazer humor
corrosivo e ter que explicar para evitar desconfortos. Agora, após a caretice do politicamente correto, a coisa piorou e tem aqueles que judicializam a
piada.
FORA DO AR
Os canais 128 e 153 da Cabo Telecom, que sintonizavam a TV Mix e a TVN, ambas administradas pelo apresentador Solon Silvestre, foram retirados da grade depois de alguns dias fora do ar. Não
houve explicação ainda sobre o que motivou a retirada.
O CASO SÍLVIA
A cronista Silvia Pilz assina o blog "Zona de Desconforto", no site de O Globo, onde derrama doses
diárias de ironias. Ela está sendo criticada e trolada
por incultos movidos por chatice e burrice, depois que
publicou a crônica "O plano cobre". Procurem ler.
PAPO DE VERÃO
Na temporada de conjunções de confrarias pelo
litoral, a resenha logo mais no fim da tarde é na varanda do empresário Paulo Coelho, em Pirangi. Considerado o mecenas de 2014, é aguardado na ocasião
anúncio de PC sobre novos projetos literários.
REDAÇÃO
A menina gaúcha Taiane Cechin, de 17 anos, do
time dos 250 que tiraram nota máxima na redação
do ENEM, é uma leitora voraz de livros. O gosto pela
leitura foi influência direta de uma professora de
português na 7ª série, sua própria mãe de 48 anos.
BOLA DE OURO
Neymar não deveria reclamar do sétimo lugar na
Bola de Ouro. Afinal, na atual temporada há mais de
30 jogadores que marcaram mais gols que ele. Pior
foi ficar fora do top 5 sul-americano, atrás de James
Rodriguez, Messi, Di Maria, Tévez e Cavani.
LIVRO NAS TELAS
Mais um livro do escritor Michael Lewis vai chegar ao cinema, agora pelas mãos de um trio de peso em Hollywood:
Brad Pitt, Christian Bale e Ryan Gosling. Segundo a revista Variety, a produtora de Pitt, Plan B, se juntará à Paramount
Pictures para produzir um longa baseado na obra "The Big Short", que aborda histórias dramáticas durante a crise
financeira que abateu os mercados entre 2007 e 2010.
Danilo Sá
jornalistadanilo@hotmail.com / danilo.sa@folha.com.br / Twitter: @DaniloSa
A descoberta do óbvio
O governador Robinson Faria
A parte da população minimareuniu toda a sua equipe de secre- mente informada também já tinha
tários para apresentar a situação conhecimento desses problemas.
financeira do Rio Grande do Norte. Ninguém imaginava que o novo
Ao novo time, disse que o Estado governador receberia um cofre
enfrenta graves problemas e que a cheio de recursos sobrando. A exordem é enxugar o máximo de gas- pectativa era tão ruim, ou até pior,
tos possíveis. Tudo isso para ten- do que a mostrada pelo gestor a
tar diminuir o tamanho da dívida sua equipe. O problema para Rodo Governo, que atualmente gira binson pode morar justamente
em torno de R$ 610 milhões. O neste ponto. Quem é conhecedor de
valor é um pouco
tudo isso, não aceitamenor do que Rorá mais alguns anos
O governador precisalba Ciarlini disse
de desculpas por
sa administrar a
ter recebido o Exefalta de recursos, o
cutivo, em 2011,
povo potiguar já candívida sem paralisar
quando o RN devia
sou disso.
o Estado, se dedicerca de R$ 850 miNem mesmo a
cando as suas prinlhões.
notícia
do tamanho
cipais promessas.
Ora, de certa
do bolo chama mais
forma, Robinson
tanta atenção quanto
Faria passou para os
no passado. A atituseus auxiliares uma realidade que de de Robinson em divulgar o tajá era conhecida de todos, embo- manho do rombo financeiro não
ra muitos duvidassem - leia-se os pareceu ter sido nenhum pedido
deputados estaduais José Dias e de tempo, ou uma desculpa anteFernando Mineiro. O endividamen- cipada pelas dificuldades que certo do Estado foi notícia durante os tamente virão, mas, se tivesse tido
quatro anos da gestão rosalbista, este objetivo, não passou nem perto
que terminou sem deixar muitas de atingi-la. O governador precisa
saudades. Mas, neste período, os administrar a dívida sem paralisar
dois parlamentares foram várias o Estado, se dedicando aos pontos
vezes à tribuna da Assembleia Le- mais importantes com os quais se
gislativa dizer que o RN batia re- comprometeu na campanha. Caso
cordes de arrecadação e que, por contrário, o óbvio pode se voltar
isso, não poderia viver em crise. contra o próprio governo.
‘ ’
NOTA ZERO
Não há muito o que falar sobre
as mais de 500 mil redações zeradas do Enem 2014. A informação já tem um amplo significado. O ensino brasileiro está, agora
de forma comprovada, indo pelo
caminho errado. Nossos colégios
estão formando cidadãos que não
sabem, nem mesmo, formular um
texto mínimo sobre determinado
assunto. É o cúmulo de um fracasso anunciado. E tudo isso após
12 anos de um mesmo partido no
poder.
VEXAME
De todas as análises feitas
sobre o retumbante fracasso nas
redações do Enem, ninguém foi
mais feliz do que a professora
Cláudia Santa Rosa, do Instituto
de Desenvolvimento da Educação (IDE). A frase dela ilustra,
com todo o merecimento, o espaço da seção Megafone na coluna
de hoje. Afinal de contas, o que
está sendo feito da educação brasileira?
CRISE NO JUDICIÁRIO
Nada está irritando mais os servidores do Judiciário do que o fato
do desembargador Cláudio Santos ter resolvido cortar neles, e não
na própria carne. Explica-se. Ao reduzir gastos com salários e gratificações, o presidente do Tribunal
de Justiça atingiu apenas os funcionários do órgão. Enquanto isso,
juízes e desembargadores continuam com seus rendimentos astronômicos irredutíveis.
SINUCA DE BICO
Em tempo: é bom explicar que
Cláudio Santos não tem poder para
cortar salários de juízes ou desembargadores. Aliás, não pode fazer
isso com nenhum trabalhador. O
que ele pode, e está fazendo, é eliminar gratificações, ou seja, pagamentos feitos como forma de bônus
para servidores que assumem cargos de chefia no Judiciário. O problema é justamente esse, sem o benefício, que aceitará assumir mais
trabalho sem nada em troca?
Gira Mundo
Megafone
Divulgação
“
“Que tipo de educação o brasileiro está tendo que passa em
média 14 anos na escola e
quando sai é incapaz de reunir
competências e habilidades
para construir um texto?”
”
CLÁUDIA SANTA ROSA
PROFESSORA, SOBRE OS ZEROS NA REDAÇÃO DO ENEM
FESTA, FÉ E POLÍTICA
A partir desta sexta-feira (16),
o mundo político potiguar se encontrará no município de Parelhas.
Trata-se da tradicional festa de São
Sebastião, padroeiro da cidade,
que receberá milhares de pessoas
até o próximo domingo, quando
se encerra a programação. Inclusive, no último dia da festa, haverá o desfile do bloco Bode Elétrico, que se apresenta há vários anos,
dessa vez puxado pela cantora
baiana Cláudia Leitte.
Divulgação
Deu n’O Globo.
Uma parte da Taça Jules
Rimet foi encontrada nos
porões da sede da Fifa,
em Zurique, na Suíça. A
base do troféu, que foi
retirada da taça original
em 1954, quando foi
feito um novo suporte,
será exposta no museu
da Fifa, que está sendo
construído em Zurique e tem inauguração prevista para março de
2016. De acordo com David Ausseil, diretor criativo do museu,
a relíquia não tem preço. Ele acredita que nenhum presidente da
Fifa após 1954 tenha tido contato com o objeto.
UNIVERSITÁRIOS
O Colégio Nossa Senhora das
Neves, em Natal, realizará mais
um encontro festivo para comemorar a aprovação dos novos Sempre
Alunos em instituições federais do
país, através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2015, com as
notas obtidas no Exame Nacional
do Ensino Médio (Enem). A confraternização acontecerá na segunda-feira (26), no pátio do prédio
CENIC, a partir das 11h. Na recepção dos novos universitários
serão entregues camisetas e bandaids personalizados e tinta guache.
ECONOMIA
O Programa de Redução de
Custos de Poços (PRC-Poço) da
Petrobras gerou economia de US$
1 bilhão desde 2013, divulgou a
companhia na noite de ontem (14).
A atividade de construção de poços
é a que exige mais recursos, chegando a 32% do total investido
pela estatal atualmente. Em 2013,
o total economizado foi US$ 344
milhões, quantia que subiu para
US$ 1 bilhão no fim do ano passado. A expectativa da Petrobras é
que o valor economizado aumente com a construção de poços de
desenvolvimento de produção nas
áreas do pré-sal. As ações que
fazem parte do programa têm três
áreas: a redução de custos unitários, a otimização de projetos e os
ganhos de produtividade, que
somam 23 iniciativas.
NA BOLA
É grande a movimentação de
novos contratados no futebol brasileiro. Destaque para o Palmeiras, que entra 2015 com um novo
elenco, bastante fortalecido em relação ao ano passado.
12 O Jornal de HOJE
Cidade
Natal, 15 de janeiro de 2015
Quinta-feira
Daniela Freire
POLÍTICA E SOCIAL - daniela.freirecosta@yahoo.com.br
w COMENTÁRIOS E IRONIAS
A veiculação de vídeo mostrando o
"mensalinho" do vereador Marcos
do PSOL gerou comentários e ironias. Nos bastidores do meio político, muitos acreditam que, pelo
menos, no início deste ano, depois
dessa situação, ele deverá falar
menos no Plenário, tornando as
sessões menos demoradas.
>>>
Marcos é conhecido, na Casa, por
monopolizar os microfones e não
abrir mão das "declarações de
voto" por nada.
>>>
Entre as ironias e questionamentos
suscitados pela denúncia: quantos
votos terá o suplente de Marcos do
PSOL? Se o edil viesse a ser cassado, o próximo da lista assumiria.
>>>
O vereador foi eleito, em 2012,
com apenas 717 votos, o que correspondeu a 0,19%.
w COMISSÃO DE ÉTICA
Outra pergunta: a inerte Comissão
de Ética da CMN, composta apenas pelo vereador Chagas Catarino
(PROS), que ainda nem concluiu
os processos que estão sob sua responsabilidade, desde 2013, se posicionará sobre a situação de Marcos
do PSOL?
TACIANA CHIQUETTI - tacychiquetti@hotmail.com
Divulgação
Divulgação
Reitor do UNIRN, Daladier
Cunha Lima
conduz a colação de grau dos
formandos em
Administração,
Contábeis,
Gestão
Comercial,
Sistemas de
Informação,
Enfermagem,
Nutrição,
Psicologia e
Direito, nesta
quinta e sextafeira (15 e 16),
às 19h, no
Centro de
Convenções
O presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros do RN (SINCOR-RN), Alderi Alves,
retorna de temporada em Curitiba-PR. Lá, ele participou da apresentação do plano de ação do Seguro DPVAT,
com presidentes dos sindicatos de todo o Nordeste
www.joaonetofotos.com
www.joaonetofotos.com
Os bem-sucedidos
Robério e Érica Brandão
esperam ainda mais
sucesso e união em 2015
w VISITA
O candidato à Presidência da
Câmara dos Deputados, deputado
federal Eduardo Cunha (PMDBRJ) estará no RN nesta quinta-feira
(15).
>>>
Ele concede coletiva à imprensa, às
20h, no Hotel Ocean Palace.
>>>
Em seguida, encontra-se com os
deputados federais potiguares que
lhe apoiam.
w LEI DO TURISMO
Promulgada a Lei do Turismo, de
autoria do deputado estadual
Gustavo Fernandes (PMDB).
>>>
A Lei 156/2013 proporciona diretrizes para o desenvolvimento do
setor no Estado, criando o Fundo
Estadual do Turismo (Fundetur) e
estabelecendo normas sobre a
Política Estadual de Turismo.
w SOB NOVA DIREÇÃO
O engenheiro e empresário
Arnaldo Gaspar Júnior foi reeleito
por unanimidade para presidir o
Sindicato da Indústria da
Construção Civil - Sinduscon-RN.
>>>
A nova diretoria, conselho fiscal e
delegados representantes junto a
FIERN, eleitos para o quadriênio
2015-2019, serão empossados,
nesta quinta-feira, 15, às 12h30, no
Hotel Ocean Palace.
>>>
Além de Arnaldo, Larissa Dantas
Gentile e Marcus Antônio Aguiar
Filho também integram a nova
direção.
(INTERINA)
As amigas Camila Cascudo
e Sandra Elali iniciam o
ano cheias de sorrisos
Divulgação
w IMPACTO AMPLIADO
A decisão do governo Robinson
Farias (PSD) de reduzir a alíquota do
ICMS sobre o querosene de aviação
deverá beneficiar não apenas o setor
de turismo, como também reanimar o
mercado imobiliário do RN.
>>>
A expectativa é do presidente do
Sindicato das Empresas Imobiliárias
do RN (Secovi/RN), empresário
Renato Gomes.
>>>
Ele deverá, no próximo mês de fevereiro, se reunir com a área econômica do governo para discutir a retomada do desenvolvimento do setor.
>>>
Nos últimos anos, as dificuldades
têm sido muitas.
>>>
Segundo o empresário, a redução do
ICMS e o consequente aumento do
número de vôos nacionais e internacionais contribuirão para atrair investidores de outros estados e outros países.
w CAIACADA ECOLÓGICA
A paradisíaca praia da Barra do
Cunhaú será cenário de mais uma
edição da tradicional Caiacada
Ecológica.
>>>
O evento acontece na manhã deste
domingo (18), por iniciativa da
Prefeitura Municipal.
>>>
As inscrições ainda estão abertas.
Cantora Lelé Alves faz o primeiro show da sua turnê Nova
Era, neste sábado (17), no Parque das Dunas. Apresentação,
que começa em Natal, prossegue em João Pessoa, Recife,
Fortaleza, Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo
w GIRO PELO TWITTER
...do jornalista Dinarte Assunção:
"É uma prática comum nas casas
legislativas. Mas por ser comum
não deixo de me indignar. Marcos
teve o azar de ser flagrado".
...do advogado e jornalista
Gustavo Negreiros: "Mais da
inflação real, estacionamento do
novo aeroporto subiu de R$ 8,00 p
R$ 10,00, ou seja, 25% de aumento. A inflação é medida no cotidiano".
...de Bruna Abreu: "Quem escolheu esses BBB parece que entrou
na sala do DCE da universidade e
pegou os 13 que estavam na sala".
...do jornalista Mallyk Nagib:
"Após denúncias, vamos aguardar
o vereador @marcosdopsol se
manifestar. Veremos quais as justificativas pra só depois, tirarmos
conclusões".
ALERTA
Dietas "milagrosas" podem oferecer sérios riscos à saúde
É alto verão, as férias estão a
todo vapor e mesmo com a estação
mais aguardada do ano já estacionada ainda há quem tente buscar resultados imediatos para exibir um
corpo perfeito. Exercícios de última
hora e dietas milagrosas ainda são
os riscos mais comuns praticados
por pessoas que não mantiveram
uma rotina balanceada e sustentável ao longo do ano. Os profissionais da saúde alertam que os resultados imediatos obtidos com
exercícios pesados e dietas "malucas" podem prejudicar ainda mais
o organismo. Em um bate-papo com
O Jornal de Hoje, a nutricionista
Tanara Ferreira, do Hapvida Saúde,
alerta para os riscos das dietas consideradas “milagrosas”.
JH - Quais os riscos à saúde causados por dietas que oferecem resultados instantâneos?
Tanara Ferreira - Os riscos
podem ser muitos como:
Fraqueza - São dietas muito restritivas e inadequadas às nossas
necessidades nutricionais, que
podem levar às deficiências nutricionais. Geralmente são dietas pobres em carboidratos, com a restrição de alimentos como arroz,
pão, macarrão, frutas e legumes.
O carboidrato é o nutriente responsável por produzir nossa energia, e principalmente pobre em
vitaminas e minerais. As pessoas
podem sentir-se fracas, irritadas,
com dores de cabeça e com tonturas e algumas vezes não conseguem dar continuidade as atividades inerentes a vida.
Emagrecimento falso - A perda
de peso rápida, em virtude da restrição de carboidrato, trata-se nos
primeiros dias de uma perda de
água e não do emagrecimento efetivo, já que as nossas reservas de
carboidratos que fornecem energia entre as refeições e durante o
sono precisam de água para serem
armazenadas.
Perda de massa muscular Quando se emagrece rápido o indivíduo acaba perdendo massa
muscular e não só gordura, o que
não é interessante, já que pode
impactar o metabolismo, deixando-o mais lento e com maiores
chances de engordar novamente.
Reganho de peso - Outro prejuízo importante é o reganho de peso,
muito comum em um curto espaço de tempo. Dificilmente as pessoas que fazem essas dietas con-
Cedida
Nutricionista Tanara Ferreira
seguem perder e manter o peso
perdido.
JH - Quais as dietas mais relatadas pelos pacientes que chegam ao
consultório e quais os riscos de cada
uma delas?
Tanara Ferreira - Muitas dietas
chegam ao consultório recentemente as mais relatadas são:
Dieta Dukan - Dieta dividida em
fases. Inicialmente há o consumo
de proteínas a vontade, e em seguida a inclusão de alguns vegetais e cereais em quantidades reduzidas. É uma dieta que não atende a necessidade nutricional em
termos de macronutrientes (carboidratos, proteínas e gorduras)
e nem micronutrientes (vitaminas
e minerais).
Riscos: Pode causar fraqueza, malestar devido à restrição e carboidratos, deficiências de vitaminas e
minerais, maiores riscos de doenças cardiovasculares devido o consumo aumentado e à vontade de
proteínas como carne, além de causar constipação e câncer de cólon
pela baixa ingestão de fibras.
Dieta dos sucos - Dieta baseada na
ingestão de frutas e sucos. É uma
dieta que não supre a necessidade
calorias, proteínas e gorduras.
Riscos: Causa um emagrecimento devido à perda de massa muscular, o que não é recomendado.
Além de causar um impacto grave
no na velocidade do metabolismo, deixando-o mais lento e dessa
forma fica mais fácil recuperar o
peso perdido.
Dieta do tipo sanguíneo - É uma
dieta pré determinada para cada
tipo sanguíneo, onde dependendo
do seu tipo sanguíneo existem alimentos que você deve consumir
ou retirar da sua alimentação.
Riscos: Entre seus impactos negativos é a exclusão de grupos
alimentares importantes que
podem causar carências nutricionais. Um grande prejuízo comum
a todas as dietas, é que não são
dietas que suprem as necessidades nutricionais do indivíduo
além de não promover reeducação alimentar.
JH - Perder peso rápido é o desejo de quem faz dieta. É possível
manter o peso perdido com essas
dietas rápidas?
Tanara Ferreira - Não. Enquanto não se aprender a se alimentar,
mantendo um padrão alimentar
constante, é difícil manter o peso.
O hábito alimentar deve ser saudável, adequado, equilibrado, se
o indivíduo apresentar muitos
erros alimentares, provavelmente ele consegue seguir uma dieta
por alguns dias, essa dieta vai ter
um período para ocorrer, e um
objetivo de perda de peso, que
quando alcançado, o padrão ali-
mentar retorna e com ele todos os
quilos perdidos. Fora quando a
pessoa se priva tanto, que prejudica seu autocontrole, onde ela
não consegue se controlar diante de determinados alimentos, ou
mesmo ocorrendo episódios de
compulsão alimentar seguidos
por culpa. E esse ciclo vicioso
colabora com o reganho de peso
ou mesmo a tentativa frustrada
de emagrecimento.
JH - Qual a orientação para quem
quer emagrecer com saúde?
Tanara Ferreira - A melhor
forma de emagrecer de forma eficaz, evitando o efeito sanfona e
realmente com perda de gordura
é utilizando a reeducação alimentar. Identificar erros alimentares
e modificá-los aos poucos, aprendendo a se alimentar bem, conhecendo os alimentos e seus benefícios ou malefícios, gera uma
responsabilidade e consciência
alimentar no indivíduo. As mudanças não devem ser bruscas
nem radicais, e sim aos poucos,
para que seja formado um novo
hábito alimentar. E dessa forma
consiste o processo de reeducação alimentar
Cidade
Quinta-feira
Natal, 15 de janeiro de 2015
O Jornal de HOJE 13
Cena Urbana
VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br
w QUEBRADO? - I
Da velha e cansada série perguntar não
ofende: se o Poder Executivo e o Poder
Judiciário fossem mais eficientes, o
Estado já teria recebido uma boa parte
dos R$ 5 bilhões da dívida ativa. Ou não
é verdade?
w E... - II
Se o Poder Judiciário fosse justo, liderado e não chefiado, como deveria ser,
os cortes teriam começado nos fortes e
não nos fracos, sem preservar os que
ostentam sobrenomes de magistrados
ativos e inativos.
w VÍSCERAS - III
Quem ouviu os discursos na Praça 7 de
Setembro, ontem, no ato público dos
servidores vestidos de luto, viu um
Poder Judiciário com as vísceras postas
nas ruas num espetáculo que não foi
dos mais saudáveis.
w ESTRANHO - IV
Um detalhe causa estranheza: a declaração do juiz Raimundo Carlyle de que o
Poder Judiciário fechou o ano as contas
pagas e superávit depositado em banco de
R$ 100 milhões. E não foi desmentido.
w OUTRO - V
A OAB é uma instituição que tem todas as
credenciais para intermediar conflitos grevistas de qualquer natureza e categoria, mas
no caso muito mais: quem preside o TJ é
um representante dos seus quadros.
w BURACO
O PMDB do Rio Grande do Norte fechou
a campanha com um déficit de R$ 10
milhões, tal é o poder de fogo que um partido precisa ter para jogar na rua uma candidatura de governador e sua chapa.
w PATRONO
Monsenhor Lucas Batista foi escolhido
patrono das turmas de filosofia e teologia
dos cursos mantidos pela Arquidiocese.
Mais do que uma escolha justa, Lucas é o
símbolo da resistência e um grande pastor.
w LUTA - I
O governador Robinson Faria, numa articulação da senadora Fátima Bezerra, prometeu examinar mais atentamente o fechamento da Escola Manoel Dantas. Ele sabe:
um governo humano não fecha escolas.
Pindorama
N
ada como viver assim, Senhor Redator, numa doce
Pindorama. Fôssemos uma civilização de verdade e estaríamos de mangas arregaçadas, sob este
sol do verão, a garantir a saúde aos que pedem cheios e dor e
de incerteza. E enfrentando o medo que hoje anda como um
malassombro pelas ruas das cidades. Qual nada! Nossos problemas são sempre outros. Nunca ligados ao interesse do povo,
coisa que nos cinco séculos depois da descoberta, desde aquele 'terra à vista', ainda não se sabe nem o que é.
O escândalo do Petrolão pode chegar a R$ 50 bilhões, o
rombo no BNDES ameaça bater a marca dos R$ 500 milhões
de empréstimos feitos e
transformados em calote, e a inflação sobe
acima das cabeças coroadas do poder. Mas nada
disso impede a nossa
grande meta este ano
anunciada nos jornais:
vamos tentar trazer de
volta as setenta ararinhas
azuis que foram levadas
pelo xeque Saud Bin
Mohammeded ALThani, que morreu em
novembro do ano passado de causas estranhamente secretas.
A questão, por sua inegável relevância, foi tema de reportagem do caderno do jornal Valor e é bom que se diga: as ararinhas tomaram a pauta do Conselho Nacional de Meio Ambiente, em Brasília. Não se discutiu como setenta ararinhas azuis
foram parar no zoo particular do xeque, um dois maiores colecionadores do mundo. Alguém desavisado dirá: exportar aves
silvestres nativas é crime. Mas ora, quem pode mais do que
um xeque do Qatar com seus milhões, seus jatos, seu país rico
e misterioso?
O zoo de Al-Thani fica num portentoso Oásis nos arredores de Doha, no Qatar, onde vivem confortavelmente 2,5 mil
animais ameaçados de extinção. As setenta ararinhas são nativas do sertão da Bahia, caatinga do Juazeiro, onde foram vistas pela última vez em 1990. E, que se saiba, seu nome científico é 'Cyanop-sitta spixxi'. É a ave mais nobre da linhagem
dos psitacídeos, irmã dos humildes papagaios e dos humílimos
e ruidosos periquitos, aqueles feios e tão sem graça, vendidos
nas feiras.
Segundo informa o jornal, o Itamaraty está montando uma
estratégia diplomática para repatria-los de alguma maneira. O
governo do Qatar é o detentor da tutela das setenta ararinhas azuis, mas
nada como uma boa diplomacia. Elas foram levadas pelo contrabando
de animais, mas a essa
altura não fica bem levantar esse tipo de suspeita. A carta de condolências pela morte do xeque
já seguiu e agora é esperar a hora ideal para fazer
o pedido. Nem precisa de
tudo. Uns poucos casais
seriam suficientes.
Fica o registro, Senhor Redator. E se mais não fosse já bastaria saber que o
xeque, morto aos 48 anos, gostava de posar com as ararinhas azuis. Eram bem mansas na relação com o jovem e excêntrico miliardário, como mostra sua fotografia publicada
pelo jornal Valor. Só uma coisa causa apreensão aos cientistas do Conselho Nacional do Meio Ambiente: as ararinhas
dificilmente sobreviverão soltas no sertão de Juazeiro, nascidas e acostumadas a uma vida de princesas. Realmente
faz medo. Muito medo.
w ALIÁS - II
A polícia - como se fosse uma questão
policial - ocupou a escola, esvaziou
suas salas e passou cadeado com corrente no portão. Mas, suas matrículas
serão feitas na calçada num gesto simbólico de resistência.
w SÉCULO
Em novembro deste ano o prefeito
Djalma Maranhão completaria cem anos.
Líder político e jornalista, nasceu dia 27
de novembro de 2015. Djalma fez da
educação o sonho de libertação da sua
pobre gente.
w SETENTA
Sábado, dia 17 de janeiro, Alexis Gurgel
completaria 70 anos. Mas ele, veloz em
tudo, nas ideias e na vida, não nasceu
mesmo para ser um setentão. E partiu cedo
no delírio que, à época, ninguém entendeu.
w RETRATO
Jânio de Freitas no flagra impecável, na
Folha: 'Dona Marta Suplicy pode fazer as
queixas e acusações que quiser, mas criticar alguém por arrogância, isso não. O atributo é incomparavelmente seu'. Perfeito.
w GUARDIÃES - I
O historiador Francisco Fernandes
Marinho já em fase de conclusão do primeiro dos cinco volumes que irão registrar
as biografias dos sócios do Instituto
Histórico e Geográfico, hoje uma instituição secular.
w QUADROS - II
Entre mortos e vivos o IHG tem um quadro
de mil sócios e a pesquisa de Marinho vai
reunir duzentos nomes por volume. Com
prefácio de Jurandyr Navarro e apresentação do presidente, Valério Mesquita.
Paciente da Casa Durval Paiva consegue formação superior
INGRID
EMANUELA
COLARÁ GRAU
NESTA QUINTAFEIRA
(15)
COMO
NUTRICIONISTA
Não foi fácil, mas Ingrid Emanuela da Silva, de 26 anos, conseguiu.
Hoje, ela colará grau como nutricionista. Há quatro anos, ela foi a primeira paciente da Casa Durval Paiva
a receber uma bolsa para cursar uma
graduação.
A jovem possui uma doença crônica: anemia falciforme. Esse tipo
de anemia gera problemas de circulação do sangue pelo corpo. Tem
como conseqüências várias dores
podendo chegar até a ser responsável por acidentes vasculares cerebrais. Como doença crônica, não
possui cura, só tratamento para controle com remédios e acompanhamento periódico.
Antes de ter o diagnóstico preciso, a então menina de oito anos
passou por vários médicos que indicaram o tratamento de uma anemia
convencional que valoriza a ingestão de muito ferro. Quando finalmente conseguiram identificar corretamente sua doença, a médica também aproveitou para indicá-la à Casa
Durval Paiva.
Ingrid possui uma doença
crônica, anemia falcifome, e
enfrentou vários obstáculos
até conseguir sua graduação
em curso superior
Ela morava em Natal, mas precisou da entidade para agilizar exames que seriam muito demorados
caso dependesse somente da rede
pública. "Quando achei que estava
sem chão, descobri que era possível
viver com a patologia, mesmo com
todas as dificuldades", disse a jovem.
Encaminhada para a Casa, além
dos exames, ela teve todo apoio da
equipe multidisciplinar de dentistas,
psicólogos e auxílio pedagógico, o
que foi fundamental. Com as crises
periódicas da doença, Ingrid tinha
que passar muito tempo fora da escola e era difícil fazer o acompanha-
mento das aulas regulares.
Com o apoio pedagógico, ela
conseguia superar o tempo perdido
internadas em hospitais. Vale destacar que Ingrid sempre estudou em escola pública. Em uma das vezes que
teve que se matricular, uma das professoras até recusou sua presença na
sala de aula. "Uma professora soube
da patologia e ela não me aceitou
dizendo que não sabia lidar com a
doença. Puro preconceito", disse. A
solução encontrada foi fazer um trabalho educativo com a professora.
Nesse aspecto, a Casa Durval Paiva
também sempre ajudava com o fornecimento de material informativo
sobre a doença.
Segundo a jovem, a professora
acabou a aceitando depois de muito
convencimento e explicação do que
era a doença.
14 O Jornal de HOJE
Cidade
Natal, 15 de janeiro de 2015
Quinta-feira
Canal 1
POR FLÁVIO RICCO - Colaboração: José Carlos Nery -
Nova temporada do “Tá no
ar” estreia em fevereiro
A Globo já tem definido o período de exibição da próxima temporada, a segunda, do “Tá no Ar”, considerado um dos seus melhores lançamentos no ano
passado.
O programa irá ao ar entre 12 de fevereiro e 16 de abril, na segunda faixa de
shows das quintas-feiras, num total de 10 episódios. O elenco principal será
repetido: Marcelo Adnet e Marcius Melhem, Danton Mello, Luana Martau, Carol
Portes, Georgiana Góes, Marcio Vito, Maurício Rizzo, Renata Gaspar, Veronica
Debom e Welder Rodrigues.
O que agora chama atenção é o elevado número de importantes participações
especiais. Uma lista com nomes como Pedro Bial, Regina Duarte, Ciça Guimarães, Rodrigo Lombardi, Antonio Fagundes, Fernanda Paes Leme, Bruno Gagliasso, André Marques e Lulu Santos.
Todos eles serão importantes no quadro “Vingança dos Famosos”. Invertendo os papéis essas celebridades é que irão tietar anônimos nas ruas e em outros lugares não tão apropriados. Isso além de “Galinha Convertidinha”, “Barracos da Bíblia” e uma sátira de “Malhação”.
>> TV - TUDO
w TERCEIRO NOME
Júlio Fischer foi chamado para
colaborar com Walther Negrão e
Suzana Pires na série “A Dama
da Noite”, ampliada para 10 capítulos.
Fischer tem um respeitável histórico de textos no teatro. É do
ramo.
w A PROPÓSITO...
Do Walther Negrão, na paralela da
série, ele já começa a se preocupar com uma próxima novela.
O pedido da Globo já existe, ainda
sem especificar se para o horário
das 6 ou 7 da noite.
w É DEFINITIVO
A Bandeirantes não irá mesmo investir em novas contratações para
o seu departamento de esportes.
Por ora, o pensamento é deixar
tudo como está. Ulysses Costa,
da rádio, será chamado a compor
o quadro de narradores quando
for necessário.
w UMA EXCEÇÃO
Tudo indica também que as provas da Indy terão a narração de
Celso Miranda.
Todas menos uma. A corrida no
Brasil, em Brasília, será feita pelo
Téo José.
w PODE MUDAR
A Globo poderá fazer mudanças
Muitas empresas já perceberam
que devem priorizar um investimento importante para aumentar a produtividade: o bem-estar de seus funcionários. Dados da consultoria Great
Place to Work® apontam que as empresas que investem no ambiente organizacional atraem mais talentos;
reduzem gastos com saúde (afastamentos e assistência médica); possuem um ambiente que estimula a
inovação e criatividade; estabelecem
uma relação de maior colaboração;
geram melhor atendimento aos clientes e maior qualidade nos serviços
oferecidos e possuem funcionários
mais satisfeitos e mais comprometidos que geram melhores resultados. Existem diversas estratégias
para harmonizar a vida profissional
e pessoal dos funcionários. Mas, é
preciso analisar o melhor modelo
que se encaixe nas necessidades dos
colaboradores.
O Grupo Vila, empresa do segmento funerário que atua no Rio
Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba, é um exemplo de cuidados
que vão além dos portões da empresa. O Grupo oferece aos funcionários
diversos cursos, que não se limitam
às atividades exercidas por cada um
no trabalho. “Realizamos treinamentos em diversas áreas como apresentação pessoal, etiqueta, coaching, liderança, entre outros. Nosso RH costuma ouvir as expectativas dos funcionários e busca os melhores caminhos e cursos para isso. No final os
participantes recebem certificados
que valem hora/aula”, explica Ibsen
Vila, Diretor Executivo do Grupo.
Auta Souza, Coordenadora de
Treinamento, explica que o Grupo
Vila possui o Setor de Desenvolvimento de Pessoas (SDP), que é responsável por todos os treinamentos.
“Hoje todos os cursos são presenciais, mas já está sendo desenvolvido o projeto de uma Universidade
Corporativa, baseada na plataforma
de ensino à distância (EAD). Dessa
forma, boa parte dos treinamentos
serão realizados na plataforma online, otimizando tempo e recursos do
SDP”, afirma Auta.
em seus correspondentes na Europa.
A cobertura dos últimos acontecimentos na França, bastante criticada internamente, deixou André
Luiz Azevedo e Cecília Malan
muito enfraquecidos.
w NADA DIFERENTE -1
A Rede TV! vai repetir a sua cobertura de sempre do carnaval, limitando-se a flashes e gravações
dos bastidores das escolas do Rio
e São Paulo. Nos estúdios, Flávia Noronha e Nelson Rubens.
A ideia de fazer um trabalho mais
amplo, envolvendo o departamento de jornalismo parou no meio do
caminho.
w NADA DIFERENTE - 2
Nenhuma alteração será observada na transmissão do carnaval em
relação ao passado.
Além desse acanhado esquema
da Rede TV!, a Globo vai de avenida, enquanto Band e SBT ficarão naquilo que sempre fizeram
em Salvador e Recife.
w PREVISÃO DE PROGRAMAS
A direção da Record está trabalhando com o número de 32 programas do Gugu em sua primeira temporada.
De acordo com o superintendente artístico, Paulo Franco, serão
exatos três meses de exibição.
GLOBO
flavioricco@gmail.com.br
LIBERADA
Livre das gravações de “Boogie Oogie”, Deborah Secco terá um pequeno tempo para descansar e organizar as suas coisas.
Entre fevereiro e março começam os trabalhos de “Verdades Secretas”,
a próxima do Walcyr Carrasco para o horário das 11 da noite.
w DO RAMO
Com passagens pelo “Ídolos Kids” na Record e “Máquina da Fama”
no próprio SBT, a cantora Graciely Junqueira também irá integrar o
elenco de “Cúmplices de um resgate”, título provisório da substituta
de “Chiquititas”.
As gravações devem começar em março.
BATE – REBATE
w O diretor Daniel Filho confirmou ontem sua saída da TV
Globo alegando “divergências
sobre duração de contrato”.
w Léo Sampaio, da afiliada TV
Aratu, também vai participar da
cobertura do carnaval pelo SBT na
Bahia.
w Luis Miranda abriu as gravações do novo “Zorra”, na segunda-feira...
w ... O ator, como se sabe, integrou o elenco de “Geração Brasil”, como Dorothy.
w Em se tratando de Brasil, nada
mudou no relacionamento entre
TV Globo e Netflix sobre disponibilização de conteúdo...
w ... Os produtos da emissora vão
permanecer ausentes do catálogo
brasileiro do serviço, decisão esta
que foi reforçada em recentes dis-
cussões...
w ... Mas, em outros mercados,
tudo bem.
w Em cima disso, quando é que haverá um melhor entendimento da
Net com as emissoras de TV...
w ... Enquanto a operadora anuncia
a exibição de um programa, é completamente outro que está no ar.
w Ana Maria Braga fez com o
André Marques todos os quadros
de culinária do “Mais Você”...
w ... A Cissa Guimarães não aparece e não é citada, porque no período das gravações ela ainda não
estava definida para substituir a titular...
w ... Não tem bronca, não tem
nada. É só essa a questão.
w No SBT, está marcada para 1º
de fevereiro a volta, ao vivo, do
“Domingo Legal”.
C´EST FINI
Criação de Fábio Ramalho, o quadro “Operação do bem” estreia hoje,
quinta, no “Balanço Geral” do Rio de Janeiro.
Com duração de cinco episódios, vai destacar o trabalho social de pessoas e entidades em algumas comunidades do Rio.
Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!
Cedida
Cursos de aperfeiçoamento, premiações e atividades físicas
incentivam o desenvolvimento da equipe
QUALIDADE DE VIDA:
o novo foco das empresas
A metodologia utilizada leva em
consideração os conceitos da andragogia, educação voltada ao adulto,
para melhor assimilação e aprendizagem dos colaboradores. Auta dá alguns exemplos de atividades já realizadas: “O SDP do Grupo Vila está
sempre buscando novas formas de
atuar. Implantamos um projeto de
alfabetização para adultos; formamos grupos de atividades físicas no
modelo de ginástica funcional; fizemos trilhas motivacionais em um
parque da cidade, etc.”. As trilhas
em questão contaram com a participação dos colaboradores das áreas
comercial e de vendas das unidades
de Natal, Mossoró, Caicó e Assú.
Os eventos tiveram o propósito de
motivar e otimizar ainda mais o clima
organizacional entre os funcionários,
de maneira que estes pudessem conciliar a rotina puxada de trabalho
com atividades físicas e saudáveis.
“As caminhadas de 2.400 metros
aconteceram no Parque das Dunas,
em Natal, e promoveram situações
associadas ao dia a dia, como dificuldades, superação, descontração,
barreiras a serem superadas e uma recompensa pelo esforço, que foi a
chegada ao mirante e contemplação
de uma bela vista da natureza”, informa Auta.
A Rede Bodytech de Academias é um outro exemplo de empresa que investe em diversos projetos e incentivos aos profissionais, de modo que se sintam estimulados a sempre fazer um melhor trabalho. Contemplando todos
seus colaboradores, as iniciativas
da empresa contam com premiações, formação profissional e reconhecimento por trabalhos realizados. Uma das propostas é o UpGrade. Envolvendo todos os cargos de gestão da empresa, o pro-
jeto promove cursos sediados em
São Paulo (SP) ou Rio de Janeiro
(RJ), divididos em quatro níveis.
As turmas, que reúnem colaboradores ocupantes de cargos de gestão de várias unidades do país, recebem instruções sobre uma série
de assuntos, como espírito de equipe e liderança.
Outra proposta voltada aos colaboradores da Rede é o Prêmio Excellence. A ideia é premiar os funcionários que mais se destacaram
em suas funções. “Os melhores são
eleitos pelos próprios clientes. Dividimos por categoria e disponibilizamos links na internet para as
pessoas votarem. Para cada categoria, é eleito um vencedor, como melhor professor de musculação, melhor recepcionista, melhor estagiário, entre outros”, explica Flávia
Fonseca, Gerente de Recursos Humanos da Rede Bodytech.
Esporte
Quinta-feira
Natal, 15 de janeiro de 2015
O Jornal de HOJE 15
AMÉRICA PASSA
NO PRIMEIRO TESTE
Fotos: Divulgação
COM
VÁRIAS
CARAS NOVAS,
ALVIRRUBRO
VENCEU O TIME
SAFERN
POR 4 A 2
DA
O América realizou ontem a primeira partida amistosa da temporada 2015. O confronto aconteceu no
estádio Tenente Luiz Gonzaga, em
Parnamirim, e acabou com a vitória
alvirrubra sobre a equipe do Sindicato dos Atletas de Futebol Profissional do RN (Safern) por 4 a 2.
Emerson, Thiago Potiguar, Buba e
Alekito marcaram para o Mecão,
enquanto Klebson e Lucas descontaram para o Expresso Jerimum,
nome do time do sindicato, comandado pelo professor Andrey Valério.
A equipe do técnico Roberto
Fernandes entrou em campo sem
peças importantes como Max, Daniel Costa, Cascata, Cléber e Flávio Boaventura. Os onze titulares
que começaram a partida foram:
Pantera, Gustavo, Zé Antônio, Édson
Rocha e Arthur Henrique; Judson,
Marcus Vinícius, Andrezinho e Thia-
go Potiguar; Alfredo e Emerson. No
decorrer da partida entraram Leo,
Anderson, Cesinha, Ezequiel e Magalhães; Iago, João Victor e Mateus;
Paulo Júnior, Alekito e Buba.
Roberto Fernandes considerou válido o teste no estádio Tenente Luiz Gonzaga, pois pela primeira vez na temporada pôde observar e analisar os jogadores que
estão treinando desde o dia 2 de
janeiro, início da pré-temporada
alvirrubra. "Nesse primeiro trabalho nós demos prioridade aos jogadores que se apresentaram desde
o dia 2, com uma condição física
melhor. Esse foi o objetivo para
tirar algumas conclusões e buscar
correções", avaliou.Agora, o próximo amistoso do América será
no próximo sábado (17), em João
Pessoa, diante do Botafogo-PB,
às 16h.
A Federação Norte-Riograndense de Futebol (FNF) publicou ontem
uma resolução que alterou o horário de quatro partidas do Mecão no
Campeonato Potiguar 2015. A medida foi tomada em função do televisionamento dos jogos da compe-
tição. Na primeira rodada, dia 1º de
fevereiro, o jogo entre América x
Potiguar de Mossoró passou das 17h
para as 18h. Na terceira rodada, dia
15/02, Baraúnas x América passou
das 17h para às 21h, enquanto que
na quarta rodada, no dia 22/02, o
jogo contra o Globo, ao invés das
17h será às 18h30. A última mudança foi na partida da quinta rodada,
no dia 25/02, América x Palmeira de
Goianinha foi antecipado para às
19h.
ESTREIA DO ABC É ADIADA
A Federação Norte-Riograndense de Futebol (FNF) divulgou ontem,
através de resolução enviada aos
clubes, a alteração na tabela de vários jogos do Campeonato Potiguar,
entre eles, cinco compromissos do
ABC. A principal mudança é o adiamento da estreia. O alvinegro, que
iniciaria a disputa contra o Força e
Luz, no dia 1º de fevereiro (domingo), às 17h, agora estreará no dia 4
de fevereiro (quarta-feira), às 19h,
mantendo-se o local, o estádio Barretão, em Ceará-Mirim. Além dessa
alteração, o jogo ABC x Coríntians
de Caicó, válido pela 3ª rodada, marcado para o dia 14 de fevereiro, passou das 17h para as 16h. O clássico Alecrim x ABC, pela 4ª rodada,
foi antecipado do dia 22 de fevereiro, às 17h, para o dia 21 de fevereiro, às 16h. Outra mudança ocorreu
na 5ª rodada. O confronto diante do
Potiguar de Mossoró, em Mossoró
(RN), que estava marcado para o
dia 25 de fevereiro, às 20h30, foi
adiado para o dia 26 de fevereiro, às
19h. A última alteração aconteceu na
partida Baraúnas x ABC, válida pela
8ª rodada. O jogo, marcado para o
dia 15 de março, passou das 17h
para as 21h.
> UFC
REVANCHE DE RENAN BARÃO SERÁ EM ABRIL
De acordo com veículo oficial
do Ultimate, "UFC Tonight", a revanche entre TJ Dillashaw e o potiguar Renan Barão já tem data para
acontecer. O duelo mais esperado
do ano é planejado pela organização do Ultimate para ser uma das
principais lutas do UFC 186, no
dia 25 de abril, em Montreal, no
Canadá. A divulgação oficial pelo
presidente da entidade, Danna
White, deve acontecer na próxima
semana antes da luta do retorno de
Anderson Silva.
TJ Dillashaw e Renan Barão se
enfrentaram pela primeira vez em
maio do ano passado, no UFC 173,
em Las Vegas. Na época, Barão era
o campeão dos pesos-galos e defendia uma invencibilidade de nove
anos, mas foi dominado por Dillashaw e nocauteado no quinto
round. Uma revanche imediata foi
marcada para o UFC 177, em agosto, mas o brasileiro passou mal durante o corte de peso e foi forçado
a desistir do combate na véspera
do evento. O americano enfrentou
Joe Soto, promovido do card preliminar à luta principal de última
hora, e venceu novamente por nocaute no quinto e último round. O
atleta das Quintas voltou a lutar em
20 de dezembro, em Barueri, e derrotou o canadense Mitch Gagnon
por finalização no terceiro round.
Próximo amistoso será no sábado contra o Botafogo-PB, em João Pessoa
Fábio Pacheco
fabiopachecorn@gmail.com
Divulgação
MARCELINHO TEM RAZÃO
O ex-meia Marcelinho Carioca sabia como poucos bater na bola, o
pé-de-anjo como era chamado, despediu-se oficialmente dos gramados
em 2010, se tornando deputado federal recentemente. Ontem, numa vista
ao Ministério do Esporte, coincidentemente, ele falou para a imprensa sobre
a importância do esporte na formação do cidadão: "Tratar o esporte como
meio de inclusão social é de grande valia para que a criança não venha
a ficar ociosa, pois estamos preocupados em formar o cidadão que saiba
defender os direitos e interesses perante a sociedade". Desde 2003, Marcelinho realiza um exemplar trabalho social com jovens no instituto que
leva seu nome e para o ex-jogador, o esporte tem um papel fundamental
na vida dos jovens, além da competição. "Trabalho na área do terceiro
setor e vejo que colocando como prioridade as vertentes do empreendedorismo, a integração das famílias, cobrança dos estudos, cultura, saúde
e esporte, nós teremos, com certeza, uma sociedade melhor. Um país
mais qualificado e capacitado", disse tudo o ex-atleta. Com o veto ao BolsaAtleta, espero que o professor Andrey tenha razão e que a expectativa de
mais investimentos no esporte potiguar pelo governo Robinson Faria se
concretize.
TEM QUE JOGAR
A diretoria do ABC anunciou a integração de seis atletas das categorias de base no elenco principal. O goleiro Pedrinho, os zagueiros Tonhão e Rafael, o volante Jardel e os meio-campistas Ítalo e
Chiclete, que disputaram a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Mas
não adiantará de nada promovê-los se não jogarem. Esse é o grande problema enfrentado pelos dirgentes com os técnicos que passam por aqui.
HISTÓRIAS DO ESTADUAL
Perto do início de mais um Campeonato Estadual e diante da
falta de história da competição ao longo de quase 100 anos, o Blog
do Trindade está publicando algumas histórias e curiosidades da
competição. Marcos Trindade, pesquisador do futebol potiguar
desde 1991, guarda muitos assuntos importantes sobre a competição que teve início em 1918. O endereço do Blog é: www.datatrindade.blogspot.com.br
AGRADOU
Mesmo sem vários jogadores que chegaram para ser titulares,
o América venceu bem o entrosado time do Expresso Jerimum.
O técnico Roberto Fernandes utilizou o jogo-treino para analisar
alguns reforços e tirar suas conclusões. Ds jogadores contratado,
os que mais agradaram o torcedor foram Marcus Vinícius e Buba.
TAÇA TORREÃO
O leitor Francisco de Assis, de João Câmara, manda avisar que a 11ª
Edição da Taça Torreão teve sua final no último domingo no estádio municipal Anacletão com um grande número de torcedores. A grande final
foi decidida entre as equipes do São Paulo do Amarelão e o Palmeiras da
comunidade de Tubibas, tendo o São Paulo vencido o jogo e conquistado o título, faturando como premiação a quantia de R$ 3.500,00 + troféu
e a vice-campeã, R$ 2.000,00 + troféu.
ESCOLINHA
A escolinha do Globo já retornou aos trabalhos. O professor Janílson,
que coordena a escolinha dos 6 aos 15 anos, comanda os treinamentos
aos domingos pela manhã no Centro de Treinamento do clube, no Complexo Barretão, em Ceará-Mirim.
JOÃO PAULO
O maior reforço do ABC para o ataque se encontra treinando
no próprio clube. Trata-se de João Paulo que parece estar decidido em não voltar mais para o futebol da Coreia do Sul. O jogador estaria tentando de todas as formas a sua rescisão contratual
com o clube coreano para permanecer no Rio Grande do Norte.
RIO DO VENTO
As equipes do Boca Juniors e River Plate venceram as partidas das semifinais e farão a grande final do Campeonato Municipal de Futebol de Caiçara do Rio do Vento, no próximo sábado, 17 de janeiro. O Boca empatou em 0 x 0 e venceu nos pênaltis por 5 x 4 a equipe do Gameleira FC. No outro jogo, o River
Plate também empatou sem gols e venceu o Corinthians da Serra
por 4 x 3 nos pênaltis.
16 O Jornal de HOJE
Esporte
Natal, 15 de janeiro de 2015
Quinta-feira
ÁRBITROS PODERÃO
APITAR ATÉ OS 50 ANOS
FIFA
AUMENTA O LIMITE DE IDADE PARA JUÍZES INTERNACIONAIS
A comissão de arbitragem da
Fifa decidiu aumentar a idade limite para exercer a função de árbitro
internacional, passando de 45 para
50 anos. A notícia empolgou o presidente da Comissão Nacional de
Arbitragem, Sérgio Correa, que pretende colocar a decisão em prática
no futebol brasileiro. De acordo com
Correa a nova determinação vai melhorar a qualidade dos quadros mundiais de arbitragens, melhorando o
mercado para os árbitros nacionais.
"Hoje no Brasil, quem indica o
árbitro é a Federação. Alguns anos
atrás, fizemos uma renovação forçada porque era uma necessidade,
mas com o retorno às origens, com
qualidade e em alto nível, sem se
arrastar em campo, você terá grandes árbitros em atividade. Carlos
Eugênio Simon, Altemir Hausmann, Roberto Braatz e outros poderiam ter continuado por mais
tempo, mas eles tiveram que parar
aos 45 anos", disse.
Correa disse que aguarda apenas pelo novo regulamento internacional para colocar em prática o
Divulgação
Árbitro Carlos Eugênio Simon parou de apitar aos 45 anos
seu novo plano de carreira para os
profissionais do apito. "A Fifa sinalizou para os árbitros internacionais, os que cumprirem as exigências físicas, mentais e sociais, que
eles poderão continuar apitando
até os 50 anos, como era antigamente. Só não tenho um documento da entidade dizendo quais serão
as regras de acesso ao quadro internacional. Tendo isso, posso fazer
um plano de carreira com este novo
limite. Temos vários árbitros na
casa dos 40 anos que não podiam
pensar mais na carreira internacional, que tinha o limite de 38, mas
agora podem pensar", explicou o
dirigente.
> TEMPORADA 2015
CRUZEIRO APRESENTA OS NOVOS REFORÇOS
O Cruzeiro apresentou ontem
os primeiros reforços da temporada 2015. Diante de milhares de sócios foram apresentados na Toca da
Raposa os atacantes Leandro Damião e Joel, o lateral-direito Fabiano e do volante Felipe Seymour. O
gerente de futebol Valdir Barbosa foi
o responsável por representar a cúpula celeste. Com o microfone em
mãos, ele afirmou que o Cruzeiro já
iniciou os contatos para contratar o
atacante colombiano Riascos e
aguarda a saída de Mena do Santos
para concluir acordo com o lateralesquerdo.
Com a saída de Ricardo Goulart, negociado com o Guangzhou
Evergrande, da China, por 15 milhões de euros, o clube procura por
um substituto à altura, o que deve
acontecer em breve. Entre os reforços apresentados ontem, Damião
foi o mais ovacionado pela torcida.
"O carinho da torcida, qualquer jogador quer ter, mas tenho de dar resultado em campo. Se não fizer meu
trabalho, as coisas podem não acontecer, aí a torcida muda de uma hora
para outra. Estou me preparando
bastante para esta temporada. O
grupo do Cruzeiro é bastante qualificado e tem tudo para dar certo.
Minha motivação é fazer muitos
gols e ajudar a equipe. Minha função é essa. Espero me entrosar o
mais rápido possível com outros jogadores, mas respeito o Joel e os
outros atacantes que podem fazer
essa função", destacou.
> EUA
RONALDO
ADMITE VOLTAR
AOS GRAMADOS
O ex-jogador Ronaldo Fenômeno foi apresentado ontem como
sócio proprietário do time Fort Lauderdale Strikers, dos EUA, participante da North American Soccer
League (NASL). Apesar da função
administrativa, o segundo maior artilheiro da história das Copas do
Mundo não nega a vontade de atuar
em algumas partidas da temporada
americana. Eu vou treinar, talvez
possa ajudar dentro de campo. Acho
que posso contribuir positivamente
para o time e também para a liga.
Verei se estarei pronto para esse desafio dentro de campo", revelou o
brasileiro, que também espera ter
sucesso como dirigente. "Quero bons
jogadores, pois projeto montar um
time forte. Vou trabalhar duro para
construir um time grande e consistente. Conversarei com muitas pessoas experientes e tornarei esse
sonho realidade", revelou.
VITÓRIA DA BAHIA
MONTA CT EM NATAL
exemplo, foram revelados pelo leão
jogadores como o zagueiro Alison,
o meia Matuzalém - hoje na Itália e atualmente o volante José Wellison, destaque da seleção brasileira
de base. O centro de formação do Vitória-BA contará ainda com Cyrillo Fernandes na coordenação administrativa e Daniel Morais. Com o
interesse de manter a qualidade do
trabalho que revelou atletas como
Dida, Vampeta, David Luiz, Alex
Alves, Elkson, Bebeto e Hulk, serão
contratados treinadores devidamente formados e com vivência no meio
futebolístico.
RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br
Leitura e charme
O escritor belga George
Simenon é pai de Jules Maigret, incomparável comissário de polícia francês. São parecidos mais do que gêmeos
de fantasia. A narrativa de Simenon é a postura de Maigret. Simenon é gênero, Maigret, estilo. Ambos instigantes,
sinuosos, excêntricos, intuitivos, atuais e misteriosos. Experimente o charme de Simenon e Maigret em livros pequeninos e mistérios para se
ler em rara trégua, na penumbra e na parceria do espírito
soprando descanso e sugerindo palavra bem tecida.
Simenon nem precisa estabelecer regras para se tornar indispensável. É objetivo e inventivo sem haver confusão. Maigret
é superior sem a necessidade de se impor. Enxerga detalhes imperceptíveis, busca soluções aparentemente absurdas, é de uma sofisticação exagerada pela simplicidade.
Simenon, mestre de tramas policiais, criou o comissário Maigret,
que se transformou em instituição francesa no nível de De Gaulle, Miterrand, Platini ou Zidane. É um personagem em carne e osso embora
nunca tenha sido visto. É idolatrado pelas manias e virtudes que o fazem
um detetive perfeito e sutil, inteligente e decisivo nos romances imortais de Simenon. Parece saltar do papel madeira para perseguir um assassino de verdade. Saudade das adaptações televisivas em episódios fatiando longos casos. Maigret é sábio posto que é velho.
Os livros são de uma construção elétrica no universo charmoso de
Paris ? que aliás, nem desejo conhecer pessoalmente. De uma Paris sem
terror, sem sadismo, sem fundamentalismo, sem chacina, sem sectários
nem defensores de opostos de seres humanos. Paris romântica, clássica
e sobretudo, gastronômica. Maigret é um glutão perspicaz e refinado.
Viajo pela Paris ficcional de Maigret, denso e Simenon, envolvente. Os finais parecem previsíveis, mas ninguém para enquanto tudo não
termina.O romance policial é literatura de segunda para alguns intelectuais.Eu não sou intelectual e fico primeiro com Maigret e Simenon. Ou
com Simenon e Maigret. Pai e Filho.
DIAS AVALIZA
Goleiro campeão pelo ABC em
1993,André Dias avaliza a contratação de Saulo, de quem foi treinador no Sport. Segundo Dias,
Saulo é ágil e só precisa de ritmo
de jogo.
PARDAL
Adriano Pardal daria uma sacudida na torcida do América. O atacante esteve bem de camisa vermelha. Minimizaria a saída de Pimpão, embora Pimpão não seja nenhum Mário Gotze, atacante da
Alemanha, embora pense jogar até
mais do que o autor do gol do título mundial.
Leandro Damião é uma das promessas do atual campeão brasileiro
Movimento dos Navios
APRONIANO CÉSAR
apronianocfs@hotmail.com
Se o Governo Federal cortasse todos os cargos
comissionados das Companhias Docas do Brasil,
sobrariam recursos para dragagens, equipamentos, etc...
NATAL
Navio
Tau
Lagoa Paranaense
Recanto do Mar III
Bandeira
Panamá
Brasil
Brasil
Chegada Destino
Carga/Des.
No Porto R. de Janeiro(RJ)
Admissão
No Porto
-Rebocador
No Porto F. de Noronha(PE)
Geral
Alem Mar II
La Gracieuse
Nordic Aliança
Marfret Guyane
CMA-CGM Herodote
Insignia
CMA-CGM Platon
CMA-CGM Homere
Brasil
França
I. Man
França
Inglaterra
I. Marshall
Inglaterra
Inglaterra
No Porto
16/01
16/01
17/01
24/01
28/01
31/01
07/02
F. de Noronha(PE)
Geral
Caiena/G.Francesa
Corveta
Cabedelo(PB)
Trigo
Algecira/ESP
Contêineres
Algeciras/ESP
Contêineres
Recife(PE)
Turismo
Algeciras/ESP
Contêineres
Algeciras/ESP
Contêineres
TERMINAL OCEÂNICO DE UBARANA - GUAMARÉ - RN
Aliakmon
S.B. Hollanda
> BASES
O Esporte Clube Vitória-BA implantará Centros de Treinamento e
Formação de Atletas (CTFA) em
Natal. Serão ao todo quatro núcleos
sendo um em cada região administrativa de Natal. 0s dois primeiros
serão instalados no Solenidade II e
o outro em Dix Sept Rosado. O centro receberá crianças de 8 aos 16
anos e o início das inscrições acontece ainda no mês de janeiro. Com
um projeto inovador e sob a coordenação técnica de Maurício Maeterlinck, o rubro-negro baiano é bem
conhecido quando se trata de revelar atletas. Do solo potiguar, por
Divulgação
Passe Livre
Grécia
Brasil
Ao Largo
17/01
Xaréu(CE)
Salvador (BA)
Água
Nafta
A PROGRAMAÇÃO É CHECADA DIARIAMENTE, PODENDO
HAVER ANTECIPAÇÃO OU ATRASO DE ALGUM NAVIO
TÁBUA DE MARÉS
Hora
Altura (M)
12:15
1.8
18:26
0.8
16
00:51
1.8
06:56
0.7
Dia
15
FASES DA LUA
Cheia
(05/01 - 02:54h)
Minguante (13/01 - 07:48h)
Nova
(20/01 - 11:14h)
Crescente
(27/01 - 02:49h)
NÃO CAIR
É a preocupação do Baraúnas.
Muito pouco para a tradição mossoroense.
COM A BOLA, DILMA
A presidente Dilma Rousseff está
determinada a vetar a renegociação das dívidas dos clubes de futebol, incluída pelo Congresso
na Medida Provisória 656/14,
aprovada na última semana de
votação antes do recesso parlamentar. Seria uma atitude sanitária da presidente.
DEBATE
Como tem feito em outros temas
polêmicos, ela deverá usar todo o
prazo de sanção da proposta para
discutir o dispositivo, que permite a renegociação das dívidas – em
torno de R$ 3,7 bilhões – sem qualquer contrapartida dos times.
Dilma tem até o dia 19 para bater
o martelo. “ Não houve concordância do governo. Foi um contrabando. A coisa tem de ser fechada. Não tem acordo sem contrapartida “ disse um ministro palaciano.
CONTRABANDO
O contrabando a que se refere esse
ministro foi incluído pela chamada bancada da bola, na MP sobre
incentivos fiscais à importação de
peças para aerogeradores, atropelando a negociação que vinha sendo
conduzida pelo líder do governo
na Câmara, Henrique Fontana (PTRS), em torno do projeto da Lei
de Responsabilidade Fiscal do Esporte (LRFE). As negociações incluíam representantes dos times e
do Bom Senso F.C., governo, parlamentares e o relator da proposta,
Otávio Leite (PSDB-RJ).
SINAL
No dia da votação da medida provisória, o senador Romero Jucá
(PMDB-RR), relator da proposta,
sinalizou que a presidente vetaria
a renegociação. Jucá não retirou o
dispositivo, que já havia sido aprovado pelos deputados, para evitar
que a MP retornasse à Câmara, o
que inviabilizaria a sua votação
antes do recesso. A emenda foi negociada pelos deputados Jovair
Arantes (PTB-GO) e Vicente Cândido (PT-SP).
CONTRAPARTIDA
Em nota ao GLOBO, o Ministério
do Esporte disse que “defende o refinanciamento das dívidas dos clubes com a União, desde que associado a uma série de contrapartidas e o estabelecimento de fair
play financeiro”. No Congresso,
líderes aliados dizem que há três
possibilidades para evitar a renegociação sem comprometimento
dos clubes com gestão responsável: veto do dispositivo; sanção do
texto aprovado no Congresso combinada com a edição de medida
provisória com as contrapartidas ou
sanção do texto e votação imediata da LRFE.
CIDADÃO HUMILHADO
A renegociação aprovada na surdina, do jeito que foi, é um tapa no
cidadão. Clube fica devendo, recebe o perdão simples e é estimulado a fazer novas bobagens. Cidadão – não o caloteiro profissional
- deve a banco, ao comércio, vai
para listas negras e morre asfixiado por juros.
ACIMA DOS 45
A Fifa comunicou as confederações que a partir de agora os árbitros poderão continuar no quadro
internacional depois dos 45 anos.
Ao que parece, a entidade maior do
futebol mundial entendeu que é difícil fazer um árbitro maduro com
pouca idade e que a maioria consegue apitar bem depois dos 40.
WELLINGTON CAMPOS
O furo foi do repórter Wellington
Campos, veterano de Copas e
Olimpíadas e hoje na Rádio Itatiaia(MG). Diz Wellington: “ Resta
saber, se a Fifa pretende subir a
idade de inclusão no seu quadro, até
então, limitado para os 38 anos”.
ARGUMENTO
Segundo o radialista, um argumento usado para acabar com o limite etário é de que muitos apitadores conseguem seus auges com 40
anos, conduzindo as partidas com
tranquilidade e equilíbrio, não disputando com os atletas a atenção
dos torcedores e telespectadores.”
PERDAS
Vários bons árbitros brasileiros tiveram que deixar o apito no melhor momento da carreira, o que
proporcionou grande prejuízo para
as competições nacionais e internacionais. Sem citar nomes, essa mudança na idade poderá ser benéfica
para o futebol no mundo inteiro.
NATIVOS INESQUECÍVEIS
Luiz Meirelles, o Cobra-Preta,
Jáder Correia, Nelson Luzia, Afrânio Messias e tantos outros nomes
inesquecíveis, apitaram com mais
de 45 anos no Castelão(Machadão) em campos empoeirados do
interior, garantindo disciplina e folclore aos clássicos e peladas do
Rio Grande do Norte. Capacidade
não tem idade.
Download

ROBINSON FAZ VISITA SURPRESA AO WALFREDO